Arquivo para 23 de outubro de 2013

DILMA SANCIONA LEI DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS E PEDE DESCULPAS AOS MÉDICOS ESTRANGEIROS AGREDIDOS PELOS MÉDICOS-BURGUESES

Os médicos-burgueses depois de comemorarem, na semana passada, a data que significa seus status, muitos deles aproveitando o momento para protestar, do alto suas existências bem adaptadas e cheia de glamour, tiveram ontem, dia 22, o desprazer de tomar conhecimento do ato da presidenta Dilma Vana Rousseff que sancionou a Lei do Programa Mais Médicos. Os médicos foram agredidos em várias capitais, mas a que marcou mais foi a que ocorreu em Fortaleza – uma terra que não merece os agressores – quando os ineficazes chamaram os médicos estrangeiros de “escravos”. Uma discriminação racial fingindo ser uma alusão de defesa trabalhista.

Para piorar o desconforto dos médicos-burgueses, a presidenta iniciou seu discurso de instituição da lei, pedindo desculpas aos médicos estrangeiros que foram agredidos pelos médicos-burgueses durante suas chegadas ao Brasil. Presente a cerimônia, o médico cubano Juan Delgado, foi quem simbolizou a agressão à qual Dilma se reportou. E para aumentar muito mais o desconforto dos médicos-agressores, a presidenta comentou sobre a importância do Sistema Único de Saúde (SUS), a política socialista da saúde que os médicos-burgueses sentem asco. “Coisa de pobre”, diria um personagem de uma peça teatral encenada pelo Teatro Maquínico da Associação Filosofia Itinerante (Afin).

“Quero cumprimentar Juan, não penas pelo fato de ter sofrido imenso constrangimento, sobre o que do ponto do vista pessoal, do governo, e do povo brasileiro, peço desculpas a ele. Mas também pelo fato de nós estarmos aqui hoje, e queria cumprimentar cada um dos médicos aqui presentes, eles representam muito bem a grande Nação latino-americana.

Sabemos que devemos atender a todos os brasileiros, mas sobretudo os mais pobres e fragilizados, e sabemos como é entranhada e resistente a desigualdade no acesso ao serviço de saúde no país. Queremos ataca-la com energia e absoluta prioridade.

Não se trata apenas de atender a questão da desigualdade, mas também estruturar a conquista que é o SUS, que é algo que conquistamos justamente como conquistamos a democracia, e não foi de graça que ocorreu. Queremos dar importância ao SUS, com maior força e sustentação”, discursou contente e confiante Dilma.

Por sua vez, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, falando sobre o ato sancionador, comentou a agressão xenofóbica apresentada pelos médicos-burgueses contra os médicos estrangeiros.

“Aquele corredor polonês da xenofobia em Fortaleza não representa o espírito do povo brasileiro e a maioria dos médicos brasileiros que representam os Sistema Único de Saúde, o SUS.

Vamos mudar a mentalidade de que saúde só se faz em hospital de altíssima complexidade. A maioria dos meus colegas médicos já mudou de opinião, já se convenceu da importância do programa.

Todas as medidas que tomamos junto ao Ministério da Educação para aumentar formandos em medicina não davam conta da demanda que a população tinha e os prefeitos deixaram claro isto no começo de suas gestões. Quero deixar claro a determinação de todos os prefeitos, de todos os partidos que solicitaram que construíssemos garantias inovadoras para levar mais médicos para a população. Por isso é estranho o que dizem ser um ato eleitoreiro, já que a solicitação foi de prefeitos e prefeitas de todos os partidos deste país. Mais uma vez o Congresso aprimorou a iniciativa inicial do governo”, disse Padilha.

ASSOCIAÇÃO DOS CONSUMIDORES PROTESTE PROTESTA CONTRA PUBLICIDADE SEM AUTORIZAÇÃO EM PÁGINA DO FACEBOOK

Para os exploradores a jogada é simples. O ‘facebookista’ tem sua página na rede social e coloca sua foto – não esquecer que o Facebook é o nicho dos narcisistas que não se satisfazem com suas próprias notas ontológicas, e por insegurança acreditam que são compartilhados, ou melhor ( ou pior): amados -, aí o explorador entra em ação. Aproveita a página de compartilhamento e publica sua mercadoria gratuitamente. Assim, fica formada a circulação mercadológica gratuita sem que o ‘facebookista’ tenha qualquer participação na jogada comercial do explorador. E mais, essa jogada autoritária e prepotente coloca em perigo a imagem do ‘facebookista’ que não domina mais essa imagem, visto que ela foi transformada em um veículo de propaganda. O filósofo francês Jean Baudrillard, que mais entende de mundo virtual, diz que imagem é dissipada, ou, como se entenda, apagada. O ‘facebookista não tem mais face. Esse o fenômeno do desaparecimento.

