Arquivo para 24 de janeiro de 2018

PORTAL FORUM: DEFESA DE LULA PREPARA EMBARGOS E PEDIDO DE HABEAS CORPUS PARA SUSPENDER EFEITO DE CONDENAÇÃO

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve apresentar duas medidas contra a confirmação de sua condenação pelo TRF-4: embargos de declaração contra o acórdão, assim que ele for publicado, cabíveis no próprio tribunal, e pedido de Habeas Corpus ao Superior Tribunal de Justiça. As informações são de Pedro Canário, do Conjur.

A expectativa é conseguir uma liminar no HC para suspender os efeitos eleitorais da condenação. De acordo com a Lei da Ficha Limpa, condenados por crimes na segunda instância não podem ser candidatos. Mas é o Tribunal Superior Eleitoral quem faz a declaração de inelegibilidade – e apenas no momento do registro da candidatura.

Portanto, a estratégia é dupla: recorrer do mérito da condenação, mantendo-a sub judice, e conseguir uma liminar que suspenda a aplicação da Lei da Ficha Limpa ao caso. Com isso, espera-se garantir a presença do ex-presidente nas eleições deste ano, mesmo que os votos nele fiquem represados no sistema do TSE até que a situação eleitoral seja definida.

Já o artigo 26-C da Lei das Inelegibilidades, com a redação dada pela Lei da Ficha Limpa, diz que o tribunal a que se destina o recurso contra a condenação pode aplicar efeito suspensivo a ele, evitando a aplicação da inelegibilidade até que o Judiciário confirme a condenação definitivamente e o TSE suspenda o registro, impedindo a diplomação e a posse.

Os advogados trabalham com precedente do TSE que considera liminares em Habeas Corpus, mesmo que monocráticas, aptas a suspender os efeitos da condenação, nos termos do artigo 26-C da Lei das Inelegibilidades.

*Com informações do Conjur

Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

MÍDIA NINJA: CAMINHANDO E CANTANDO RUMO A PAULISTA

CAMINHANDO PARA A AVENIDA PAULISTA PARA DEFESA DE LULA E DA DEMOCRACIA

MARADONA AMIGO DE LULA E FIDEL CASTRO NÃO ABANDONOU O AMIGO

Produção Afinsophia/RBA

Jogador argentino Diego Maradona apoiou a Lula nas redes sociais: “Lula querido, o Diego está com você.”

O apoio viralizou. Muitos democratas o aplaudiram. Os brutos, canalhas que não são amantes do esporte bretão e que acham Pelé o melhor do mundo baixaram o nível, princípio que marca suas baixas potências de agir.  

Jurista Afrânio Jardim analisa ‘simulacro’ de julgamento que pode levar a prisão de Lula

NÍVEL BAIXÍSSIMO

“Os juízes queriam condenar o réu e foram buscar argumentos para justificar a condenação desejada. Sequer foram inteligentes. Ademais, não houve boa-fé”, diz professor da Uerj
por Redação RBA publicado 24/01/2018 19h19
 
REPRODUÇÃO
Afrânio Silva Jardim

“Acabou o teatro. Acho que seria melhor eu abandonar o magistério jurídico e voltar para criação de cães”

São Paulo – O professor de Direito Processual Penal da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Afrânio Silva Jardim fez, em sua página do Facebook, uma análise das diversas etapas do julgamento de hoje realizado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

“Julgamento do ex-presidente Lula. Acabou o teatro. Acho que seria melhor eu abandonar o magistério jurídico e voltar para criação de cães. Estou verdadeiramente desiludido!!!”, escreveu em uma postagem após a conclusão da sessão que manteve a condenação de Lula e aumentou sua pena. 

Muitos juristas têm dito que o ex-presidente pode ser preso em pouco tempo, ao término do prazo para apreciação de eventuais embargos que a defesa venha a apresentar – alguns calculam esse prazo em cerca de um mês, já que a decisão foi unânime.

Confira abaixo alguns trechos:

Fala do procurador Maurício Gerum

“O pronunciamento do Procurador Regional da República é sofrível, o que bem demonstra a fragilidade da acusação e da condenação do ex-presidente Lula.

Apenas sustentou que o triplex foi “DESTINADO” ao ex-presidente Lula. Que crime é este? Se alguém destina alguma coisa para mim, eu sou criminoso? Qual a minha conduta?

