Arquivo para 7 de setembro de 2017

FALA, ROVAI: PACTO DE SANGUE, A DELAÇÃO DE PALLOCI, GLOBO, JANOT E MORO

EM NOTA À IMPRENSA DILMA DESMASCARA MENTIRAS DE PALOCCI

NOTA À IMPRENSA

Sobre o depoimento de Antonio Palocci 

A respeito das declarações prestadas pelo ex-ministro Antonio Palocci em depoimento à Justiça Federal na quarta-feira, 6 de setembro, a Assessoria de Imprensa da presidenta eleita Dilma Rousseff esclarece:

1. O senhor Antonio Palocci falta com a verdade quando aponta o envolvimento de Dilma Rousseff em supostas reuniões de governo para tratar de facilidades à empresa Odebrecht, seja durante o mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou no primeiro governo dela. Tais encontros ou tratativas relatadas pelo ex-ministro jamais ocorreram. Relatos de repasses de propinas também são uma mentira.

2. Todo o conteúdo das supostas conversas descritas pelo senhor Antonio Palocci com a participação da então ministra Dilma Rousseff – e mesmo quando ela assumiu a Presidência – é uma ficção. Esta é uma estratégia adotada pelo delator em busca de benefícios da delação premiada.

3. O episódio em que cita um inacreditável benefício à Odebrecht pelo governo Dilma Rousseff, durante o processo de concessões de aeroportos, mostra que o senhor Antonio Palocci mente.

4. O ex-ministro declarou perante a Justiça Federal que a decisão do governo Dilma de não permitir que um consórcio ou empresa ganhasse mais de um aeroporto foi criada pela presidenta eleita para beneficiar diretamente a Odebrecht. Isso é uma mentira!

5. Tal decisão foi tomada pelo governo para gerar concorrência entre as empresas concessionárias de aeroportos. Buscou-se evitar que, caso uma empresa tivesse a concessão de dois aeroportos, priorizasse um em detrimento do outro. O governo Dilma buscava atrair mais empresas para participar do sistema aeroportuário, garantindo que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), como órgão regulador, tivesse mais parâmetros para atuar. Mais concorrência, menos concentração.

6. Eis um fato que desmascara as mentiras do senhor Antonio Palocci. A empresa Odebrecht, que ganhou a disputa junto com o grupo Changi, pagou R$ 19,018 bilhões pela outorga do Galeão. Sem dúvida, é a maior outorga paga por aeroportos no Brasil, o que afasta a acusação de beneficiamento indevido declarada por Palocci.

7. O quadro abaixo demonstra que a Odebrecht foi responsável pela maior outorga paga ao Governo para o direito de explorar apenas um dos seis aeroportos cujas concessões foram feitas pelo governo Dilma:

CONCESSÕES DE AEROPORTOS NO GOVERNO DILMA

São Gonçalo do Amarante, Natal (RN)

Grupo vencedor: Consórcio InfrAmerica – Infravix (50%) + Corporación America (50%)

Estimativa de investimentos: R$ 650 milhões

Outorga: R$ 170 milhões

Guarulhos

Grupo vencedor: Invepar (90%) + ACSA (10%)

Estimativa de investimentos: R$ 4,6 bilhões

Outorga: R$ 16,213 bilhões

Viracopos

Grupo vencedor: Consórcio Aeroportos Brasil – Triunfo (45%) + UTC (45%) + Egis (10%)

Estimativa de investimentos: R$ 8,7 bilhões

Outorga: R$ 3,821 bilhões

Brasília

Grupo vencedor: Consórcio InfrAmerica – Infravix (50%) + Corporación America (50%)

Estimativa de Investimentos: R$ 2,8 bilhões

Outorga: R$ 4,501 bilhões

Galeão

Grupo vencedor: Odebrecht (60%) + CHANGI (40%)

Estimativa de investimentos: R$ 5,65 bilhões

Outorga: R$ 19,018 bilhões

Confins

Grupo vencedor: CCR (75%) + Munich/Zurich (25%)

Estimativa de investimentos: R$ 3,5 bilhões

Outorga: R$ 1,1 bilhão

8. Eis os fatos. A ficção criada pelo senhor Antonio Palocci não se sustenta. A Odebrecht pagou 300% a mais pelo direito de explorar o aeroporto do Galeão. Nenhuma empresa desembolsou tanto. Que benefício ela obteria do governo Dilma Rousseff pagando a mais? Qual a lógica que sustenta o relato absurdo do ex-ministro?

