Arquivo para janeiro \31\-04:00 2014

LULA DIZ QUE OS POBRES DEVEM TER ACESSO AO COMPUTADOR E QUE A INTERNET DEVE LEVAR AO APRENDER

O ex-presidente e contínuo metalúrgico, Luiz Inácio Lula da Silva, comemorou com alegria a quantidade de seus seguidores no Facebook que chegou a marca de 500 mil. Na ocasião Lula, aproveitou para falar sobre a importância da internet e o direito que todos os pobres devem ter em adquirir um computador.

Ele também comentou a necessidade de estender a banda larga para todos os recantos do país. Falando sobre o uso da liberdade na internet, ele chamou atenção para que os internautas não façam dela um ponto de lançamento de calúnias e mentiras contra as pessoas. Muitas redes sociais estão fazendo esse uso de forma incivilizada.

Lula sabe que há uma verdadeira teia de códigos nazifascistas na rede. E um dos propósitos precípuos da maioria dessas aberrações é atingir de forma vil a democracia e todos que a defendem. E não precisa muito esforço para essa constatação. Basta observar o número e a qualidade de comentários em matérias publicadas no ciberespaço usado pela imprensa reacionária. Principalmente quando são matérias relacionadas com o governo federal e seus aliados.

“Precisamos fazer com que milhões de brasileiros mais pobres tenham acesso ao computador. Nós precisamos trabalhar muito para que a gente consiga levar a banda larga para os oito milhões e meio de quilômetros quadrados neste país.

Precisamos fazer com que a informação chegue a todos em igualdade de condição. Claro que não é uma coisa que a gente faz tão rápido, mas o governo tem disposição. Queríamos que vocês ajudassem apoiando, criticando, mostrando os defeitos ou onde não está acontecendo.

A internet é uma árvore que pode gerar frutos novos todo santo dia se a gente tiver, ao sentar na frente do computador, interesse que alguém aprenda algo mais neste país e neste mundo. Mesmo quando você critica, tem que criticar com fundamento, e não fazer o jogo rasteiro da calúnia e do baixo nível, porque quando você calunia você não politiza, não ensina, não produz frutos.

O que me preocupa com a internet é que quando você tem muita liberdade e você não sabe usar essa liberdade, você está jogando fora um espaço de conquista extraordinário. Eu sou contra a qualquer veto a internet.

Para que eu quero a internet? É para fazer bobagem ou para aprender alguma coisa? É para fazer bobagem ou para ensinar alguma coisa? É para dar uma informação correta ou incorreta? É para informar ou desenformar? Eu tenho de decidir”, analisou Lula.

Veja, ouça e analise o vídeo. 

DILMA SUBSTITUI MINISTROS QUE VÃO SAIR COMO CANDIDATOS NAS ELEIÇÕES DESSE ANO

Como já era esperado, até as direitas já sabiam – elas que sabiam mesmo, em função de seus interesses -, a presidenta Dilma Vana Rousseff deu início a sua reforma ministerial. Que em verdade, não é uma reforma, mas algumas substituições forçadas quanto a alguns ocupantes de pastas em seu governo.

As substituições, que se efetuarão no dia 3, quando os novos ministros tomam posses nos cargos deixados pelos ministros atuais, serão de três. A ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, deixa o ministério para se candidatar ao cargo de governadora do estado do Paraná, governo pela direita. Em sua pasta ficará o ministro da Educação, Aloisio Mercadante. Ele será também, o coordenador político. Para o lugar de Mercadante vai José Henrique Paim, o secretário-executivo do MEC, e que antes fora o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Na mudança substitutiva no Ministério da Saúde, sai o atual ministro, Alexandre Padilha, que se candidatar ao governo de São Paulo, uma verdadeira pedreira para os anseios das direitas que se mantém no poder paulistano e paulista, há décadas cruéis. E em seu lugar ocupa Arthur Chioro, secretário de Saúde de São Bernardo do Campo, Chioro também é presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo.

MENSALÃO DO PSDB PODE ENTRAR EM PAUTA NO STF NO DIA 31, MAS TAMBÉM AMEAÇA PRESCREVER

      O fato já é conhecido por quem está comprometido com a democracia brasileira. O partido da burguesia-ignara PSDB, no ano de 1998, lançou mão do meio escuso do desvio de verbas e caixa dois para campanha ao governo de Minas Gerais de seu membro Eduardo Azeredo. Entretanto, não foi somente o inimigo da liberdade na internet, quem foi beneficiado, segundo as apurações. Outros membros do partido reacionário também beberam da mesma fonte contaminada da corrupção. O Ministério Público Federal já mostrou que “vários delitos graves foram comprovados”. Assim, como dois processos contra os réus Azeredo e Clésio Andrade (PMDB/MG) correm no Supremo Tribunal Federal (STF).

      Como os personagens são acusados pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, e como, de acordo com o Código Penal, esses crimes prescrevem em 16 anos, há muita preocupação por parte de quem é comprometido com a democracia brasileira que esses crimes prescrevam e os personagens acusados escapem. A preocupação democrática não é fantasiosa. A Ação Penal 470, que condenou membros do Partido dos Trabalhadores (PT), foi referente aos mesmos crimes que são acusados os membros do partido reacionário e congêneres. Só que o caso dos membros do PT ocorreu no início de 2000, e o caso de Azeredo, em 1998. Mas mesmo assim, o STF decidiu julgar primeiro o caso do PT. Para que isso ocorresse, segundo especialistas, juristas e políticos, houve uma conjuntura formada por advogados, promotores, políticos, magistrados que permitiu essa proteção aos reacionários.

         A ameaça do julgamento não ocorrer em tempo, está levando várias pessoas se manifestarem. Entre elas, o advogado João Pinheiro, que advoga em Brasília e Minas Gerais.

       “Os dois casos envolvem grupos políticos relevantes para o país e os brasileiros querem cobrar do STF, daqui por diante, porque o julgamento do mensalão tucano ainda não teve a mesma celeridade com a qual os ministros se empenharam pela AP-470.

       A Ellen Gracie já anunciou que está filiada ao PSDB e deve disputar algum mandato nestas eleições. Quanto a Gilmar Mendes todos sabem da sua ligação com o partido e sua passagem pelo governo Fernando Henrique como advogado-geral da União. Não podemos dizer que estas ligações interferiram diretamente em manobras protelatórias, mas no mínimo eles fizeram corpo mole para não colocar a ação para andar”, disse João Pinheiro.

       Por isso, para evitar que o “corpo mole” se transforme em uma dura consequência à democracia, manifestantes encontram-se acampados em frente ao prédio do STF, com faixas marcando os dias que faltam para a prescrição do mensalão tucano.

      “Não podemos nos conformar com dois pesos e duas medidas. O julgamento precisa sair de qualquer jeito agora. O Judiciário precisa se manifestar a respeito e evitar uma crise institucional”, observou o advogado Bruno Machado.

       Para não causar desconfiança. Os ministros Ellen Gracie, Gilmar Mendes, Cezar Peluzo e Ayres Brito foram presidentes do STF e nenhum deu andamento a Ação Penal 536 cujo processo tem 48 volumes e 43 apensos. O atual presidente do STF Joaquim Barbosa, também seguiu seus pares: não deu andamento na ação. Foi o ministro Luiz Barroso, que ao assumir a relatoria, começou a fazer o processo andar. Isso ocorreu no mês de junho de 2013.

