Arquivo para 28 de junho de 2018

JURISTAS APONTAM INSULTO À LEI E PEDEM RESISTÊNCIA POR LULA

Para o ex-governador de São Paulo Claudio Lembo, “há uma elite branca no país que não quer Lula de volta”; especialistas falam em massacre jurídico
Reprodução

Claudio Lembo, ex-governador de São Paulo.

É do advogado e ex-governador do Estado de São Paulo Claudio Lembo a frase que melhor define o debate sobre o “massacre jurídico” que culminou na prisão política do ex-presidente Lula. “Nunca vi nada tão imoral como o que acontece no Brasil. Parece que Judiciário não tem apreço por nada, sobretudo pelos direitos humanos. Há uma elite branca no país que não quer ver Lula de volta”.

Lembo era um dos presentes no encontro “Capacidade Eleitoral Passiva: Lei da Ficha Limpa e a Vontade Popular: Análise do Caso Lula e de Precedentes Jurisprudências”, realizado nesta quinta-feira (28), em São Paulo, e coordenado pelo jurista e ex-ministro da Justiça do governo Dilma Rousseff,  Eugênio Aragão, e com organização do Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo .

O apelo para que as movimentações jurídicas tenham como aliado o apoio popular das ruas é, segundo Lembo, a principal arma para enfrentar as manobras constantes do Judiciário brasileiro, cujo exemplo mais recente foi o envio ao pleno do STF (Supremo Tribunal Federal) mais um pedido de liberdade de Lula.”Neste cenário macabro que estamos vivendo, é quase impossível achar que a constituição de 1988 ainda existe. Ela tornou-se secundária. Basta ver a questão da presunção da inocência. A única forma de manter a luta é a movimentação social da população, completa Lembo.

A defesa de Lula hoje simboliza também a defesa da democracia do Brasil. É o que pensa o jurista Celso Antônio Bandeira de Mello. “Se a democracia é um instituição que deve respeitar a vontade do povo e todas as pesquisas colocam o ex-presidente na cúpula dos votos então quem quer democracia só pode querer isso. Impedir ou dificultar a campanha do homem que todos querem como presidente seria antidemocrático. O mínimo de respeito com a democracia exige que o Lula pode ser candidato. Não é que ele pode. Ele deve ser candidato”, enfatiza o jurista.

Mello também usa o futebol para ilustrar a importância em ter Lula como um dos candidatos à Presidência da República nas eleições de outubro: “Estamos disputando um campeonato de futebol. E se o povo ficou feliz com a vitória da Seleção na Copa do Mundo vai ficar mais feliz ainda quando o Lula for candidato e ganhar”.

Já para Eugênio Aragão, é “a democracia que está sendo desafiada quando o Judiciário atua de maneira preordenada” e que é um momento de muita perplexidade. “Peço que os juristas que estão presentes tenham respeitabilidade e mantenham este debate em evidência. A disputa jurídica deve ganhar capítulos ainda mais calorentos daqui para frente. Por isso é fundamental levantar questões como estão acontecendo aqui neste momento”, convoca o ex-ministro da Justiça.

Resistir é preciso

Fernando Gaspar Neisser, coordenador adjunto e membro fundador da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep) e do Instituto Paulista de Direito Eleitoral, vê a situação do caso de Lula como “muito complexa porque choca não só pela questão jurídica, mas também pela posição política assumida pelo Judiciário”.

