Arquivo para 12 de setembro de 2013

LULA, EM ENTREVISTA, DIZ QUE OS PAÍSES PRECISAM CRIAR UMA GOVERNANÇA GLOBAL PARA IMPEDIR A SUPREMACIA DOS EUA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o metalúrgico, concedeu entrevista em analisa os temas principais que são predominantes nos dias de hoje. Tanto temas nacionais, como a espionagem promovida pelos Estados Unidos sobre o governo Dilma Vana Rousseff, órgãos públicos e cidadãos brasileiros, como temas internacionais como a ameaça do país norte-americano em desejar invadir a Síria, e também o uso de armas químicas contra a população civil de Damasco.

Lula concedeu a entrevista durante a realização do seminário “A Democracia, a Paz e a Justiça Social no Brasil e na África”, promovido por Diálogos Capitais da revista, Carta Capital.  A revista semanal livre de qualquer enunciação nazifascista.

“Precisamos levar a sério a discussão da democracia nesse mundo globalizado. Precisamos discutir a sério uma coisa chamada governança global. Pode por acaso, o seu Obama e seu sistema de vigilância ficar bisbilhotando a conversa de nossa presidenta.

Antes, era preciso ter dinheiro, pegar passaporte, pagar viagem de avião – para conhecer a realidade de outros países -.Hoje qualquer sujeito em uma sala em Nova York fica sabendo o que você está fazendo, em plena a democracia. Cadê a decisão judicial que permite ouvir? Qual foi o delito que a Dilma cometeu? Sabe-se Deus se eles não estão gravando esse debate aqui.

Fiquei horrorizado com aquelas crianças mortas no subúrbio de Damasco. Foi uma coisa que eu gostaria de passar pela Terra sem ver. Mas quem foi que disse que fez aquilo?

Onde é que decidiu-se que deveriam invadir a Líbia?

Os americanos sozinhos inventaram que o ouro não valia mais nada, que o padrão ia ser o dólar, e que só eles iam ter a maquininha de fazer dólar. Quando é que o mundo vai discutir uma moeda mundial?

Eu não sei se o Ban-Ki-moon já foi à Síria. Achei engraçado que vi outro dia no jornal: a ONU vai investigar armas químicas. E tinha a foto dos rebeldes. Que é que dar as armas deles? Eu acho que pelo bem da Síria, o Assad estava bem na hora de ir embora, mas democraticamente, para não acontecer o que aconteceu no Egito”, analisou lucidamente Lula.

Com mais teor lúcido Lula, chamou a atenção para posição da ONU em relação à Palestina.

“A mesma ONU que criou o Estado de Israel em 1948 não teve coragem de criar um Estado Palestino?”, questionou Lula.

O PLACAR, PARCIAL, DE 4X2 FAVORÁVEL PARA QUE HAJA NOVO JULGAMENTO DA AÇÃO PENAL 470 DEIXOU J. BARBOSA ENRAIVECIDO

A tese: os embargos infringentes são recursos jurídicos usados pelos defensores dos réus condenados pela Ação Penal 470 – alcunhado pela mídia extrema-direita de mensalão – que receberam durante o julgamento quatro votos favoráveis concedidos pelos ministros. No caso da Ação Penal 470, são onze os réus entre eles José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares e João Paulo Cunha os que se encontram entre os que podem ser beneficiados se caso os ministros decidam, em sua maioria, votar favorável aos recursos infringentes.

A antítese: na semana passada quando o Supremo Tribunal Federal (STF) se reuniu para tratar sobre a possibilidade de já determinar a execução de sua sentença como condenação dos réus e pedir suas prisões, o novo ministro Luiz Roberto Barroso, pediu que os embargos infringentes fossem julgados na quarta-feira, ontem, dia 11, para ver se os réus poderiam ou não, de acordo com a votação dos ministros, ter um novo julgamento. Não deu outra – antítese -, o presidente Joaquim Barbosa – o ministro que tem um filho empregado pelo alienante Huck da TV Globo, e que acusou várias vezes o ministro, amigo de Daniel Dantas, Gilmar Mendes de adorar os refletores das mídias, mas agora é ele que mostra essa adoração – se posicionou contrário afirmando o contrário do direito aos recursos, e que tudo não passa de uma tentativa de protelar a condenação dos envolvidos na Ação Penal 470.

