Arquivo para 14 de maio de 2018

RBA: LULA DIZ QUE VAI MANTER LUTA PELA INOCÊNCIA ATÉ VER ‘JUSTIÇA TRIUNFAR’ NO PAÍS

PERSISTÊNCIA
Monge Marcelo Barros visitou ex-presidente na tarde de hoje. “Ele está sereno, tranquilo, bem de saúde e disposto”, contou. Religioso criticou instituições religiosas oficiais, que “estão omissas e ausentes”
por Redação RBA.
JOKA MADRUGA / AGÊNCIA PTmonge marcelo barros - joka madruga.jpg

Monge Marcelo Barros: libertar não apenas Lula, mas libertar Deus da cadeia das religiões

São Paulo – O monge beneditino Marcelo Barros visitou na tarde de hoje (14) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, segundo ele, o petista “está sereno, tranquilo, bem de saúde e disposto”. De acordo com o monge, Lula voltou a mandar recado à militância. “Quero que diga que estou tranquilo, consciente de que sou vítima de uma armação política, e que eles (os militantes) formam uma alma coletiva que não me deixa desistir”, disse Lula.

“Vou me manter firme na candidatura, na luta pela minha inocência, até ver a justiça nesse país triunfar e a gente construir juntos, nós todos, um mundo de direitos para todos”, acrescentou o ex-presidente, de acordo com o relato.

Perguntado sobre como o povo nordestino encara a situação após a prisão de Lula e a resistência em Curitiba, Barros disse que, em sua opinião, a população considera o que está acontecendo “um verdadeiro milagre”.

“Porque, apesar de toda propaganda da Globo, toda a imprensa e meios de comunicação e a cultura das ruas, digamos assim, (que) impõem intolerância, ódio e animosidade contra o PT e contra Lula especificamente, as pesquisas mostram que a maioria imensa das classes C e D, os mais pobres, estão com Lula e não abre mão disso”.

Para ele, com a prisão e as condenações do ex-presidente, sua popularidade no Nordeste não diminuiu, mas, ao contrário, aumentou. Barros é pernambucano de Camaragibe.

Ele criticou as instituições religiosas oficiais, que “estão omissas e ausentes”. Por outro lado, enfatizou, as pastorais “comprometidas verdadeiramente com o povo” participam ativamente  manifestações e vigílias. “Precisamos libertar não apenas Lula da cadeia, mas libertar Deus da cadeia das religiões”, enfatizou Marcelo Barros.

Pela manhã, na vigília, o deputado federal Marco Lula Maia (PT-RS), ex-presidente da Câmara dos Deputados, Markus Sokol, integrante da executiva nacional do PT, e Angelo Vanhoni, secretário-geral do PT do Paraná, participaram do rotineiro “Bom dia, presidente Lula”.

Em debate realizado no acampamento, Maia e Sokol denunciaram a influência dos Estados Unidos no golpe que derrubou a ex-presidenta Dilma Rousseff e a ligação de procuradores da Lava Jato com autoridades norte-americanas.

Essa cooperação entre agentes brasileiros e norte-americanos está em total desacordo com as leis brasileiras, de acordo com eles. Maia afirmou ainda que apenas Lula pode interromper o retrocesso, a suspensão de direitos e a destruição da soberania nacional desencadeados pelo governo Michel Temer após o golpe.

Ontem (13), a coordenação da vigília divulgou uma nota reafirmando o caráter pacífico de suas mobilizações e denunciou uma “manifestação fascista” contra o acampamento liderada pelo militante Eder Borges, vinculado ao deputado federal Fernando Francischini (PSL-PR) e ao MBL.