 

 

MINISTRO LEWANDOWSKI DIZ QUE NÃO HÁ PROVA QUE DIRCEU USOU CELULAR E MANDA ACELERAR SEU PEDIDO DE TRABALHO

             O jornal Folha de São Paulo, um dos porta-vozes midiático da burguesia-ignara e que foi um dos braços de sustentação da ditadura, publicou uma reportagem afirmando que o ex-ministro José Dirceu, condenado na Ação Penal 470 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a regime semiaberto, mas até hoje cumprindo a pena em regime fechado, havia usando, no dia 6 de janeiro, o celular de um amigo para conversar com James Correia, secretário da Indústria, Comércio e Mineração da Bahia.

        Diante da denúncia, o juiz Mário de José de Assis Pegado, determinou a suspensão do pedido de Dirceu para trabalhar fora do presídio por 30 dias, para que fossem feitas apurações se o ex-ministro da Casa Civil havia usado o celular. Caso fosse verdade ele teria cometido falta disciplinar grave que lhe impossibilitaria concessão de benefícios. Entretanto, depois de investigações realizadas por setores competentes do presídio, ficou comprovado que Dirceu não havia usado celular.

       Diante do esclarecimento, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, jurista insigne que destoa de alguns ministros da Corte, e que já entrou em atrito com Joaquim Barbosa, que se encontra ocupando o cargo de presidente do STF interinamente, determinou que a Vara de Execuções Penais do Distrito Federal analise com urgência o pedido que Dirceu fez para poder trabalhar fora do presídio.

      Com a decisão do ministro Lewandowski, ficou sem efeito o despacho de autoria do juiz Mário José de Assis Pegado. Dos condenados na Ação Penal 470, cinco já receberam a liberação para trabalharem fora do presídio.

       “Não de pode admitir a adoção de uma decisão cautelar que prejudique os direitos de um cidadão com base em nota de jornal cuja veracidade foi repudiada pelas investigações da administração pública”, declarou o ministro Lewandowski.

       A declaração do ministro tem um relevante teor democrático quando ela mostra como um jornal, como a Folha de São Paulo, atua tendenciosamente. “Que prejudique os direitos de um cidadão com base em nota de um jornal cuja veracidade foi repudiada”. Aí a relevância democrática praticada pelo ministro, que também ensina como não se deve fazer jornalismo.

    Como não tem preocupação cívica om o que publica, o jornal vira paródia do jornalismo. Ainda mais, quando se trata de atingir maleficamente o que o jornal tem como inimigo e que deve ser destruído. No caso, o ex-ministro José Dirceu.

DILMA FRUSTRA AS DIREITAS E EXPLICA A RAZÃO DA PARADA DO AVIÃO PRESIDENCIAL EM LISBOA

Ofuscadas pelas névoas de suas ineficácias, as direitas, que não possuem qualquer candidato para concorrer contra Dilma nas eleições deste ano, por isso estão com seu pote de inveja transbordando, procuram se iludir com qualquer comportamento da presidenta para ver se é possível extrair um mero resquício de vantagem.

Dessa feita, elas se lançaram na parada que o avião presidencial que Dilma viajava, proveniente da Suíça, deu em Lisboa. Para elas Dilma gastou dinheiro público em restaurantes. Uma falta gravíssima que deve ser punida. Só que, com os sentidos ofuscados, como também com a cognição, não percebem que a presidenta sabe muito bem o que faz. Não porque tenha preocupação de conceder motivos para as direitas, preocupada com o veneno invejo delas, mas sim por trata-se de alguém que prima por uma conduta ética.

Dessa forma Dilma, não se furtou a falar sobre o assunto para os jornalistas presentes na II Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos que ora ocorre em Cuba, e que pretendiam escarafunchar o assunto. Alguns deles jornalistas amestrados submissos aos patrões retrógados proprietários das mídias caducas.

 “Nesse caso, nós tínhamos uma discussão, eu podia ir para Boston, para Pensilvânia ou para Washington. Acontece que podia ter, não se sabia se confirmaria ou não, um problema forte lá por causa das nevascas, então a aeronáutica montou uma outra alternativa.

 O avião chamado a Aerolula, não tem autonomia de voo, ao contrário dos aviões do México. A alternativa foi desembarcar em Lisboa. Quem anunciou que eu estava passando um fim de semana em Lisboa não sabe fazer a conta. Eu dormi em Lisboa.

No que se refere a restaurante, eu quero avisar para vocês o seguinte: é exigência para todos os ministros, e eu só faço exigência do que eu também exijo de mim, que quem jantar ou almoçar comigo pague a sua conta. Eu posso escolher o restaurante que for, desde que pague a minha conta. Eu pago a minha conta.

Em todos os restaurantes em que estive, em alguns causando constrangimento, porque fica esquisito uma presidente e uma porção de ministros fazendo aquela conta de quanto é para cada um. Tem gente que acha estranho, eu acho que isso é extremamente democrático e republicano”, observou Dilma.

CENTRAIS SINDICAIS DIZEM TER PAUTA PARA MANIFESTAÇÃO NO DIA 9 DE ABRIL E QUEREM REUNIÃO COM DILMA

Representantes das centrais sindicais CGTB, CTB, Força Sindical, Nova Central e Central Única dos Trabalhadores (CUT) se reuniram, na sede da UGT, para discutir a pauta para a realização de uma manifestação no dia 9 de abril, e, também, tratar de possível reunião com a presidenta Dilma Vana Rousseff.

Os representantes das centrais sindicais pretendem discutir com a presidenta temas importantes para a categoria como, a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, o fator previdenciário, manutenção da política de valorização do salário mínimo, combate a terceirização e a rotatividade no mercado de trabalho. As centrais sindicais vêm mostrando grande preocupação em relação a uma Medida Provisória (MP) que trata da contratação de serviços de curta duração, e que o governo federal vem discutindo.

“Há um consenso bastante grande entre as centrais, tanto para os assuntos a serem tratados com o governo como para os temas trabalhistas a serem discutidos com a sociedade.

Isso é importante porque temos em pauta a concepção de um projeto de desenvolvimento para todo o país”, disse, Quintino Severo, secretário de Administração e Finanças da CUT.

Por sua vez, Ricardo Patah, presidente das sindicais, disse que falar com Dilma é importante porque temas como juros e emprego de qualidade deverão ter um tratamento específico.

“O encontro sairá o mais breve possível. É fundamental que a presidenta nos receba, saiba das questões que estão nos preocupando, como por exemplo, os juros que estão muito acima do planejado e o emprego de qualidade que ainda está longe de ser formalizado.

Estranhamos muito essa questão ter sido colocada para debate, isso nos deixa desconfortáveis, porque não aceitaremos nada que possa flexibilizar, e tirar diretos dos trabalhadores”, finalizou Patah, observando a questão da MP.