Quase-síntese: a votação dos embargos infringentes começaram ontem, quarta-feira, dia 11, e como já era sabido o presidente do STF, J. Barbosa votou contra os recursos. E como não poderia ser diferente, o ministro que pediu ajuda do próprio Dirceu para interceder na sua indicação para a Corte, Luiz Fux, votou também com o chefe Barbosa. Mas Barbosa, homem que se considera o paladino da moral, e por isso quer sempre ser o arauto da Corte, sentiu – já estava sentindo por antecipação – seu enfraquecimento dominador quando o ministro Luiz Roberto Barroso votou favorável aos embargos infringentes mostrando a legalidade de sua aplicação no caso da Ação Penal 470. Barbosa virou Barbosão de raiva. Nem sequer tentou disfarçar. Mas o pior, para ele e seu discípulo Fux, ainda estava para acontecer.

O placar estava 1 a 0, inaugurado com o voto de Barbosa, para os que querem satisfazer a mídia da extrema-direita, e, principalmente, ver Dirceu nas grades. Como coisa que Dirceu fosse mudar ao ser preso. Ainda mais nessas condições. O ministro Barroso ao validar seu voto favorável aos infringentes contestou claramente Barbosa.

“Mesmo que se queira cogitar da supressão dos infringentes, penso que seria imprópria uma mudança da regra do jogo quando ele se encontra quase no final. Não há porque sujeitar um processo tão emblemático a uma decisão casuística, de última hora”, ajuizou seu voto o ministro Barroso.

Com o placar empatado em 1 a 1 veio o ministro, também novo na Corte, Teori Zavascki, confirmou a validade dos embargos infringentes que não haviam sido revogados por outras leis. O não reconhecimento dos embargos infringentes levaria o afastamento de outros recursos.

“Ou vale para tudo ou não vale para nada. Invocá-lo para afastá-lo os embargos infringentes levaria por idêntica razão afastar os demais recursos. Não seriam cabíveis os embargos de declaração”, defendeu seu voto o ministro.

Com 2 a 1 no placar, foi à vez da ministra Rosa Weber que seguiu os votos de Barroso e Zavascki.

“A Lei 8.038/1990 nada dispõe contra eventuais recursos admissíveis nas ações penais originais no Supremo”, disse a ministra, aumentando o placar par 3 a 1.

Nessa altura da disputa jurídica, o ministro Joaquim Barbosa, visivelmente irritado deixou o plenário que foi ocupado pelo vice-presidente ministro Ricardo Lewandowski.

Por sua vez, o discípulo de Barbosa, Luiz Fux, confirma sua posição defensora do julgamento que para ele foi “extremamente eficiente”. Ele não poderia dizer o contrário.

“O julgamento mais longo da história do Supremo Tribunal Federal se revelou extremamente eficiente sob a ótica de todas as garantias constitucionais”, disse o ministro conservador.

Nesse momento o placar estava 3 a 2. Foi a vez da votação do ministro Dias Toffoli que votou favorável aos embargos infringentes determinando o placar de 4 a 2.

Com o voto do ministro Toffoli o vice-presidente Lewandowski suspendeu a sessão.

Hoje, dia 12, continua o embate jurídico tendo como tema a Ação Penal 470.

SAÚDE MENTAL É UMA QUESTÃO DE MAIS POLÍTICAS PÚBLICAS, DIZEM ESPECIALISTAS

https://afinsophia.files.wordpress.com/2013/09/46b42-ogrito.gif

O filósofo francês Jean Baudrillard, disse que a Disney World existe para fazer de conta que existe um mundo adulto, assim como existem os presídios para fazer de conta que existe uma sociedade justa. A questão da saúde mental segue essa mesma proposição: a loucura existe para que se acredite que existe uma sociedade normal.

