Arquivo para 22 de novembro de 2013

JOAQUIM BARBOSA CONSEGUE SEU OCULTO INTENTO: DEPOIS DE GENOÍNO PASSAR MAL E SER INTERNADO ÀS PRESSAS, DETERMINA SUA PRISÃO DOMICILIAR PROVISÓRIA

geno.jpg

Primeiramente o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou prisão fechada para o deputado federal licenciado, José Genoíno, quando deveria ser regime semiaberto. Diante do pedido do advogado do deputado para que Genoíno fosse liberado para o regime semiaberto em função de seu estado grave de saúde, inclusive confirmado pelo Instituto Médico-Legal da Polícia Civil, o ministro Joaquim Barbosa afirmou que o estado grave de saúde do deputado não está “satisfatoriamente demonstrado”.

“As condicionantes impostas para o deferimento do regime domiciliar, no caso, como afirmado pelo MPF, não estão satisfatoriamente demonstrados (sic) e, pelo texto legal, o próprio conceito de doença grave constitui elemento normativo não explicitado na legislação antes referenciada”, sustentou Joaquim Barbosa.

Com essa afirmação, o ministro pretendia manter seu intento oculto: fazer Genoíno expressar através de seu corpo, e não através de sua razão, a prova de seu estado grave de saúde. O corpo de Genoíno compreendeu o querer de Joaquim Barbosa: expressou-se em forma de dor e desespero somático. Falou. Genoíno foi internado às pressas em um hospital de Brasília.

Diante da fala do corpo de Genoíno, o ministro, ao ser notificado sobre o estado de saúde do deputado através do juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, expediu uma nota concedendo-lhe prisão domiciliar provisória, e exigindo o “boletim médico indicando a situação do condenado” para que ele tome “a decisão final”.

“Que seja enviado imediatamente o boletim médico do condenado, que precisou ser submetido a exames no Instituto de Cardiologia no início da tarde de hoje. A decisão final será tomada pelo ministro assim que ele receber o laudo da junta médica”, diz parte da nota.

A GLOBO SENTIU A PRESSÃO DO DEVIR-MINORIA E QUER SAIR DE PERTO DE JOAQUIM BARBOSA

Joaquim Barbosa.jpg

Todo devir é minoria. Não minoria numérica ou minoria que não tem suas necessidades básicas satisfeitas em função do poder da maioria econômica, mas minoria como potência do novo. Tal como o virtual que é potência do real. Não o virtual teletecnológico. Esse não tem qualquer potência, visto que já se tornou corporificado como identidade objetiva. O devir é movimento que realiza o novo. É passagem de um estado atual para um inatual. Está se fazendo. É o que está acontecendo no Brasil com uma grande parte da sociedade que analisou as atitudes de Joaquim Barbosa no processo da Ação Penal 470 que, entre outros, condenou os réus José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, José Genoíno, deputado federal licenciado e Delúbio Soares, ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadore

Entre os inúmeros erros no julgamento da Ação Penal 470 praticados pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, um que mais chamou atenção foi à prisão de Genoíno que mesmo com estado de saúde inspirando cuidado fora mantido preso em regime fechado quando era para cumprir sua pena em regime semiaberto. Tal erro gravíssimo fez com que juristas, intelectuais, filósofos, sociólogos, cientistas, jornalistas, escritores, cinegrafistas, estudantes, parte expressiva da sociedade se manifestasse contra o arbítrio. Um manifesto contra os despropósitos de Joaquim se movimentou no Brasil e fora do Brasil, colocando mais ainda suas atitudes nos olhos dos que pretendem uma sociedade com justiça divorciada das paixões individuais.

Percebendo o movimento que está ocorrendo no Brasil, como expressão da verdadeira opinião pública, e não a sua, A TV Globo iniciou sua tática de querer sair de fininho da trama que ela mesma foi uma das autoras. Envolvida até os últimos dólares, a TV Globo resolveu, em sua edição do Jornal Nacional, comentar partes do manifesto publicado pelos que se encontram ofendidos pelas atitudes de Joaquim Barbosa. Com um nítido sinal de querer passar para seus globotarizados espectadores que não tem nada a ver com as decisões do Joaquim.

“Divulgada nota de repúdio contra decisão de Joaquim Barbosa. O manifesto ainda levanta dúvidas sob o preparo ou boa-fé do ministro Joaquim Barbosa, e diz que o Supremo Precisa reagir para não se tornar refém de seu presidente”, diz o comentário dissimulador da TV Globo.

A TV Globo entrou no ritmo do samba: “Toma que o filho é teu”.

EX- EXECUTIVO DA EMPRESA SIEMENS DIZ TER PROVAS DE CORRUPÇÃO NOS GOVERNOS DO PSDB, MAS ALCKMIN AFIRMA QUE NÃO VAI DEMITIR NINGUÉM

Um ex-executivo da empresa Siemens afirmou que tem provas suficientes da corrupção do PSDB, em São Paulo, nos governos Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin. A acusação é sobre um esquema de pagamento de propina por empresas metroferroviárias que tiveram negócios nos últimos anos com o Metrô e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), assim como também Caixa 2 do PSDB e do DEM. Há quatro meses o Ministério Público vem investigando as denúncias que também foram feitas pela empresa Alstom.

De acordo com a denúncia feita pelo ex-executivo, os personagens que aparecem são o senador Aloysio Nunes, o secretário de Transportes, Jurandir Fernandes e Rodrigo Garcia do Desenvolvimento Social. Todos com relações estreitas com Arthur Teixeira, chefe do esquema, diretor-presidente da Proncit. Empresa de Projetos e Consultoria Internacional que segundo o Ministério Público e a Polícia Federal é suspeita de fazer intermediação da propina. Teixeira citou também os membros da cúpula do PSDB e ocupantes de cargos no governo Alckmin como Edson Aparecido, secretário da Casa Civil e Arnaldo Jardim deputado federal pelo PPS. Os documentos foram enviados ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

“Tenho provas suficientes para ajudar o Ministério Público a retomar imediatamente a investigação sobre prática de corrupção em pelo menos seis projetos metroferroviários. Uma série de documentos (originais) que provam a existência de um forte esquema de corrupção em São Paulo durante os governos Covas, Alckmin e Serra, e que tinha como objetivo principal o abastecimento do Caixa 2 do PSDB e do DEM”, disse o ex-executivo da Siemens.

E como não podia ser de outra forma, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que é favorável as investigações, mas não vai afastar ninguém do cargo. Foi a forma que ele encontrou para defender seu partido e governo das acusações que são do conhecimento público.

“Nosso compromisso é com a verdade, doa a quem doer, não interessa o cargo, não interessa quem é. Apuração rigorosa.

Não tem sentido fazer afastamento se não tivermos acesso aos documentos. Nosso compromisso é rigor absoluto na investigação, rigor total. Somos os maiores interessados e estamos tomando conhecimento hoje pela imprensa”, disse Alckmin tirando as broncas.

Uma denúncia de corrupção que é difícil dissimular, dada às provas que vêm sendo apresentadas.

JOAQUIM BARBOSA “ESTAR PSÍQUICA E INTELECTUALMENTE DESPREPARADO PARA O CARGO QUE OCUPA”, DISSE PRESIDENTE DA CUT

Em texto publicado no site da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, presidente da entidade dos trabalhadores, mostra os erros e as intolerâncias do ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), durante o julgamento e condenação dos réus na Ação Penal 470

Vagner Freitas, com seu texto, mostra solidariedade aos seus companheiros José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares presos em regime fechado a mando de Barbosa quando, por lei, deveriam cumprir pena em regime semiaberto. Em trecho do texto o presidente da CUT diz que Barbosa “estar psíquica e intelectualmente despreparado para o cargo que ocupa”. Diz também, que o estado grave de saúde de Genoíno estar sendo desconsiderado pelo ministro.

Forçada pelas funestas ocorrências, a CUT fará no dia 9 de dezembro um ato de desagravo a Dirceu, Genoíno e Delúbio. O ato será durante a cerimônia de realização da entrega do prêmio Democracia e Liberdade Sempre – 2013. Tema: Nada Vai Nos Calar.

Leia e analise o texto.

Joaquim Barbosa abusou: quer ver Genoino morto

Vagner Freitas, presidente da CUT

Depois de oito anos de execração pública, decisões arbitrárias, autoritárias e sem base legal, o julgamento da Ação Penal 470 terminou com o mais deprimente espetáculo de violação de direitos constitucionais: a prisão ilegal, em pleno feriado de Proclamação da República, dos companheiros José Genoino, José Dirceu e Delúbio Soares.

Condenados – sem nenhuma prova – a regime semiaberto foram colocados em regime fechado durante quatro dias, por ordem da autoridade máxima do Poder Judiciário, Joaquim Barbosa. O ministro não teve o menor pudor em deixar de cumprir sua obrigação, que é preservar o Estado de Direito, o cumprimento das regras democráticas e da Carta Magna do País. Expediu os mandatos de prisão contra os companheiros sem encaminhar, como lhe cumpria fazer, a carta de sentença de cada um deles, e foi para o Rio de Janeiro comemorar o feito com a sua torcida. Uma ilegalidade que deixou o juiz da Vara das Execuções Criminais de Brasília sem saber o que fazer. Também por ordem de Barbosa, todos foram levados para Papuda, em Brasília.

Entre tantas ilegalidades, a prisão de Genoino, um cidadão com um currículo e uma biografia exemplares e que está extremamente doente, precisando de cuidados médicos constantes, é uma crueldade que deixa claro o ressentimento, o desejo de vingança que move Joaquim Barbosa.

