Arquivo para 27 de janeiro de 2018

LULA ENVIA VÍDEO PARA A ETIÓPIA TRATANDO DO ENCONTRO NA UNIÃO AFRICANA SOBRE ERRADICAÇÃO DA FOME NA ÁFRICA ATÉ 2005

 

Em 2013 o Instituto Lula, a FAO-ONU e a União Africana, que reúne os países africanos, fizeram um encontro sobre políticas sociais inspiradas na experiência brasileira, com o objetivo de eliminar a fome no continente africano até 2025. A União Africana adotou a meta como um objetivo oficial da entidade em junho de 2014, em um encontro em Malabo, Guiné Equatorial. E as novas metas do Milênio da ONU estabeleceram o ano de 2030 para que nenhuma criança passe fome no continente. A União Africana convidou Lula para debater o tema 5 anos após o primeiro encontro em sua sede, em Adis Abeba, Etiópia.

AGÊNCIA PT: BAIXE AQUI O FOLHETO “O POVO PRECISA DE LULA”

 Em defesa da democracia e de Lula ser candidato
Acesse o folheto desenvolvido pela Agência PT em defesa da democracia e em combate à perseguição que o ex-presidente Lula tem sido vítima.
 Agência PT

O povo precisa de Lula.

O Brasil inteiro acompanhou o que fizeram contra Lula. Um julgamento sem crime e sem prova só para tentar tirá-lo da eleição. É muita injustiça. Enquanto políticos flagrados com malas de dinheiro e contas na Suíça continuam no poder sem nenhuma punição, Lula é condenado sem prova.

É revoltante. Tanto que os maiores juristas do país e do mundo já denunciaram a farsa desse julgamento. Eles querem tirar o Lula da eleição porque ele tem força para defender você e seus direitos, seu salário, sua aposentadoria e para impedir que as riquezas do Brasil sejam entregues aos estrangeiros.

Fique atento. Eles também perseguiram Tiradentes, Getúlio Vargas e Mandela. Não vamos deixar essa história se repetir. Lula não vai recuar. Ele será candidato e já lidera todas as pesquisas porque o povo sabe quem foi o melhor presidente da história do Brasil.

Vamos defender o ex-presidente Lula das injustiças que ele está sendo vítima! Distribuia o folheto entre os seus vizinhos, amigos e familiares.  A democracia brasileira está precisando de cada um de vocês.

Para dúvidas e sugestões envie um email para a Agência PT contato@agenciapt.org.br.

 Folheto em formato A5 frente e verso – Baixe aqui! 

Baixe os materiais para internet

Capa para Facebook 

Capa para Twitter 

Card para Instagram e WhatsApp

Card no formato do InstaStories 

Da Redação da Agência PT de Notícias.

CORDEL DE NICOLLE OLIVEIRA: ANALFABETO BARBUDO. SARRO NOS ABSTRATOS JURÍDICOS

ANTONIO LASSANCE: COMUNICADO DA “JUSTIÇA” AOS ELEITORES

Resultado de imagem para imagens de aécio, temer, serra

por Antonio Lassance, cientista político

Prezado eleitor, prezada eleitora,

A “justiça a jato” apresenta, orgulhosamente, os candidatos às eleições deste ano.

O judiciário brasileiro cumpre assim o seu papel de dizer quais são as opções sérias em que você poderá votar.

Os postulantes foram todos juramentados pelo “grande acordo nacional, com o Supremo, com tudo”.

Uma das opções à sua disposição é Michel Temer, caso ele próprio resolva se candidatar à reeleição, independentemente das malas de dinheiro amealhadas por Rocha Loures, Geddel e Cia Ltda.

Outra opção válida é Fernando Collor de Mello.  

Passados céleres 25 anos, isso mesmo, um quarto de século, desde que foi afastado da presidência da República, Collor foi absolvido das acusações de peculato, corrupção passiva e falsidade ideológica.

O ex-presidente exibe essa certidão como prova de sua boa índole, embora as denúncias, em sua maioria, tenham simplesmente prescrito — ou seja, ficaram tanto tempo sem ser julgadas que os crimes nem podem mais motivar condenação.

