Arquivo para 7 de abril de 2013

MÍDIA, EDUCAÇÃO E TROTE SE EQUIVALEM NO AMAZONAS

Sábado, dia 06 foi dia de tiração de broncas e jogo de responsabilidades pela inobservância elementar de como repassar uma notícia. Uma notícia para ser dada ela tem que ser checada, confirmada, ouvida as partes, mas não foi isso que ocorreu por estas bandas de cá. Então vamos à prosa.

Dois assuntos repercutiram positivamente na imprensa em Manaus na semana que passou. Um deles envolvendo o Jornal A Crítica e a digitação da tabela do campeonato brasileiro versão 2013, onde ao nome do Flamengo foi acrescido um sufixo pejorativo causando grande constrangimento.

O outro tema que recebeu toda a atenção e cobertura foi a suposta aprovação do estudante Jean Lopes Cardoso, 18 anos para cursar medicina na Universidade de Harvard nos Estados Unidos.

Insistimos. O que chama a atenção é que a informação foi plantada no site da SEDUC-AM e a partir daí motivou toda a repercussão. Elogios de todo mundo. Foi até ensaiada por políticos uma moção de parabenização ao estudante como modelo e exemplo que deveria ser seguido e principalmente por ser de escola pública.

Quando a SEDUC-AM lançou no seu site a informação, seus jornalistas, que leram “Os meios de Comunicação como extensões do homem” de Marshall Mcluhan, pensaram no seguinte; nós lançamos a informação primeiro e depois, com a velocidade elétrica ela há de se confirmar  como ocorre na diplomacia onde muitas decisões eram anunciadas antes de expressamente formuladas, a fim de assegurar previamente as diversas respostas que pudessem ocorrer quando as decisões fossem realmente tomadas.

Os “jornais” locais que caíram no trote, na simulação, na mitomania do estudante como já foi caracterizado por duas psicólogas, Shara Valois e Andréia Leite,  não foi por engano não. Foi porque estão visceralmente ligados ao governo estadual e municipal e fazem e divulgam tudo que favoreça seus financiadores e aí seus leitores também se ligam a esses governos, pela saga ideológica rasteira desse desserviço social.

Ainda falando do jornal, Mcluhan, diz: “o jornal é uma forma confessional de grupo que induz à participação comunitária. Ele pode dar uma “coloração” aos acontecimentos, utilizando-os ou deixando de utilizá-los. Mas a exposição comunitária diária de múltiplos itens em justaposição que confere ao jornal a sua complexa dimensão de interesse humano”.

Os alcunhados jornais por estas bandas estão muito distantes de atenderem esses princípios sociais, comunitários. São jornais, como temos debatido nas nossas reuniões públicas, parasitários, já pegam tudo pronto e aí só reproduzem de “acordo como nosso rei mandou.”

Os arremedos de jornais de Manaus não teem nada interessante. Infelizmente, assim como são seus jornalistas, são seus leitores. Assim como é a educação, assim são as pessoas que compram esses ditos jornais. Especializaram em trazer em suas manchetes, assassinatos, mortes, prisões, fugas e muitas mulheres semi-nuas. Em termos de conteúdo não há nada. E aí caí bem, o que Mcluhan fala no final do capítulo 21, a imprensa – governo por indiscrição jornalística: “Os donos dos meios sempre se empenham em dar ao público o que o público deseja, porque percebem que a força está no meio e não na mensagem ou na linha do jornal.

A falta de um marco regulatório de mídias no Brasil tem muito haver com isso. A imprensa brasileira está nas mãos de grupos que fazem o que bem entendem e com isso contribuem também para o tipo de educação que temos, pois numa cidade onde seus jornais não trazem conteúdos de interesses sociais, a tendência é a proliferação da violência.

Se esses jornais deixassem de circular por um mês nesta não cidade, aconteceria aquilo que Marschal menciona em seu livro, na fala de um policial num posto onde não recebia notícias a mais de um mês e isso resultara na diminuição do índice de assassinatos naquele local, naquela cidade.

Ademais, este é o quadro midiático em Manô, no Amazonas. Um estado desprovido de um jornalismo investigativo,  comprometido com a comunidade,  que infelizmente retrata o modelo de educação que temos.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.452 hits

Páginas

Arquivos