9. A lógica que move o senhor Antonio Palocci é a mesma que acomete outros delatores presos por longos períodos. A colaboração implorada é o esforço de sobrevivência e a busca por liberdade. Isso não significa que se amparem em fatos e na verdade. É um recurso desesperado para se livrar da prisão. Em outros períodos da história do Brasil, os métodos de confissão eram mais cruéis, mas não menos invasivos e implacáveis.

ASSESSORIA DE IMPRENSA
DILMA ROUSSEFF 

DCM: O DEPOIMENTO DE PALOCCI E AS NOTÍCIAS EXTREMAMENTE EXAGERADAS DA MORTE DE LULA

 
Quem morreu foi ele

“As notícias sobre minha morte têm sido muito exageradas”, observou Mark Twain certa vez.

O depoimento de Antonio Palocci a Sergio Moro foi recebido com imensurável alegria pelos suspeitos de sempre.

Ricardo Noblat, amigo de Temer, autor da fabulosa pergunta sobre como Michel conheceu Marcela num Roda Viva, decretou em sua coluna no Globo: “game over”.

“Palocci finalmente cedeu às pressões dos seus advogados e contou o que sabe em depoimento a Moro”, diz Noblat.

Eliane Cantanhêde se referiu a Palocci como “a bala de prata contra Lula”. Segundo ela, o ex-ministro “começa a falar verdades”.

Para Merval Pereira, “acabou a brincadeira para Lula”. Ricardo Kotscho, por sua vez, pergunta: “Fim de linha para Lula e o PT? Palocci entrega tudo”.

Quem precisa de Deus com jornalistas premiados com o dom da onisciência? Eles não apenas têm certeza de que Palocci não mente, mas de que Lula é um cadáver.

Faltam as provas, para começar. Palocci mesmo admite que está abrindo o que nunca havia aberto porque quer os benefícios da colaboração premiada, ou seja, sair da prisão. Foi condenado a 12 anos.

Paulo Francis um dia escreveu que o sujeito torturado entrega a mãe. Ninguém suporta. Palocci não precisou ir para o pau de arara.

Pode até estar, sim, dizendo algumas verdades. Mas vai ter que caprichar mais do que relatar “pactos de sangue” que não presenciou, como o de Lula com Emílio Odebrecht em torno de uma bolada de 300 milhões de reais.

O que chama mais atenção em sua conversa amigável com Moro, no entanto, é a postura subserviente, submissa, subjugada, humilhante, como a de um vira lata faminto tentando agradar a velha gorda que não gosta dele e que tem a ração.

“Me desculpe falar assim, Sua Excelência”;“o senhor quer que eu continue?”; “estou aqui para ajudar o senhor”. Permaneceu o tempo todo com os olhos fixos em seu proprietário, inclusive quando interpelado pelo advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins.

É um tribunal de exceção, uma aula do que não deve ser ou parecer a Justiça. Fica explícito que o acordo de Palocci só andou porque resolveu entregar Lula e “desmascarar” Dilma. “É assim que o senhor quer que que fique, chefe?”, era o subtexto da coisa.

Nada sobre bancos, empresas de mídia, outras empreiteiras, outros políticos. Não vem ao caso.

Quem morreu ali não foi o ex-presidente, mas o próprio Palocci e a noção de decoro do Judiciário. Um espetáculo imoral horrendo, o oposto do suicídio ritual do haraquiri, fundado na honra. O sujeito se deixou empalar.

Quanto às notícias sobre a morte de Lula, tantas vezes decretada, continuam exageradas. Provavelmente ele será condenado na segunda instância — mas quando? Como ter tanta convicção de que o roteiro desenhado vai se cumprir? Quem poderia esperar no sucesso da caravana no Nordeste?

É absurdo achar que mais pessoas não percebem o que está sendo feito. No momento de maior fragilidade da Lava Jato, autodesmoralizada por seus agentes, é preciso trazer Lula, Dilma e o PT para os holofotes novamente.

Se esses lacaios fizessem jornalismo e não militância vagabunda, esperariam uma próxima pesquisa. Aposto 20 centavos como terão uma surpresa desagradável com o resultado.