Dada a dimensão do problema, explica Neisser, o caminho é disseminar todo e qualquer ataque à Constituição e levar a batalha jurídica para todos os níveis possíveis. “Nós estamos num momento da disputa da opinião pública em relação a este tema que torna fundamental que os juristas levem este debate a público tanto dentro quanto fora do Brasil. Não se pode admitir, por exemplo, uma tutela de urgência que impeça a candidatura do ex-presidente Lula”, diz o jurista, questionando o STF por submeter ao Plenário somente os processos contra Lula.A

A professora de Direito Administrativo da PUC-SP Weida Zancaner completa dizendo que a luta não pode se limitar ao terreno das leis. “As Ações Diretas de Constitucionalidade (ADIs) tinham de entrar imediatamente em pauta, mas como isso não tem ocorrido, eu duvido que o STF tenha boa vontade para julgar. Temos que nos municiar juridicamente, mas sem o apoio massivo da população nas ruas, a luta será muito mais difícil”, afirma a professora, referindo-se às ações sobre a constitucionalidade da prisão provisória após condenação em segunda instância, que estão prontas para serem votadas no STF mas não colocadas em pauta pela presidente da corte, ministra Cármem Lúcia.

O professor de Direito da Unesp Antônio Alberto Machado concorda. “Resistência é só o que sobra. Primeiro: resistência jurídica como tem feito os advogados do ex-presidente e todos os que concordam que há uma série de problemas todo o processo. Depois resistência nas ruas, pois todas as pesquisas confirmam que Lula tem a maioria dos votos dos brasileiros”, avalia.

Dentro do jogo de manobras políticas imposto sobre o caso de Lula, o advogado e professor de Direito Constitucional da PUC-SP Pedro Serrano critica a Lei da Ficha Limpa: “Esta lei neste momento está sob um forte paradigma autoritário que vem paramentado por critérios de justiça. A soberania popular está sob ataque no mundo todo e o caso do Lula se coloca como uma oportunidade  para haver uma resistência. ainda temos total condição de agir e retroagir porque temos demonstrado resistência desde o início”.

Serrano questiona se, caso a lei prevaleça e a candidatura de Lula se confirme, seria possível manter um candidato preso. “Me parece que não. Acho que deveria automaticamente se conceder a liberdade. Se começarmos a admitir este tipo de processo para condenar pessoas poderemos entrar numa era da barbárie”, explica.

Além do apoio das ruas, o jurista Pietro Alarcon aposta na “internacionalização” do debate sobre o caso de Lula para se fazer valer a lei. “Do ponto de vista nacional considero que é preciso insistir na necessidade de que o STF de uma saída a questão. Nós ainda não esgotamos esta chance de que o STF ainda escute as nossas argumentações. No campo internacional nós não temos sido suficientemente habilidosos em fazer uma unidade de seguimentos jurídicos que possa nos ajudar muito de maneira incisiva na questão brasileira. Temos que construir um movimento jurídico internacional não em favor de uma pessoa, mas em defesa do estado democrático de direito”, defende.

Por Henrique Nunes da Agência PT de Notícias

HADDAD E GLEISI VISITAM LULA E REAFIRMAM REGISTRO DE CANDIDATURA EM 15 DE AGOSTO

VISITA
Ex-prefeito de São Paulo e presidenta do PT citam liderança em pesquisas, criticam tratamento da Justiça a Lula e manobras para protelar análise de recursos
por Redação RBA.
EDUARDO MATYSIAK/AGÊNCIA PT

haddad e gleisi ctba

Ao lado de Gleisi, Haddad reafirmou que Lula será o candidato do PT em outubro

São Paulo – O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, coordenador da pré-campanha presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva, visitou o ex-presidente na tarde de hoje (28) e disse que o ex-presidente criticou a forma como é tratado pela Justiça, além de reiterar intenção de ser candidato. “O povo está dizendo, em todas as consultas feitas, que gostaria de votar no presidente Lula. Alguns gostariam de votar em outro candidato até, mas gostariam de ver o direito de Lula ser candidato. Vamos reconhecer que há fragilidades no processo contra Lula. Ninguém pode ser condenado por convicção ou por delação de criminosos confessos”, disse Haddad. 

“As pesquisas dão uma demonstração da direção a ser tomada. Acreditamos na soberania popular. Recentemente conversei com o comandante do Exército. Disse que nós, da centro-esquerda, temos um grande apreço pela soberania nacional, que é um valor cultivado pelas Forças Armadas. Mas vemos esse conceito indissociável da soberania popular. Não existe nação sem povo”, disse.

