Arquivo para 20 de junho de 2014

MANIFESTANTES REALIZAM PARTIDA DE FUTEBOL AO LADO DO ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA CONTRA A VIOLÊNCIA POLICIAL

919937-copa_manifestacao_brasilia_4

A manifestação contra a militarização da polícia e o uso da violência foi bem criativa e eficaz. Um grupo de manifestantes improvisou ao lado do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, um pequeno campo de futebol com traves brancas, piso verde e camisas amarelas e realizaram partidas com pessoas que passavam pelo local. Convidaram os policiais para participarem da pelada, mas eles não aceitaram o convite. Não se sabe se por estarem em serviço ou porque não tinham intimidade com a dendeca.

Durante a pelada os manifestantes conclamavam cos policiais com o convite: “Baixa a arma e vem jogar!” Os manifestantes protestaram contra as prisões de alguns ativistas em Fortaleza, Natal e Belo Horizonte, acusados de incitação ao crime. Em uma semana 200 pessoas foram presas em todo o país. Um número pequeno em função de tanta propaganda contra a realização da Copa dias antes e ameaças de violências. Outra preocupação dos manifestantes é contra a forma de abordagem violenta feita pela polícia.

“A gente está aqui a desmilitarização da polícia e o extermínio da juventude negra, que são temas correlatos, porque a guerra às drogas e a atuação da polícia nas comunidades acaba exterminando a juventude”, observou participante do Comitê Popular da Copa, Larissa Araújo.

919943-copa_manifestacao_brasilia_10

Artur Silva, servidor público, que participou da manifestação, se posicionou contra a falta de recursos para a prevenção da violência enquanto que para equipar a polícia não faltou verba.

“A gente vê que os investimentos para equipar e capacitar a polícia para um tipo de ação, que é uma ação repressiva, foram muitos maiores que os investimentos para se pensar em prevenção à violência efetiva. As prioridades não estão no discurso, elas se refletem onde a gente gasta nosso tempo e o nosso recurso”, opinou Artur.

Os professores e técnicos administrativos que se encontram em greve, aproveitaram o ensejo futebolístico comunitário e participaram da manifestação peladeira.

NÃO VAI TER COPA! COLÔMBIA CONTINUA EM FESTA E O URUGUAI COMEÇOU A SUA

Apresentação14pptx

Na primeira partida da Copa ontem, dia 19, a Seleção da Colômbia voltou – sem ser repetição – a mostra um futebol vistosos, criativo e combativo. Com jogadores habilidosos, ela partiu par cima da Seleção da Costa do Marfim sem qualquer receio. Não que a Costa do Marfim seja uma seleção medíocre. Nada diss. É uma seleção que tem garra, muito mais que a Seleção de Camarões, e muito bom domínio de bola.20140619144419987510a_310x200

O primeiro time teve uma predominância dos amigos de Valderrama, mas a Costa também mostrou que tem frente. Porém, terminou no zero para todo lado. Veio o segundo e a Colômbia se prontificou mais em busca do gol. E não deu outra. Ainda sob a empolgação do primeiro gol, os colombianos procuraram o segundo e conseguiram. Dois no placar e a Costa no zero. Só que a Costa ficou totalmente de frente e foi para cima dos amarelinhos que por um momento pareciam que iam amarelar futebolisticamente. A Costa, já de frente, sentiu a malária dos vizinhos amazônicos, e mandou ver. Seu primeiro gol.

Com um gol na objetividade eles queriam mudar a objetividade dolorosa. Foram mais para frente e quase empatavam. Mas como o time é apenas de 45 minutos, embora o juiz tenha concedido 50, o quase prevaleceu.cuadrado-arthurboka-cheicktiote-sereydie-colombia-costadomarfim-afp

A segunda partida foi, entre a Seleção do Uruguai e a Seleção da Inglaterra, as duas que iniciaram a Copa perdendo. Uruguai para Costa Rica e Inglaterra para a Itália, em Manaus e com um público vibrante.

No primeiro time, o Uruguai construiu seu placar com gol de Luizito Suarez aos 39 minutos. Mas foi no segundo time que o jogo pegou fogo. Os dois times precisavam vencer. O jogo ficou aberto com possibilidades para as duas equipes. Os ingleses não tinham o que reclamar da temperatura: estavam jogando em São Paulo.20140619162104175379a_310x200

Veio o segundo time e os dois escretes não perderam o pique. Os lances ficaram divididos levando em consideração as jogadas. Até que em um cruzamento da direita, a pelota passou por cima da zaga e Roonei aproveitou e colocou a boneca no fundo da rede do goleiro uruguaio.

Mas os jogadores uruguaios têm a garra que falta aos amarelados jogadores do escrete canarinho. Não se abateram e em lançamento do goleiro uruguaio a pelota tocou na cabeça de um jogador celeste, no meio do campo e sobrou pela direita para Suarez. Como um bólido ele entrou na grande área inglesa e mandou ver. Não deu outra, compañeros: Uruguaia 2 a 1. Para a alegria de Mujica, Galeano e o craque Francescoli.uruguai_ap_ap820910157459

A parada foi dura até o último segundo que teve ainda um escanteio a favor da esquadra inglesa, mas no final a tarde era de Suarez. Resultado, a Seleção Inglesa volta para casa cantando uma balada dos Beatles. Ou Rolling Stones.

O terceiro jogo também foi uma partida dos derrotados. Seleção do Japão e Seleção da Grécia. Os dois times precisavam da vitória. Mas ficaram precisando. Foi uma partida sem qualquer animação futebolística, embora a equipe nipônica tenha mostrado mais superioridade no segundo tempo, aproveitando que os descendentes de Aristóteles tiveram um jogador expulso.Greece's Samaras heads the ball beside teammate Torosidis and Japan's Okazaki during their 2014 World Cup Group C soccer match at the Dunas arena in Natal

A turma do Jaspion bem que tentou ganhar a peleja, mas não conseguiu. E tudo ficou no zero para todo lado. Mas o que valeu mesmo foi, novamente, a empolgação das torcidas que aproveitam o evento futebolístico para se esbaldarem.  

O REPENTISTA ROGÉRIO MENEZES E SEU REQUINTE POLÍTICO-SOCIAL NO MUDA MAIS

Veja, ouça e cante. Não precisa ser um Xangai ou Marinês e Sua Gente.

IBOPE, EM PESQUISA CLONE, REPETE QUE DILMA LEVA NO 1º TURNO, POR ISSO AS DIREITAS ORAM PELOS PARTIDOS DITOS PEQUENOS

Entre os 13 e 15 desse mês, um dos institutos porta-vozes das direitas desesperadas, Ibope, pago pela Confederação da Indústria Nacional (CNI), entrevistou 2.002 eleitores em 142 municípios e o resultado continua agradando Dilma que vence no primeiro turno e desagradando, na verdade desesperando os dois candidatos das direitas, que continuam empacados.

  • Dilma, reeleita, 38%.
  • Aécio, arrocho, 21%
  • Eduardo, socialismo sem cor, 10%.

Somados os dois fica 32%. Dilma vence os dois de barbada. Mas eles ainda acreditam que podem chegar ao segundo turno. Para isso estão se agarrando em todos os tipos de santos, orando e rezando para que os ditos pequenos partidos aumentem seus percentuais.

Na verdade, esta pesquisa é mais um clone das outras anteriores realizadas pelo Ibope. Todos os candidatos continuam na margem de erro. Só um exemplo. Na pesquisa anterior Dilma tinha 37%, passou para 39%. Na anterior da anterior ela tinha 40%. Loucura, mano.

O arrocho, na anterior, tinha 20%. Agora, tem 21%. O belezão, na anterior, tinha 11%. Agora, passou para 10%. Tudo na margem de erro de dois para cima e dois para baixo.

Por que a direita anda mais raivosa do que nunca?

Os barões das grandes corporações midiáticas perceberam que, para haver uma oposição de direita forte, é preciso uma ampla opinião pública direitista.

Antonio Lassance (*)

Charge de Vitor TeixeiraFaz tempo que as campanhas eleitorais são espetáculos dantescos, movidos por baixarias sem limites. Enquanto o Tribunal Superior Eleitoral fica muitas vezes cuidando da perfumaria, os dinossauros reinam.

Mas há algo de novo nesta campanha.

A começar do fato de que boa parte da perversidade de campanha seguia, antes, o seguinte roteiro: denúncias na imprensa, primeiro em jornais e revistas, que depois se propagavam na tevê e no rádio e, finalmente, ganhavam a rua pela ação dos cabos eleitorais.

Agora, o roteiro é: denúncias pela imprensa, mas divulgadas primeiro via internet; propagação pelas redes sociais; repetição pela tevê e pelo rádio e, por último, sua consolidação  pelo colunismo e editorialismo da imprensa tradicional.

Embora essa imprensa ainda seja, normalmente, a dona da informação, seu impacto é cada vez menos medido pela audiência do próprio meio – que anda em declínio em praticamente todos os veículos tradicionais – e mais pela sua capacidade de propagação pela internet – blogs, redes sociais e canais de vídeo, principalmente pelo Youtube. E a versão que se propaga da notícia acaba sendo tão ou mais importante do que a notícia em si.

Antes, as pesquisas de opinião calibravam os rumos das campanhas. Nesta eleição, a internet é quem tende a ditar o ritmo. As pesquisas vão servir para aferir, tardiamente, o impacto de alguns assuntos que ganharam peso na guerrilha virtual.

Antes, o trabalho de amaldiçoar pra valer os adversários políticos era feito pelos cabos eleitorais que batiam de porta em porta. Agora, os cabos eleitorais que caçam votos perambulam pelos portais de internet, pelos canais de vídeo e entram nos endereços dos eleitores pelas redes sociais.

Uma outra diferença, talvez tão decisiva quanto essa, é que a direita resolveu aparecer. Antes, o discurso da direita era de que não existia mais esse negócio de “direita x esquerda”.

A direita, finalmente, saiu do armário e anda mais raivosa do que nunca. Em parte, a raiva vem do medo de que, talvez, ela tenha perdido o jeito de ganhar eleições e de influenciar os partidos.

Por outro lado, a direita imagina que a atual campanha petista está mais vulnerável que em outras épocas. A raiva é explicada, nesse aspecto, pelo espírito de “é agora ou nunca”.

Os bombardeios midiáticos raivosos têm assumido feições mais pronunciadamente ideológicas.

Ao contrário de outras eleições, os ataques têm não só mentiras, xingamentos e destemperos verbais de todos os tipos. Têm uma cara de pensamento de direita.

Querem não apenas desbancar adversários. Querem demarcar um campo.

Não é só raiva contra um partido. É ódio de classe contra tudo e contra todos os que se beneficiam (e nem tanto quanto deveriam) de algumas das políticas governamentais.

É ódio contra sindicatos de trabalhadores, organizações comunitárias, movimentos de excluídos (Sem Terra, Sem Teto), grupos em defesa de minorias e de direitos humanos que priorizam a crítica a privilégios sociais e aos desníveis socioeconômicos mais profundos.

A mídia direitista tem desempenhado um papel central. Sua principal missão é orientar os ataques para que eles tenham consequência política e ideológica no seio da sociedade brasileira.

Como sempre, a mídia é diretamente responsável por articular atores dispersos e colocá-los em evidência, conforme uma pauta predeterminada.

Embora seja uma característica recorrente, no Brasil, a mídia tradicional comportar-se como partido de oposição, nos últimos anos ela parece seguir uma nova estratégia.

Os barões das grandes corporações midiáticas brasileiras, com a ajuda de seus ideólogos, perceberam que, para haver uma oposição de direita forte, é preciso formar uma ampla opinião pública direitista.

Antes mesmo de cobrar que os partidos se comportem e assumam o viés de direita, é preciso haver uma base social que os obrigue a agir enquanto tal.
A mídia tradicional entendeu que os partidos oposicionistas são erráticos em seus programas e na sua linha política não por falta de conservadorismo de suas principais lideranças, mas pela ausência de apelo social em sua pregação.

Em função disso, coisas como o Instituto Millenium se tornaram de grande importância. O Millenium tem, entre seus mantenedores e parceiros, a Abert (controlada pelas organizações Globo) e os grupos Abril, RBS e Estadão. O instituto é também sustentado por outras grandes empresas, como a Gerdau, a Suzano e o Bank of America.

O Millenium tenta fazer o amálgama entre mídia, partidos e especialistas conservadores para gerar um programa direitista consistente, politicamente atraente e socialmente aderente.

O colunismo midiático, em todas as suas frentes, é outro espaço feito sob medida para juntar jornalistas, especialistas e lideranças partidárias dedicadas a reforçar alguns interesses contrariados por algumas políticas públicas criadas nos últimos 12 anos.

A estratégia midiática de reinvenção da direita brasileira representa, no fundo, uma tentativa desesperada e consciente dessa mesma mídia de reposicionar-se nas relações de poder, diante da ameaça de novos canais de comunicação e de novos atores que ganharam grande repercussão na opinião pública.

Com seu declínio econômico e o fim da aura de fonte primordial da informação, o veneno em seus anéis tornou-se talvez seu último trunfo no jogo político.

(*) Antonio Lassance é cientista político.

Créditos da foto: Charge de Vitor Teixeira

USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.482 hits

Páginas

Arquivos