Reconhece que não houve ato de ofício que justificasse o benefício do triplex !!! Sustenta que a jurisprudência torna desnecessário tal ato e sua conexão com a vantagem indevida!!! Não enfrentou o estranho “ato de ofício indeterminado” criado pelo juiz Sérgio Moro !!!

Nada falou sobre as diversas preliminares e nada falou sobre os outros diversos recursos dos vários réus. Só falou do Lula!!!

Procurador da República especialmente designado – violação do princípio do Promotor Natural – não poderia mesmo ser imparcial.”

A participação de René Ariel Dotti

“O advogado da Petrobrás, como advogado assistente de acusação, falou da origem da Petrobrás, do escritor Monteiro Lobato, de organizações criminosas, sustentou que a empresa foi zelosa em combater o seu patrimônio e elogiou o atual presidente da Petrobrás.

Sobre o processo, NADA !!! Sobre as imputação ao ex-presidente Lula, NADA!!! Chegou até a citar a Lei Maria da Penha !!!”

O voto de João Pedro Gebran

Como o voto do relator da ação durou aproximadamente três horas e meia, Silva Jardim fez diversas postagens a respeito. No início, avaliou a leitura de Gebran da seguinte forma:

“JULGAMENTO DO EX-PRESIDENTE LULA. Estou perplexo !!! E eu já acreditei no Poder Judiciário !!!

Até agora, na minha avaliação, o voto do desembargador relator mais parece um “trator acusatório”, com total e absoluta falta de técnica jurídica, mormente ao rejeitar as dezenas de preliminares alegadas pelo ex-presidente Lula.

Está claro que ele queria a condenação do Lula e vai buscar argumentos genéricos e pífios para lastrear o convencimento prévio. O relator foi seletivo: escolheu os argumentos menos relevantes da defesa e neles se deteve, passando rapidamente sobre as teses mais procedentes. Isto é mais do que intuitivo.”

Depois, o processualista afirmou que o relator estava “perdido”:

“O relator está perdido. O voto virou algo caótico. Amplia a acusação, volta a motivações anteriores, fala erradamente na teoria do “domínio do fato”, dispensando nexos de causalidade, etc., etc.

Há sérias e evidentes contradições no voto.

Crime de lavagem de dinheiro por OMISSÃO ??? O imóvel continuou e continua no registro de imóveis em nome da OAS … A OAS é o “laranja” ???

ENTÃO PERGUNTO: QUANDO SE CONSUMA ESTE CRIME OMISSIVO ???”

Para Silva Jardim, o aumento da pena de Lula para mais de 8 anos pelo crime de corrupção passiva tem como objetivo evitar uma eventual prescrição retroativa que beneficie o ex-presidente.

Revisor Leandro Paulsen e “casos estranhos” ao processo

“Parece que relator está condenando o Lula pela corrupção dos diretores da Petrobrás. Absurdo e total falta de técnica jurídica. Volta a falar na “teoria do domínio final do fato” e em dolo direto, afirmando que o ex-presidente Lula concorreu realmente para os crimes de corrupção na Petrobrás. MAS ESTE NÃO É O OBJETO DA ACUSAÇÃO !!! ESTE NÃO É O OBJETO DESTE PROCESSO!!! Estou perplexo com tudo isso !!!”, disse Silva Jardim.

“Agora o desembargador revisor afirmou que a acusação mais importante no processo não se refere ao Triplex. Disse que a acusação mais importante está no início da denúncia e se referre ao “suposto” envolvimento do ex-presidente Lula na corrupção dos diretores da Petrobrás !!!

Vale dizer, o desembargador revisor está condenando o ex-presidente por crime estranho ao processo !!!!”

A “aula” de Victor Laus

“O desembargador vogal disse que acompanha os votos anteriores, os quais elogiou. Elogiou os advogados e o juiz Sérgio Moro. Foi ainda mais “fraco” do que os outros. Parecia que estava dando aula para alunos da graduação (Direito Processual I).

O desembargador vogal falou que há um conjunto de provas de que o “casal Lula” ocultou a propriedade do imóvel, seja a propriedade formal, seja a propriedade informal. Alguém sabe o que é isso ???

Não demonstrou que o Lula “recebeu” o imóvel triplex !!! O desembargador perguntou: quem vai realizar obras no imóvel se ele não fosse dele? Certo, mas quem realizou as obras e pagou por elas foi a OAS !!! No mais, ficou apenas em generalidades.”

“Não houve julgamento técnico”

Vale dizer, além de tudo o mais, parece mesmo que o nível técnico de nosso Poder Judiciário é baixíssimo. Não se pode exigir grande inteligência de todos os juízes, mas podemos exigir mais conhecimento jurídico, mais estudo e reflexão, enfim, mais cultura jurídica.

Acabou este grande simulacro.

Não houve um julgamento técnico. Os juízes queriam condenar o réu e foram buscar argumentos para justificar a condenação desejada. Sequer foram inteligentes. Ademais, não houve boa-fé.

Chance de prisão de Lula

“ATENÇÃO: o pior de tudo é admitir a execução provisória da pena de prisão antes do trânsito em julgado da condenação. Assim, após eventual recurso de embargos de declaração, que não modifica a condenação, dar-se-á a prisão do ex-presidente Lula, independentemente dos requisitos do art.312 do Cod.Proc.Penal, vale dizer, independente da demonstração da necessidade da prisão. A prisão seria apenas efeito do acórdão.

Desta forma, o ex-presidente Lula pode ser preso no próximo mês !!!

Estou decepcionado. Estou triste e amargurado.

Minha dúvida: ou eu radicalizo ou volto à criação dos dogues alemães (vale dizer, deixar de fazer parte e legitimar esta farsa). Já não sei se vale a pena continuar a estudar e a lecionar Direito.”

Nota do PT: Não nos rendemos diante da injustiça. Lula é candidato

“Vamos lutar em defesa da democracia em todas as instâncias, na Justiça e principalmente nas ruas.”
24/01/2018 18h14 – atualizado às 19h02

Nota do Partido dos Trabalhadores

O dia 24 de janeiro de 2018 marca o início de mais uma jornada do povo brasileiro em defesa da Democracia e do direito inalienável de votar em Lula para presidente da República.

O resultado do julgamento do recurso da defesa de Lula, no TRF-4, com votos claramente combinados dos três desembargadores, configura uma farsa judicial. Confirma-se o engajamento político-partidário de setores do sistema judicial, orquestrado pela Rede Globo, com o objetivo de tirar Lula do processo eleitoral.

São os mesmos setores que promoveram o golpe do impeachment em 2016, e desde então veem dilapidando o patrimônio nacional, entregando nossas riquezas e abrindo mão da soberania nacional, retirando direitos dos trabalhadores e destruindo os programas sociais que beneficiam o povo.

O plano dos golpistas esbarra na força política de Lula, que brota da alma do povo. Esbarra na consciência democrática da grande maioria da sociedade, que não aceita uma condenação sem crime e sem provas, não aceita a manipulação da justiça com fins de perseguição política.

Não vamos aceitar passivamente que a democracia e a vontade da maioria sejam mais uma vez desrespeitadas.

Vamos lutar em defesa da democracia em todas as instâncias, na Justiça e principalmente nas ruas.

Vamos confirmar a candidatura de Lula na convenção partidária e registrá-la em 15 de agosto, seguindo rigorosamente o que assegura a Legislação eleitoral.

Se pensam que história termina com a decisão de hoje, estão muito enganados, porque não nos rendemos diante da injustiça.

Os partidos de esquerda, os movimentos sociais, os democratas do Brasil, estamos mais unidos do que nunca, fortalecidos pelas jornadas de luta que mobilizaram multidões nos últimos meses.

Hoje é o começo da grande caminhada que, pela vontade do povo, vai levar o companheiro Lula novamente à Presidência da República.

Sao Paulo, 24 de janeiro de 2018
Gleisi Hoffmann, Presidenta Nacional do PT

MÍDIA NINJA: DEFESA DE LULA E DA DEMOCRACIA NA PRAÇA DA REPÚBLICA

MÍDIA NINJA: ATÉ EM DEFESA DE LULA PELA DEMOCRACIA NA AVENIDA PAULISTA

MÍDIA NINJA: SEGUNDA PARTE DO JULGAMENTO DA SENTENÇA DE MORO

MÍDIA NINJA: JULGAMENTO DA SENTENÇA SEM PROVAS

RELATOR REJEITA TODOS OS RECURSOS DA DEFESA E REPETE TESES DE MORO

De acordo com o advogado Cristiano Zanin, na sentença não foi feita prova da culpa, mas sim, da inocência do ex-presidente
por Redação RBA,
 
                                                     REPRODUÇÃO/YOUTUBE/TRF4

cristiano zaniin trf4.jpg

Zanin embasou a apelação ao defender que houve cerceamento de defesa e parcialidade do juiz Sérgio Moro

São Paulo – O relator e desembargador João Pedro Gebran Neto segue lendo seu voto no julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), nesta quarta-feira (24), em Porto Alegre. Ele rejeitou as preliminares lançadas pelas defesas. Antes de seu voto, a defesa e a acusação fizeram suas sustentações orais.