Diante dessa violência-virtual, que conclama interdição jurídica, a Associação dos Consumidores Proteste resolveu  denunciar o fato como abusivo o que a rede social Facebook faz com as páginas de seus usuários. Como mercado, as paginas fazem marketings de várias mercadorias. Sapatos, camisetas, bolsas, pacotes de viagens, campanhas sociais, tudo que tiver um valor econômico ou tenha como objetivo sedução dos sentidos e da cognição.

De acordo com Maria Inez Dolci, coordenadora institucional da Proteste, o Código de Defesa do Consumidor pode enquadrar essa prática.

“Consideramos que essa é uma prática abusiva. Portanto, quem se sentir lesado por uma associação de sua imagem a um produto ou oferta deve reclamar nos órgãos de defesa do consumidor.

O usuário, ao curtir, tem de saber que ele pode ser associado à publicidade daquela empresa. E tem de ter direito de não aceitar”, observou Dolci.  

São vários estados de estranheza sobre o tema e testemunhos que se sentiram lesados com a exploração.

Breves casos.

Leandro Fonseca, de 21 anos, e estudante de jornalismo: ”Então usam o nosso nome para vender? É como eles me colocassem como garoto-propaganda do produto deles. Usam meu nome para se promover e, o pior, eu não ganho com isso. Me sinto, de alguma forma, exposto e também invadido.”

Renata Amorim Previatto, estudante de 28 anos: “Achei o cúmulo. Eu não estava ciente disso. Nesse caso eu sequer sei do assunto e nem tenho direito à argumentação. Tenho o direito à opinião própria e o Facebook pode mostrar algo associado a mim que eu posso ser absolutamente contra, por exemplo. Isso poderia me prejudicar no trabalho e até com pessoas”.

Fernanda Souza Lima, farmacêutica: “A gente até sabe que privacidade não combina com Facebook, mas daí a colocar a nossa foto de perfil, que todos os amigos reconhecem, ao lado de uma publicidade não autorizada é um abuso”.

Atenção, o capitalismo é invasivo! Onde há uma fresta ( ou uma ilusória festa ) ele entra com sua voracidade.

FALANDO SOBRE O LEILÃO DO PRÉ-SAL, LULA, DIZ QUE UMA PARTE DAS PESSOAS TEM VERGONHA DE FICAR FELIZ

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o metalúrgico, durante sua estadia em Lisboa, Portugal, concedeu entrevista coletiva e analisou vários temas. Entre eles, o leilão do pré-sal do Campo de Libra, em Santos, ocorrido no dia21, que para o governo foi “um sucesso absoluto”. Entretanto, como já vinha ocorrendo, à imprensa das direitas, porta-voz do capital norte-americano – que não participou do leilão -, invejosamente – a inveja é cobiça do que pertence ao outro – não poupou ressentimento e não aceitou o sucesso do leilão. Lula que é um homem historicamente comprometido por sua inteligência e capacidade de perceber o que a maioria das direitas não percebe, ironizou as atitudes rancorosas dos inimigos do Brasil durante a entrevista.

“Acho uma bobagem muito grande as pessoas terem vergonha de ficarem felizes. A verdade é que o leilão de Libra foi uma coisa extremamente importante, a participação das empresas estrangeiras deu muita seriedade ao leilão, acho que é uma oportunidade excepcional de desenvolvimento ao Brasil.

Pelo fato de estarmos entrando no ano eleitoral tem pessoas que têm vergonha de reconhecer os méritos do leilão de Libra, que foi extraordinário”, considerou Lula.

“Precisamos reestatizar a Petrobras e entregar a Petrobras de volta aos brasileiros”. Exemplo cristalino de inveja, principalmente por ter sido proferido por alguém que faz parte do partido que privatizou o Brasil, além de lhe deixar na miséria: Aécio Never. O PSDB não considera política estatal como forma de gerenciar as riquezas do Brasil. Só a inveja pode levar alguém se pronunciar contrário ao que defende para tentar atingir seu adversário.

Lula tem razão: Aécio tem vergonha de ficar feliz.

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO DENUNCIA MAIS 15 POLICIAIS PELA TORTURA E ASSASSINATO DE AMARILDO

O que quer o torturador com o corpo do torturado? Que ele fale. Que ele mostre indícios, sinais, que possam revelar o que o torturador procura como sua verdade. O torturador tortura porque não tem inteligência capaz de encontrar indícios, sinais, no torturado sem que ele fale.