ALDO FORNAZIERI: PT DEVE INDICAR UM CANDIDATO A VICE NA CHAPA DO LULA

ELEIÇÕES 2018
Para o professor da Escola de Sociologia e Política, a melhor tática da legenda é “ir com Lula até o fim”, mas é preciso oferecer “uma alternativa ao eleitor indicando um vice imediatamente”
por Redação RBA.
                               REPRODUÇÃOaldo fornazieri

“É preciso construir alternativas democráticas para que haja uma equidade maior no processo eleitoral”

São Paulo – Para o cientista político e professor da Escola de Sociologia e Política (FESPSP) Aldo Fornazieri, a atitude do ministro Og Fernandes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que negou liminar pedida pelo PT para assegurar a participação de um representante do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sabatinas com pré-candidatos à Presidência da República, é arbitrária. Na decisão, Fernandes remeteu o processo para análise do plenário da Corte.

Na representação feita ao TSE, o PT pede que seja dado espaço à legenda em um ciclo de sabatinas realizado pelos veículos Folha de S.Paulo, UOL e SBT, em que Lula deixou de ser convidado por estar preso. No entanto, segundo o ministro, não existe na legislação algum ponto que garanta a participação de pré-candidatos ou de seus representantes caso não possam comparecer. 

“Dada a impossibilidade de o Lula comparecer aos eventos, penso que a Justiça deveria atender o pedido para que fosse um representante do partido. Mas acho que nesse ponto o PT tem que tomar uma medida imediata, indicar um candidato a vice na chapa do Lula”, sustenta Fornazieri, em entrevista aos jornalistas Marilu Cabañas e Glauco Faria, na Rádio Brasil Atual.

O professor acredita que, em vista desse contexto, seria necessário que a legenda apresentasse um nome para concorrer à vice-presidência na chapa de Lula. “Penso que essa estratégia de o PT não indicar um candidato a vice faz com que o partido perca espaço eleitoral. Queiramos ou não, a campanha de certa forma está andando, e à medida que o partido não tem interlocutor com a sociedade, com os diversos setores sociais que começam a se posicionar, evidentemente vai perder espaço político-eleitoral.”

Para Fornazieri, “a melhor tática que o PT deveria adotar seria ir com Lula até o fim, mas oferecer uma alternativa ao eleitor indicando um vice imediatamente”. Ele também comentou sobre quem seria esse possível vice. “Tem três nomes circulando. O de Fernando Haddad, que do meu ponto de vista seria a melhor opção porque apontaria também para a perspectiva de construção de um nome para o futuro, se eventualmente não vencesse a eleição em 2018; Jaques Wagner, ex-governador da Bahia, e o do ex-ministro das Relações Exteriores Celso Amorim.”
 
O uso do financiamento coletivo de campanha, o crowdfunding eleitoral, que se inicia nesta terça-feira (15), foi outro tema abordado por Fornazieri. “É preciso ver como vai se desenvolver essa experiência, mas é uma tentativa de buscar alternativas ao financiamento empresarial de campanhas, que causou distorções graves na democracia. O poder econômico se fazia sentir de uma forma muito aguda, muito forte, tendo em vista principalmente que boa parte dos deputados que está no Congresso Nacional foi eleita a partir da intervenção do seu poderio econômico.

“É preciso construir alternativas democráticas para que haja uma equidade maior no processo eleitoral e para que não haja essas distorções graves da democracia em que só a elite econômica é representada no Congresso. É preciso esperar para ver como essa experiência vai se desenvolver e a partir dela fazer retificações, avaliações, mudanças que possam melhorar esse tipo de instrumento nas campanhas eleitorais.”

Ouça a íntegra da entrevista:

RBA: PESQUISAS FORTALECEM LULA E CANDIDATURA É JURIDICAMENTE VIÁVEL. ENTENDA

ELEIÇÕES 2018
Enquanto processos não chegarem a instâncias superiores, ex-presidente preserva todos os seus direitos políticos. “Até adversários acreditam que condenação será revista”, diz Gleisi
por Redação RBA.
JOKA MADRUGA/AGÊNCIA PT

Gleisi

Gleisi: ‘Lula está com seus direitos políticos intactos’

São Paulo – A direção do PT pretende remover qualquer tese relacionada a um suposto “plano B” do partido para a disputa presidencial. Líder com folga em todas pesquisas de intenção de voto recentes, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vê crescer, mesmo aprisionado, o sentimento de injustiça em relação a sua condenação. Segundo pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira (14), Lula tem 32,4% das preferências. O Poder Judiciário tem a confiança de 6,4% dos entrevistados (89,3% acham o Judiciário pouco ou nada confiável). E mídia tem a confiança de apenas 5%.