Gebran Neto, relator do recurso do ex-presidente Lula no TRF4, confirma várias determinações do juiz Sérgio Moro. Enquanto analisa agora o mérito da ação em seu voto, rejeitou o fato de que a quebra de sigilo telefônico do escritório dos advogados de Lula tenha sido um ato parcial de Moro. “Não houve tentativa de monitorar ilegalmente os advogados”, disse.

Cristiano Zanin, advogado do ex-presidente, afirmou durante julgamento do recurso que o processo é nulo e que, na sentença, não foi feita prova da culpa, mas, sim, da inocência do ex-presidente. Na alegação, Zanin apontou uma série de inconsistências no processo.

Zanin embasou a apelação ao defender que houve cerceamento de defesa, problemas na escolha da jurisdição e parcialidade do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo em primeira instância.

A apelação da defesa de Lula é contra a condenação a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do triplex do Guarujá – aplicada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, em Curitiba.

A defesa afirmou que falta correlação entre a denúncia e a sentença. “O juiz de primeiro grau construiu uma acusação própria. Ele deixou de lado a denúncia. O que se vê na sentença é uma completa distorção”, defendeu.

O advogado também criticou o conceito de tipicidade do crime de corrupção passiva. “O crime de corrupção passiva se tipifica quando o funcionário público recebe uma vantagem indevida. Então é preciso estabelecer o nexo. Aqui na sentença, o juiz diz que houve atos de ofício indeterminados. Significa reconhecer que não há atos de ofícios nesse processo. Crimes não pode ser fluidos.”

Antes de Zanin, falaram os advogados René Dotti – assistente da acusação e que representa a Petrobras –, Fernando Augusto Henriques Fernandes –defensor do ex-presidente do Instituto Lula Paulo Okamotto. As demais defesas abriram mão das manifestações.

Com informações da Agência Brasil

JURISTA CONTESTA PROCURADO-CHEFE DO PRR4: “NÃO PODE EXISTIR CONDENAÇÃO SEM PROVAS”

PROCESSO PENAL

Carlos Augusto Cazarré deu declarações para a imprensa nesta terça; PRR4 é o órgão superior ao MPF no sul do país

Rafael Tatemoto

Brasil de Fato | Brasília (DF)

TRF4 deverá decidir se acata tese polêmica sobre uso de indícios como fundamentos de condenação - Créditos: Guilherme Santos/Sul21
TRF4 deverá decidir se acata tese polêmica sobre uso de indícios como fundamentos de condenação / Guilherme Santos/Sul21

Carlos Augusto Cazarré, procurador-chefe da Procuradoria Regional da República da 4ª Região (PRR4), ou seja, o superior do Ministério Público Federal nos estados do sul do país, afirmou, em entrevista concedida ao Portal UOL, que “um conjunto de indícios pode condenar”, referindo-se ao caso do ex-presidente Lula, que será julgado em segunda instância nesta quarta-feira (24), em Porto Alegre (RS).

O procurador, foi além, afirmando que “O Código de Processo Penal expressa a respeito disso: um conjunto de indícios pode condenar. Então, eu tenho, eventualmente, um depoimento de delator, mas eu tenho outros elementos de convicção que levam a um juízo de convicção, de certeza”. 

Rodrigo Lentz, advogado e doutorando em Ciência Política, contextualiza a fala do procurador. “A frase dele não é verdadeira. Não existe em nenhum artigo que preveja essa hipótese, é uma interpretação. Categoricamente, não há nenhuma previsão [legal]”, diz. 

O Código de Processo Penal, ao contrário do que diz Cazarré, não é definitivo sobre a questão. No artigo 239, diz que “considera-se indício a circunstância conhecida e provada, que, tendo relação com o fato, autorize, por indução, concluir-se a existência de uma ou outras circunstâncias”.

Para Lentz, a fala do procurador-chefe é distorcida e exagerada. Na verdade, o que diz Cazarré é apenas uma das possíveis interpretações sobre a questão, ou seja: indícios podem e devem ser levados em conta, mas não necessariamente são suficientes para se condenar alguém. 