A tortura é a mais degradante forma do homem tratar o homem. O torturador é alguém que teme e se apoia em alguma significação que para ele lhe protege. Ele se malogra no prazer de ver o outro submetido a sua força. Filósofos como Jean Paul Sartre, escreveram sobre essa condição vil do recurso da tortura. O torturador quer se apossar da consciência do torturado através de seu corpo, mas não consegue. Eis, seu malogro, diz Sartre.

Incapazes de encontrar sinais em alguém suspeito que lhe denunciem como criminosos ou não, os Estados adotaram a tortura como instrumento de alcance da verdade que o acusado esconde ou não da chamada autoridade. A Idade Média, principalmente com o Cristianismo, nos concede exemplos terríveis de torturas a ferro e fogo. O castigo da tortura em praça pública tinha não só a função de castigar o torturado, mas também servir de exemplo para o público que comparecia aos espetáculos de crueldade. “Anda direito com teu Deus, porque amanhã pode ser tu o torturado”, dia a sacra instituição em nome do Paí.

Como diz o filósofo Paul Virilio, no século de XIX a tortura foi dispensada. Não por piedade ou por humanidade, mas porque os homens encontraram outras formas de encontra indícios nos suspeitos. Não precisava mais que o corpo, sob o domínio da tortura, falasse e confirmasse ou não, indícios de um crime. Durante a ditadura militar se dizia que se usava o recurso da tortura porque se queria que o acusado entregasse seu companheiro para ele fosse também preso. Era a velocidade em pegar os suspeitos, diziam os adeptos da tortura.

QUANDO A INTELIGÊNCIA DENEGA A TORTURA

O ajudante de pedreiro, Amarildo de Souza, morador da comunidade da Rocinha, foi preso no dia 14 de julho – por ironia histórica data da Revolução Francesa que culminou com a tomada do mais cruel presídio da França: a Bastilha – por policiais militares que prestavam serviço na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Tido como suspeito envolvido com o tráfico, segundo o major Edson Santos foi levado para interrogatório. Na verdade, uma sessão de crueldade que lhe levou a morte. De acordo com a promotora de Justiça Carmen Elisa de Carvalho, uma das promotoras do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público, Amarildo foi torturado e morto por pelo menos 4 policiais, mas com o envolvimento de 25, todos denunciados pelo Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro.

“Ele foi torturado por meio de asfixia com saco na cabeça, saco na boca, choques de arma taser e afogamento em balde de água”, disse a promotora.

Durante a sessão de tortura, 12 policiais faziam vigilância na UPP para impedir que qualquer pessoa de aproximasse do local e depois servisse de testemunha. Para tentar afastar suspeitas sobre os PMs, o policia militar, Marlon Campos Reis, tentou forjar uma ligação. Se passando por um traficante, mas a perícia do MP descobriu que a voz era do polícia e não do traficante.

“Ele o soldado Douglas Vital foram para o bairro de Higienópolis com um celular apreendido pela polícia na Rocinha e ligaram para um telefone que eles sabiam que estava sendo interceptado ( por investigação da Polícia Civil contra o tráfico na Rocinha). As antenas (da empresa de telefone) demonstram que os celulares de Marlon e Vital estavam naquele local, na mesma data e hora da ligação em que Marlon fingiu ser traficante”, afirmou a promotora. 

Entendendo o caso do pedreiro Amarildo, preso, torturado e assassinado injustamente, segundo os moradores da comunidade um homem de bem, através da lógica dos indícios, têm-se dois demonstrativos de praticabilidade de busca da verdade. O primeiro mostra que os policiais queriam encontrar indícios de culpa de Amarildo através da fala de seu corpo torturado: não conseguiram. Sua fala não o denunciou. Ou seja, não revelou a verdade que os torturadores queriam. Faltou inteligência para perceber que Amarildo não era um criminoso. “Na tortura toda carne se trai”, canta Zé Ramalho. A carne de Amarildo não se traiu. Sua voz não saiu de sua carne. 

O segundo mostra que o Ministério Público através de seus promotores do Gaeco não precisou torturar nenhum policial para ver os indícios que os condenavam e que confirmavam que eles eram os responsáveis pelo assassinato de Amarildo. A inteligência foi eficaz na verdade que procurava. Ela viu até os sinais que os policias tentaram simular: fingir ser o que não eram. Acima de qualquer suspeita.

Logo, não há inteligência na tortura.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.045 hits

Páginas

Arquivos