GRITO DOS EXCLUÍDOS DENUNCIA RETROCESSOS DE TEMER, ALCKMIN E DÓRIA

O 23° ato realizado em São Paulo marchou da Av. Paulista ao Ibirapuera e não poupou críticas às medidas das três esferas de governo contra os trabalhadores
por Rodrigo Gomes, da RBA 
 
PAULO PINTO / AGPT
grito dos excluídos.jpg

23° Grito dos Excluídos reuniu cerca de 10 mil pessoas para denunciar a piora nas condições de vida e protestar contra as reformas

São Paulo – O 23° Grito dos Excluídos reuniu cerca de 10 mil pessoas na Avenida Paulista, na manhã de hoje (7), para denunciar a piora nas condições de vida e protestar contra as reformas e privatizações propostas pelos governos do presidente Michel Temer (PMDB), do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). O lema deste ano foi “por direitos e democracia, a luta é todo dia”. Segundo os participantes do ato, essa luta tem revelado um caráter cotidiano.

O coordenador da Central de Movimentos Populares (CMP), Raimundo Bonfim, destacou que esta edição do Grito marca uma mudança na situação do país. “É muito triste que chegamos aqui nessa situação. Desde 1995 – primeiro ato do Grito – tivemos avanços na redução da desigualdade e da exclusão social. Hoje estamos de volta ao mapa da fome”, afirmou. “Queremos denunciar o desmonte em todos os níveis de governo. E gritar na esperança de que podemos reverter essa situação”, completou.

Dentre os principais pontos críticos destacados pelos movimentos sociais, estão a Emenda Constitucional 95, que congela os gastos públicos por 20 anos, e as propostas de privatização dos governos Alckmin e Doria, além do severo congelamento de verbas em áreas sociais, perpetrado pelo prefeito de São Paulo. “Além de autoritário, antipovo e elitista, é um governo com ações higienistas, com nítido objetivo de favorecer a especulação imobiliária”, diz a carta dos movimentos. 

Para a população presente, porém, há problemas urgentes dentro de casa. Desempregada há dois anos, Tatiane Oliveira, 20 anos, participa há cinco anos do Grito dos Excluídos. Ela mora com o marido e dois filhos pequenos em uma ocupação do Movimento Moradia para Todos (MMPT). “A condição de vida piorou bastante. Sou vendedora com experiência, mas estou há dois anos sem conseguir trabalho. Pagar aluguel é impossível, hoje está difícil até comprar comida”, relatou. O marido dela acabou de conseguir trabalho, após quase três anos desempregado.

O gráfico Fábio Damasceno, de 42 anos, e a esposa, a assistente administrativa Greice Silva, de 35 anos, se conheceram no Grito, há cinco anos. Hoje trouxeram o pequeno Rogério, de um ano e oito meses, ao ato. “Já estou há nove meses desempregada e sem nenhuma perspectiva”, lamentou Greice. Para dificultar mais, não conseguem vaga para o filho em nenhuma creche. 

“Está muito difícil pagar as contas. Paga uma e deixa outra pro mês que vem. O aluguel consome 30% do que ganho e o resto a gente vai equilibrando até o fim do mês”, relatou Damasceno.

A professora Lucilene Silva estava revoltada com a apatia da população. “A gente tem de ir pra rua. Só assim vamos mudar essa situação. Estão desmontando o país, do Oiapoque ao Chuí”, afirmou. Para ela, a situação é a mais grave que o país já passou. “O povo está mais pobre, as coisas estão mais caras, não temos perspectiva e ainda querem cortar vários serviços”, disse.

Os manifestantes saíram da Avenida Paulista e desceram a Avenida Brigadeiro Luiz Antônio até o Monumento às Bandeiras, no Parque do Ibirapuera. O ato foi pacífico, com pouca presença de policiais. À frente, um grupo batia panelas, simbolizando a miséria que assola a população novamente.

“Trouxemos as panelas para mostrar que elas agora estão vazias. Desemprego, salário defasado. A burguesia bateu panela cheia, dizendo que era contra a corrupção, e ajudou a colocar uma máfia no poder”, afirmou Miriam Hermógenes, coordenadora nacional da CMP.

 

GRITO DOS EXCLUÍDOS: CONFIRA AGENDA DE MOBILIZAÇÕES NESTE 7 DE SETEMBRO

“Por Direito e Democracia, a Luta é Todo Dia”: protesto mobiliza cidades do Brasil no simbólico dia da Independência

Norma Odara

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

Ouça a matéria:

Registro de mobilização do ano passado, na Praça da Sé, em São Paulo - Créditos: Rovena Rosa/Agência Brasil
Registro de mobilização do ano passado, na Praça da Sé, em São Paulo / Rovena Rosa/Agência Brasil

O dia da Independência do Brasil, 7 de setembro (quinta-feira), é a data escolhida para a realização da manifestação popular “Grito dos Excluídos”, que terá atividades em diversas localidades do Brasil.

Cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Fortaleza terão atividades organizadas por igrejas, sindicatos e movimentos populares contra os retrocessos e abusos do Estado.

Há mais de dez anos organizando o Grito do Excluídos em São Paulo, a CMP, Central dos Movimentos Populares, espera reunir cerca de 10 mil pessoas na Avenida Paulista, em São Paulo. O coordenador geral da organização, Raimundo Bonfim, fala sobre expectativa do ato:

“Agora dia 7, a periferia, o povo mais pobre vai levar as panelas para as ruas e demonstrar que agora, de fato, as panelas estão vazias com desemprego, miséria, com fome, com cortes”, diz.

O Grito dos Excluídos traz em sua concepção a denúncia da estrutura opressiva e excludente da sociedade e do sistema neoliberal, fatores que, de acordo com a definição do ato, negam a vida e impede de sonhar.

A mobilização foi idealizada em 1994 e teve sua primeira edição em 1995: “Diferente de 1994, a situação do desemprego, exclusão social, é muito semelhante, mas agora tem um componente novo que é o ataque aos direitos trabalhistas e previdenciários e o congelamento de recursos nas áreas sociais”.

A concentração do ato em São Paulo será às 9h, na Avenida Paulista, na Praça Oswaldo Cruz, em Frente ao Shopping Paulista e percorrerá a Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, com encerramento em frente ao Monumento às Bandeiras, no Parque do Ibirapuera.

Confira algumas mobilizações:

São Paulo (SP), às 9h, Praça Oswaldo Cruz, na Avenida Paulista

Campinas (SP), às 9h, Largo do Pará

São José do Rio Preto (SP), às 18h30, Rua Boa Vista, 971

Caraguatatuba (SP), às 16h, no CIDE Centro – Cei/Emei Profª Maria Elma Mansano, Av. Marechal Deodoro da Fonseca, 1.155

 Juiz de Fora (MG),às 9h, Av. Rio Branco esquina com Rua Oscar Vidal

Fortaleza (CE), às 8h, na Arquidiocese de Fortaleza, Avenida Dom Manuel, 3

Campina Grande (PB), às 8h, Diocese de Campina Grande, Rua Afonso Campos, 251

Cascavel (PR), às 8h, Avenida Brasil, 6986

Porto Alegre (RS), às 9h, Rótula das Cuias, Praia de Belas

Eunápolis (BA), às 9h, Diocese de Eunápolis, Avenida Porto Seguro

Rio de Janeiro (RJ), às 9h, Av. Presidente Vargas com Av. Uruguaiana

Edição: Vanessa Martina Silva

ANTÔNIO PALOCCI, QUEM DIRIA, ACABOU EM CURITIBA

O que será que leva alguém a decidir envelhecer desse jeito?

Chama a atenção o comportamento escandalosamente parcial de Moro em defesa de Palocci.

Mas isso não é novo. Todo mundo já sabe quem é Sérgio Moro.

A surpresa da tarde foi Palocci.

Ele me lembrou os “arrependidos”, ou “desbundados”, da luta contra a ditadura militar. Gente que em troca da redução da pena, ou até mesmo da libertação imediata, aceitava ir à televisão entregar antigos companheiros, fazer mea culpa política e abjurar suas antigas convicções.

Curiosamente, ao contrário do sentimento que me despertavam os desbundados dos anos 70, não fiquei com nojo do Palocci. Fiquei com pena, muita pena.

Palocci já é quase um sexagenário. O que será que leva alguém a decidir envelhecer desse jeito?

JOSÉ DIRCEU, SÉRGIO MORO E PALOCI. DIGNIDADE SÓ UM TEM. INDIGNO, CADÊ AS PROVAS CONTRA LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA?

José Dirceu é de uma singularidade que só raros homens possuem. Foi preso no Mensalão, depois prenderam-no na Lava Jato e em nenhum momento foi dedo-duro. Em nenhum momento foi alcaguete. Suportou a prisão, não fez acordo de delação nenhuma, e como político defensor de uma classe social, os trabalhadores manteve-se preso e silencioso. Não tinha o que delatar. Inteligente, sabia quem era Sérgio Moro. O melhor era dar o “desprezo que tua mãe me deu.” Está ai o resultado. Moro envolvido em corrupção idêntica a de Rodrigo Janot. Negociações fraudulentas para acordo de delações. Grana alta. R$ 5 milhões…