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), também esteve na visita. “Só é possível tirar Lula da disputa se provarem o crime de que o acusam, e não tem essa prova. Segundo, se ele morrer. Ele é candidato e acha que a manobra do STF de não deixar a segunda turma analisar seu caso acontece justamente para impedi-lo de ser candidato. Estamos reafirmando que ele será inscrito como candidato no dia 15 (de agosto). Pelo projeto que ele representa e trás com seu nome e legado.”

Haddad disse que Lula está preocupado com a condução da política externa do Brasil, que classificou como fraca. “É preciso resgatar o protagonismo do Brasil diante das outras nações. O Brasil está muito acanhado, se retirou do debate internacional, haja vista essa situação específica com os Estados Unidos.

O que Lula pretende, em seu terceiro mandato, é voltar a recuperar esse protagonismo. Em relação ao Mercosul, Unasul e Brics, com uma política externa ativa e altiva”, disse, em referência a política de tolerância zero do presidente norte-americano, Donald Trump, que vem separando e mantendo presas crianças filhas de imigrantes.

“Lula demonstrou toda disposição de tratar dos temas nacionais. A principal preocupação dele tem relação com as crianças brasileiras nos Estados Unidos. Uma preocupação com o fato de que quem está no exercício da presidência reclamava que não se encontrava com o presidente dos Estados Unidos e quando o faz acaba tomando um pito do vice-presidente sobre o descaso do governo brasileiro com a situação crítica de crianças separadas de seus pais”, disse sobre o encontro do presidente Michel Temer (MDB), com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence na terça-feira (26). 

CÁRMEN LÚCIA MARCA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA NO STF: ???CHICANA, GOLPE…

Produção Afinsophia

Quando a defesa de Lula recorre à mais alta corte do país é porque querem a liberdade de Lula contra o arbítrio de uma prisão determinada por um juiz de primeira instância.

Lula, potencial presidente eleito em outubro de 2018, pois as pesquisas indicam que o povo assim o quer, contraria o plano golpista jurídico parlamentar que neste momento tem em Edson Fachin e Cármen Lúcia os agentes defensores do golpe.

Gleisi Hoffman e José Dirceu foram, julgados pela segunda turma do STF e saíram vitoriosos. Gleisi, inocente contra as mentiras das delações da Lava Jato  e José Dirceu livre da cadeia.

O destino de Lula na segunda turma, dia 26, estava tudo certo que seria julgado e atendendo preceito constitucional, o sapo barbudo seria Lula livre.

Edson Fachin prevendo a vitória de Lula direcionou o recurso da defesa de Lula para o plenário onde sabe que Lula pode não sair vitorioso.

A defesa e o povo querem a liberdade de Lula e o direito de ser candidato.

Esse processo, semelhante às pedaladas contra Dilma é uma infâmia.

Os supostos crimes nunca existiram e são elencados quando Lula não era mais o presidente.

Tais processos dependem ainda de trâmite e julgamento no próprio TRF-4, STJ e STF.

Julgar amanhã a inelegibilidade de Lula é uma afronta. É uma chicana da mais alta corte do país.

Se isto ocorrer na última sessão extraordinária do STF só resta uma reação das centrais sindicais convocando os trabalhadores para uma grande greve geral que pare o país, caso contrário, os canalhas nos vencerão.