Sabemos que eleição é um prato cheio para novidades.

A mais recente delas é a descoberta de que o presidenciável Jair Bolsonaro e sua família apresentaram uma evolução patrimonial extraordinária e incompatível com seus salários.

Desde que entraram para a política, os bens e dinheiro guardados pelos Bolsonaros somam mais de R$ 15 milhões.

Nada mal para quem está começando, não é mesmo?

Embora todas essas sejam opções válidas, nenhuma se compara às dos tucanos, que têm em suas hostes nomes imbatíveis em matéria de inimputabilidade.

Geraldo Alckmin e José Serra são duas delas.

Denunciados, entre outros, no escândalo do “trensalão tucano” — o roubo de dinheiro da construção do metrô de São Paulo –, com depósitos de propina devidamente rastreados pela Suíça, Alckmin e Serra continuam à sua disposição eleitoral.

Há processos contra eles, mas não se preocupe. Tais processos simplesmente não andam ou serão oportunamente engavetados.

Afinal, a “justiça” é Para Todos.

Até mesmo Aécio pode ser seu candidato à presidência.

Aécio sempre foi e continua sendo ficha limpa, assim como Temer, Collor, Alckmin, Serra, Sarney, Jucá, Rodrigo Maia, Bolsonaro, Álvaro Dias e “tutti quanti”.

Isso mesmo depois daquela mala de dinheiro que ele apenas supostamente pediu e recebeu.  

Imagine o sucesso de um candidato com o slogan: “tem que ser um que a gente mata antes de fazer a delação”.

A “justiça” apenas lamenta informar que o senhor Luiz Inácio Lula da Silva estará inabilitado, dentro da maior brevidade possível, de ser uma opção válida à sua escolha.

O senhor Lula cometeu alguns crimes terríveis.

Por exemplo, esse senhor visitou um apartamento triplex acompanhado de um empreiteiro, e isso é crime punível com prisão.

Mesmo que esse imóvel esteja registrado em cartório em nome da OAS e tenha sido penhorado pela justiça, em uma ação contra a empreiteira, convenhamos, não é possível mais confiar em documentos de cartório e em decisões da própria justiça.

Como se não bastasse, para esse apartamento foram comprados geladeira, microondas e um tampo de pia, ou seja, eletrodomésticos e utensílios que sabidamente apenas o ex-presidente usa.

Lula também é usuário contumaz de elevadores privativos e piscinas, equipamentos presentes nesse triplex.

Diante de fatos que demonstram sobejamente a que ponto pode chegar a perversidade de uma organização criminosa, a conduta do ex-presidente configura um conjunto de crimes inafiançáveis que o tornam indigno de participar do processo eleitoral e ombrear com esses estadistas supracitados.

Com tais providências, a “justiça a jato” espera ter deixado claro a todas as brasileiras e brasileiros o quanto contribuiu para melhorar a qualidade da política em nosso país.

Fizemos a nossa parte.

O resto agora é com você, eleitor e eleitora.

Façam bom proveito desse momento.

EM SHOW DE CHICO PLATEIA FUSTIGA DELÍRIOS DAS DIREITAS CANTANDO”OLÊ, OLÊ, OLÁ, LULA! LULA!”

BLOG DA BOITEMPO – BOAVENTURA: MENSAGEM AOS DEMOCRATAS BRASILEIROS

Que fazer? A democracia brasileira está em perigo, e só as forças políticas de esquerda e de centro-esquerda a podem salvar. Mas só podem ter êxito nesta exigente tarefa caso se unam.

Por Boaventura de Sousa Santos.

Dirijo-me aos democratas brasileiros porque só eles podem estar interessados no teor desta mensagem. Vivemos um tempo de emoções fortes. Para alguém, como eu e tantos outros que nestes anos acompanhamos as lutas e iniciativas de todos os brasileiros no sentido de consolidar e aprofundar a democracia brasileira e contribuir para uma sociedade mais justa e menos racista e menos preconceituosa, este não é um momento de júbilo. Para alguém, como eu e tantos outros que nas últimas décadas se dedicaram a estudar o sistema judicial brasileiro e a promover uma cultura de independência democrática e de responsabilidade social entre os magistrados e os jovens estudantes de direito, este é um momento de grande frustração. Para alguém, como eu e tantos outros que estiveram atentos aos objetivos das forças reacionárias brasileiras e do imperialismo norte-americano no sentido de voltarem a controlar os destinos do país, como sempre fizeram mas pensaram que desta vez as forças populares e democratas tinham prevalecido sobre eles, este é um momento de algum desalento.

