Arquivo para 24 de fevereiro de 2016

FERNANDO HENRIQUR CONFIRMA O QUE A MAIORIA DO POVO BRASILEIRO SABE: ELE AFIRMOU QUE SEUS ATOS “SÃO MENORES”

fhc_e_cervero88744

O filósofo francês Jean Paul Sartre afirma que um homem é suas escolhas. Escolhendo não há desculpas, subterfúgios para ele escapar delas. Ele é responsável por suas escolhas. Não há como escapar de suas escolhas, mesmo quando suas escolhas é não escolher. Porém, continua Sartre, quando um homem nega, suas escolhas ele não passa de uma consciência malograda, coagulada que foge como um covarde para se livrar do que escolheu. Essa é a consciência burguesa: jamais assumir o que escolheu.

Diante do que declarou a jornalista Miriam Dutra, exilada por Fernando Henrique, TV Globo e Veja, o que muitas já sabiam desde a década de 90, ele, debochando de sua velhice, voltou, como o mesmo cabotino, presunçoso, a querer ocupar o papel do personagem principal do delírio golpista para afastar Dilma do governo popular que tanto é odiado por sua classe de parasitas burgueses.

Tentando a todo custo que a sociedade brasileira esqueça as denúncias contra si apresentadas pela jornalista, ele, escudado pela mídia aberrante sua parceira de tormento frustrante, concedeu entrevista com o objetivo de fortalecer esse propósito. Não sabe ele que a memória da história é a própria história: jamais esquece.

“Não tem fato. O que foi que eu fiz de errado? Nada. Vocês estão insistindo em um tema que não existe. É invenção, não sei de quem. São coisas menores. Estou preocupado com o Brasil”, disse ele a mídia aberrante sua parceira.

Há varias perspectivas para se analisar o que ele afirma todas levando ao mesmo entendimento do que ele realmente é. Ele diz que não “tem fato”. Afirmação que toca diretamente em seus atos tanto na sua relação com a jornalista como sua forma de mandar a mesada para ela através de offshore. O fato que mais importa jurídica-politicamente. Ele continua: “O que foi que fiz de errado?”. Uma indagação como toda conotação da moral burguesa. Se envolver com Miriam Dutra, pessoalmente não há nada de errado, apesar dela afirmar que tudo estava errado. O que leva também ao caso do filho, para ele nada de errado envolver uma criança em uma disputa egoísta e calculista politicamente. “É invenção, não sei de quem”. Como foi ele que proporcionou esse espetáculo patético que não cabe a um homem de espírito superior, como ele se julgava para ser presidente, o único com condições de governar o país, como afirmara a jornalista, e agora diz é invenção, ele confirma Sartre. Se um homem é suas escolhas e não há como escapar delas, como diz o filósofo Sartre, Fernando Henrique confirma que é uma pura consciência burguesa malograda. Usa subterfúgios para escapar de sua própria pele, ao contrário do que diz um personagem de Brecht que “um homem só está seguro em sua própria pele”. Para ele a segurança está em mudar de pele. Perder sua própria pele.

No final de sua tentativa de escapar de sua própria é que se encontra a confirmação de ele não pode se descapelar. “São coisas menores”. Ele tem razão e não há argumento filosófico que possa contrariá-lo. Sua existência politica só produziu para o Brasil “coisas menores”. Seus dois desgovernos, no sentido amplo de governar, só criaram “coisas menores”. Rasgou a Constituição Federal para se reeleger, joelhou o país economicamente na frente do Fundo Monetário Internacional (FMI), permitiu que a corrupção na Petrobrás se alastrasse como também em outras instâncias, sucateou a educação, elevou a inflação a níveis estratosféricos, aumentou o desemprego, adoeceu a saúde, privatizou em empresas estatais lucrativas, entre outras “coisas menores”. E afirma, em seu cabotinismo, que está “preocupado com o Brasil”.

