A “OI” E SEU SENTIDO PERVERSO DE INOPERÂNCIA TELEFÔNICA

A sociedade humana é composta de objetos naturais e artificiais, também conhecidos como culturais: objetos da produção humana. Mas tanto um como outro, são elementos constitutivos do estar-no-mundo dos indivíduos. Quer dizer: fazem parte da existência dos indivíduos em sociedade. São promotores dessa existência. Os indivíduos promovem suas praticidades em encadeamentos com esses objetos. Quando eles lhes faltam deixam um sentido de inadequação dada suas necessidades na existência de cada um.

Assim que, cada empresa produz um objeto necessário aos indivíduos de acordo com sua força de trabalho, matéria e necessidade. Uma fabrica de fogão tem operários que desenvolvem sua função social com uma finalidade: proporcionar o objeto-fogão ao usuário doméstico. Uma cachaçaria produz cachaça cujo fim é à embriaguez. Uma sapataria produz sapatos cuja função é calçar os indivíduos. Assim que, quando se deixa de fabricar esses objetos (ou qualquer objeto), as pessoas têm suas existências domésticas conturbadas.

A DISSIPAÇÃO DA FUNÇÃO SOCIAL

A fábrica, juntamente com os operários, não cumpriu sua função social. Também do mesmo modo, quando a cachaçaria deixa de fabricar cachaça impede a embriaguez do consumidor alcóolico. E a sapataria ao deixar de fabricar sapatos deixa o consumidor descalço. Nos três casos a falta de produção faz desaparecer a função social que existe em razão da necessidade dos indivíduos. O que acarreta mudanças angustiantes nos usuários que entram em forte ansiedade social visto que os objetos fazem parte de seus universos sociais. 

A DUPLICAÇÃO DO SOM

Sendo assim, uma empresa telefônica, por trabalhar com tecnologia-comunicativa, tem como matéria de sua função social a fala e a audição. O som duplicado: som do emissor, e som do receptor. Mas não se trata de um som qualquer, pois, no caso, seria mero ruído. Entretanto, a telefonia, tirando os ruídos na comunicação, não trabalha com ruídos, trabalha com som-mensagem. O emissor seleciona uma mensagem para enviar a um receptor. Para isso ele usa um canal: o telefone. Que ele tem um contrato como assinante da linha. Desta forma, o telefone é o elemento-canal responsável pela concretização da comunicação entre os falantes-ouvintes. A necessidade da comunicação surge em razão do homem ser um ente das relações. Seja das relações próximas ou distantes (tele do grego, distante). O telefone tem a função social de realizar as relações distantes.

A MORAL INOPERANTE E DESONESTA DA OI

O que significa que ao selecionar uma mensagem a ser transmitida por um aparelho telefônico, o emissor desperta em si um estado-afetivo de perspectiva alternante. Ele pretende, através da mensagem, a conformidade da alteridade do diálogo com quem pretende a comunicação. Vários fatores podem impedir a efetuação dessa alteridade-telefônica: receptor com aparelho ocupado, linha suspensa por falta de pagamento ou, então, pane na companhia telefônica. Pois é exatamente esse último fator o responsável pela perversa inoperância da telefônica OI. Há mais de semanas, usuários de telefonia-fixa estão sem linha em seus aparelhos, na capital do Amazonas, Manaus. As reclamações se transmutam constantemente em inúmeros protocolos seguidos da informação: ”Deu pane em uma centra, mas já está sendo providenciado o reparo e seu telefone dentro de 24 horas ou mais tardar, 48 horas estará funcionado”. Passam horas e horas, os sinos cansam de dobrar, e nada. A Oi continua com sua sádica perversidade impedindo a comunicação de seus usuários.

Além do estado-afetivo de ansiedade social imposta pela perversa Oi aos usuários, o que chama muita atenção é o sentido moral da empresa. Seus atendentes sem qualquer pejo de honestidade e sinceridade, sintomatizado em hipocrisia (a hipocrisia é a mentira em ação) como respostas aos usuários, usam esse tipo debochado de locução: “Colocamos seu caso em prioridade”.

NÃO DIGA OI, DIGA ALÔ

Diante dessa perversa inoperância telefônica, vários usuários estão recorrendo aos seus direitos nos órgãos competentes como o Procom. Por tal desafeto patológico a locução oi, deve ser usada somente nas relações reais. No telefone nada como um Alô!

0 Responses to “A “OI” E SEU SENTIDO PERVERSO DE INOPERÂNCIA TELEFÔNICA”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.641 hits

Páginas

fevereiro 2014
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: