Arquivo para 14 de novembro de 2014

FÓRUM BRASIL DE COMUNICAÇÃO PÚBLICA 2014 DISCUTE FIM DO MONOPÓLIO DAS MÍDIAS E BUSCA DE IGUALDADE

936600-forum comunicação publica-1-12

É do conhecimento até dos desinformados que o caso das mídias é um caso de política. Política no sentido mais sintético: a potência social. Mas como se vive em uma democracia representativa, é lógico que essa potência também se estende até o Congresso, embora a maioria de seus representantes não seja traspassada por essa potência.

 É caso de política, porque só a política pode enfraquecer e afastar todas as formas de tiranias, visto que as tiranias são resultantes do fracasso da política. E é isso que se observa e se lamenta quando se trata das mídias no Brasil. Há no país uma verdadeira tirania das mídias comandada pelas Organizações Marinho, especificamente, Rede Globo conjuminada com os jornais Folha de São Paulo, Estadão, Globo, revistas Veja, Época, IstoÉ, e inúmeras emissoras de rádios.

Essa tirania, de certa maneira, é beneficiada pelas verbas distribuídas pelo governo federal de forma não igualitária, privilegiando poucas concessões de televisão e rádio, onde a TV Globo aparece como a mais beneficiada, abocanhando 88% do montante da verba para publicidade. E com o desplante de se fazer a maior força opositora usada contra os governos populares. Embora, em todos os períodos de eleições presidenciais essas mídias se manifestem como o mais forte cabo-eleitoral que trabalha contra o candidato do governo, todavia, nessas eleições elas exorbitaram de suas tiranias fascistas. Como ficou explícito o caso da suja revista Veja que ampliou seu jornalismo terrorista contra a candidata à reeleição Dilma Vana Rousseff, cujo sujo intento não foi alcançado. Dilma foi reeleita para o bem da democracia.

Pois é com esse objetivo de analisar e buscar novas formas de política midiática que está sendo realizado o Fórum Brasil de Comunicação Pública 2014 na Câmara dos Deputados. Na abertura a deputada do PCdoB, Jandira Feghalli falou sobre as mídias comerciais e sua ingerência nas eleições e das mídias alternativas. Participaram também do fórum autoridades e parlamentares.

“Temos agora, a oportunidade de fazer esse debate em um período pós-eleitoral, no qual se viu o embate da mídia comercial brasileira e forma como ela entra nas decisões políticas brasileiras.

Pudemos ver que, livres ou alternativas, as mídias se comportaram de outra forma durante o processo político eleitoral. Além disso, enquanto mais de 2 mil rádios comunitárias estão sendo processadas há uma Editora Abril agindo da forma como agiu”, observou a deputada.

Orlando Guilhon, da Associação de Rádios Públicas do Brasil (Arpub), disse que é difícil os gestores desses veículos mostrarem essa ideia diferente para a sociedade.

“A própria EBC (Empresa Brasileira de Comunicação), mostra isso. Precisamos ter mais dinheiro para, inclusive, fazer propaganda e divulgação, na busca de audiência para esses veículos, e fazer contraponto à mídia comercial, sem se tornar chapa branca”, disse Orlando Guilhon.

Para Nelson Breve, presidente da EBC, a sociedade deve tomar posição para fazer com que a comunicação pública seja uma questão de Estado.

“Se não reivindicar e não pressionar quem tem poder para decidir as prioridades do Estado, os recursos da comunicação pública sempre serão escassos para o desafio. Até porque é muito caro fazer comunicação, em função da necessidade de uma base de infraestrutura muito forte e sustentável.

O país precisa de uma comunicação pública independente, democrática e apartidária. Eu já tornei pública minha posição sobre isso em outras oportunidades. Sou a favor da desvinculação da EBC e Secom.

Há mais de 5 mil emissoras públicas em todo o país. Com isso, a dificuldade na construção de unidade na diversidade. E isso não é fácil fazer, seguindo princípios e objetivos comuns, e sem um bom modelo de governança”, afirmou Breve.

O que se torna necessário nessa questão é a participação da sociedade civil como potência capaz de influir na aprovação da lei da democratização dos meios de comunicação. Com isso a sociedade já estará mostrando o que tipo de mídia pretende para si e qual a realidade comunicacional lhe é necessária.

MAIS DE 10 MIL PESSOAS PARTICIPARAM, EM SÃO PAULO, DA PASSEATA “CONTRA A DIREITA E POR DIREITOS”

2e61c9e2-7330-46c3-aac0-af329d94ae7a

A forte chuva que desabou sobre São Paulo não foi o suficiente para desanimar quem está animado pelos direitos democráticos defendidos pelos governos populares de Lula e Dilma. Ao contrário do que ocorreu há duas semanas passadas, quando as direitas indigentes sensitiva e cognitivamente tentaram realizar um protesto contra reeleição de Dilma, que só compareceram mirradas tristes mil almas, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) conseguiu colocar mais de 10 mil pessoas nas ruas de São Paulo mostrando que o povo encontra-se unido e vigilante pelo mandato da presidenta.

A manifestação Contra a Direita e Por Direitos se movimentou exatamente nos bairros mais burgueses da capital. Local onde fica alojada a classe parasitária que odeia participação social do povo. O povo de onde sai a classe trabalhadora que tem sua força de trabalho explorada para mantê-la, como classe inerte, no conforto parasitário.

A manifestação não foi só caminhada para mostrar o quanto o povo está atento. Foi também momento de festa poética e musical. Além dos discursos realizados pelos líderes, houve também dança e canto de forró. Uma forma de ironizar a posição dos nazifascistas que se mostram contra o povo nordestino.

“Tem uma ‘playboyzada’ aí dos Jardins que, porque o ‘titio’ Aécio perdeu a eleição ficaram ‘bravinhos’ e foram para rua contra o povo. Se lá na marcha deles tem elite, que não gosta do povo, aqui tem povo trabalhador, aqui tem negro, aqui tem nordestino, aqui está o povo brasileiro.

Um dos objetivos é fazer enfrentamento contra a direita atrasada. Ela tem ido às ruas nos últimos meses defender posições inaceitáveis para a maioria do povo brasileiro. Defender não só a intervenção militar e impeachment, como também semear ódio aos pobres, o racismo e homofobia. Isso não pode ser admitido. Essa marcha vem para fazer contraponto e mostrar se os golpistas dos Jardins estão colocando mil pessoas nas ruas, nós vamos colora 15 mil só para começar.

O ato também tem o objetivo de pautar reformas populares no Brasil. O programa que foi eleito nas urnas tem que ser realizado. As propostas que perderam não podem imperar. É necessário que o povo deixe claro a importância das reformas estruturais: a reforma política, reforma urbana, reforma agrária progressiva”, disse o líder do MTST Guilherme Boulos.   

Presente na passeata, a ex-deputada federal Luciana Genro (PSOL/GR), disse que as chamadas manifestações da elite não tem força alguma.

“Eu acho que a manifestação que ocorreu aqui dias atrás, não tem força, não tem representatividade social. Mas é evidente que a direita existe no Brasil e ela se expressa, por exemplo, no massacre que a polícia e as milícias promovem semanalmente na periferia das grandes cidades”, disse Luciana Genro.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.241.859 hits

Páginas

novembro 2014
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos