Arquivo para 22 de outubro de 2015

A POPULAÇÃO BRASILEIRA NÃO REFLETE AS ALUCINAÇÕES E DELÍRIOS DOS GOLPISTAS COMO ELES AFIRMAM

0001Como já foi dito várias vezes o comportamento das direitas, em relação ao governo Dilma querendo tirá-lo a qualquer custo do poder não importando para isso às eleições democráticas em que ela foi eleita com mais de 54 milhões de votos, é inegavelmente uma questão psiquiátrica.

Há visíveis alucinações, sentimentos falsos em relação à realidade, e delírios, afirmações que não se coadunam ao princípio de realidade, a objetividade. Todas as expressões das direitas que conspiram contra o governo Dilma querendo-a fora do poder-político saem de conteúdos psiquiátricos. Conteúdos que não encontram correspondência no mundo exterior vivenciado, observado e pensado pela maioria da sociedade brasileira.Lula_e_Dilma_be_01

Três diagnósticos com suportes saídos da realidade.

I – O ódio contínuo por elas terem perdido mais uma eleição para os governos populares que mudaram a vida de milhões de brasileiro que viviam na extrema pobreza e, como também, a vida da classe média. No primeiro caso, o Bolsa Família que completou no dia 20, 12 anos de satisfatória existência e insatisfatória inexistência das direitas.

Com é sabido o ódio contínuo obstrui a realidade e impede o sujeito de inter-relaciona-se com o mundo, ao mesmo tempo, que o impossibilita a construção de uma infra-relação interior derivada da dialética de si com o mundo, já que o mundo para ele foi dissipado pelo ódio.

II – A inexistência de qualquer projeto político para substituir o projeto do governo popular que vem sendo eficaz a ponto de ser tido como modelo para muitos países desenvolvidos. A inexistência de projeto substituto nas direitas confirma que seu objetivo em querer se apossar do poder através de golpe é decorrente da dissipação do real. Elas estão mentalmente impossibilitadas de criar um projeto, posto que para criar um projeto a ser aplicado no exterior ele deve ter seus fundamentos saídos da observação, apropriação, comparação e análise da concretude material e ideal do mundo. Caso contrário é produto de delírio. Do tipo de delírio de pacientes que pretendem criar o paraíso na Terra por se sentirem maravilhados pela aura divina.

III – De acordo com o filósofo-psiquiatra Karl Jaspers, a consciência do Eu é constituída de quatro características formais. Consciência do Eu como atividade, unidade, identidade e oposição ao exterior. Todas essas características formais estão ausentes nas direitas quando se trata da objetividade. Sua atividade inexiste. Ela é inerte, não age. Sua unidade, sou um no mesmo momento, está dissipada. Sua identidade, sou o que sou hoje, como fui ontem, destemporalizou-se. E, por fim sem fim, a oposição ao mundo exterior fragmentou-se e tomaram seu lugar as alucinações e os delírios.

Um exemplo irrefutável pode ser apresentado pela consciência do Eu na característica formal como identidade. Uma grande parte dos golpistas é acusada de corrupção. São personagens partidários, personagens midiáticos e empresarias, entre outros, com estrutura mental corrompida, mas que não a tomam como elementos de suas identidades. Acusam o governo de corrupto quando são corruptos. O que significa: destemporalizaram as identidades.

Observando as direitas por esse quadro psiquiátrico diagnosticador político não há que se perder tempo e cognição para tentar entender por que elas são despudoradas, levianas, imorais, conspiradoras, aéticas, estúpidas, insensíveis, etc.

O deputado golpista do PSDB, partido da burguesia-ignara, Carlos Sampaio, afirmou ao entregar, junto com outros golpistas como Hélio Bicudo, 93 anos, um dos que  destemporalizou a existência, ao presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha, o homem dos 5 milhões de dólares, mais um pedido de impeachment contra Dilma, que a população brasileira quer a saída de Dilma do governo. Ele não sabe que a população brasileira é um corpo-devir demográfico-político-social-econômico-histórico-antropológico-cívico constituído por sua potência-criadora como substância de si mesma. Não é uma abstração fantasiada por um grupo calculista para servir os interesses desse grupo.

“Esse movimento não é apenas da oposição. Estamos aqui apresentando esse pedido, principalmente, em nome da população brasileira, que não suporta mais esse governo”, disse o deputado golpista como se soubesse o que significa oposição.

images-3-27-327bb59e0044eb146cc61cdfdbdf4df437c85e06Os golpistas jamais saberão que a população é uma contínua intensidade democrática, que em sua singular transcendência nunca pode ser capturada por alucinações e delírios.

A fluidez da conjuntura política e os próximos lances

Lula Marques

Eduardo Cunha, figura catalisadora do golpismo, deverá ser abatida pela sua própria volúpia. E abater Cunha é abater também a oposição golpista.

Francisco Fonseca*

A conjuntura política brasileira assemelha-se a um jogo de xadrez cujos jogadores são amadores, isto é, ou não há claras estratégias e táticas ou as contradições das “jogadas” torna turva a inteligibilidade do jogo; os lances são por vezes confusos; e quem estava próximo a vencer se vê, repentinamente, na iminência da derrota e vice-versa. Isso tudo ocorre numa incrível rapidez e com lances complexos e muitas vezes bizarros, a ponto de as análises tornarem-se rapidamente obsoletas.

Tanto da parte da coalizão governista como da oposicionista, com suas respectivas bases sociais (frações de classes sociais, grupos de interesse, interesses corporativos e sua emaranhada teia) há um sem-número de contradições. Exemplos marcantes: a política econômica de tonalidade neoliberal de um governo que se elegeu contrariamente ao rentismo e ao neoliberalismo; e o apoio da oposição simultaneamente ao golpismo e a tudo o que representa a figura do deputado Eduardo Cunha.

Nesse mar de lances sinuosos, de lado a lado, o papel do Supremo Tribunal Federal, apesar da obtusidade de figuras como Gilmar Mendes e outros, e das próprias ilegalidades cometidas no julgamento do Mensalão e na atual Operação Lava Jato, tem sido e, tudo indica, será ainda mais crucial. É fundamental observar que todas as afrontas aos direitos civis, políticos, trabalhistas e sociais estão sendo ou serão objeto de deliberação do STF.

A grande aliança golpista no Brasil é composta pelo “baixo clero” parlamentar representado por Eduardo Cunha (que implica articulação de negócios de variadas ordens); pelos principais partidos derrotados nas eleições e em franca decadência (PSDB e DEM); pela grande mídia desde há muito golpista; pelo rentismo sedento por recuperar seus já altos lucros; pelas frações do capital vigorosamente articuladas ao capital internacional; pelas classes médias superiores, fortemente elitistas e arrivistas; pelo sem-número de “inocentes úteis”; e por todos os conservadores e reacionários, de estratos distintos, que objetivam a derrota dos direitos (notadamente aos pobres), da esquerda, do PT e particularmente de Lula.

Ao STF, como se viu nas decisões tomadas em 13/10, barrando os descalabros da presidência imperial, antiinstitucional e antidemocrática de Eduardo Cunha, cabe assegurar o Estado de Direito Democrático e o ethos efetivo da Constituição de 1988, não deixando que o fogo alto dos perdedores das últimas quatro eleições presidenciais queime a democracia política e social, que ainda está à procura de consolidação.

Embora o Supremo seja marcado por enormes contradições e histórica ligação com os poderes dominantes, reitere-se, nesse momento histórico – por razões distintas e complexas – têm cumprido função crucial ao barrar, forma e conteúdo, a onda reacionária em diversas dimensões e perspectivas. Mas ainda é cedo para afirmar peremptoriamente que as posições do STF de fato impedirão os retrocessos, a começar pelo golpismo do impeachment, ou contribuirão para tanto, em escalas distintas. Aparentemente sim.

Por outro lado, a figura catalisadora do golpismo, Eduardo Cunha – mas também de Aécio Neves, ambos caricaturas deprimentes da vida política nacional –, em razão de sua posição institucional e de seu papel agregador do que há de mais obtuso em termos de interesses políticos, econômicos e civis, deverá ser abatida pela sua própria volúpia. Enquanto pertenceu ao baixo clero nutriu-se do anonimato que lhe permitiu transitar pelo pântano do tráfico descarado de influência. Ao assumir a ribalta do Parlamento, o ralo até então escondido fora aberto, exalando o que todos sabiam ou desconfiavam, mas não podiam provar.

Esse lance (a provável cassação de Cunha) – talvez um dos poucos méritos da antiinstitucional e politizada Operação Lava Jato – permite novas jogadas do governo. Afinal, abater Cunha é abater também a oposição golpista.

Vencer o front político/institucional permitirá ao governo e ao PT avançar rumo a três outros fronts: a economia, com a saída de Joaquim Levy, indicando com isso reversão, mesmo que progressiva, do fiscalismo/rentismo; a tentativa de formalizar um novo pacto de classes entre o empresariado nacional (ou cujas decisões empresariais sejam tomadas no Brasil) e os trabalhadores, excluindo-se o rentismo; e a (re)aproximação com os movimentos sociais populares e com as políticas de corte progressista e de esquerda. Sem isso, aliás, o definhamento do governo, mesmo que não seja derrubado, será marcante.

Embora conjecturas, trata-se de lances possíveis permitidos pelas recentes decisões do STF, que incluem também o bloqueio ao financiamento privado de campanhas; pelo definhamento de Eduardo Cunha e tudo o que isso representa; pela reforma na coordenação política do governo (com profissionais da negociação política e pelo maior protagonismo do ex-presidente Lula) no contexto da reforma ministerial; pelo aumento do sentimento de que impeachment é golpe: dos partidos de oposição, da mídia, e das classes médias e superiores; pelo esgotamento da dicotomia falsamente fabricada de que o PT/Governo Federal são os “maus” da história.

Não se deve, por fim, desprezar o potencial lesivo de Moro, Cunha e da mídia, entre outros, que podem estabelecer novos lances que conturbem ainda mais o ambiente político, notadamente contra o Governo Dilma e os direitos sociais e políticos…o entreguismo do pré-sal etc.

A conjuntura alterou-se favoravelmente à manutenção do governo – até por razões internacionais, caso da exclusão do Brasil do Mercosul e da Unasul, caso haja o golpe –, o que implica possibilidade ímpar de derrotar os golpistas, construir novos pactos e criar novas correlações de força.

Mas o xeque-mate ainda está aberto!

*Prof. de ciência política da FGV/Eaesp e PUC/SP


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.016 hits

Páginas

Arquivos