DILMA INAUGURA PORTO, EM CUBA, E DIZ QUE A IDENTIDADE CULTURAL DOS DOIS PAÍSES É SÍMBOLO DA “AMIZADE DURADOURA”

Festa cubana e brasileira. Ontem, dia 27, a presidenta Dilma Vana Rousseff, inaugurou o Porto de Mariel que fica localizado a 45 quilômetros de Havana. Uma festa do acordo entre os dois governos. Em seu discurso Dilma afirmou que o governo brasileiro vai investir mais US$ 290 milhões referente à conclusão da segunda parte do porto. Quando de sua conclusão, o Porto de Mariel será o mais importante porto do Caribe e vai permitir grandes contratos comerciais, possibilitando milhões de dólares em negócios.

“Mesmo sendo submetida ao injusto bloqueio econômico, Cuba gera um dos três maiores volumes de comércio do Caribe.

O Brasil quer ser um parceiro econômico de primeira ordem para Cuba. Acreditamos que uma maneira de estimular essa aliança é aumentar os fluxos bilaterais de comércio.

São enormes as possibilidades de desenvolvimento industrial, como na área de medicamentos de saúde e vacinas, pois a tecnologia de primeira linha na área é dominada por Cuba.

A identidade cultural que nos une e esse porto que hoje inauguramos permanecerá como símbolo dessa amizade duradoura”, discursou Dilma.

Por sua vez, mostrando grande contentamento pela inauguração técnica-econômica-política, o presidente d Cuba, Raúl Castro, discursou afirmando que o financiamento promovido pelo governo brasileiro tem sido de magna importância para a economia nacional, e também para estímulo de obras de infraestrutura.

“Ele foi fundamental não só para construção do terminal, mas de outras obras de infraestrutura, como estradas e ferrovias. É um projeto transcendental para economia nacional.

Terminou a primeira fase, mas devemos seguir trabalhando arduamente para iniciar as operações ainda no primeiro semestre, com objetivo de reduzir impostos sobre a importação e aumentar a eficiência.

Ele será a principal porta de entrada e saída do comércio exterior cubano. A geografia dos fluxos das transações marítimas do nosso continente possibilitará que ele se constitua como uma plataforma logística de primeira ordem.

Este terminal e sua poderosa infraestrutura são amostras concretas do otimismo e da confiança com que os cubanos olham para o futuro socialista e próspero da pátria”, discursou Raúl.

Todavia, a inauguração não contou apenas com as presenças de brasileiros e cubanos. Contou, também com as presenças do presidente da Bolívia, Evo Morales; o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro; o presidente da Guina Donald Ramotar; o presidente do Haiti, Michel Martelly; e a primeira-ministra da Jamaica, Portia Simpson- Miller. Todos irão participar da reunião da II Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos.

JOAQUIM BARBOSA PASSA CARRASPANA CIUMENTA NA MÍDIA CONSPIRADORA QUE O ELEVOU A CONDIÇÃO DE HERÓI

Só não entendem os que estão aprisionados no mais baixo grau de conhecimento, o conhecimento de primeiro gênero, como diz o filósofo Spinoza, o conhecimento do ter ouvido ou visto, mas não refletido como causa de si mesmo, que tirando os fatos produzidos nas relações sociais dos indivíduos que são usados como conteúdos para informação, o que a mídia conspiradora informa é de total inutilidade. Não tem qualquer fundamentação democrática. Daí que a única preocupação dela é conspirar contra os governos democráticos criados por Lula, Dilma e a maioria da sociedade brasileira.

É por isso, que ela aproveita todos os sinais que sua alucinação-conspiradora lhe apresenta como possível ataque à democracia atual do governo popular. O caso de elevar o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ao panteão da glória burguesa como herói, é próprio de sua condição jornalística medíocre. Nessa condição jamais poderia entender que “nem a revolução nem a democracia têm necessidade de um herói”, porque “o herói não libera os acontecimentos nem as forças históricas, nem constrói uma história, ele encadeia as figuras do mito e da lenda”, como afirma o filósofo francês, Jean Baudrillard, em sua obra “A Troca Impossível”.

É por tal entendimento, que a elevação de Joaquim Barbosa a condição de herói pela mídia conspiradora não tem qualquer significado histórico-político para o Brasil. Só tem significado para os aprisionados no mais baixo grau de conhecimento, o conhecimento de primeiro gênero, como diz o filósofo, Spinoza. O conhecimento dos que existem nos círculos da imaginação e da superstição. Como essa mídia que cultua o lendário e o mítico.

 JOAQUIM MOSTRA SEU SENSO IMPERIOSO

Capturada nessa ordem da inutilidade jornalística, a mídia conspiradora, depois de eleger seu herói, por seu papel na Ação Penal 470, passou a entrevistar alguns personagens da dita ação, como o deputado do Partido dos Trabalhadores (PT) João Paulo Cunha, que aproveitou a entrevista e mostrou seu entendimento sobre o papel de Joaquim Barbosa durante, e no final do julgamento. Um julgamento, já acusado por vários especialistas e juristas, como cheio de falhas.

Barbosa não gostou nada do espaço que a mídia, sua protetora, vem dando aos personagens condenados na Ação Penal 470. Para mostrar sua desaprovação, deu entrevista a mídia conspiradora, passando-lhe uma verdadeira carraspana por sua ousadia. Uma carraspana tão contundente que não foi possível ele controlar seu sentimento imperioso contra os condenados. Deixando-o mais visível para a sociedade brasileira.

A CARRASPANA E A VISIBILIDADE DAS AFECÇÕES DE JOAQUIM  

“Esse senhor foi condenado pelos onze ministros do Supremo Tribunal Federal. Eu não tenho costume de dialogar com réu. Eu não falo com réu. Não faz parte dos meus hábitos, nem dos meus métodos de trabalho ficar de conversinha com réu.

A imprensa brasileira presta um grande desserviço ao país ao abrir suas páginas nobres a pessoas condenadas por corrupção. Pessoas condenadas por corrupção devem ficar no ostracismo. Faz parte da pena, “entende”. A imprensa tem de saber onde está o limite do interesse público. A pessoa, quando é condenada criminalmente, perde uma boa parte dos seus direitos. Os seus direitos ficam hibernação, até que ela cumpra a pena.

No Brasil, estamos assistindo a glorificação de pessoas condenadas por corrupção à medida que os jornais abrem suas páginas a essas pessoas como se fossem verdadeiros heróis”, sentenciou imperioso o herói da mídia conspiradora.

O ministro Joaquim Barbosa é um homem que representa uma parte do espírito absoluto do Estado em sua forma jurídica, como diria o filósofo alemão Hegel. Não é um filósofo. Se fosse um filósofo não cometeria o mesmo erro ao usar alguns sentidos, como usa a mídia conspiradora. Não usaria descuidadamente o conceito “ostracismo”. Porque saberia junto com o filósofo Baudrillard, através de sua obra “Cool Memories III”, que “mais vale ser vítima do ostracismo que se tornar uma casca de ostra”.