As emoções fortes são preciosas se forem parte da razão quente que nos impele a continuar, se a indignação, longe de nos fazer desistir, reforçar o inconformismo e municiar a resistência, se a raiva ante sonhos injustamente destroçados não liquidar a vontade de sonhar. É com estes pressupostos que me dirijo a vós. Uma palavra de análise e outra de princípios da ação.

Porque estamos aqui? Este não é lugar nem o momento para analisar os últimos quinze anos da história do Brasil. Concentro-me nos últimos tempos. A grande maioria dos brasileiros saudou o surgimento da operação Lava Jato como um instrumento que contribuiria para fortalecer a democracia brasileira pela via da luta contra a corrupção. No entanto, em face das chocantes irregularidades processuais e da grosseira seletividade das investigações, cedo nos demos conta de que não se tratava disso mas antes de liquidar, pela via judicial, não só as conquistas sociais da última década como também as forças políticas que as tornaram possíveis. Acontece que as classes dominantes perdem frequentemente em lucidez o que ganham em arrogância.

A destituição de Dilma Rousseff, a Presidente que foi talvez o Presidente mais honesto da história do Brasil, foi o sinal que a arrogância era o outro lado da quase desesperada impaciência em liquidar o passado recente. Foi tudo tão grotescamente óbvio que os brasileiros conseguiram afastar momentaneamente a cortina de fumo do monopólio mediático. O sinal mais visível da sua reação foi o modo como se entusiasmaram com a campanha pelo direito do ex-Presidente Lula da Silva a ser candidato às eleições de 2018, um entusiasmo que contagiou mesmo aqueles que não votariam nele, caso ele fosse candidato. Tratou-se pois de um exercício de democracia de alta intensidade.

Temos, no entanto, de convir que, da perspectiva das forças conservadoras e do imperialismo norte-americano, a vitória deste movimento popular era algo inaceitável. Dada a popularidade de Lula da Silva, era bem possível que ganhasse as eleições, caso fosse candidato. Isso significaria que o processo de contra-reforma que tinha sido iniciado com a destituição de Dilma Rousseff e a condução política da Lava Jato tinha sido em vão. Todo o investimento político, financeiro e mediático teria sido desperdiçado, todos os ganhos econômicos já obtidos postos em perigo ou perdidos. Do ponto de vista destas forças, Lula da Silva não poderia voltar ao poder. Se o Judiciário não tivesse cumprido a sua função, talvez Lula da Silva viesse a ser vítima de um acidente de aviação, ou algo semelhante. Mas o investimento imperial no Judiciário (muito maior do que se pode imaginar) permitiu que não se chegasse a tais extremos.

Que fazer? A democracia brasileira está em perigo, e só as forças políticas de esquerda e de centro-esquerda a podem salvar. Para muitos, talvez seja triste constatar que neste momento não é possível confiar nas forças de direita para colaborar na defesa da democracia. Mas esta é a verdade. Não excluo que haja grupos de direita que apenas se revejam nos modos democráticos de lutar pelo poder. Apesar disso, não estão dispostos a colaborar genuinamente com as forças de esquerda. Por quê? Porque se vêem como parte de uma elite que sempre governou o país e que ainda não se curou da ferida caótica que os governos lulistas lhe infligiram, uma ferida profunda que advém do facto de um grupo social estranho à elite ter ousado governar o país, e ainda por cima ter cometido o grave erro (e foi realmente grave) de querer governar como se fosse elite.