A presidenta nacional do PT, a senadora paranaense Gleisi Hoffmann, recebeu aval do ex-presidente Lula para falar em seu nome e comandar a montagem da campanha presidencial. A indicação da pré-candidatura foi feita de maneira unânime pelo partido em 25 de janeiro, um dia depois da condenação política do ex-presidente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre).

Na ocasião, o advogado Luiz Fernando Pereira, especialista em legislação eleitoral, já afirmava que não há como impedir antecipadamente o registro da candidatura, que será feito em 15 de agosto. Segundo ele, a condenação criminal diz que a suspensão dos direitos políticos só tem efeito depois do trânsito em julgado. “Ou seja, o presidente está em pleno gozo dos direitos políticos. A chance vai depender do que vai acontecer de hoje até o momento do registro da candidatura”, argumentou Pereira.

Segundo o especialista, mais de 140 candidatos a prefeito em 2016 disputaram eleições sob efeito de condenações inconclusas e muitos deles conseguiram assegurar sua posse após o trânsito de seus recursos.

Na sexta-feira (11), durante ato na Vigília Lula Livre, e Curitiba, Gleisi reforçou que “Lula está firme, disposto e manda avisar que é candidatíssimo”. A presidenta do PT reiterou ainda as garantias legais que asseguram a candidatura do ex-presidente.

“Lula está com seus direitos políticos intactos. A Constituição só suspende os direitos políticos de uma pessoa se o julgamento em que foi condenada for reafirmado na última instância, que é o Supremo Tribunal Federal. E isso não aconteceu com ele. Só o TRF4 que julgou”, afirmou a senadora. “Até os adversários dele acreditam que os recursos de Lula farão com que o processo seja revisto, quando for analisado o mérito.”

Respaldo jurídico

Com dezenas de pareceres semelhantes ao de Pereira, jamais contestados juridicamente, a decisão tomada foi mantida mesmo depois de Lula ter sido preso, em 7 de abril. Sem argumentos jurídicos, os principais veículos de comunicação do país tentam desqualificar politicamente em seu noticiário a liderança de Lula, apostando em seu isolamento e tentando alimentar teses em contrário dentro da própria esquerda.

Alguns defendem que Lula deveria desistir desde já para que se construa um novo nome dentro do partido, ou mesmo que o partido adira à candidatura de Ciro Gomes (PDT), o mais bem posicionado da centro-esquerda nas pesquisas recentes.

Essa tese, porém, não prosperou. Tanto no PT, internamente, como entre aliados como PCdoB e Psol – que têm os pré-candidatos à Presidência Guilherme Boulos e Manuela D’Ávila – prevalece a defesa da candidatura. O entendimento é de que o nome de Lula une as forças progressistas, tem condições de liderar a construção de um programa de restauração da democracia e da economia e de que a defesa de sua candidatura é também uma das principais armas na luta pela liberdade do ex-presidente.

O também advogado Luís Antônio Albiero divulgou um “beabá” com 10 respostas a questões políticas e jurídicas em torno da candidatura. A RBA reproduz a seguir os principais trechos:

1. Lula está inelegível? Ou ele pode ser candidato?

Ele ou o partido podem pedir o registro de sua candidatura. Só depois disso a Justiça Eleitoral poderá se pronunciar sobre sua elegibilidade ou não.

2. Mas a candidatura dele não pode ser impugnada?

A candidatura pode ser impugnada, mas, apresentada qualquer impugnação, ele terá prazo para se defender, para apresentar suas razões.

3. E é possível prever o resultado?

É possível que a candidatura seja indeferida pelo TSE. Porém, ele poderá recorrer.

4. Mas as decisões do TSE não são irrecorríveis?

Sim, é o que, de modo geral, dizem a Constituição e o Código Eleitoral. Mas a Constituição prevê a possibilidade do Recurso Extraordinário ao STF se, e apenas se, for para discutir uma questão constitucional.

5. E o que seria essa “questão constitucional”?

Nesse caso, a questão constitucional é justamente a que diz respeito à condição de elegibilidade de Lula. A Constituição prevê que ninguém terá seus direitos políticos cassados, em nenhuma circunstância, e ninguém perderá seus direitos políticos ou os terá suspensos senão após o trânsito em julgado de sentença criminal condenatória.

O artigo 14 da Constituição, no seu parágrafo 3º, estabelece que é condição de elegibilidade, dentre outras, “o pleno exercício dos direitos políticos” (inciso II). Logo, a lei inferior (“ficha limpa”) não pode restringir as condições de elegibilidade de quem esteja em pleno gozo dos direitos políticos.

O artigo 15 da Constituição, por sua vez, estabelece que “é vedada a cassação de direitos políticos, cuja perda ou suspensão só se dará nos casos” previstos nos seus incisos, entre os quais a “condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos” (inciso III).

Logo, não pode a lei ordinária, como é a Lei da Ficha Limpa, nem qualquer juiz ou tribunal, restringir a elegibilidade de quem ainda não teve a decisão transitada em julgado, como é o caso de Lula.

6. Mas, enquanto o processo corre, como fica a campanha de Lula?

Enquanto a questão estiver sub judice, ou seja, enquanto estiver sendo avaliada pelos tribunais, e até que transite em julgado a decisão da Justiça Eleitoral, ele poderá fazer a campanha normalmente, inclusive aparecendo no horário eleitoral gratuito e participando de debates e entrevistas.

O artigo 16-A da Lei Eleitoral (lei 9.504/97) estabelece que “o candidato cujo registro esteja sub judicepoderá efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição, ficando a validade dos votos a ele atribuídos condicionada ao deferimento de seu registro por instância superior”.

7. Mas e se a decisão desfavorável ao presidente Lula tornar-se definitiva antes da eleição, o que acontecerá?

Os partidos poderão substituir candidatos até 17 de setembro. Se ocorrer o trânsito em julgado da decisão da Justiça Eleitoral desfavorável a Lula antes dessa data, o partido o substituirá e haverá mais de 20 dias pela frente para a propaganda do novo candidato. Mas dificilmente o trânsito em julgado ocorrerá antes da eleição, por conta das atribuições do TSE, primeiro, e do STF, depois, além dos próprios prazos concedidos pela lei.

8. E se Lula for eleito e essa decisão definitiva vier a ocorrer no futuro, reconhecendo sua inelegibilidade?

Se de fato ocorrer o pior, ou seja, se Lula vier a ser declarado definitivamente inelegível, ou vier a ter cassado o diploma ou o próprio mandato, de modo que isso venha a ocorrer quando e se ele já estiver eleito, a lei eleitoral prevê que haverá nova eleição.

O parágrafo 3º do artigo 224 do Código Eleitoral estabelece que “a decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário acarreta a realização de novas eleições, independentemente do número de votos anulados”. Ou seja, se isso acontecer depois de Lula eleito, em qualquer momento, haverá nova eleição.

9. Mas e se o impedimento definitivo vier a ocorrer depois do primeiro turno, porém antes do segundo?

Haverá um período de tensão entre a data limite para substituição de candidaturas, 17 de setembro, e o dia da eleição em primeiro turno, 7 de outubro. Assim como, se Lula não estiver eleito já no primeiro turno, desse dia até o dia da realização do segundo.

Por isso, o partido deverá examinar com muito cuidado o que fazer até essa data limite, 17 de setembro – ponderar sobre os prazos processuais, o desenvolvimento dos processos, o desenvolvimento dos trabalhos dos tribunais, o humor na sociedade etc. – para não perder a oportunidade de manter candidatura durante o segundo turno.

Se não houver substituição até 17 de setembro e a decisão definitiva contrária à candidatura de Lula vier a ocorrer antes do primeiro turno, o partido já terá perdido a oportunidade de substituí-lo. Se ocorrer depois do primeiro turno, mas antes do segundo, a lei determina que o segundo mais votado disputará com o terceiro o segundo turno.

