Arquivo para 12 de agosto de 2016

MAIS UMA VEZ A POLÍCIA DE ALCKMIN AGRIDE ESTUDANTES COM A PARTICIPAÇÃO DE UMA POLICIAL. NÃO ESQUECER: O ESTADO É PATRIARCAL E SUAS INSTITUIÇÕES O REFLETEM

 

secundas.jpg

          Estudantes faziam manifestação na Praça Roosevelt, no centro de São Paulo, contra o projeto paranoico de deputado da direita inumana, Escola sem partido. Uma clara irracionalidade de quem não sabe que toda aula é um “ato político” como dizem os filósofos Deleuze e Guattari. E no caso de uma sociedade cuja econômica é capitalista, a escola, em seus conteúdos programáticos, tanto em seu currículo explícito e oculto, expressam a subjetividade dessa economia política. Logo, a aula é um “ato político” com ênfase nessa subjetividade.

        Porém, esperar que as direitas alcancem esse entendimento é querer que elas deixem de ser a expressão máxima do mais baixo grau de conhecimento, como diz o filósofo Spinoza. Como os estudantes saíram do mais baixo grau de inteligência, eles podem reivindicar o fim dessa violência sensorial, epistemológica e ética que representa essa aberração chamada de projeto escola sem partido.

         Foi nesse grau de conhecimento que os estudantes foram às de São Paulo e foram, mais uma vez, reprimidos pela violência da Polícia Militar do governador Alckmin, que mais uma vez, usou sua pedagogia da força, visto que é própria de quem não chegou ao diálogo movido pela razão.

tereza.jpg

         No meio da violência, a estudante Tereza, de 15 anos, foi arrastada por policiais, levantada pelos cabelos e conduzida à viatura repressora. Algumas pessoas, entre elas jornalistas, ficaram perplexas ao verem que uma policia assistia a agressão e também participou da ação antidemocrática contra um ser de seu mesmo gênero. Não sabem essas pessoas, que o Estado é patriarcal e reflete sua moral dominadora através de suas instituições. E que para ele só existem dois gêneros quando é para vigiar e punir, como afirma o filósofo Michel Foucault. Fora disso a subjetividade dominante é a patriarcal e todos devem ser tratados segundo a Lei, nome do Pai, como afirma o psicanalista Lacan.

      O partido de Alckmin, PMDB, assim como ele, são golpista. Por isso, essas formas de violências são praticadas explicitamente pelo desgoverno usurpador de Temer e seus cúmplices delatados na Operação Lava Jato.

Em tempo: Alckmin se toma como cristão. É da Opus Dei.

Veja, ouçam o vídeo e movimentem suas consciências democráticas.

MINISTRA CÁRMEN LÚCIA DIZ QUE É “AMANTE DA LÍNGUA PORTUGUESA” E QUER CHAMADA DE “PRESIDENTE” QUANDO OCUPAR O POSTO MAIOR DO STF. A LÍNGUA PORTUGUESA CONCEBE PRESIDENTA. E DILMA FAZ USA

Simone-de-Beauvoir-in-Tweed

A filósofa francesa Simone de Beauvoir, a mais ilustre conhecedora dos direitos dos gêneros, principalmente feminino, diz que antes da mulher e do homem, há a fêmea e o macho. Primeiro a natureza depois a cultura. E não há como mudar essa condição bio-natural mesmo com toda opressão antropomorfista.

A ministra Cármen Lúcia, que será elevada ao posto mais alto do Supremo Tribunal Federal (STF) agora no mês de setembro, afirmou: “Eu fui estudante e sou amante da Língua Portuguesa”. E, em seguida, disse que será “presidente Cármen Lúcia”. Não se vai realizar aqui uma inferência dialética sobre os termos – apesar de se tratar dessa realidade semiótica – estudante e aluno que, ontologicamente, são bem diferentes. O estudante, diriam os filósofos Nietzsche e Foucault, são da ordem da virtude de saber, o que é revolucionário, o aluno da ordem da segmentação-pragmática, estria da imobilidade.

Mais um pouco de Beauvoir. Se há fêmea e macho, cada um se movimentando e produzindo as expressões ontológicas da existência, de acordo com suas essências, singularidades e individuações (não confundir com individualidades) em relação aos direitos e deveres éticos necessários ao Existir, e se há mulher e homem compondo um binômio produzindo o mundo cultural, todas as expressões linguísticas desaguam nessas alteridades que mostram as diferenças de cada um, embora se reflitam como Todo.

Assim, existem codificações semióticas demonstrativas de singularidades de fêmea/mulher e macho/homem, já que ambos vivenciam fenomenologicamente o mundo como peri mundo, de acordo o filósofo-psiquiatra Karl Jaspers, como seres moventes em suas próprias perspectivas. Simples: em suas vivências essenciais. Não fosse assim, não haveria as nominalizações para cada ser, ente, coisa e ideia.