Neste momento, a sobrevivência da democracia brasileira está nas mãos da esquerda e do centro-esquerda. Só podem ter êxito nesta exigente tarefa se se unirem. São diversas as forças de esquerda e a diversidade deve ser saudada. Acresce que uma delas, o PT, sofre do desgaste da governação, um desgaste que foi omitido durante a campanha pelo direito de Lula a ser candidato. Mas à medida que entrarmos no período pós-Lula (por mais que custe a muitos), o desgaste cobrará o seu preço e a melhor forma de o estabelecer democraticamente é através de um regresso às bases e de uma discussão interna que leve a mudanças de fundo. Continuar a evitar essa discussão sob o pretexto do apoio unitário a um outro candidato é um convite ao desastre. O patrimônio simbólico e histórico de Lula saiu intacto das mãos dos justiceiros de Curitiba & Co. É um patrimônio a preservar para o futuro. Seria um erro desperdiçá-lo, instrumentalizando-o para indicar novos candidatos. Uma coisa é o candidato Lula, outra, muito diferente, são os candidatos de Lula. Lula equivocou-se muitas vezes, e as nomeações para o Supremo Tribunal Federal aí estão a mostrá-lo.

A unidade das forças de esquerda deve ser pragmática, mas feita com princípios e compromissos detalhados. Pragmática, porque o que está em causa é algo básico: a sobrevivência da democracia. Mas com princípios e compromissos, pois o tempo dos cheques em branco causou muito mal ao país em todos estes anos. Sei que, para algumas forças, a política de classe deve ser privilegiada, enquanto para outras, as políticas de inclusão devem ser mais amplas e diversas. A verdade é que a sociedade brasileira é uma sociedade capitalista, racista e sexista. E é extremamente desigual e violenta. Entre 2012 e 2016 foram assassinadas mais pessoas no Brasil do que na Síria (279.000/256.000), apesar de este último país estar em guerra e o Brasil estar em “paz”. A esquerda que pensar que só existe política de classe está equivocada, a que pensar que não há política de classe está desarmada.

***

Boaventura de Sousa Santos nasceu em Coimbra, 15 de Novembro de 1940. É doutor em Sociologia do Direito pela Universidade de Yale (1973), além de professor catedrático jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e distinguished legal scholar da Universidade de Wisconsin-Madison. Foi também global legal scholar da Universidade de Warwick e professor visitante do Birkbeck College da Universidade de Londres. Seu livro mais recente é A difícil democracia: reinventar as esquerdas (Boitempo, 2016). Pela Boitempo, publicou também Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social (2007). Colabora com o Blog da Boitempoesporadicamente.

“COBERTURA DA GRANDE MÍDIA INCENTIVOU CONDENAÇÃO DE LULA”, APONTA INTERVOZES

Coletivo fez monitoramento dos grandes jornais e concluiu que cobertura desequilibrada feriu o direito à informação

Cristiane Sampaio

Brasil de Fato | Brasília (DF)

Lula foi julgado e condenado pelo TRF-4, em Porto Alegre, na última quarta-feira (24)  - Créditos: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Lula foi julgado e condenado pelo TRF-4, em Porto Alegre, na última quarta-feira (24) / Marcelo Camargo/Agência Brasil

O comportamento apresentado pela grande mídia brasileira na cobertura do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última quarta-feira (24), serviu de motor para a campanha conservadora que pede a condenação do petista. A conclusão é do coletivo Intervozes — entidade que atua pela garantia do direito à comunicação no Brasil —, que monitorou a cobertura dos principais canais de TV e veículos impressos de circulação nacional nos últimos dois dias.

De acordo com a coordenadora-executiva do coletivo Bia Barbosa, na mídia televisiva, teve destaque, mais uma vez, a conduta das Organizações Globo. Ela realça a cobertura do canal de TV por assinatura GloboNews, que transmitiu o julgamento durante toda a quarta-feira.

Ao longo do dia, a emissora destacou as falas dos três desembargadores que julgaram o caso e, após o resultado, o posicionamento da acusação, representada pelo Ministério Público Federal, sem, no entanto, apresentar a defesa do ex-presidente. As manifestações da defesa foram ao ar somente na programação noturna da emissora.