A lei eleitoral, no artigo 1º, parágrafo 2º, diz que “se, antes de realizado o segundo turno, ocorrer morte, desistência ou impedimento legal de candidato, convocar-se-á, dentre os remanescentes, o de maior votação”.

10. Qual o caminho a seguir?

O único caminho, neste momento, é registrar a candidatura de Lula em agosto e mantê-la firme durante todo o período da campanha eleitoral. No dia 17 de setembro, o partido deverá avaliar as condições objetivas de levá-la adiante.

registrado em:          

PESQUISA CNT/MDA CONFIRMA QUE A TIRANIA NÃO CALA A POTÊNCIA DA MULTIDÃO: LULA É ELEITO ATÉ NO PRIMEIRO TURNO. E DE QUEBRA MOSTRA QUE O PODER JUDICIÁRIO NÃO É CONFIÁVEL PARA 89, 3%

Produção Afinsophia. 

Nova pesquisa na parada só confirma o vício: Lula continua (continuará) imbatível. O que significa que não há candidato das direitas com qualquer condição de lhe ultrapassar. Direita, semi-direita extrema-direita, nenhuma tem representante para enfrentá-lo de igual para igual. É Lula e só Lula! Afirma a potência da multidão que nenhum Moro, Globo, empresários americanófilos e afins-golpistas podem calá-la. 

   A pesquisa CNT/MDA que entrevistou 2002 pessoas em 137 municípios de 25 estados das cinco regiões do Brasil, reafirmou o óbvio dos óbvios: Lula folgadíssimo à disputa para a presidência da República. Tudo que o antidemocratas odeiam e invejam. Invejam delirantemente, já que não têm as qualidades que Lula reflete.

    A pesquisa não só mostrou essa determinação dos entrevistados. Mostrou também, como todos os democratas, não confiam no Poder Judiciário. Para 89.3% dos entrevistados ele é pouco ou nada confiável. Contra nada mais de 6,4% o consideram confiável. Uma determinação lógica e necessária, posto que Lula foi condenado sem qualquer prova, só com a prova pessoal projetada pelos que lhe condenaram. Uma caso que vai além das enunciações judiciais chegando ao território da psiquiatria.

Na modalidade estimulada, Lula recebeu 32,4% das intenções de voto. Atrás dele vêm Jair Bolsonaro (PSL, 16,7%), Marina Silva (Rede, 7,6%), Ciro Gomes (PDT, 5,4%), Geraldo Alckmin (PSDB, 4,0%) e Álvaro Dias (Pode, 2,5%).

Fernando Collor (PTC), Michel Temer (MDB), Guilherme Boulos (Psol), Manuela D´Ávila (PCdoB), João Amoêdo (Novo), Flávio Rocha (PRB), Henrique Meirelles (MDB), Rodrigo Maia (DEM) e Paulo Rabello de Castro (PSC) não chegam a 1% das menções. Votariam em branco ou nulo, 18% dos eleitores e outros 8,7% se disseram indecisos.

Lula lidera também em todos os cenários propostos para o segundo turno pela pesquisa MDA/CNT. Aparece com 44,9% se o adversário fosse Geraldo Alckmin que teria 19,6% dos votos; venceria Bolsonaro (45,7%, contra 24,9%), Marina Silva (44,4% contra 21%), Henrique Meirelles (47,1% a 13,3%) e Michel Temer (49% a 8,3%).

O estudo também abordou a aprovação do governo de Michel Temer, que tem avaliação positiva para 4,3% dos entrevistados. A avaliação negativa foi de 71,2%, outros 21,8% o consideram regular e 2,7% não souberam opinar. O desempenho pessoal de Temer é aprovado por 9,7% dos eleitores, contra 82,5% de desaprovação, além de 7,8% que não souberam opinar. 

  Afinsophia com tabela da RBA.   


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.245.445 hits

Páginas

Arquivos