Mas, Sérgio Moro, o juiz tendencioso, na busca intrépida de fazer prova contra Lula tomou o depoimento de um Palocci abatido e querendo se livrar da prisão, pois o acordo de delação oferece isso ao preso. Não importa se o que declare seja verdadeiro ou não. É só ver a delação de Delcídio Amaral contra Lula. Assim, também podemos ver no depoimento de Palocci ao suspeito Sergio Moro. Em momento algum falou a verdade. Tudo suposição. Participação em reuniões onde não esteve. Quis ser Deus sem poder para sê-lo. E nessa busca de incriminar Lula, Marcelo Odebrecht já declinou a posição dele com relação a Lula e Dilma, mas tanto Moro como Rodrigo Janot, os suspeitos defensores do golpe de Estado continuam suas sagas contra o maior e melhor presidente do Brasil. Para ajudar entender essa corrida intimidatória, tomamos a liberdade de transcrever o comentário de Angela Aparecida Iost, do Blog do Esmael de Curitiba, de ontem, dia 06.09 que nos ajudam entender as manobras e interesses golpistas contra nossa democracia e contra Lula.

“Só na mente obnubilada pelos “olhos brilhantes” da turma de Curitiba podem fazer sentido as acusações do delator Marcelo Odebrecht, ontem, a Sergio Moro sobre o terreno que “foi doado, mas não foi doado” ao Instituto Lula e o apartamento que “foi comprado, mas é alugado” ao lado daquele em que vive, há mais de 20 anos, o ex-presidente.
Marcelo diz, segundo o UOL, que queria “fazer uma doação desse valor ao Instituto Lula, mas o ex-presidente seria contra isso. Com isso, segundo o empresário, houve pedidos que “tinham que ser feitos de modo não contabilizado”…

REPARE: Lula não estava mais na Presidência, não havia impedimento legal para doação ao Instituto Lula, seja de que valor fosse, o dinheiro estaria limpo e legal para comprarem o que quisessem mas os “malvados” queriam mesmo é na base da corrupção…
Ah, mas eles queriam o terreno. Queriam? Se Marcelo, o acusador, diz que “Lula acabou aceitando” e que não sabe se ele “bateu o martelo”?
Como, se tudo o que foi dito que tinha de ser exatamente aquele o imóvel, mesmo com a recomendação contrária do avaliador (que também depôs ontem, quase tudo na base do “eu imagino”, “eu desconfio”, “eu não estava presente” e “soube pela denúncia” ) teriam insistido que fosse aquele?
Ah, e como Marcelo tem certeza que Lula estava a par de tudo? Porque falou com o pai, que falou ao Lula, que falou a Antonio Palocci, que falou com ele.
Bom, o pai não falou isso, mas alguém acha que não falará, em troca do filho ser solto, em dezembro? E tudo o mais é “falou com ele, falou com aquele”.
Novamente, não há nenhum fato ou documento que sustente a acusação, senão que alguém, na Odebrecht ou fora dela, pensou em fazer um negócio envolvendo o terreno, mas não que Lula tivesse ciência ou participado disso. E é evidente que não houve este negócio. Muito menos há qualquer ligação com o caso Petrobras que justificasse o “caso” (se é que há um “caso” estivesse com Sérgio Moro, como ressalta a nota da defesa de Lula, que reproduzo abaixo.
Sobressai do depoimento prestado hoje (04/08) por Marcelo Odebrecht que não há qualquer relação entre os temas discutidos na Ação Penal n. 50631301172016404-70000 e a Petrobras e, ainda, que o ex-executivo não tratou de qualquer contrapartida com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Marcelo, que é delator, negou peremptoriamente qualquer atuação em relação aos 8 contratos indicados na denúncia e ainda que tenha tratado de qualquer contrapartida em relação a esses contratos em favor de Lula.
Com esse depoimento Marcelo destrói a acusação apresentada pelo Ministério Público Federal. Lula foi acusado nesse processo porque segundo a versão do MPF ele teria recebido 2 imóveis em contrapartida por ter atendido a pedido de favorecimento de Marcelo Odebrecht em relação a esses 8 contratos firmados pela Petrobras.
O depoimento de Paulo Melo mostrou as fragilidades das declarações de Marcelo Odebrecht em relação a Lula e ao Instituto Lula.
Queremos provas! Por isso, é Lula presidente 2018. Os conservadores tupiniquins são tão imbecis que parecem preferir uma guerra civil a um reformista como Lula no governo, eleito pelo povo.”

 

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.530 hits

Páginas

Arquivos