Arquivo para 19 de julho de 2015

A NEGAÇÃO DO RACISMO É IMPULSO PARA SUA PROPAGAÇÃO, DIZ MINISTRA NILMA GOMES

nilma_gomes_0O racismo é uma postura de negação do outro. O outro que embora não seja uma ameaça incomoda por ser um sujeito-histórico. O racismo tem suas causa não na sociedade, mas nos conflitos interiores do racista, mesmo que ele se manifeste no seio social. Daí porque é difícil combater o racismo se o racista não pretende um tratamento psicanalítico. Então, como o racismo é o sadismo em força prática, cabe a sociedade criar leis para combatê-lo.

O Brasil tem uma grande parcela de habitantes racistas, apesar de, eufemisticamente, alguns racistas negarem. Já que a negação é uma forma de impulso para sua prática. Uma prática nazifascista. Uma prática de exclusão do outro. Todavia, essa tentativa de exclusão do outro tem como causa o sentimento de inferioridade que o racista carrega e expressa no momento em que ele encontra o sujeito que ele projeta seu racismo. O racista tem medo do outro. O racista é um covarde.

“O racismo brasileiro tem uma peculiaridade: a ambiguidade. É um fenômeno que se afirma através de sua própria negação. Quanto mais se nega a existência do racismo no Brasil, mais esse racismo se propaga.

E essa é uma característica que nos desafia muito a superá-lo e desvelá-lo. Conhecer e reconhecer essa característica do racismo brasileiro já são avanços, porque antes compreendia-se muito mal o que era o racismo no Brasil”, observou a ministra Nilma Lino Gomes, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir).

Tucanos demitem na TV Cultura

A76A47801FE37313073A7B6B8E870B04BA1966E9AC8A9982D6C4E378A539861DO tucanato paulista está destruindo a TV Cultura, que já foi considerada a melhor emissora educativa do Brasil.

Altamiro Borges

O tucanato paulista está destruindo a TV Cultura, que já foi considerada a melhor emissora educativa do Brasil. Nesta semana, a Fundação Padre Anchieta, que administra a Rádio e TV Cultura, anunciou a demissão de mais 53 profissionais. Os sindicatos dos jornalistas e dos radialistas, que representam os trabalhadores da empresa pública estadual, realizaram assembleia conjunta nesta quarta-feira (15) para repudiar mais este facão e exigir a abertura de negociações. Com sua já conhecida truculência, o serviçais do PSDB se recusam a discutir um plano de recuperação das emissoras.

Conforme denuncia o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, “a crise na Rádio e TV Cultura, que se arrasta há vários anos, ganha proporções ainda mais alarmantes… Além de dever o reajuste no salário de 2014 para radialistas e jornalistas, a RTV Cultura tem sucateado sua área técnica e de produção de conteúdo, com a falta total de investimentos e demissões”. Em junho passado, os radialistas fizeram uma greve de protesto – que contou com a solidariedade dos jornalista – para exigir o pagamento do reajuste acordado e o fim das demissões. “O caso acabou no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), onde foi feito um acordo que garantiu a estabilidade no emprego até o final de julho. Mas a diretoria da RTV Cultura descumpriu o acordo fechado na Justiça”.

Na prática, o PSDB tenta esvaziar a emissora, degradando seu conteúdo educativo e transformando a emissora em um palanque os tucanos. Vários programas hoje estão totalmente partidarizados – o caso mais grotesco é o do “Roda Viva”, atualmente comandado por Augusto Nunes, um direitista convicto e alucinado. A grade de programação foi drasticamente alterada, com a extinção de programas que fizeram o sucesso da tevê no passado. Para entender melhor a agonia da TV Cultura, vale a pena ler o artigo de Alexandre Pavan, ex-roteirista de programas musicais da emissora, publicado na Fórum:

*****

A ruína das rádios e TV Cultura

A Fundação Padre Anchieta, mantenedora das rádios e TV Cultura de São Paulo, vem definhando há duas décadas, numa agonia que se intensificou nos últimos cinco anos. A capacidade produtiva de suas emissoras foi praticamente extinta, perdendo audiência e, sobretudo, seu protagonismo entre as empresas públicas de comunicação do país.

São dois os principais motivos que levaram a tal situação: má administração e desinteresse do governo do Estado de São Paulo pelo trabalho da Fundação, com a constante redução do repasse de verbas.

Marcos Mendonça, o atual diretor-presidente, vem se mostrando capaz de realizar aquilo que parecia impossível: consegue fazer uma gestão tão desastrosa quanto a de seu antecessor. Se o tecnocrata João Sayad (2010-2013) foi o responsável por cerca de mil demissões, pelo encerramento de programas tradicionais e pelo desmonte de departamentos inteiros, Mendonça vem promovendo mais dispensas de funcionários e transformando a Cultura numa mera exibidora.

Sayad, ao menos, foi mais coerente. Em entrevistas, nunca escondeu seu desejo de reduzir de maneira drástica a estrutura da empresa e colocá-la para funcionar num andar de um prédio de escritórios. Ao que tudo indica, Mendonça deverá concluir esse plano, contrariando a promessa que fez de retomada da produção quando assumiu a presidência em junho de 2013.

Basta uma olhada na grade de programação para constatar que, atualmente, a TV tem fôlego para exibir apenas duas horas diárias de atrações originais inéditas. Não há incentivo nem mesmo para as produções infantis, nas quais a Cultura já foi referência. Até o Cocoricó, série de enorme sucesso, chegou ao fim e – puxa, puxa, que puxa! – seus criadores foram dispensados.

A programação se sustenta com reprises, seja de material próprio ou terceirizado. O caráter déjà vu foi o que prevaleceu no especial montado pela atual gestão para festejar o aniversário de 45 anos da emissora, em 2014. Enquanto produções históricas do canal eram merecidamente relembradas, quase não havia o que mostrar do tempo presente. Afinal, a TV Cultura hoje é assim: vive do passado e não possui qualquer perspectiva de futuro.

O mesmo ocorre com as rádios. A Cultura FM, que já chegou a ostentar uma orquestra própria (liquidada pelo mesmo Mendonça em sua primeira passagem pela Fundação Padre Anchieta, há dez anos), vai ao ar graças ao empenho de uma equipe reduzidíssima. Na AM, os problemas técnicos e operacionais são tantos que os programas são transmitidos mais por milagre do que por radiodifusão. Se não fosse pela internet, a Cultura Brasil falaria para ninguém, pois é impossível encontrá-la no dial. Faça o teste. A propósito, alguém se lembra qual é a frequência?

Ontem (15/07/2015) foram demitidos mais 53 funcionários, entre eles diretores e produtores que trabalhavam nos programas de Inezita Barroso e Antônio Abujamra, apresentadores falecidos há poucos meses. A meu ver, a mensagem é clara. Dispensar as equipes do Viola, Minha Viola e do Provocações significa mandar pro olho da rua parte do legado deixado por Inezita e Abu.

A Cultura precisa urgentemente de uma mudança de rumos que lhe traga mais recursos, a atualize e resgate seu papel de excelência. Durante um tempo, imaginou-se que o Conselho Curador pudesse dar início a uma renovação promissora. O grupo, porém, se mostra conivente e endossa o aniquilamento. E talvez nem haja mais tempo para reação. Quem sabe, o próprio conselho em breve não seja mais do que ruína.

* Alexandre Pavan é jornalista e, entre 2004 e 2014, atuou como roteirista de programas musicais da TV Cultura.

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.073 hits

Páginas

Arquivos