É PARA COMPRIMIR MAIS AINDA AS CORONÁRIAS DOS MÉDICOS-BURGUESES. HOJE, 2 MIL MÉDICOS CUBANOS CHEGAM AO BRASIL

Hoje, 28, é dia das coronárias dos médicos-burgueses entrarem estado maior de compressão coronariana. É dia de mensagens-vazias patéticas apolíticas se mostrarem nos celulares desses médicos compassivos e ineficazes se posicionarem, mais uma vez, contra os médicos não alienados, os profissionais da saúde implacáveis e eficazes. Os médicos que sabem que seus trabalhos, como função social, representam todos os indivíduos que compõem o corpus social. Médicos imprescindíveis para produção da saúde social. O contrário dos médicos-burgueses apolíticos, prepotentes, vaidosos, calculistas, orgulhosos e iludidos.

Hoje é dia de 2 mil médicos cubanos desembarcarem, em Brasília, para depois seguirem diretos para os territórios onde necessitam de seus saberes, seus afetos e suas eticidades. Territórios sem assistência médica. Territórios que os médicos-burgueses querem distância, porque não querem ficar longe dos objetos sedutores que a urbe, com seus shoppings e condomínios, oferece como forma de valores hipnogógico.

Esses médicos cubanos que chegam hoje fazem parte do terceiro ciclo dos médicos do Programa Mais Médicos Nele também estão inseridos por inscrições individuais. Eles devem começar a trabalhar no começo do mês de março, mas antes vão participar do módulo de acolhimento e avaliação do programa.

“Com esses novos médicos, somados aos que já estão atendo a população nos municípios, serão 9,5 mil médicos atuando nas regiões mais necessitadas e atendendo as populações mais vulneráveis”, observou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

É o governo popular de Dilma perturbando a paz cemiterial das direitas que almejam um estado fúnebre para o Brasil.

DILMA, EM CUBA, PARTICIPA DA COMUNIDADE DE ESTADOS LATINO-AMERICANOS E CARIBENHOS

Em Cuba, propriamente, em Havana, a presidenta Dilma Vana Rousseff participará no dia 28, da reunião da Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos, criada em 2011, para tratar de temas políticos entre os 33 países que compõem a América Latina e o Caribe. Antes, inaugura juntamente com Raúl Castro, o Porto de Mariel, financiado com verba brasileira e que faz parte da Zona de Desenvolvimento do Porto. O Porto de Mariel na parte do território cubano representa um grande acordo entre os governos cubano e brasileiro.

O governo brasileiro está investindo, calculadamente, US$ 957 milhões, sendo US$ 682 milhões financiados pelo BNDS. A obra teve início no ano de 2010, e tem sua execução pela construtora Odebrecht. A obra está localizada a 45 quilômetros da parte oeste de Havana. O porto funcionará como uma porta comercial marítima o que permitira que indústrias brasileiras sejam instaladas em Cuba e exportarão os produtos produzidos a partir do país libertado por Fidel e seus companheiros.

Na conversa com Raúl Castro, Dilma tratou do acordo bilateral entre os dois governos, assim como, o Programa Mai Médicos que contratou 5.400 médicos cubanos. Mas o plano é chegar a 12.996 até o mês de março deste ano, para assistir 22,7 milhões de pessoas. No comércio bilateral houve uma passagem de US$ 91,99, em 2003, para US$ 624,79, em 2013. Sendo que os principais produtos que o Brasil exporta para Cuba são óleo de soja, arroz e trigo.

Esse ano, a novidade na reunião é a presença de José Miguel Insulza, secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA). A novidade é por conta da ausência do organismo internacional no país socialista, desde que Cuba, foi expulsa da OEA, em 1962.

MANIFESTAÇÃO, EM SÃO PAULO, CONTRA A REALIZAÇÃO DA COPA, NOVAMENTE LEVA AO CONFRONTO PM E PARTICIPANTES

Era o dia de aniversário da capital de São Paulo: 460 anos. Havia festas produzidas por múltiplas expressões artísticas: samba, rock, hip-hop, funk, dança, teatro, grafite, cinema, fotografia, etc. Mas o aniversário não se reduziu a essa estética. Manifestantes, mais ou menos 2,5 mil, com o propósito de protestar contra a realização da Copa do Mundo foram para as ruas. Não deu outra: o que seria um protesto pacífico foi transformado em ato de irracionalidade coletiva: alguns manifestantes passaram a depredar lojas, caixas eletrônicas, veículos e, até, um carro da Guarda Civil Metropolitana. A estética-urbana do grotesco inessencial.

Então, como sempre vem ocorrendo nesses casos, a Polícia Militar entrou em campo e passou a usar sua habitual prática de violência para conter a irracionalidade dos predadores-urbanos. Resultado. A PM fez um semicírculo e os predadores-urbanos foram forçados a entrar em um hotel. E lá dentro a PM continuou seu serviço. No confronto, a PM usou balas de borracha, gás e cassetetes. Foram detidos 128 participantes e depois de registrados em boletins de ocorrências, foram liberados. Alguns foram presos por porte de drogas, outros por furto, e um rapaz foi preso com uma mochila contendo material explosivo, segundo relato da PM.

Dois equívocos dos manifestantes. Um: referente à tática. Eles foram para uma área onde não havia ruas para servir de escoadouro para escaparem do cerco. Dois: referente ao objetivo da manifestação. Se se tratava de manifestação de protesto contra a realização da Copa do Mundo, o que o patrimônio público e privado, danificados, pode representar de elementos de impedimentos da realização do evento futebolístico?  Será que os predadores-urbanos acreditam que a depredação dos objetos alheios vai levar os organizadores do evento se sentirem desanimados para consumação do fato?  Óbvio que não vai.

O que significa que os predadores-urbanos, conhecidos como infiltrados tendenciosos, estão endereçados a outro serviço. Uma agitação-gratuita para confundir. Tudo que já se sabe, mas eles não sabem que se sabe. Eles não são manifestantes determinados por uma causa racional, mas uma causa irracional nazifascista. A questão dos predadores-urbanos é sublimar suas inseguranças fantasiando que são elementos críticos do governo federal. Crítica com força bruta? A história da humanidade está repleta desse tipo de ‘crítica’. É tudo que as forças de repressão oficial querem. E tome heróis deshistoricizados. 

NA COMEMORAÇÃO DOS 30 ANOS DAS “DIRETAS JÁ”, LULA, SE DIZ CONTENTE POR TER PARTICIPADO DO MAIOR MOVIMENTO CÍVICO DO BRASIL

https://i2.wp.com/imguol.com/c/noticias/2014/01/21/21jan2014---a-partir-de-fevereiro-de-1984-logo-apos-o-grande-comicio-da-praca-da-se-outros-foram-realizados-nas-principais-capitais-brasileiras-o-movimento-culminou-na-realizacao-de-uma-reuniao-1390341840332_956x500.jpg

Era 25 de janeiro de 1984. O Brasil caminhava para o fim da ditadura que eclodiu em 1964 e pereceu em 1985. Uma data escrita pelos levantes sociais, embora se saiba que as garras ditatórias se mantiveram por muitos anos a posteriori. A sociedade civil brasileira, com exceção de seus alienados que sequer sabiam que houvera ditadura, vivia os primeiros fluídos libertários. Em todo canto do Brasil havia manifestação do querer o singular da existência: a liberdade. O otimismo e participação tomara conta do país que muito sofrera sob o açoite da ditadura.