O monitoramento constatou, por exemplo, que a primeira declaração do advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, foi ao ar às 21h08min, depois de 1h30min de duração do jornal.

Para Bia Barbosa, a conduta demonstra uma tentativa de sufocar o conflito existente em torno dos argumentos da acusação. “É inconcebível você pensar que um telejornal que vai fazer uma síntese do julgamento não traga a fala dos acusados. O único motivo que justifica eles não terem soltado essas falas [antes] é uma escolha editorial”, aponta.

Outro caso constatado pelo monitoramento é o que aponta que o ex-presidente Lula apareceu na GloboNews somente às 22h06min. O julgamento tece início às 8h30min. O desequilíbrio, segundo Bia Barbosa, fere o direito à informação, que trata de uma garantia constitucional e diz respeito ao exercício da cidadania.

“Se eu ligo um telejornal e só assisto nele o que disseram a acusação e os desembargadores e não fico sabendo os argumentos da defesa, certamente tendo a formar minha opinião aderindo às teses que foram divulgadas. Quando você recebe uma visão parcial do que aconteceu, esse direito [à informação] está sendo claramente violado”, explica.

No caso do Jornal Nacional, transmitido pelo canal aberto TV Globo no período noturno e considerado o telejornal de maior audiência no país, a cobertura se concentrou nas falas dos três desembargadores, cujo discurso esteve mais voltado para as acusações. Bia Barbosa salienta que, novamente, o jornal agiu com desequilíbrio diante do caso.

A coordenadora-executiva aponta ainda que a fala do ex-presidente veiculada pelo Jornal Nacional trata de uma declaração em que o petista afirmava que o processo carecia de provas e que, por conta disso, ele ganharia “de 3×0” no julgamento. A declaração ganhou, na leitura do Intervozes, um tom irônico diante do contexto geral da edição do jornal e da notícia mais forte do dia, que trazia um placar exatamente inverso.

“A escolha dessas aspas foi pra deslegitimar a fala dele. Ela tem um simbolismo no sentido de tratar o Lula como alguém que estava completamente ‘fora da realidade'”, critica Barbosa.

Mídia impressa

O coletivo Intervozes também realizou uma análise similar, publicada nesta sexta-feira (26), em relação a grandes jornais impressos de cobertura nacional: Folha de São Paulo, Estadão e O Globo. 

Ana Mielke, também coordenadora-executiva do coletivo, destaca o que chama de “criminalização da resistência”. Segundo ela, a assimetria de tratamento entre as partes deu o tom do debate e conduziu a cobertura não só para o sufocamento das vozes dissonantes, mas também para a criminalização daqueles que discordam do discurso oficial apresentado pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Justiça.

“O discurso dos jornais tem legitimado as decisões da Justiça como se elas fossem infalíveis e não fossem questionáveis, como se estivessem acima de qualquer suspeita. Esse discurso criminaliza a discordância e não tem apego nem mesmo entre os cientistas políticos”, critica Mielke.

Outro aspecto de realce na cobertura, segundo o Intervozes, seria a tentativa dos jornais de convencer a opinião pública sobre uma suposta necessidade de condenação de Lula para levar à estabilização da economia. Mielke aponta que tal argumentação não poderia ser considerada “concreta”.

“A grande mídia se utilizou desse argumento pra tentar gerar empatia na população, mas quais são os dados que reforçam essa argumentação? São estritamente especulativos, ou seja, vêm do mercado financeiro. São um espectro, quase uma assombração”, complementa. 

Jornalismo

O professor César Bolaño, da Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Sergipe (UFS), considera que a cobertura apresentada pelos grandes jornais em relação ao julgamento do ex-presidente Lula compromete as boas práticas do jornalismo e os próprios valores democráticos. Ele acrescenta que o problema está diretamente relacionado à alta concentração da propriedade dos meios de comunicação no Brasil.

“A informação é muito controlada. Não se tem nem uma diversidade de veículos com posições diferentes e nem uma diversidade dentro dos veículos. Estamos diante do pior dos mundos do ponto de vista da mídia hegemônica”, finaliza.

Edição: Vivian Fernandes


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.004 hits

Páginas

Arquivos