A ministra não atentou para Língua Portuguesa quando ela, a Língua Portuguesa, mostra que existem, de acordo com o gênero, vereador e vereadora, prefeita e prefeito, governador e governadora, deputado e deputada e, segundo os íntegros e inteligentes filólogos, presidenta e presidente. E que para o uso semiótico-político desses substantivos não foi preciso nenhuma revolução.

Mas, se a ministra pretende ser chamada de “presidente” é de sua escolha. Embora não se assemelhe a um uso saído de uma designação enunciativa da filósofa Simone de Beauvoir.

O golpe e a escalada autoritária

Beto Barata

São muitas e perturbadoras as evidências de que o Estado de Direito está seriamente ameaçado de ser substituído por um regime autoritário.

Jeferson Miola

O golpe é a solução escolhida pelo mercado para derrubar uma Presidente inocente e empossar em seu lugar um governo usurpador, integrado pelos personagens mais conservadores, corruptos e misóginos da política brasileira.

O golpe é o remédio empregado pela burguesia para desempatar, a seu favor, o conflito distributivo instalado no Brasil com a crise capitalista mundial que teve início em 2008 nos EUA e na Europa. Com o golpe, a oligarquia realça sua índole reacionária e conspirativa, que rebrota ferozmente sempre quando sente seus privilégios ameaçados.

O conflito distributivo colocou em xeque o modelo “ganha-ganha” dos governos Lula e Dilma; modelo baseado na conciliação de classes [com traidores e conspiradores], no qual os ricos ficaram mais ricos e os pobres, menos pobres.

A burguesia recupera, com o golpe, o controle direto do Estado para executar as políticas favoráveis principalmente à sua fração financista. Ampliará a taxa de retorno e de lucratividade do capital, assim como intensificará o repasse da renda pública nacional para o sistema financeiro internacional com as verbas que deixarão de ir para o SUS, para a educação, para o Bolsa-Família e para os investimentos necessários ao desenvolvimento soberano do país.

O plano do governo usurpador é selvagem: entrega do petróleo pré-sal e da Petrobrás; abandono da política de conteúdo nacional e de defesa da indústria e da engenharia nacional; desvinculação orçamentária da saúde, educação, ciência e tecnologia; flexibilização de direitos trabalhistas [jornada de trabalho, férias e 13º salário]; reforma previdenciária regressiva; sabotagem do MERCOSUL para a subordinação da política externa às potências imperiais; e retomada do programa de doações do patrimônio público com privatizações lesivas ao interesse nacional.

Em menos de três meses, foram adotadas medidas de impacto estratégico negativo para o país, como a venda aviltada da área de pré-sal Carcará para a petroleira holandesa Statoil: com valor estimado em US$ 6,5 bilhões, foi doada por apenas US$ 2,5 bilhões.

O governo usurpador também prometeu ao mercado aprofundar as medidas anti-populares e anti-nacionais depois das eleições municipais de outubro.

Com tal agenda conservadora, o golpe só se viabiliza num contexto autoritário, de exceção institucional e de supressão das liberdades políticas e civis – preço que a oligarquia golpista demonstra estar disposta a pagar, como fica evidenciado no enquadramento de ativistas sociais na Lei Anti-terrorismo e na proibição de manifestações “Fora Temer” nos estádios das Olimpíadas.

A resistência ao golpe e à restauração neoliberal conservadora é combatida com forte violência policial e repressão política. A ofensiva do Gilmar Mendes para extinguir o PT e a caçada patológica de setores do Ministério Público, Polícia Federal e Judiciário ao Lula, são dois traços de uma mesma lógica fascista que vai se banalizando.

Sérgio Moro defende abertamente o uso de provas ilegais e ilícitas em processos judiciais porque tem certeza de que não será punido pelo Conselho Nacional de Justiça, pela OAB e tampouco pelas instâncias superiores do Judiciário.

É impressionante, por outro lado, a blindagem do condomínio jurídico-midiático-policial ao Temer, Serra, Jucá, Aécio, Sarney, Padilha e outros golpistas, sobre quem existem provas robustas de corrupção. Isso configura uma realidade de exceção, de proteção da criminalidade.

São muitas e perturbadoras as evidências de que o Estado de Direito está seriamente ameaçado de ser substituído por um regime autoritário. Abundam os sinais de endurecimento e de embrutecimento repressivo. A escalada do autoritarismo passou a ser uma possibilidade lógica deste período histórico aberto com o golpe.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.242.060 hits

Páginas

Arquivos