Arquivo para 9 de outubro de 2015

MARX AFIRMA QUE “A VERGONHA É UMA ESPÉCIE DE CÓLERA CONTRA SI MESMO”. NADA DO QUE POSSA EXPERIMENTAR AS DIREITAS

karl_marxO reacionário é um sujeito-sujeitado aos enunciados que recebeu como verdade inquestionável desde seu nascimento. Por isso ele só reage e não age. Ele é uma insuportável consequência, jamais princípio. Como consequência, ele não suspeita de nada. Ele estar no mundo como uma ipseidade de classe. Um conservador dos valores de sua classe social. Ele é a igualdade de sua classe.

O reacionário conservador se mantém por força do mais baixo grau de conhecimento: o conhecimento do ver e ouvir. O conhecimento difuso. Disseram a ele: isso é uma mesa! Ele acreditou. Disseram você nasceu no dia tal. Ele acreditou. Mostraram para ele um negro e disseram: todos negro – eufemismo, o reacionário chama preto – é perigoso. Ele acreditou. Disseram toda mulher, mas não sua mãe, não presta. Ele acreditou. Disseram aquele rapaz é homossexual. Ele acreditou. E assim seus pais, professores e crentes falaram e mostraram para ele o que lhe era necessário.

Sem qualquer suspeita, tornou-se um sujeito-sujeitado do agenciamento coletivo de classe que os enunciados postos diante de si formaram. Tornou-se um preconceituoso. No sentido epistemológico-filosófico: alguém que emite opinião sem ter analisado os conceitos que recebeu. Só repete o significante-sem significado. O que significa que se trata de um ignorante-cognitivo.

Imobilizado no mais baixo grau de conhecimento ele faz os estudos primários, fundamental, médio, superior, mestrado, doutorado, pós-pós-doutorado. Tudo como forma instrumental: o saber que só serve para sua carreira profissional e sua classe. O quid –essência – de sua aposentadoria. Diria o filósofo Nietzsche: é um sujeito cativo. Sem qualquer suspeita do que seja o conhecimento de segundo grau e terceiro, que é o racional, como mostra o filósofo Spinoza, ele acredita que pode opinar contra o que não se coaduna com seus interesses.

Assim, como uma pessoa só atinge os conhecimentos de segundo e terceiro grau que se eleva do primeiro ao compreender as causas das coisas e passa a ser causa de si mesmo e chega ao conhecimento racional – ninguém nasce racional, afirma Spinoza, e por esse trânsito, Marx -, assim, também, se concebe a condição ética do existir ontológico. O que significa que ninguém pode compor eticidade preso em uma molaridade imposta pelo mais baixo grau de conhecimento. A ética é da ordem da racionalidade. Nenhum obsessivo, compulsivo, ressentido, má consciência, molar-paranoico, pode chegar à ética como condição humana.

Ética é uma questão de racionalidade. A racionalidade é a condição transcendente do homem para reflexibilidade: o refletir sobre sua própria condição de existir como sujeito histórico. A reflexibilidade, como diz o psiquiatra e filósofo Karl Jasper, é a síntese da reflexão do homem em relação ao objeto, matéria objetiva, que se tornou objeto da consciência dele derivada de sua vivência no mundo como expressão fenomenológica. Como consciência subjetiva e objetiva. O filósofo Heidegger chama de Mit-Dasein: Estar-no-Mundo-Com. O fundamento da existência autêntica. Os das existências inautênticas não a vivenciam.

Partindo desse quadro fica fácil compreender, quem saiu do mais baixo grau de conhecimento, por que filósofo Marx afirma que “a vergonha já é uma revolução”. Porque “a vergonha é uma espécie de cólera contra si mesmo”. Se envergonhar é antes ter sido traspassado pela dialética da “cólera contra si mesmo”. Se encolerizar contra si só é possível através da dialética da desalienação. Sair de si como subjetividade e se tornar objeto de análise de si mesmo fora de si. Como objeto de sua reflexão para compreender que se é no mundo e depois voltar desalienado como revolucionário. Ou seja: como sujeito envergonhado.

Mas envergonhado de quê? Da condição desumana imposta pela tirania de uma sociedade opressora que estimula o mais baixo grau de conhecimento que impede a subida para a racionalidade. O mais baixo grau de conhecimento que proporciona a hegemonia da mentira, inveja, ambição, ódio, cobiça, hipocrisia, covardia, desonestidade, desonra, trapaça, entre outros vícios burgueses defendidos pelos que não podem se envergonhar.

Encolerizar-se contra si começa com a suspeita de que o homem não vai bem. A psicopatologia-social tomou conta de sua existência. E que é necessário mudar essa condição psicopatológica-social. Mas quem se encontra adenso aos enunciados que lhe foram impostos como verdade, jamais experimenta a cólera contra si mesmo que lhe levaria a revolução pela vergonha. Quem não se lança a cólera contra si mesmo não pode nem falar sobre o conceito vergonha e muito menos balbuciar o conceito revolução.

Os honrados senhores e senhoras que formam o quadro das direitas alienadas dos malogrados existenciais nunca poderão experimentar o movimento da vergonha em suas psicopatologias-sociais. Não adiante esperar dessas direitas, honradez e brio em seus estados reacionários. Elas estão no mundo só para cumprir o que lhe impuseram como imobilidade fracassada da existência. Sua única função é conservar o que lhes impuseram como ordem a ser defendida.

Por estarem impossibilitadas de chegar à vergonha, às direitas não podem ser tidas por humanas, não podem “ser radical, tomar as coisas pela raiz, já que para o homem a raiz é próprio homem”, como afirma Marx. E as direitas são abstrações: não tem raiz. Portanto, nada de humano.

         

“ELE NÃO TEM HISTÓRIA, NÃO TEM MORAL, NÃO TEM ÉTICA PARA FALAR DE DILMA”, DISSE O DEPUTADO SÍLVO COSTA CONTRA CARLOS SAMPAIO

images-cms-image-000460454Deslocamento, projeção são mecanismos de defesa usados por muitas pessoas para atribuir aos outros, o que elas são na realidade. Esses mecanismos de defesa são sintomas, e os sintomas dão substitutos na consciência dos recalques no inconsciente provocados pela repressão. Repressão quase sempre imposta aos filhos pelos pais. É o que afirma o criador da psicanálise Freud.

Como essas projeções são frutos dos sintomas dessas pessoas recalcadas, aquele que é objeto dessas projeções não deve acreditar no que é proferido pelos indivíduos recalcados, já que eles pretendem subliminar na pessoa que escolheram para suas projeções os seus traumas que na consciência surge muitas vezes como opiniões de cunho moral.

Exemplo próximo e breve. Entre os que projetam seus recalques em Dilma, porque a escolheram para pagar por suas frustrações pessoas sem que ela nem conheça os pais desses que lhe atribuem o que ela não é, encontram-se vários corruptos. Alguns deles com investigação e condenação na Justiça. Outros que logo também serão alcançados pela lei, mesmo que em alguns momentos essa lei seja usada não como lei, mas como amparo a condição psíquica de quem está investido dessa autoridade.

No Brasil atual, há tipos desses que fazem projeções em Dilma, com objetivo de lhe arrancar o governo, usando a força. Não a força física, que é o que eles pretendem, mas são contidos pelo imaginam da opinião pública, porém pela força da hipocrisia, da mentira e da ambição. O que na verdade é força que eles refletem. Como diz a filósofa Hannah Arendt, a eliminação da razão como potência do diálogo democrático. Esses tipos são os raivosos, os que não escondem seus ódios e suas invejas acreditando que a sociedade não entende de alguns conceitos da psicanálise, visto que em seus mundos não sabem que o que Freud pretendia ocorreu: que a população dominasse os conceitos de sua ciência que estuda o inconsciente, o pré-consciente e o consciente. Ou seja: a linguagem do homem na subjetividade e objetividade.

Ontem, no plenário da Câmara Federal, Carlos Sampaio, deputado do PSDB, e líder do partido da burguesia-ignara que comanda o golpe contra o governo Dilma, fez um discurso raivoso – como sempre – tendo como suporte a decisão do Tribunal de Contas da União TCU que tem quatro ministros acusados de corrupção, inclusive o relator do processo do governo Federal, Augusto Nardes – tentando fortalecer a obsessão golpista.

O deputado Silvio Costa (PSC/PE), que já fez discursos racionais e democráticos na Câmara em defesa da democracia, subiu a tribuna e contestou as afirmações de Carlos Sampaio.

“O líder do PSDB teve suas contas de campanha rejeitadas pelo TER em 1998. Recorreu ao TSE e teve a condenação confirmada em 2008. Não lhe posso lhe dar o benefício da dúvida porque dois tribunais o condenaram. Ele não tem história, não tem moral, não tem ética nem coerência para dizer aqui o que disse contra a presidenta Dilma Rousseff.

O discurso que ele fez aqui hoje foi de uma pessoa cega pelo ódio e dominada pelo revanchismo. Ele que baixe a crista ao falar da presidente”, discursou Sílvio Costa.

O deputado Silvio Costa pode até não ter estudado psicanálise, mas que ele sabe de algumas de suas noções ele sabe. E também sabe aplica-las.

      


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.040 hits

Páginas

Arquivos