Arquivo para 7 de junho de 2016

ENTREVISTA DE DILMA NA TV AL JAZEERA

aljazeera1

Clica no link abaixo, veja, ouça e analise a entrevista que a presidenta Dilma Vana Roussef concedeu a emissora árabe Al Jazeera.

Dilma fala na Al Jazeera. E por que (ainda) não na TV Brasil?

JANOT PEDE PRISÃO DO TIME DE FUTEBOL DE SALÃO DO PMDB: SARNEY, RENAN, JUCÁ E EDUARDO CUNHA

gaiolao

Na terça-feira passada, pela noite, rolou o boato que na quarta-feira a Polícia Federal prenderia graúdos peixes do PMDB. O boato foi boato: não houve qualquer prisão. Porém, hoje se percebe que não era tão boato: o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prisão do time titular de futebol de salão do PMDB. Sarney, Renan, Eduardo Cunha e Jucá. Timaço, mas poderia ter em seu quadro Aécio e outros que são de outros times. Mesmo por empréstimo. No caso de Aécio ele deve se encontrar já vestido o uniforme para entrar em campo.

           Trata-se de uma dos principais craques do partido que já teve seu Tancredo e Ulisses Guimarães, que logicamente, por suas condições de homens democratas, não seriam nem reserva do atual time.

        O pedido de Janot encontra-se nas mãos do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato. É só ele mandar que os craques iniciam o jogo de suas defesas. É quando todos se tornam zagueiros e goleiros.

        O certo esmo é que Brasília está um polvoroso com gente correndo de um lado para outro. Alguns perguntando: Será que vou também?

         Agora, o golpe toma novo rumo: três senadores se forem presos mesmos, não votam.

         Aguardemos o desdobrar da partida que apenas começou.

LULA ALEGRE, VIBRANTE E, COMO SEMPRE, CORAJOSO MOSTROU NA MANIFESTAÇÃO “O QUE PÚBLICO É DE TODOS” QUE PODEMOS REVERTER O GOLPE

5765-medium

Como sempre Lula foi o grande destaque da manifestação em defesa da Petrobrás e das empresas públicas, realizada ontem, dia 6, no Rio. Junto com representantes sindicais, movimentos sociais, estudantes, artistas, intelectuais entre outras entidades Lula mostrou o quanto se encontra firme para o embate político.

Ele falou dos erros do Partido dos Trabalhadores e a necessidade que o partido tem de explicar para a sociedade seus erros e se compromissar com novas formas de atuação política. Falou de como o golpe foi arquitetado pelas forças mais reacionárias e irracionais formada pelas direitas covardes. Disse que grande certeza que Dilma vai voltar ao cargo que foi usurpado por Temer e seus cúmplices. E, como não poderia faltar, falou sobre a Rede Globo na produção o golpe.

“Quero dizer a cada um de vocês, não pensem que eles vão destruir o que nós construímos.

Temer deu o golpe. O Senado apenas o colocou como presidente interino. Ele não tinha o poder de fazer o que ele fez contra Dilma, ao tentar proibir ela viajar pelo país.

Os coxinhas estão com vergonha: das panelas deles nasceu o golpista do Temer

13335752_662917950533020_849093672210969582_n 13346460_662916590533156_4492817098189309569_n 13393988_662889547202527_5867519495261454774_n 13406765_662897010535114_4857865808697287403_nPor que a Rede Globo suspendeu a grande de novelas dela para transmitir as passeatas de 2013. Na minha opinião, humilde, singela, aquele dia foi um teste para o que aconteceu agora com o golpe. Não tem outra explicação.

Por que tanta bronca da Caixa Econômica Federal que financia o projeto Minha Casa, Minha Vida?

O Brasil não quer subordinado aos interesses da elite e da iniciativa privada. A descoberta do pré-sal seria o passaporte usado para o futuro deste país. Por isso, criamos a partilha.

Com o crédito consignado conseguimos distribuir R$ 200 milhões para o povo. E isso a elite não tolera.

As empresas públicas estão sendo precarizadas com o intuito de entregá-las para a elite”, discursou Lula.

13321858_662916647199817_6196537848441824126_n 13332910_662889540535861_7213459362224693499_n 13346575_662878060537009_2061196236092006228_n 13394076_662878020537013_2631055671324058272_n 13394186_662917920533023_1237452294014544476_n 13407251_662878017203680_7909901401628146880_nNão esquecer: no dia 10, sexta-feira, Lula estará na Avenida Paulista na manifestação de protesto contra o ilegítimo governo do golpista-mor, Temer.

Mas veja e ouça o vídeo.