Crédito da Foto: 247

GGN: APÓS LULA PEDIR NOVO RELATOR, FACHIN LIBERA AÇÃO PARA PLENÁRIO

Jornal GGN – O ministro Edson Fachin decidiu atropelar os prazos que ele mesmo estipulou para o julgamento de um recurso de Lula e liberou rapidamente a ação para julgamento no plenário, nesta quinta (28).
A medida ocorre menos de 24 horas após a defesa de Lula apresentar um recurso exigindo que ele seja julgado na segunda turma do Supremo Tribunal Federal, que é o colegiado competente para analisar os casos da Lava Jato. Além disso, a banca teria demandado um novo relator para o ex-presidente, já que Fachin tem dado sinais de suspeição em relação ao petista.
Fachin havia determinado o envio para o plenário da Corte de uma ação que pede a suspensão da pena imposta a Lula no caso triplex e sua consequente liberdade e viabilidade para participar das eleições. Alegando que precisaria debater a Lei de Inelegibilidade, Fachin retirou a ação da segunda turma. Depois, conferiu prazo de até 15 dias para a Procuradoria Geral da República se manifestar.
Na quinta (28), a Folha de S. Paulo divulgou que, com a ideia de discutir a inelegibilidade de Lula, Fachin estaria preparando terreno para inviabilizar a candidatura sub judice do ex-presidente. Na prática, isso minaria o plano do PT de registrar Lula como presidenciável, mesmo preso, e levar seu nome até as últimas consequências, lançando mão de recursos judiciais.
A decisão de Fachin, nesta quinta (28), pula o prazo concedido à PGR. Agora, cabe apenas à presidente do STF Cármen Lúcia definir uma data para o julgamento do recurso de Lula. “A última sessão plenária do Supremo deste semestre, antes do recesso, ocorrerá nesta sexta-feira (29). Depois disso, o Supremo entra em recesso e só retorna em agosto.
Na noite de quarta (28), a defesa de Lula informou que solicitou a Fachin a “imediata reconsideração” da decisão do próprio ministro para que o pedido de liberdade do ex-presidente seja analisado pela segunda turma.

BOITEMPO: DOMENICO LOSURDO (1941-2018)

Perda imensurável para o pensamento crítico mundial, o filósofo italiano Domenico Losurdo deixa um precioso legado para o pensamento marxista. Leia aqui as páginas finais de sua última obra publicada em vida: “O marxismo ocidental: como nasceu, como morreu, como pode renascer”.

Domenico Losurdo na sede da Boitempo em 2017. Foto de Heleni Andrade.

É com profundo pesar que comunicamos o falecimento de Domenico Losurdo, um dos maiores e mais originais filósofos marxistas da atualidade, querido amigo e camarada. Ele nos deixou nesta manhã de quinta-feira, dia 28, aos 77 anos, vítima de um súbito câncer cerebral. Perda imensurável para o pensamento crítico mundial, Losurdo deixa um precioso legado para o pensamento marxista. Suas reflexões, sempre afiadas e eruditas, concentram-se na crítica radical ao liberalismo, ao capitalismo, ao imperialismo e à “tradição colonialista”. Sua última obra publicada em vida é O marxismo ocidental: como nasceu, como morreu, como pode renascer. Como forma de homenagem, disponibilizamos abaixo as páginas finais da obra, em que Losurdo reflete sobre as condições para o renascimento do marxismo no ocidente. A TV Boitempo está atualmente preparando a publicação de uma série inédita de vídeos com ele sobre comunismo e revolução no século XXI.

* * *

Oriente e Ocidente: do cristianismo ao marxismo

Por Domenico Losurdo.

Nascido no coração do Ocidente, com a Revolução de Outubro, o marxismo se difundiu por todo o mundo, penetrando com força em países e áreas em condições econômicas e sociais mais atrasadas e com uma cultura muito diferente. Tendo atrás de si a tradição judaico-cristã, o marxismo ocidental, como vimos, não poucas vezes evoca motivos messiânicos (a espera por um “comunismo” concebido e sentido como a resolução de todos os conflitos e contradições e, portanto, como uma espécie de fim da história). Mas o messianismo está francamente ausente numa cultura como a chinesa, em geral caracterizada, em seu desenvolvimento milenar, pela atenção reservada à realidade mundana e social.

