Arquivo para 4 de fevereiro de 2013

Velhos fantasmas do século XIX ainda conduzem a política

Tenho ouvido militantes de esquerda culparem o PT pela desmobilização da sociedade brasileira. Por ser governo, o PT bloquearia a mobilização. Trata-se de um equívoco. A sociedade brasileira está desmobilizada porque não existe no espectro político uma proposta consistente de destino nacional. Ainda somos escravos dos antigos pensadores do século XIX em pleno século XXI.

A análise é de J. Carlos de Assis* para Portal Carta Maior

Keynes dizia que todo político atuante é em geral, do ponto de vista ideológico, escravo de um economista defunto. Pode-se generalizar esse enunciado, no sentido de que somos todos, de uma maneira geral, fortemente influenciados por grandes pensadores do passado. O principal deles, sem paralelo, é Karl Marx. Todo partido de esquerda, desde a ala extrema bolchevista ao centrismo democrata cristão, presta algum tipo de tributo a Marx, mesmo quando não subscreve inteiramente suas teorias.

A razão para isso é óbvia: Marx é de uma simplicidade brutal. Não por acaso. Ele examinou uma sociedade também relativamente simples. Era uma sociedade de duas classes principais, dinâmicas (os camponeses ficavam de fora), os burgueses e os trabalhadores, identificadas cada uma delas por sua posição em relação aos meios de produção, dos quais uma era a dona absoluta e a outra totalmente alienada. Em razão de tal divisão essas classes tinham objetivos bem definidos, os quais se expressavam em conflitos inconciliáveis.

A economia subjacente a essa análise social deve seu principal desenvolvimento ao conceito de mais valia. As mercadorias, dizia Marx, são trocadas pelos seus valores de reprodução, definidos este pelo conteúdo de trabalho nelas incorporado. Havia, porém, uma mercadoria em especial – a força de trabalho – que produzia um valor acima de seu valor de reprodução. A diferença entre o valor da mercadoria produzida e seu custo em conteúdo de trabalho seria a mais valia. Esta era integralmente apropriada pela burguesia.

O que continua válido nessas teses aqui simplificadas? Muito pouca coisa. Kautsky e Bernstein já haviam advertido, na segunda década do século passado, que estava em progresso uma diferenciação social nova entre a classe trabalhadora e a burguesia: as classes médias. Gramsci, na década seguinte, propôs corajosamente o conceito de uma classe intermediária que tinha objetivos próprios e poderia influir fortemente no curso da luta política. Os dois primeiros foram considerados renegados pelos marxistas ortodoxos. Gramsci foi menos repudiado, talvez porque escreveu da prisão e morreu jovem.

Sem uma releitura consistente da realidade social contemporânea, grande parte dos partidos de esquerda caíram no misticismo operário, saudosista do tempo em que uma revolução proletária deveria resolver todas as contradições da política e da vida. Não se deu conta que o próprio movimento operário voltou-se cada vez mais para a defesa de seus próprio interesses específicos, abandonando a via revolucionária. Por seu turno as classes médias ou classes intermediárias também assumiram seus próprios interesses corporativos sem muita consideração com o interesse geral. Mais do que isso, a conquista de direitos de cidadania possibilitou às classes não proprietárias apropriar-se de parte da mais valia social mediante a disputa do orçamento público nas democracias.

Tudo isso é um dado da realidade presente, impossível de negar. Não é uma tragédia. Mesmo a busca de afirmação de interesses corporativos nem sempre afronta o interesse geral. Além disso, há momentos especiais – eleições gerais, grandes movimentos cívicos por uma causa pública – em que, contra tudo e contra todos, surge uma mobilização social em larga escala por cima de interesses corporativos. Recorde-se, no Brasil, o apoio popular às greves do ABC em 78, a campanha das diretas-já e a deposição de Collor. Nos Estados Unidos, só para dar um exemplo externo, recorde-se a campanha pelos direitos civis nos 60 e o verdadeiro levante estudantil contra a guerra no Vietnã a partir de 68, atingindo também a Europa.

O que não se há de esperar, sobretudo numa sociedade democrática, é um estado permanente de mobilização social apoiada em interesses corporativos pressionando as instituições. Ninguém pode se mover permanentemente ao ritmo da Cavalaria Rusticana. A sociedade seria levada a um estado extremo de stress. Tivemos algo parecido no fim do Governo Goulart: o resultado foi prevalência da direita sob o signo da restauração da ordem.

Já uma genuína mobilização de massas que coloca acima ou além dos interesses corporativos o interesse geral requer uma acumulação de forças a partir de objetivos bem claros capazes de sensibilizar o imaginário popular. Sem a ideia da liberdade, não haveria revolução francesa; sem a ideia da igualdade comunista, não haveria a revolução russa; sem a ideia de uma terceira via social entre democracia e comunismo, não haveria social democracia europeia. Em uma palavra, a sociedade sem um projeto nacional é como navegar à noite entre pedras sem um farol de orientação.

Tenho ouvido muitos militantes de esquerda culparem o PT pela desmobilização da sociedade brasileira. Por ser governo, o PT bloquearia a mobilização. Trata-se de um equívoco. A sociedade brasileira está desmobilizada porque não existe ao longo de todo o espectro político uma proposta consistente de destino nacional. Todos, governo e sociedade, estão trabalhando para o curto prazo e de forma fragmentária. Não apenas o PT, mas todos os partidos, inclusive os de direita, não oferecem uma perspectiva de sociedade pela qual valha a pena se mobilizar. Enquanto essa proposta não for formulada, continuaremos escravos dos antigos pensadores do século XIX em pleno século XXI.