Assim, o Brasil que fora elevado a categoria de República anos passados, não podia permanecer distante dos corpos políticos-públicos que a efetuam: a democracia representativa. Fazia-se urgente a realização dos poderes Executivo e Legislativo, ambos expurgados de seus espaços-vivos constitucionais pela opressão ditatorial. Nesse tempo histórico-fundamental do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, já era uma personagem exponencial na vida brasileira. Na verdade, a mais importante se falarmos em engajamento no Brasil pós-moderno. Operário que mudara a face do poder sindical e eliminara o sindicato pelego. O metalúrgico que saíra do interior da fábrica para o pátio da fábrica, do pátio da fábrica para as praças públicas.

Lula se fazia a representação do novo não só como trabalhador, mas também como sujeito histórico como encadeamentos intelectual, estético, político, antropológico, sociológico, econômico etc. em uma subjetividade que se processava como cartografia de desejos, como disse o filósofo francês, seu amigo, Félix Guattari. Uma cartografia de desejos onde os encadeamentos-fluxos, de uma semiótica-revolucionária, eram produzidos por corpos-afetantes que se movimentavam, como devir-político, nos pais de Chico Buarque, na atriz Abramo, no sociólogo Florestan Fernandes, na filósofa Marilene Chauí, no filósofo-filólogo Antônio Cândido, no cantor e compositor Gonzaguinha, na cantora Beth Carvalho, nos cantores e compositores Milton Nascimento e Wagner Tiso, nos dramaturgos e teatrólogos José Celso, Plínio Marcos, os políticos Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, Franco Montoro, Leonel de Moura Brizola, Dante de Oliveira, entre muitos compositores do novo texto que se iniciava no Brasil. Um texto que se revelou no enunciado político, Diretas Já! Comício na Praça da Sé, Em São Paulo, inicia o movimento cívico democrático.

Hoje, dia 25 de janeiro de 2014, 30 anos após a manifestação do movimento, Diretas Já, Lula, depois de ter composto vários percursos, inclusive de duas vezes presidente da República, se diz contente por ter participado do mais importante movimento cívico da história dos 500 anos do Brasil.

“Fizemos a campanha mais extraordinária que o país viu, porque conseguiu reunir todo mundo, todo o movimento sindical, o movimento estudantil, muitos empresários, todos os partidos políticos, com exceção dos de direita.

Nós precisamos aprender a valorizar a democracia. A democracia, em qualquer lugar do mundo, foi conquistada a custo de muita luta, de muito sacrifício de muita morte. A democracia não foi de graça em nenhum lugar do mundo. Estou contente de ter participado do maior movimento cívico na história dos 500 anos do Brasil”, analisou Lula, o contínuo metalúrgico.

Lula comete um equívoco, talvez por cortesia, quando afirma, “com exceção dos das direitas”. Certo que ele se refere a partidos políticos. Entretanto, sempre ao lado dele, nas passeatas, lá estava Fernando Henrique, um direitista-retrógado que se revelaria posteriormente, com mais nitidez, em seu partido PSDB.

MARAVILHOSA FESTA DE DERRUBADA DO MASTRO DE SÃO SEBASTIÃO NO CENTRO DE TAMBORES DE MINA DJÊ DJÊ/ NAGÔ TOY LISSA AGBÊ MANJA DE MÃE EMÍLIA

IMG_6071

Para Mina, São Sebastião “é um Xapanã, e o Rei Sebastião da Praia do Lençol. Então, nós louva neste dia, canta para toda família do lençol, todos os voduns da praia do lençol”. Oferendas, cantos, louvores e muito axé na maravilhosa festa de derrubada do mastro de São Sebastião na Casa de Mina de Mãe Emília. São Sebastião, o guerreiro, santo católico, protetor dos gays, dos que lutam pela liberdade. Santo que expressa a mais justa solidariedade.

 IMG_6015
 
 
Oh! Mater em Cristo
 
Meu santo varão
 
Livrai-nos da peste
 
Meu São Sebastião.
 
Salve o Cristo puro
 
Estrela luzente
 
Prodígio das graças
 
Do Onipotente.
 
Oh! Mater em Cristo
 
Meu santo varão
 
Livrai-nos da peste
 
Meu São Sebastião.
 
IMG_5993
IMG_6006IMG_6019
IMG_6012IMG_6020
IMG_6241
        Na festa a São Sebastião, realizada, alegremente, no dia 20 de janeiro de 2014, no Centro de Mãe Emília, o entusiasmo e a dedicação dos participantes não podiam ser diferentes em termos de dedicação, respeito e solidariedade. Um fato já comum nas festas promovidas na Casa de Mina de Mãe Emília.
Além do comprometimento e sinceridade com que são realizadas as manifestações por parte de seus membros, há também a disposição cortês de Mãe Emília com os convidados. Uma deferência que já se tornou marca singular de Mãe Emília. Razão pela qual todo ano aumenta o número de simpatizantes que frequentam o centro. São adultos, adolescentes e crianças participando da maravilhosa derrubada do mastro de São Sebastião.
 IMG_6028
IMG_6098
Mãe Emília realiza a derrubada do mastro de São Sebastião há exatamente 37 anos. Segundo ela, São Sebastião lhe é grandemente próximo: é do mês de seu aniversário. E é também seu vodum, santo protetor. A festa é uma louvação para São Sebastião e que em seguida se abre para Oxossi. A louvação começa com São Sebastião todo alegorizado com flores com cores vivas e bem perfumadas, é carregado, em procissão, em volta do mastro coberto de baixo até o alto, de frutas que significam as oferendas. No momento do movimento circular os participantes cantam o ponto “Bem Dito São Sebastião”.

Nasceste no berço
 
Do vil paganismo
 
Porém a fé santa
 
Vôs deu o batismo.
 
Vós desde menino
 
Já nos ensinava
 
A religião santa.
 IMG_6068IMG_6073IMG_6079IMG_6092IMG_6084IMG_6090
           Uma parada para as orações. Terminadas as orações, Mãe Emília, com um terçado, dá a batida inicial da derrubada do mastro. Os outros participantes, filhos de santos e convidados, se encarregam da derrubada. Derrubado o mastro são acesas velas e iniciam-se os pedidos, rezas e oferendas para que o ano transcorra com felicidade para todos. Muito axé! Em seguida, o santo é levado para o salão e os tambores de Mina começam a rufar em forma de louvação.
 