No ano de 1963 o filósofo Sartre e seu “amor necessário”, a filósofa Simone Beauvoir vieram ao Brasil, inclusive aqui em Manaus. Em São Paulo, os dois pensadores, como não poderia ser diferente, se relacionaram com várias representações, até com o pessoal da tal Bossa Nova com suas letras patéticas e melodias melosas, afetos da classe média urbana. Fernando Henrique sempre cabotino, vaidoso, presunçoso, tentou se infiltrar no meio dos brasileiros amigos dos filósofos para ciceroneá-los. Frustração vaidosa total. Deram-lhe um chega pra lá e ele foi chupar o dedo distante no canto, arrebatado de inveja.

Agora, Sartre aparece nesse texto como uma forma de premonição passada de Fernando Henrique. Por isso a filosofia da liberdade de escolha e da responsabilidade ontológica da existência serve muito bem para entender as “coisas menores” escolhidas por Fernando Henrique. E como o destino de um homem é a síntese de sua existência, ninguém escapa de seu destino. Fernando Henrique é seu próprio destino: não adianta tentar escapar de suas “coisas menores”. 

 

PARLAMENTARES PEDEM AO MINISTRO DA JUSTIÇA PARA QUE FERNANDO HENRIQUE SEJA INVESTIGADO NO CASO MIRIAM

fhc_(1)67739

Embora Fernando Henrique afirme que sua existência é formada por “coisas menores”, parlamentares da base do governo Dilma e líderes de partidos pediram ao ministro da Justiça Eduardo Cardoso, para seja iniciada investigação sobre Fernando Henrique para sejam explicadas, à sociedade brasileira, as denúncias que a jornalista Miriam Dutra, ex-namorada do ‘príncipe sem trono’ fez contra ele.

Segundo a jornalista, Fernando Henrique para se livrar do filho atribuído a ele com a jornalista, se uniu a TV Globo e a Veja para mantê-la longe do Brasil para não prejudicar suas intenções políticas que resultaram em favorecimentos de verbas públicas a TV Globo. E que ainda enviava mesada a ela através da empresa Brasif sumulando que ela tinha um emprego.

Com essas denúncias os parlamentares entregaram ao ministro da Justiça Eduardo Cardoso, um documento formalizando o pedido de investigação sobre Fernando Henrique que mesmo com a possibilidade de confirmação de prática condenáveis seja prescrita em função de seus 85 anos, pode lhe causar jurídicos indicadores. E confirmar para a sociedade quem realmente foi e é o ‘honesto’ Fernando Henrique que se tomava o único que poderia salvar o Brasil, segundo o que ele afirmara para Miriam Dutra e que foi divulgado em entrevista por ela na semana passada.

TCU confirma Mirian Dutra: BNDES favoreceu Globo no governo FHC

dutra_fhc2.jpg

Relatório mostra que grupo Globo recebeu 2,5 vezes mais recursos públicos do que todas as demais empresas concorrentes em um mesmo período, o que coincide com a reeleição e o segundo mandato de FHC.

por Helena Sthephanowitz

Em entrevista ao Diário do Centro do Mundo, Mirian Dutra, ex-jornalista da TV Globo com quem o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) teve um relacionamento extra-conjugal, disse que em 1997 estava cansada de ficar na “geladeira” na sucursal da empresa em Portugal. Quis ir para a sucursal de Londres, mas a rejeitaram. Disse ao então diretor de jornalismo da TV Globo, Evandro Carlos de Andrade, que a escalassem para trabalhar no Brasil ou pediria demissão. Segundo ela, Evandro disse a subordinados: “Ninguém mexe com essa mulher. Ela mostrou que tem caráter”.

Porém, os planos de Mirian de voltar ao Brasil chegaram aos ouvidos de Luís Eduardo Magalhães, na época presidente da Câmara dos Deputados, eleito pelo extinto PFL, de quem ela diz ter sido amiga desde antes de conhecer FHC. O deputado a convidou para um almoço, levou o pai, ex-senador Antônio Carlos Magalhães (também PFL-BA), que lhe disse não ser hora de voltar, pois FHC disputaria a reeleição e ela deveria ter paciência. “Foi quando entendi que eu deveria viver numa espécie de clandestinidade”, disse Mirian.

Então decidiu comprar um apartamento em Barcelona e ir para lá, como contratada da Globo. A empresa topou mas, mesmo pagando a ela um salário de € 4 mil (cerca de R$ 18 mil), jamais a acionou, nem aprovou ou exibiu qualquer pauta sua em muitos anos.

– Me manter longe do Brasil era um grande negócio para a Globo. Minha imagem na TV era propaganda subliminar contra Fernando Henrique e isso prejudicaria o projeto da reeleição.

– Mas o que a empresa ganhou com isso?

– BNDES.

– Como assim?

– Financiamentos a juros baixos, e não foram poucos.

De fato, o TCU abriu processo de tomada de contas para investigar favorecimento à Net Serviços (operadora de TV a cabo criada pelo Grupo Globo e vendida depois para o grupo mexicano de Carlos Slim). O relatório TC 005.877/2002-9 analisou o período de 1997 até o início de 2002 e concluiu que o BNDES repassou 2,5 vezes mais dinheiro para o Grupo Globo do que o repassado para outras empresas do mesmo ramo que pleitearam empréstimos junto ao banco público.

Ou seja, a cada R$ 3,50 liberados pelo BNDES, R$ 2,50 foram para a Globo, restando portanto apenas R$ 1 para todas as concorrentes do mesmo ramo.

Eis trechos do relatório:

tcu_bndes_globo_2002.jpg

 

FHC-Globo-BNDES-Romapar.jpg

Não são apenas os valores que chamam atenção no caso FHC-Globo-BNDES. Foram quatro empréstimos “estranhos” e manobras contábeis em menos de um ano.

O Grupo Globo tinha uma holding chamada Globopar, que controlava duas outras empresas Roma Participações (Romapar) e Distel Holding. Estas duas, por sua vez controlavam a Net Serviços (que passou a ser o novo nome da Globo cabo).

Mas para que serve essa estrutura em camadas como cascas de cebola, que para leigos (como a maioria de nós) só complicam, além de aumentar custos e impor uma burocracia desnecessária? Uma hipótese é obter empréstimos para as diferentes empresas que não poderia ser obtidos se fossem uma só. Por exemplo, quando a Globo Cabo já estava endividada, a Romapar ainda continuava tomando empréstimos.

Outra hipótese é que os empréstimos à Romapar ficavam no balanço da própria Romapar, tornando o balanço da Globo Cabo menos “assustador”.

Em 1997, ano do almoço de Mírian Dutra com ACM, o BNDES fez dois empréstimos para a Romapar recebendo, em garantia, caução em ações da Globo Cabo. Fez mais empréstimos em 1998, no mesmo dia 31 de março. Foram, como dissemos, quatro contratos de empréstimos em menos de um ano.

Por que o BNDES não emprestou diretamente à Globo Cabo?

E um banco de fomento como o BNDES, cuja missão é prover capitais para projetos (frise-se, de desenvolvimento econômico e social) de longo prazo, por que fazer quatro contratos de empréstimos para a Romapar no prazo de um ano? Um projeto financeiro maduro e de longo prazo deveria ser bem planejado e resolvido com um só empréstimo.

Talvez as explicações para estas e tantas outras questões se encontrem no caso Mirian Dutra.

Conserino contraria o Supremo, reconhece CNMP

O Conselho Nacional do Ministério Público reconheceu que a ação do deputado Paulo Teixeira parcialmente procedente, com a abertura de reclamação disciplinar sobre as declarações do promotor Cassio Conserino a imprensa, sem prejuizo do procedimento disciplinar já aberto na Corregedoria do MP-SP.

A ação do promotor contraria entendimento do Supremo Tribunal Federal sobre ditribuição de processos no Ministério Público. Reconheceu também que é necessário fazer uma revisão da normas do próprio CNMP para garantir, daqui em diante,  o princípio do promotor natural, não só para Lula mas para todos os cidadãos.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.164 hits

Páginas

fevereiro 2016
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829  

Arquivos