RAIMUNDO LIRA, PRESIDENTE DA COMISSÃO DO GOLPE NO SENADO, COMETE HERESIA-EPISTEMOLÓGICA AO AFIRMAR QUE FEZ “REFLEXÕES FILOSÓFICAS” PARA MUDAR POSIÇÃO

Brasília - O presidente da Comissão do Impeachment no Senado, Raimundo Lira, durante reunião para ouvir especialistas favoráveis ao afastamento da presidenta Dilma Rousseff (Antonio Cruz/Agência Brasil)

De todas as formas de condições do homem em relação aos saberes e dizeres, sejam saberes instrumentais ou saberes como vontade de potência, os que menos são entendidos são os saberes filosóficos. Aí, a dificuldade em se entender o que é e a que se propõe a filosofia. Essa dificuldade decorre do fato de que a filosofia não é um saber que se desdobra pragmaticamente, em sociedade, em uma profissão cujo saber é instrumental outorgado pelo Estado como status de autoridade. Por tal realidade filosófica o filósofo ou a filósofa não são profissionais cujas carteiras de trabalho descrevem suas funções.

Através dos saberes e da promulgação do Estado aos profissionais constituídos se pode chamar de médico, dentista, advogado, enfermeiro, psicólogo, biólogo, professor, engenheiro, policial, juiz, promotor, etc., porém não se pode chamar profissionalmente um homem de filósofo ou uma mulher de filósofa. O filósofo e filósofa não são produzidos por um curso de filosofia. Se assim fossem, haveria tantos filósofos e filósofas como existem tantos profissionais saídos de cursos universitários.

Um curso de filosofia tem como fundamento doutrinas e sistemas filosóficos que são mais endereçados as memórias, imaginações e raciocínios dos estudantes do que para a criação de conceitos, como dizem os filósofos Deleuze e Guattari. Se o cinema é criação de novas imagens a filosofia é a criação de novos conceitos ou o desdobramento dos antigos conceitos e não comunicação de sistema e doutrinas de filósofos. Daí que uma pessoa pode não ter frequentado um curso de filosofia e ser uma filósofa. Significa: para ser filósofo ou filósofa não precisa frequentar um curso instituído de filosofia. Que na verdade é mais aula de catecismo do que práxis poiesis filosófica.

O presidente da comissão do golpe Raimundo Lira, ao sentir que o ministro Ricardo Lewandowski do Supremo Tribunal Federal (STF) ia anular o pedido dos senadores golpistas para diminuir o tempo do julgamento do golpe contra o governo Dilma e a democracia, acatou que se respeitasse o rito amparado constitucionalmente depois que havia se posicionado a favor da redução do tempo.

Como ele havia se comprometido em alterar o tempo do rito, diante da derrota irrefutável, afirmou que mudou de decisão depois de profundas “reflexões filosóficas”. Heresia-epistemológica. Pior do que as enunciações de técnicos e comentaristas de esporte: “A filosofia de nosso time…” “Eu sou da opinião que o técnico tem que mudar a filosofia de jogar”. Raimundo Lira não tem qualquer signo que nos leve a considera-lo como um filósofo.

Filosofia é conceito, não é palavra que se pode usar abusivamente quando se pretende enfatizar um assunto para seduzir um público incauto. Até o entendimento etimológico de filosofia como junção-epistemológica-linguística de Filos e Sophia: Filosofa, Amor ao saber, deve ser entendido diferentemente do promovido pelos ignorantes dos saberes e dizeres.

Raimundo Lira, sendo Raimundo, não respeitou nem o “vasto mundo” do poeta Drummond.

INTELECTUAIS FRANCESES DIVULGAM CARTA CONTRA O GOLPE E PEDEM FORA TEMER

Brasília - O presidente interino Michel Temer faz discurso durante cerimônia de posse aos ministros de seu governo, no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasill)

Leiam a carta, analisem e tomem suas posições democráticas.

Contra o golpe de Estado constitucional, nós afirmamos o nosso apoio e a nossa solidariedade com a democracia e com os movimentos sociais brasileiros

Os movimentos sociais brasileiros estão sendo diretamente atacados. Eles estão sujeitos a uma ofensiva política de grande amplitude que leva o Brasil a um extenso período de regressão democrática. Desde o início de maio, Dilma Rousseff, presidente eleita com 54 milhões de votos, foi afastada do poder pelas duas câmaras do Congresso Nacional. Parlamentares, deputados e senadores amplamente envolvidos em casos de corrupção, instauraram um processo de impeachment contra a presidente, acusando-a de irregularidades contábeis para camuflar o déficit nas contas públicas. Essa prática, rotineira de todos os governos brasileiros, não constitui nenhum dos crimes de responsabilidade previstos pela Constituição brasileira.

É por esse motivo que os movimentos sociais, os sindicatos e todas as forças progressistas do país caracterizam a destituição de Dilma Rousseff como golpe de Estado institucional.

A Operação Lava Jato, escândalo de corrupção ligado à empresa nacional de petróleo, Petrobras, envolvendo políticos brasileiros e construtoras no financiamento de campanhas eleitorais, indignou, merecidamente, o povo brasileiro. Todos os partidos políticos estavam envolvidos em tal operação, e os deputados de direita que lideraram a campanha contra a presidente estão dentre os mais comprometidos nesse escândalo. Se apoiando nas mobilizações populares, a direita avaliou que tinha chegado o momento de iniciar uma grande ofensiva para eliminar o Partido dos Trabalhadores (PT), cujas vitórias eleitorais eles nunca aceitaram. O processo de impeachment contra Dilma Rousseff contou com o apoio de poderosas igrejas evangélicas, que possuem grande influência dentro do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), assim como dentro de diversos outros partidos de direita menores, que juntos possuem a maioria em ambas as câmaras do Congresso Nacional (Câmara dos Deputados e Senado Federal).

A prática do golpe de Estado legal parece ser a nova estratégia das oligarquias latino-americanas. Após Honduras e Paraguai, foi a vez do Brasil. Essas novas formas de golpe de Estado sem o uso de armas se apoiam sobre uma classe política conservadora e neoliberal. Apesar dos ganhos sociais obtidos nos anos 2000 na América Latina, a direita e a extrema direita continuam sendo forças políticas poderosas, capazes de mobilizar grandes grupos através do apoio dos meios de comunicação dominantes, que por sua vez são completamente controlados pelos conglomerados industriais e pelas oligarquias nacionais. Alguns chegam a pedir a abolição do programa social Bolsa Família e das medidas implementadas pelo PT para reduzir as desigualdades.

O atual presidente interino, Michel Temer (líder do PMDB), já formou seu governo, composto unicamente por homens brancos, ricos e de meia-idade. Logo em seus primeiros dias, o governo de Temer aboliu o Ministério da Cultura e o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, e anunciou uma redução significativa nos gastos do Sistema Único de Saúde (SUS), equivalente à Seguridade Social na França.

A direita brasileira está comprometida com uma agenda de extrema radicalização. Ela fala sobre a necessidade de “erradicar” o PT e, especialmente, os movimentos sociais que o apoiaram, tais como os sindicatos de trabalhadores e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Mesmo que muitos deles critiquem a política econômica, social e ecológica conduzida pelo governo do PT, os movimentos sociais se opõem ao que é de fato um golpe de Estado constitucional. Sobretudo porque o eventual retorno da direita ao poder pode significar uma grande ofensiva contra as conquistas sociais, e provavelmente até mesmo a criminalização das dissidências e das ações sociais, práticas que eram a norma antes da eleição de Lula em 2002.

Em apoio à democracia brasileira, afirmamos junto aos movimentos sociais brasileiros:

“NÃO AO GOLPE, FORA TEMER!”

Christophe Aguiton, Attac France
Claire Angelini, artiste et cinéaste
Christian Azaïs, LISE – CNRS / CNAM
Geneviève Azam, économiste, membre du conseil scientifique d’Attac
Luc Boltanski, sociologue, directeur d’études à EHESS
Pierre Beaudet, Université d’Ottawa
Susana Bleil, sociologue, maître de conférence à l’université du Havre
Stella Bierrenbach, artiste
Erika Campelo, Autres Brésils
Mathias Cassel aka Rockin’ Squat, chanteur
Bernard Cassen, président d’honneur d’Attac, secrétaire général de Mémoire des luttes
Henryane de Chaponay, CEDAL
Jean-François Claverie, Observatoire des Changements en Amérique Latine
Thomas Coutrot, économiste, membre du conseil scientifique d’Attac
Mazé Torquato Chotil, chercheuse et écrivaine
Dr Fabien Cohen, chirurgien dentiste de santé publique, secrétaire général de France Amérique Latine
Bernard Dreano, Assemblée européenne des citoyens
Jean-Pierre Duret, réalisateur
Marilza de Melo Foucher- docteur en Économie, journaliste et blogueuse
Afrânio Raul Garcia Jr., antropologue, CESSP/EHESS
Susan George, présidente du Transnational Institute
François Gèze, éditions La Découverte
Franck Gaudichaud, Président de France Amérique Latine, universitaire
Jean-Marie Harribey, économiste, Université de Bordeaux.
Jean-Jacques Kourliandsky, chercheur à Institut de Relations Internationales et Stratégiques (IRIS-Paris)
Kamal Lahbib, Forum des alternatives Maroc
Jean-Louis Laville, sociologue
Frédéric Lebaron, sociologue, professeur à l’Université de Versailles-Saint-Quentin-en-Yvelines
Gustave Massiah, Cedetim/Ipam, membre du Conseil international du Forum social mondial
Gilles Maréchal, Pacé, économiste, consultant
Gérard Mauger, directeur de recherche émérite CNRS
Patrice Pinell, directeur de recherche, CESSP
Louis Pinto, sociologue
Ignacio Ramonet, journaliste Le Monde Diplomatique
Messaoud Romdhani, Forum Tunisien pour les Droits Économiques et Sociaux (FTDES)
Pierre Salama, économiste, professeur émérite université Paris XIII
Andrea Santana, réalisatrice
Alexis Saludjian, professeur IE- UFRJ
Glauber Aquiles Sezerino, sociologue, Autres Brésils
Christophe Ventura, enseignant à l’Institut d’études européennes de Paris 8, Mémoire des luttes
Patrick Viveret, philosophe, citoyen impliqué
Freddy Vitorino, producteur
Eric Toussaint, CADTM
Célina Whitaker, Collectif Richesses

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.602 hits

Páginas

Arquivos