Rei Sebastião
 
Ele é guerreiro militar
 
Rei Xapanã, ele é pai de terreiro
 
Lá numa guma, guma imperial
 
 IMG_6001
IMG_6175IMG_6161
 IMG_6215IMG_6160
   
IMG_6188
           
E a maravilhosa festa para São Sebastião, guerreiro, continuou no Centro de Tambores de Mina de Mãe Emília, localizada na Rua Pintassilgo, no 100, Cidade Nova II, próximo ao Cruzeiro.
Diversas outras entidades apareceram juntamente como o outro aniversariante da noite turco Caboco Ubirajara. Ao som dos abatazeiros (tamborzeiros ou ogans em outras nações) os pontos e cores encheram a casa de alegria e mais um ano de celebração a São Sebastião.
IMG_6165
IMG_6172

Enquanto isso, na Cracolândia …

1622142_459466700820325_1684213731_n

MÉDICOS-BURGUESES DE MANAUS FAZEM CAMPANHA ELEITORAL RESSENTIDA CONTRA DILMA E ESCULACHAM MALBA TAHAN

O filósofo francês Gilles Deleuze, certa vez, ao ser submetido a um exame médico em que o aparelho não revelava o que o médico pretendia, viu o quanto ele ficava irritado. Nisso, compreendeu o espírito de determinados médicos: reagem ao que o materialismo capitalista lhes proporciona e querem que seus instrumentos sempre lhes sejam fiéis. Sem isso, desesperam. E elaborou um raciocínio que conduz a inferência de que esses médicos são famosos, vaidosos, orgulhosos, ambiciosos, calculistas, arrogantes, ganham muito dinheiro, mas não sabem gastá-lo. O que Deleuze quis dizer é que presos ao materialismo capitalista esses médicos se expressam no mundo como objeto. E como a sociedade capitalista é a síntese desses objetos, esses médicos reificam suas existências pela prova do materialismo capitalista. 

Dessa forma, como prova do materialismo capitalista esses médicos ocultaram, em si, a alteridade, a singularidade simpática e empática que compromete toda existência particular de indivíduo com a existência do outro. A expressão ontológica do existir em comunidade. O comum a todos, como diz o filósofo Spinoza. A composição universal da democracia. A sociedade dos amigos, como nos legaram os gregos. Esses médicos eliminaram em si a alteridade, e sem a singularidade da alteridade que se realiza na relação com o outro, o diferente de si, eles acreditam que são atuantes em razão de suas semelhanças com profissionais que, também, carregam a prova do materialismo capitalista. Em aforismo politico: a denegação do que é público.

 OS MÉDICOS-BURGUESES E SEU PATHOS DO RESSENTIMENTO

Esse espírito da prova do materialismo capitalista, e que na prática é a denegação da comunalidade como representação pública, é o pathos do ressentimento dos médicos-burgueses como expressão da vida reativa: “eu sofro e a culpa é tua”. Esse o fator básico do discurso do estrato da classe privilegiada, que odeia os governos populares de Lula e Dilma, passando por Maduro/Chávez, Cristina Kirchner, Bachelet, Mujica, Morales, Rafael, todos que se manifestam como democracias livres da opressão dos impérios.

São esses médicos-burgueses, compassivos e ineficazes, como afirma o filósofo francês Clemènt Rosset, que se dizem contrários ao Programa Mais Médicos. Embora não sejam nada contrários, visto que para ser contrário é fundamental a crítica, no sentido marxista, e não obstinação-compulsiva de se querer contra. Mas, “apropria-se da matéria em pormenor a ser criticada, analisar sua forma de desenvolvimento, e encontrar todos os seus elos internos”, como afirma a dialética do filósofo Marx. O que só pode ser realizado pelo sujeito/histórico que estiver no princípio da alteridade. O que não é caso dos médicos-burgueses aprisionados no pathos do ressentimento. O que nega a vida.

 ONDE MALBA TAHAN É ESCULACHADO

Assim, sendo figura e fundo ao mesmo tempo, onde tudo é confundido, como afirmam os gestaltistas, os médicos-burgueses de Manaus, partiram para campanha eleitoral antecipada contra a candidata a reeleição, presidenta Dilma Vana Rousseff. Fazendo uso de uma das formas de solidão-virtual das teletecnologias, whatspp, eles estão enviando mensagens “altamente politizadas” aos seus congêneres, onde o matemático Malba Tahan – pseudônimo de Júlio César de Mello e Souza -, é esculachado depois de sua solidária prática do ensino da matemática.

“O Brasil terá 400 mil médicos em 2014. Se cada um tirar 25 votos da Dilma, serão 10 milhões de votos. E o Brasil estará livre da peste petista”.

Um texto sofrível, digno de médico-burguês. Que não traz abordagem geral, diagnóstico, intervenção e avalição, do quadro democrático real. E ainda completa: “Envie essa mensagem para um médico, seu amigo”.

Malba Tahan sorrir de tal genialidade que pretende a probabilidade como fato. A genialidade matemágica não sabe que até o ressentimento tem graus. Os médicos-burgueses são ressentidos em seus graus particulares, que embora corporativos, têm seus interesses que vão além da ficção apresentada pela corporação. E um número não sintetiza esses interesses unidos à prova do materialismo capitalista. A genialidade não sabe que existem médicos não ressentidos, no meio dos 400 mil, que entendem que cada profissional, em uma sociedade, realiza uma “função representativa que satisfaz uma necessidade social (Marx)”. O sapateiro é representante de todos os indivíduos, assim como o médico – que escapou da prova do materialismo capitalista – é, também, representante de todos os indivíduos. O que afirma a sua não alienação. Essa a alegria de Malba Tahan: jamais existirão 10 milhões de votos de médicos contra Dilma.  

O que salta como pateticamente perigoso é o fato do gênio da matemágica-médica, querer atribuir sua genialidade a todos os médicos. Que os magicamente calculados 400 mil sejam como ele: um triste alienado em si mesmo. Uma ofensa à classe. Um caso clínico-político que deveria ser analisado-terapeuticamente pelo Conselho Nacional de Medicina (CNM), já que um dos requisitos elementares para praticar a medicina é, pelo menos, uma inteligência mediana socializada. Caso contrário, como ocorre com o gênio da matemágica, nega a Deontologia Médica.

A FORÇA DO ESCRAVO-TIRANO

Outro enunciado que escancara a alienação do gênio da matemágica-médica, é o uso da palavra amigo: ”Envie essa mensagem para um médico, seu amigo”. Como sujeito-sujeitado, como mostra o filósofo Guattari, na prova do materialismo capitalista, ninguém é livre. E não se sendo livre se é escravo ou tirano. E como diz o filósofo Nietzsche, escravo não é amigo, e tirano não tem amigo. Logo, a mensagem-vazia não se materializa. Operação simples, não?

Diante desse desespero, esses médicos-burgueses, já que são tão ressentidos, deveriam é começar a imaginar como irão perambular durante os próximos 4 anos, sem esculachar Malba Tahan, porque 2015 já chegou. Dilma já somou mais 4 pontos anuais de um programa ‘petistamente pestilento’. Sem qualquer matemágica.  Diria zombeteira, a subjetividade ‘peste petista’.

O MINISTRO DA SAÚDE ANUNCIOU A ESTRATÉGIA DE IMUNIZAÇÃO CONTRA O HPV QUE VAI VACINAR CRIANÇAS ENTRE 11 E 13 ANOS

Seguindo a recomendação da Organização Pan Americana de Saúde (OPAS), que através de estudos científicos comprovam respostas imunológicas e proteção contra o vírus HPV, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha – provável candidato ao governo de São Paulo -, lançou ontem, dia 22, em Brasília a estratégia de imunização contra o vírus HPV, responsável por 70% do câncer de colo uterino que no Brasil é um dos mais comuns e letais. Os estudos informam que a eficácia da vacinação é bem maior quando antes da iniciação da prática sexual.