Jurisprudência

Atualmente, parte dos tribunais aceita a tese da prova indiciária, defendida principalmente por integrantes do Ministério Público, bem como alguns teóricos do direito. No passado, entretanto, a doutrina jurídica rejeitava majoritariamente o indício como meio de prova. Hoje, as interpretações dependem das posições ocupadas no processo penal. 

Segundo Lentz, a maioria da advocacia contesta o entendimento do chefe do MPF. Nessa visão, os indícios podem ser admitidos, mas para outros momentos, prévios à sentença.“Ela pode ser suficiente para embasar uma denúncia ou para abertura de inquérito, mas jamais para uma condenação penal, é uma prova indireta e frágil”, resume.

A tese do MPF aceita por Moro é um dos pontos contestados pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva na apelação que será julgada pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região na próxima quarta-feira, 24. 

Lentz lembra que a Lava Jato importou parte das discussões estadunidenses sobre a questão indiciárias. A aplicação, segundo ele, foi distorcida pois, no mundo jurídico anglofônico, se há elementos probatórios, como no caso de Lula, ou até mesmo indícios que apontam para a absolvição, esta última deve ser a posição do juiz. 

Edição: Vanessa Martina Silva

DCM: ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE JURISTAS, LIGADA À ONU, DENUNCIA ‘DESVIO DEMOCRÁTICO’ DO BRASIL

Nota enviada ao DCM:

A Associação Americana de Juristas, Organização Não Governamental com estatuto consultivo nas Nações Unidas, manifesta sua grave preocupação com o que acontece no Brasil, que se apresenta como um muito provável desvio do caminho democrático traçado por sua Constituição Política.

Após um julgamento político de validade suspeita, com pretextos não utilizados com nenhum outro governo federal desde a década de noventa, coincidentes nas mesmas práticas de legalidade duvidosa, foi tirada da Presidência da República a pessoa escolhida constitucionalmente pelo povo, a Sra. Dilma Vana Rousseff.

Muitas medidas antipopulares que restringem os direitos sociais foram tomadas. A Constituição foi alterada para prevenir ou reduzir programas e investimentos sociais e manter despesas de saúde e educação, entre outros, por vinte anos, sem acúmulo, em violação aberta do Artigo 26 da Convenção Americana sobre Direitos Humanos (Desenvolvimento Progressivo – sem regressão).

Privatizações foram promovidas, consumindo patrimônio público, recursos naturais e agravando a situação dos povos nativos. Os níveis de proteção social foram reduzidos por uma reforma trabalhista atroz que retira dos sindicatos quase toda sua fonte de financiamento. Eles agora estão tentando impor mudanças na segurança social que são altamente prejudiciais para a classe trabalhadora.

Esse projeto culmina com um julgamento do líder popular mais importante do país, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sob acusações que não foram comprovadas ou mesmo mostradas de forma definitiva.

O julgamento foi adiantado para que a data permita, em caso de condenação, que o político com maior intenção de votos nas pesquisas possa ser excluído do processo eleitoral, mudando os paradigmas de normalidade democrática e garantias judiciais.

Para isso contribuem agentes da acusação e membros do poder judiciário, e o conjunto de defensores dos privilégios dos ricos, banqueiros e rentistas, juntamente com a orquestração dos meios de comunicação e um parlamento cuja eleição foi financiada para garantem uma hiper representação das classes privilegiadas e uma sub-representação das classes populares.

Um Poder Judiciário que assume o protagonismo do processo, que permite o desempenho de juízes midiáticos apresentados como supostos heróis, que antecipam sua hostilidade contra o acusado e expressam juízos de valor mesmo antes do julgamento.

Um Poder Judiciário que promove delações premiadas e baseia suas decisões exclusivamente em testemunhos assim alcançados, sem qualquer outra evidência ou indicação.

O juiz faz a investigação e o julgamento em um processo de natureza inquisitorial que vem da Idade Média.

Tudo isso culmina numa séria desconfiança nacional e internacional de que a democracia no Brasil está em risco de extinção, não obstante o país se apresentar como um estado de direito.

Por essa razão, a Associação Americana de Juristas acompanhará de perto o desenvolvimento deste caso paradigmático, de grande importância no contexto internacional.

Nova York, 23 de janeiro de 2018.

Vanessa Ramos – Presidente da AAJ Continental

Luis Carlos Moro – Secretário Geral da AAJ Continental

Beinusz Smukler – Presidente do Conselho Consultivo da AAJ


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.240.683 hits

Páginas

Arquivos