Nem Barbosa, nem tampouco a mídia conservadora do País esperavam uma reação tão forte e sistemática da sociedade contra a desumanidade que representa a prisão, sem direitos a cuidados específicos, de uma pessoa com a história de vida e de luta de Genoino que neste momento vive sua segunda tortura – a primeira foi no Araguaia.

Eu, como presidente da CUT, e representante de mais de 23 milhões de trabalhadores, conclamo a parcela sensata e honesta da sociedade, a exigir Justiça, que prevaleça o Estado de Direito. Genoino precisa ser imediatamente solto ou cumprir prisão domiciliar. Esta é uma questão humanitária. O estado de saúde dele é gravíssimo e todos sabem disso. O parecer do IML comprovou. Se alguém ainda duvidava dos laudos dos médicos que operaram o deputado em junho e o do IML, depois de hoje, não há mais do que duvidar. Genoino passou mal de novo e precisou ser internado.

Já Joaquim Barbosa, a própria história o julgará. Como já o fazem vários e vários juristas sérios do mundo inteiro. No momento, ele está escrevendo a história de um magistrado que atropelou a lei que jurou defender e demonstra, com fartura de provas, estar psíquica e intelectualmente despreparado para o cargo que ocupa. Ele colocou seus interesses pessoais, rancores e desejos de vingança acima da Constituição. A decisão do ministro coloca em risco a credibilidade do Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente da corte foi irresponsável e agrediu o bom senso nacional.

A sociedade brasileira não quer impunidade. Nós não queremos impunidade. Prova disso é que nunca houve tanta liberdade de ação da Polícia Federal e dos órgãos de controle como nos últimos dez anos. Mas isso não significa que uma única pessoa possa rasgar a Constituição e tomar decisões descabidas, autoritárias e ilegais, como se estivesse acima da Lei, da Ordem Jurídica, do poder supremo do País.

Para acabar com a impunidade, temos de acabar com a esse tipo de comportamento intempestivo, emotivo, violento, agressivo e sem ética que desestabiliza as instituições e põe em risco a democracia brasileira.

Essa manipulação da Justiça, que se tornou marca de Joaquim Barbosa, ao prender José Genoino e deixar tantos outros sequer sem julgamento, ao contrário do que imaginava a mídia conservadora, não vai melhorar a imagem que o povo tem do Judiciário e aprofunda o mal-estar causado pela sensação de impunidade. A demora em julgar o mensalão mineiro, que chegou no STF antes da AP 470, é uma prova disso.

Tudo nesse caso é exceção. Tudo nessas prisões explicita o caráter político, de perseguição que marca, desde o início, o julgamento da AP 470.

Por tudo isso, exigimos a anulação da sentença e a imediata revisão do processo. Está mais do que claro que não existe provas de crime. O julgamento foi político e transcorreu como uma novela que mais parece um queijo suíço – cheio de buracos – para ser explorada pela mídia conservadora que há muito queria criminalizar o PT, a CUT e os movimentos sociais.

Acima de tudo foi claramente armado para desconstruir os avanços sociais do governo Lula. Os conservadores não suportam ver ou saber que o pobre tem oportunidade de ascender socialmente, frequentar a universidade, viajar de avião, ter máquina de lavar e carro zero.

E como não conseguiram vencer nas urnas a nossa proposta de desenvolvimento social com distribuição de renda, valorização do trabalho e igualdade de direitos para homens e mulheres, apelaram para a manipulação da Lei e o desrespeito à democracia. Não é assim que vão nos derrubar.

Queremos Justiça e não vingança e ódio. Vamos lutar para garantir a lisura, a legalidade do processo e que a lei seja para todos. Jamais aceitaremos essa punição dupla: aos companheiros e também a nós. Somos solidários aos companheiros José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares. Sabemos que eles são inocentes. Temos consciência de que eles são, junto com a militância, os construtores da luta por um Brasil melhor e mais justo.

Não vamos baixar a cabeça. Ninguém vai punir a militância nem diminuir nossa capacidade de luta e resistência contra decisões ilegais e arbitrárias que visam impedir que o nosso projeto de transformação do Brasil, iniciado e construído na luta diária há 30 anos, junto com os companheiros condenados na AP 470, continue avançando e mudando a cara do País.

No próximo dia 26, a Executiva da CUT vai a Brasília visitar os companheiros Dirceu, Genoino e Delúbio e prestar solidariedade. E no dia 9 de dezembro, data da entrega do 2º Prêmio CUT – Democracia e Liberdade Sempre – 2013, cujo tema é “Nada vai nos calar”, vamos fazer um ato de desagravo, uma homenagem aos companheiros.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.073 hits

Páginas

Arquivos