A campanha começará no dia 10 de março quando crianças entre 11 e 13 anos das escolas públicas e privadas serão vacinadas, gratuitamente, contra o vírus. A estratégia da prática da campanha vai contar com distribuição de cartilhas, folders, filme, com a mensagem, veiculado na TV, esclarecimentos sobre a importância da imunização e ainda contará com as equipes das secretarias municipais de saúde, que serão responsáveis pela vacinação, e vão entrar em contato com as unidades de ensino para prestar todo esclarecimento sobre a importância da campanha de vacinação. O monitoramento das vacinações será feito pelo Ministério da Saúde que terá como responsabilidade observar as crianças que não deram continuidade das doses posteriores. Para então localizá-las para que possam ser revistos os casos.

Cada criança receberá três doses, sendo a segunda aplicada seis meses depois da primeira aplicação. E a terceira, cinco anos posterior à primeira. O sentido médico diz que é para prolongar o efeito protetor. No ano de 2015, serão as meninas entre 9 e 10 anos que receberam as doses contra o vírus HPV, conhecido como inimigo íntimo.

“A mobilização das escolas é importante para aumentar a cobertura vacinal. Adiantamos o calendário para o começo do ano letivo para que haja tempo para a sensibilização da comunidade e dos pais, que devem autorizar a aplicação da vacina.

Segundo estudos a eficácia da imunização é maior antes do início da atividade sexual. E nessa faixa etária a média das meninas brasileiras ainda não teve contato sexual. Combinando isso com a maior cobertura que teremos com a vacinação nas escolas, conseguiremos reduzir a infecção do HPV, inclusive nos homens, e, no futuro, diminuir a incidência de câncer de colo de útero e imortalidade”, observou Padilha.

EM ROLÊ, DILMA, VAI AO FÓRUM ECONÔMICO MUNDIAL, EM DAVOS, ANTES FALA COM BLATTER E DEPOIS VIAJA PARA CUBA

Dilma Rousseff recebe cumprimentos na sua chegada a Suíça

O rolê nacional e internacional da presidenta Dilma Vana Rousseff. A presidenta participou, em Natal, da inauguração da Arena das Dunas que irá sediar jogos da Copa do Mundo. Em seguida viajou para Suíça, propriamente para Davos, para participar do Fórum Econômico Mundial, onde o Brasil tem papel importante, apesar dos invejosos e niilistas brasileiros.

No mundo capitalista, o Fórum Econômico Mundial representa o momento sintético da semiótica capitalista do momento e de suas perspectivas futuras. Embora sejam discutidos temas políticos e ambientais. É lógico, sem qualquer preocupação com mudanças nas estruturas do edifício monetário. Em sua realização conta com as presenças de líderes mundiais, representantes maiores do mundo capitalista, intelectuais, jornalistas e afins. Com uma austera organização de segurança, é óbvio.

Antes do fórum, ela desguia do itinerário e de dá um rolê para se encontrar com o suspeito presidente da FIFA, Joseph Blatter, para articular alguns termos referentes à concretização da festividade futebolística.

Em sua primeira participação no Fórum Econômico Mundial, vai discursar no dia 24, participando do Conselho Internacional de Negócios quando vai se reunir com vários representantes de empresas do mundo. A confirmação do interesse de investimentos do capital estrangeiro no Brasil. Há uma grande expectativa por parte dos integrantes do fórum quanto ao que Dilma irá falar sobre as políticas de inclusão social postas em prática pelo governo Lula e o seu governo. Nas próprias palavras do fundador e presidente executivo do fórum, Klaus Schwab, todos “estão ávidos para ouvir a presidenta sobre suas políticas de inclusão social, porque a inclusão social é o problema que está em mente para os participantes do fórum anual em Davos”.

A firmação do presidente do fórum soa como deboche quando se sabe que milhares de pessoas morrem de fome todo dia, como resultado da ganância econômica dos principais países desenvolvidos que participam do fórum. Grandes potências preferem gastar dinheiro na indústria bélica do em um plano mundial de alimentação. Poucos são os governos que trabalham uma política de inclusão social dos mais pobres, com fez Lula e agora faz Dilma.

No sábado, dia 25, Dilma aporta em Brasília, mas, para uma respiração mais leve, viaja para Havana, na ilha de Cuba. Ela vai participar da Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americano e Caribenhos (Celac).

De volta de Cuba, Dilma, dá um tempo no rolê. Ela precisa de descanso para encarar os rolês da campanha eleitoral. Apesar dos empresários brasileiros já terem jogado a toalha afirmando que ela já está reeleita. Claro que não tem nada a ver com sabedoria capitalista, visto que a maioria da população brasileira já havia afirmado essa sabedoria desde quando ela foi eleita para a Presidência da República.

FÓRUM SOCIAL TEMÁTICO COMEÇA HOJE, EM PORTO ALEGRE, E VAI DISCUTIR A CRISE CAPITALISTA, DEMOCRACIA, JUSTIÇA SOCIAL E AMBIENTAL

Na perspectiva de contar com mais de 10 mil pessoas como participantes, entre elas 300 integrantes de entidades internacionais, todas como sujeitos realizadores dos temas do evento como marcha de abertura, palestra, eventos, oficinas, o Fórum Social Temático inicia hoje sua jornada que terá como suportes os temas: crise do capitalismo, democracia e justiça social e ambiental. Serão 270 atividades que se estenderão até sábado. A marcha de abertura ocorrerá na quinta-feira, dia 23, às 15h no Largo Glênio Peres.

Mauri Cruz, organizador do fórum, em entrevista, disse que os temas são pertinentes aos discursos debatidos internacionalmente pelo mundo Oriental e Ocidental, tendo com base o capitalismo com suas ininterruptas crises e as novas formas enunciados democráticos.

“Estabelecemos os temas da crise capitalista e justiça social e ambiental, que já eram da primeira edição, e agregamos o tema da democracia. Não só por causa das mobilizações no Brasil, mas também por tudo que está acontecendo desde 2010, no Oriente Médio. O debate é realmente internacional.

Os jovens querem outro modelo de democracia para discutir a aprofundar. Isso é o centro do debate, é muito importante discutir outra alternativa de democracia. Temos aqui novos sujeitos, que foram para as ruas no Brasil, no Marrocos, na Tunísia, no Egito e que estão em Porto Alegre discutindo outro modelo de democracia”, disse Mauri Cruz.

AS DISTRIBUIÇÕES DAS PRÁXIS

Em razão de sua semiótica diversificada, o fórum se processará em suas práxis como heterogeneidade poiética. Clara criação em seus dizeres. Vozes múltiplas como codificadoras e decodificadoras se manifestarão em formas de mesas redondas, cozinha comunitária, economia solidária, artes coletivas como hip-hop, espaços étnicos para altercações culturais, leituras alternativas e artes comprometidas com as realidades expostas.