Todavia, foram os grandes psiquiatras, seguindo uma leitura marxista, que começaram a mostrar essa hipocrisia/moral/científica. Os conhecidos antipsiquiatras. Foram psiquiatras como Franco Basaglia, que fundou em 1978, no Brasil o Movimento Psiquiatria Democrática, o inglês D. Ronald Lang, o sul-africano David Cooper, a brasileira Nise da Silveira, entre outros que mostraram o delírio de que existe uma sociedade normal. Um fato facilmente comprovado visto que se houvesse uma sociedade normal não haveria a chamada loucura. Uma sociedade onde a base de sua dita riqueza nasce precipuamente da violação do corpo e da mente do trabalhador em forma de mais-valia ( ou mais-valor, dependendo da tradução) que lhe permite um desumano acúmulo de capital, não pode ser considerada normal. Ainda mais quando se sabe que essa violência transmudada em uma subjetividade em que todos se transformam em mercadoria, reificação do homem em valor-monetário, é o elemento propulsor da loucura. Acrescida ainda, de uma semiótica que estimula fantasias onde o desejo está aprisionado – como queria sadicamente Freud – em forma de culpa individual e social.

Foi com esse esclarecimento que se organizou no Brasil um trabalho colocando em pauta a saúde mental. E não mais a doença mental. Um delírio estigmatizador carregado não só por grande parte da sociedade que se julgava – ainda se julga – normal, mas também pelo chamado corpo de saúde responsável por essa vivência-humana. Claro que nas pessoas de psiquiatras, enfermeiros, psicólogos, assistente sociais, sociólogos, todos ignorantes do Devir-Vida. Ou então, o devir-Marx. Todos crentes que eram mais normais que os chamados enfermos mentais. Todos favoráveis a institucionalização da chamada doença. Todos favoráveis ao internamento hospitalar. Todos exercitando suas taras em querer ver os pacientes – pacientemente – confinados a sedação e a velha, e perversa camisa-de-força. Todos exercendo seus papéis policiais confinando os pacientes para longe da sociedade apelidada de normal. Uma vocação carcereira de proteção à segurança social dos normais. 

Nos percursos produzidos por esse trabalho-transformador do conceito de doença mental, nasceu em 2010, a reforma psiquiatra com normas totalmente diferentes do que era propagado pelo discurso da psiquiatria institucional-hospitalar. Ou melhor: presidiária. Foi instituída a Lei 10.216, de 2010, que eliminou a internação como modelo de tratamento, na verdade exclusão social concedida oficialmente e cumpliciada por familiares, e grande parte da sociedade. Nesse seguimento foram criados os centros psicossociais para evitar as internações para que os pacientes possam viver integrados nas comunidades. São as redes de atenção psicossocial ou unidades de serviços comunitários. Entretanto, mesmo com as transformações ocorridas, especialistas que trabalham nesse seguimento, acreditam que ainda é preciso muito para que a política da saúde mental seja eficaz. Para eles são necessárias formulações de políticas públicas referentes à saúde mental.

“A saúde mental não está restrita às pessoas que tem patologias psíquicas de fato, está intrinsicamente ligada a qualquer cidadão que adoece pela não garantia de seu direito, ou pela violação do Estado, pela segregação, preconceito, racismo”, afirmou Fábio Bellone da Associação Brasileira de Saúde Mental.

“Houve um grande avanço no Brasil com a reforma psiquiatra, não há dúvida disso, mas temos um desafio enorme ainda pela frente. E estamos à volta com a reinternação compulsória que pode ser uma reedição dos abusos do passado e que precisa ser rediscutida”, observou a escritora e jornalista Daniela Arbex, se referindo à prática de internação involuntária e compulsória dos dependentes de crack.

“A gente sabe que a inserção no mundo do trabalho é um problema para essas pessoas, e a gente tem encontrado uma saída bacana que é o trabalho no mundo do carnaval, o que mostra que há muitos espaços solidários na vida da cidade em que a diferença é bem vinda”, analisou Simone Ramalho, coordenadora do Ala Loucos pela X.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.092 hits

Páginas

setembro 2013
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos