Arquivo para 4 de abril de 2016

COMISSÃO QUE ANALISA IMPEACHMENT DE DILMA, QUE NÃO COMETEU QUALQUER CRIME, TEM 37 INDICIADOS, EDUARDO CUNHA É RÉU NO STF. LOGO, QUEM É A FAVOR DO GOLPE FAZ PARTE DO BANDO

ff662c18-4db0-4823-9a36-0a1aa96ffe63A existência de uma pessoa não pode ser linear. Não há como ela seguir sempre o mesmo caminho sem fazer alguns atalhos. Atalhos muitas vezes necessários para vivificar sua existência, e atalhos como forma de fugas e tergiversações. Assim, uma pessoa em alguns momentos se mostra coerente com seu meio e em outros se mostra incoerente. O que muitas vezes surpreende quem espera dela coerência.

Esses comportamentos têm forte componentes afetivos que durante o transcurso de suas vidas foram se sedimentando e que levam as pessoas afirmarem que “fulano é assim”. São afetos, sentimentos ou estados de coisas, que servem de suporte para sua existência subjetiva e objetiva. Embora seja eufemismo falar em subjetivo e objetivo, já o que é interior nasceu no exterior.

Esses estados de coisas ou sentimentos fixos como afetos, estão ligados à cognição das pessoas, mesmo que seja uma limitada cognição como ocorre com as que são meras reverberantes como opinião opiniática. Opinião senso comum que não passou pelo exame epistemológico. Essas pessoas, na comunicação, sempre procuram objetos e ideias mais pobres em significados como forma de adequação a sua existência limitada. Em seus estados de coisas afetivos e cognitivos, elas evitam ideias e objetos que proporcionem estímulo que a obriguem a analisar o que lhe é dado a ser conhecido além do senso comum. Breve exemplo: as que se adequam a pobreza midiática da TV Globo e suas congêneres mídias aberrantes. Pode-se afirmar que essas pessoas são indigentes afetivos, cognitivos e morais.

Entre os estados de coisa, sentimentos fixos e afetivos, encontram-se o religioso. Embora a Bíblia, como diz o filósofo Spinoza, seja um livro que trata tão somente da formação Política do Estado Hebreu, ela penetrou no Ocidente se tornando elemento de estruturação dos egos da maioria da população. Vide exemplo: o patriarcalismo. Maioria que acredita profundamente no que ela propaga. Até no que ela não propaga: a cultura hebraica como mundialização.

Na moral-política bíblica há uma conhecidíssima enunciação que diz: “Dize-me com quem andas que te direi que tu és”. Claro que essa enunciação é uma forma pedagógica-política que os líderes hebreus usaram para afastar seu povo da aproximação com povos considerados estrangeiros. Perigosos ao povo hebreu. Porém, com sua propagação tornou-se uma máxima moral usada para condenar ou liberar alguém.

Como o Brasil é o país mais católico do mundo e contém em seu território geopolítico centenas de entidades cristãs que se apoiam nos enunciados bíblicos o “dize-me com quem andas…” se tornou uma máxima moral tida como verdadeira, embora uma pessoa só possa andar com ela mesma, mesmo em multidão. O resto são encadeamentos afetivos, políticos, sociais, antropológicos, estéticos, entre outros, que tornam todos unidos em um propósito social que é a democracia.

Desse modo, observando a veracidade propagada pelos bíblicos do “dize-me com quem andas…”, ao se constatar que 37 parlamentares que fazem parte da comissão que analisa o pedido de impeachment da presidenta Dilma Vana Rousseff, sem que ela tenha cometido qualquer crime de responsabilidade, estão indiciados pela Justiça, e que mais de 200 também estão comprometidos com a Justiça, e que todos são comandados pelo líder Eduardo Cunha, presidente da Câmara Federal réu no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção e em processo de Cassação no Conselho de Ético, não há como não concluir que quem aprova o golpe faz parte afetiva, cognitiva e moralmente do bando.   

Se é para ser crente tem que ser fiel ao preceito bíblico. Caso contrário trata-se de mera superstição calculista que usa, por medo, o nome de Deus para pragmaticamente usufruir alguns dividendos espirituais e materiais.

Amém?   

Moro é aprendiz de Mussolini

reproduçãoMoro está mais para aprendiz de Mussolini do que para herdeiro da Mãos Limpas, operação que se valeu de dispositivos fascistas para promover o justiçamento.

Jeferson Miola

Alguns personagens soturnos, celebrizados na arena pública brasileira pelos holofotes da mídia, precisam ser decifrados. O cínico e ousado juiz Sérgio Moro é um deles.

Quem leu o ensaio “Considerações sobre a Operação Mani Polite”, que Moro publicou em 2004 com base em estudos sobre a operação Mãos Limpas na Itália dos anos 1990, pensa que naquele experimento está a fonte definitiva de inspiração do justiceiro. Ali ele descreve os procedimentos arbitrários empregados na Lava Jato: prisão prévia ao julgamento; delação obtida através da extorsão psicológica e moral de investigados presos por meses sem julgamento; inversão do ônus da prova; arbítrio jurídico-policial; ideologização das investigações, e uso da mídia para banalizar o autoritarismo jurídico-policial.

A inspiração de Moro, todavia, tem ancestralidade anterior, na Itália dos anos 1925-1945 de Benito Mussolini, Il Duce, líder do Partido Nacional Fascista e principal aliado europeu do nazista Adolf Hitler na 2ª Guerra Mundial.

Moro evidencia que está mais para aprendiz de Mussolini do que para herdeiro da Mãos Limpas, operação que, inclusive, se valeu de dispositivos [fascistas] de exceção para poder promover o justiçamento, mais do que para o combate à corrupção.

No movimento de massas, as palavras de ordem dão sentido às coisas, indicam a direção do combate, traduzem a consciência coletiva sobre os acontecimentos. São, enfim, expressões que canalizam politicamente o sentimento das enormes massas organizadas e mobilizadas.

Dentre as palavras de ordem que embalam as multidões na rua, duas delas são as que melhor definem o significado dos acontecimentos e que melhor indicam as exigências históricas deste período: [1] Não vai ter golpe; Vai ter luta!; e [2] Fascistas!, golpistas!; Não passarão!.

Há uma consciência democrática radicalizada no país, uma disposição irredutível de resistência e luta que deriva da certeza de que este é um tempo de avanço perigoso de idéias e valores fascistas. Estas palavras de ordem reverberam a consciência democrática crescente, de que: [1] impeachmentsem crime é golpe, e o golpe será derrotado pela luta incansável do povo na rua; e [2] quem promove o golpe são fascistas, e eles serão derrotados – não passarão!.

As reiteradas agressões do condomínio jurídico-midiático-policial a Dilma, Lula e ao PT ultrapassam qualquer parâmetro aceitável no mundo civilizado. A 27ª fase da Lava-Jato, batizada por Moro e parceiros de Carbono14, é escatológica na evidenciação dos abusos e absurdos que estão sendo cometidos na investigação que deveria ser da corrupção na Petrobrás, porque assim ele estabelece uma conexão entre isso e o chamado “mensalão”, para construir uma narrativa destrutiva do período de governo do PT.

Com a 27ª fase, Moro agiu para eclipsar no noticiário as comoventes manifestações do 31 de março contra o golpe mas, sobretudo, para esconder a descoberta da mentira dele ao STF sobre gravações ilegais de advogados, prática só vista em Estados de exceção, de terror.

Há uma disputa fundamental na sociedade brasileira: por um lado, o obscurantismo medieval, inquisitorial; por outro, os valores iluministas das garantias legais e constitucionais, do Estado Democrático de Direito.

A instrumentalização e a partidarização do Estado nas áreas Jurídicas e Policiais é um passo em direção ao abismo. Pior ainda quando a construção da subjetividade, feita de maneira a naturalizar abusos, é processada por monopólios midiáticos como a Rede Globo e outros grupos de mídia.

O mal está sendo banalizado na sociedade brasileira. Um exemplo dessa maldade banalizada é a atitude de uma pediatra que abandonou o acompanhamento médico de um bebê por ele “ter cometido o crime” de nascer do útero de uma jovem militante petista – isso num país cuja Constituição considera crime a discriminação por preferência política ou ideológica.

O juiz Moro, com sua ousadia descarada, é um vetor do mal. Ele tripudia da legalidade, pisoteia a Constituição e mente descaradamente para o STF. É um cínico que perdeu a noção do limite. Um psicopata que se considera onisciente e onipotente.

Na justificativa da 27ª fase da Lava-Jato, este juiz adepto do costume do uso de camisas pretas – muito apreciado pelos extremistas italianos fascios –, condiz com o fascista definido pelo filósofo e pensador italiano Norberto Bobbio:

Ele acusa, insulta, agride como se fosse puro e honesto.
Mas o fascista é apenas um criminoso, um sociopata que persegue carreira política. No poder, não hesita em torturar, estuprar, roubar sua carteira, sua liberdade e seus direitos.
Mais que corrupção, o fascista pratica a maldade”.

Moro justificou a investigação como faria um Ser onisciente e onipresente; um Ser total: ele investiga [policial], ele acusa [promotor], ele julga [juiz], ele condena [tribunal] e, para arrematar, ele também narra e comunica ao público [mídia]!

A monstruosidade fascista ganha forma no Brasil; os rostos dos monstros são conhecidos. Moro perdeu totalmente a legitimidade, a isenção e a autoridade para continuar exercendo funções na magistratura; ele tem de ser freado na sua ousadia descarada.

O Conselho Nacional de Justiça, para o bem da democracia no Brasil, e antes que seja tarde, deveria se posicionar e decidir com prioridade acerca das inúmeras representações protocoladas contra o juiz Moro.

A consciência democrática, esta gigantesca avalanche democrática e popular de resistência que toma o Brasil, vai derrotar o fascismo e o golpismo; vai tornar realidade a palavra de ordem: Fascistas!, golpistas!; Não passarão!.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.205 hits

Páginas

Arquivos