Na parte da política oficial, o fórum contará com as presenças de prefeitos, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, o ministro Gilberto Carvalho que participará na Assembleia Legislativa do estado, da mesa redonda onde será debatido o tema “Contra o capital, democracia real”. Fora da política oficial, vai se fazer presente na quinta-feira o filósofo-teólogo Leonardo Boff. Também, na quinta-feira, em Canoas, ocorrerá o Fórum Mundial da Educação, considerado a primeira atividade do Fórum Social Temático. No sábado, dia 25, o último a ser debatido será “Cidades justas e sustentáveis”. Ainda vai ocorrer o Forinho dedicado às crianças e se desenrolará na Escola Rio Grande do Sul. Por sua vez, o espaço alternativo Ubuntu ocupará o Largo Zumbi dos Palmares onde realizarão 30 oficinas, com a participação de convidados internacionais.

“Decidimos colocar o espaço do movimento social negro como Ubuntu, que representa a coletividade de companheiros, algo que todo mundo constrói junto”, comentou o coordenador do Fórum de Educação Étnico-Cultural do Estado do Rio Grande do Sul, José Antônio Santos da Silva.

RELATÓRIO MUNDIAL SOBRE DIREITOS HUMANOS AFIRMA QUE, POR DIA, PELO MENOS CINCO PESSOAS SÃO MORTAS EM EMBATE COM POLICIAIS

Relatório de direitos humanos destaca condições desumanas em delegacias e prisões brasileiras J.R. Lisboa/Assembleia Legislativa do Maranhão

Apresentando a atuação policial como uma das mais preocupantes no Brasil a Organização Não-Governamental (ONG) Human Rights Watch (HRW), divulgou o Relatório Mundial sobre os Direitos Humanos. Nele é destacado um dado profundamente preocupante; todo dia, cinco pessoas são mortas em embate com policiais. Para a Organização Não-Governamental é umas das violações mais preocupantes, dado o grau de letalidade policial.

De acordo os dados publicados pelo Fórum de Segurança Pública, só em 2012, foram mortas 1.890 pessoas, nessas circunstâncias. Um dado que impressiona, é 95% das pessoas que foram feridas por policiais e transportadas para atendimento médico, por policiais civis ou militares, morreram durante o percurso até chegar ao hospital. Medida implementada para impedir esse tipo de ocorrência resultou na diminuição, no primeiro semestre de 2013, de aproximadamente 34%. A medida proibiu a remoção por policiais da pessoa ferida do local.

A HRW também afirmou que há grandes obstáculos para punir esses policiais, porque ocorrem falhas na preservação do local do crime para o trabalho da perícia, a falta de profissionais e recursos para assessorar o Ministério Público para o controle externo da política. Como avanço na responsabilização criminal foi destacado o caso do pedreiro Amarildo, assassinado por policiais, em uma favela, depois de 40 minutos de tortura. Mas o corpo até hoje não foi encontrado. Os policiais o esconderam, mas a maioria foi presa.

O relatório ainda trata da violência policial nas chamadas manifestações de junho de 2013, quando a polícia fez uso truculento da violência usando spray de pimenta, bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha. Vitimando não os manifestantes como também jornalistas, deixando muitos feridos, tendo um repórter-cinegrafista perdido um bolha por ação de uma bala de borracha. O relatório apresentou também estudo sobre a violência no campo. Dados oferecidos pela Comissão da Pastoral da Terra, em 2012, 36 pessoas foram mortas, 77 sofreram tentativas de homicídios, e, na última década, 2,5 mil ativistas rurais foram ameaçados de morte. Outra grave violência foi contra os índios. E o exemplo foi mostrado com o despejo judicial que sofreram os índios Terenas, em 2013. Um dado positivo, ao governo federal, foi sua política de erradicação do trabalho forçado que culminou com a libertação de 44 mil trabalhadores que estavam subjugados à condição desumana de escravidão.

“A gente reconhece que a tarefa que a policia enfrenta no Brasil é muito desafiadora. Os índices de criminalidade são muito altos, mas ela responde com violência em muitas circunstâncias. A polícia mata e mata muito.

Essas medidas não são suficientes enquanto o problema de fundo não for resolvido, que é a questão da impunidade.

Registramos o uso indiscriminado da força, de spray de pimenta, gás e também prisões arbitrárias”, observou a diretora da HRW, Maria Laura Canineu.

ADAIL PINHEIRO, PREFEITO DE COARI, VOLTARÁ A SER INVESTIGADO PELA CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA

O prefeito do município de Coari, do estado do Amazonas, Adail Pinheiro, desde o ano de 2008, é acusado de vários crimes, entre eles o de chefiar um esquema de fraudes de licitações conduzidas pela prefeitura. A acusação saiu como resultado da Operação Vorax executada pela Polícia Federal e a Receita Federal, em 2008. Ele também é acusado de práticar pedofilia, abusar de menores e liderar uma rede de prostituição infantil. Pela acusação de prática de pedofilia, Adail Pinheiro, já prestou depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual da Criança e Adolescente que tem como relatora a deputada federal, Érika Kokay.

Mas o caso de Adail chama atenção da sociedade brasileira, porque não é só um caso de um prefeito acusado de cometer crimes, mas o quanto ele é protegido. O quanto os processos contra ele não têm uma consumação judiciária. E um ponto que impressiona, é que Adail não tem histórico nenhum no Amazonas de uma personagem com passado importante. Muito pelo contrário. Ele foi guinado e alçado para essa posição por figuras consideradas importantes na cena da política amazonense. Como se diz no jargão popular: ele saiu do nada.

Um nada que já provocou a intervenção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para acompanhar as denúncias dos processos em que ele aparece como réu. Dessa atuação do CNJ resultaram as aposentadorias compulsórias, no processo administrativo n° 2009.10.00.0007-9, dos juízes do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJA) Rômulo José Fernandes da Silva e Hugo Fernandes Levy Filho. Os dois foram condenados acusados de atuarem em benefício da prefeitura. Ainda como punição. Nesse mesmo processo administrativo, ainda foi censurado o juiz Elci Simões de Oliveira, em função de ter favorecido Adail. Julgada separadamente aparece a juíza Ana Paula Medeiros Braga, filha do secretário de Cultura do estado, Robério Braga. Um secretário chamado de vitalício pelo tempo que vem permanecendo na pasta. Passou por três governos de forma intocável.

Ana Paula foi acusada, em processo administrativo cujo relator foi o conselheiro do CNJ, Gilberto Valente Martins, de proximidade irregular com o prefeito Adail. As provas documentais e testemunhais foram retiradas de gravações telefônicas obtidas pela Polícia Federal através da Operação Vorax. Gilbert Martins pediu a aposentadoria compulsória da juíza, e outro juiz sua censura. Não prevaleceu nenhum dos dois pedidos. Ela foi transferida para outra comarca.

Diante de fortes evidências, na tramitação dos processos que nunca punem Adail, principalmente como afirma a deputada Érika Kokay, e grande parte da sociedade, que pede sua punição, a Corregedoria Nacional de Justiça reiniciou ontem, dia 20, a investigação do caso para saber se Adail está sendo beneficiado por juízes da comarca suspeitos de atrasar vários processos contra o prefeito intocável. O conselheiro responsável pela condução da correição é Gilberto Valente Martins que vai envolver todas as unidades administrativas e judiciais da Justiça de 1° e 2º graus e cartórios notariais e de registro. E a prioridade são todos os processos envolvendo Adail, o intocável.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.240.814 hits

Páginas

Arquivos