*J. Carlos de Assis é economista, professor de economia internacional da UEPB e autor, entre outros livros, de “A Razão de Deus” (ed. Civilização Brasileira)

SEGUNDA-FEIRA DOMINICAL

Dia das boas almas

# nnnA Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Pessoas pretende intensificar as investigações no estado da Bahia. A inquirição ocorre com a chegada de diversas denúncias, após a doação ilegal de crianças no município baiano de Monte Claro. O ponto de partida a prisão de um casal acusado de enviar garotas para Europa.

Nesta operação, que resultou na prisão do casal, foram resgatadas cinco garotas que estão sob custódia das autoridades espanholas. As baianas eram convidadas a trabalhar em casas de show em Salamanca e Ávila. Quando chegava lá, acabavam por serem exploradas sexualmente.

Segundo o deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA), a situação é bem mais complexa do que se poderia imaginar. “Essa prática do tráfico de pessoas na Bahia vai além do que poderia parecer, como apenas um episódio isolado. Não há uma única rede [de tráfico de pessoas], mas tudo isso é um mercado humano”, destacou.

# Os politicofastros da não-cidade de Manaus andam aproveitando muito bem as regalias de seus cargos ocupados. A bancada do Amazonas gastou tudo que podia, especialmente com a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o famigerado “cotão”.

moneySegundo os dados da própria página da Câmara dos Deputados e do Senado, quem mais “torrou la babita” foi o deputado Henrique Oliveira (PP-AM). Ele gastou nada menos que R$ 373,3 mil, sendo que o limite de gasto em 12 meses é de R$ 384 mil. Não ficando muito atrás, aparecem Sabino Castelo Branco (PTB-AM) e Eduardo Braga (PMDB-AM), com gastos de R$ 300 mil e 274,3 mil, respectivamente.

Não obstante essa gastança toda de dinheiro público, pouco se viu da atuação desses politicofastros. O deputado Sabino foi o que menos subiu ao palanque para produzir políticas para a cidade. Especialista em banalizar as coisas públicas e um sensacionalista da pior estirpe, o mesmo ocupou a tribuna da Câmara apenas seis vezes durante o ano. Já Henrique Oliveira apareceu 29 vezes.

# flamengoOs peladões regionais continuaram suas partidas com grandes clássicos da tradição cupinesca. No carioquinha o grande clássico foi entre Vasquinho e Bangu sendo que o último meteu um a zero no time adversário que viu sua nau afundar tabela a baixo. O foguinho bateu o Macaé de três,´mesmo número de gols do fluzinho. O menguinho ganhou do Nova Iguaçu marcando o único gol da partida, depois de tanto suar pra faze-lo. Sorte dele que o suor em excesso atrapalhou o trabalho dos cupins. Mas se os placares destes jogos fossem favorável para os outros times continuaria o mesmo peladão carioca.

Corinthians-Oeste-Foto-Miguel-Schincariol_LANIMA20130203_0178_1Pras bandas de Sumpaulo o grande clássico Mirasol e Ituano terminou em um a zero pro time de Itú. Mesmo com a vitória sabemos que lá só o futebol não é grande.

No jogo entre os vizinhos do ABCD o São Bernardo se deu melhor enfiando quatro bolas nas redes do São Caetano que só meteu uma. Já no crassico entre o peixinho e saopaulinho terminou em vitória do peixinho por 3 a 1.Não pensem que foi devido a Iemanjá. Foi pura sorte, e caso o resultado fosse outro seria ainda assim a mesma coisa.O verdinho empatou Campeonato Paulista jogo Santos x Sao Paulocom a força interiorana do XV de Piracicaba em três gols pra cada lado e o timinho atropelou o Oeste por cinco a zero, a maior goleada do campeonato. No mais boa rodada para nossos amigos cupins, já que pernas de pau também estão em grande número em São Paulo.

Campeonato Mineiro, jogo : Atlético MG x CurzeiroO Campeonato Mineirinho que teve sua estreia no fim de semana teve a rodada mais organizada do país. Os resultados matemáticos surpeendem. Houveram três jogos com resultado 2X1 e dois jogos 1X1.    Multiplicando 3(2X1)X 2(1X1) dá doze, que são o número de times do campeonato. Só em números por que na prática os cupins são quem mandam nos gramados. O crassico em Cruzeiro e Atletico terminou em vitória para o crucru por dois a um. O contrário não mudaria pois o único que deu show foi o Estádio do Mineirão que teve sua inauguração com a partida.

Camepeonato Gaúcho, jogo : Internacional x GrêmioNo Gauchinho o clássico entre Juventude e Caxias terminou empatado em um a um. Já no tradicional Grenal deu pro nal que venceu com dois a um. E como os gaúchos tem sua tradição no churrasco por lá os cupins sempre tem embaixo dos musculos fortalecidos pelas proteinas madeira de qualidade. E assim mais uma rodada dos peladeiros onde os cupinzeiros vem fazendo a tradição.

Quissama-Fluminense-Foto-Bruno-Lima_LANIMA20130202_0108_1

Camepeonato Gaúcho, jogo : Internacional x Grêmio


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.241.958 hits

Páginas

fevereiro 2013
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

Arquivos