A expansão planetária do marxismo é o início de um processo de distanciamento, que é a outra face de uma retumbante vitória. É aquilo que historicamente se verificou no caso das grandes religiões. No que se refere ao cristianismo, que não por acaso Engels insistentemente compara com o movimento socialista, a divisão entre ortodoxos, de um lado, e protestantes e católicos, de outro, corresponde, grosso modo, à divisão entre Ocidente e Oriente. A certa altura, entre o fim do século XVII e o início do século XVIII, o cristianismo parecia prestes a se expandir amplamente também no Oriente asiático: gozavam de grande prestígio e exerciam notável influência na China os missionários jesuítas, que levavam consigo conhecimentos médicos e científicos avançados e, ao mesmo tempo, se adaptavam à cultura do país que os hospedava, rendendo homenagem a Confúcio e ao culto dos antepassados.

Porém, diante da intervenção do papa em defesa da pureza originária da religião cristã-católica, o imperador chinês reagiu fechando as portas do Império do Meio aos missionários. O cristianismo era bem-vindo quando aceitava sua sinificação e promovia o desenvolvimento científico, social e humano do país em que era chamado a operar; era, no entanto, repelido como corpo estranho quando visto como uma religião que promovia uma salvação sobrenatural nem um pouco respeitosa com a cultura e os laços humanos e sociais vigentes no país em que se encontrava.

Algo semelhante aconteceu com o marxismo. Já com Mao, o Partido comunista chinês promoveu a “sinificação do marxismo” e com isso ganhou impulso para a luta de libertação do domínio colonial, para um desenvolvimento das forças produtivas capaz de possibilitar a realização da independência também no plano econômico e tecnológico, para o “rejuvenescimento” de uma nação de civilização milenar, submetida pelo colonialismo e pelo imperialismo ao “século de humilhações” iniciado com as guerras do ópio. Longe de ser negada, a perspectiva socialista e comunista é orgulhosamente proclamada pelos dirigentes da República Popular da China: tal perspectiva, porém, está despida de todo caráter messiânico; além disso, sua realização está ligada a um processo histórico muito longo, no decorrer do qual a emancipação social não pode ser separada da emancipação nacional. E, de novo, o repúdio provém do Ocidente, guardião da ortodoxia doutrinária, do marxismo ocidental.

Este, agora, fustiga o marxismo oriental, que é pintado como desprovido de credibilidade e, portanto, banal do ponto de vista de um marxismo fascinado pela beleza do futuro remoto e utópico que ele mesmo evoca, e cujo advento parece ser independente de qualquer condicionamento material (quer se trate da situação geopolítica ou do desenvolvimento das forças produtivas), por ser determinado exclusivamente ou de modo absolutamente prioritário pela vontade política revolucionária.

O desencanto, o distanciamento, a cisão de que aqui se fala não visam somente a China: seguido pelo marxismo ocidental com atenção partícipe e apaixonada enquanto opunha resistência épica a uma guerra colonial de décadas que teve como protagonistas, primeiro, a França, depois, os Estados Unidos, embora hoje quase sepultado no esquecimento, é o Vietnã que está empenhado na prosaica tarefa da edificação econômica. A própria Cuba já não suscita o entusiasmo dos anos em que lutava contra a agressão militar executada (sem sucesso) em 1961 e por longo tempo preparada por Washington. Agora que o perigo da intervenção militar passou a ser remoto, os dirigentes comunistas de Cuba almejam reforçar a independência no plano, também e sobretudo, econômico, e para alcançar esse resultado sentem-se obrigados a fazer algumas concessões ao mercado e à propriedade privada (inspirando-se de modo bastante cauteloso no modelo chinês). Pois bem, a ilha, que já não se assemelha à utopia em pleno desenvolvimento, mas se revela às voltas com as dificuldades próprias do processo de construção de uma sociedade pós-capitalista, mostra-se bem menos fascinante aos olhos dos marxistas ocidentais. Quando estava em seu estágio inicial, aquele da luta militar pela independência política, a revolução anticolonial raramente suscitou no marxismo ocidental a atenção empática e o interesse teórico que ela merecia; agora que a revolução anticolonial está em seu segundo estágio, o estágio da luta pela independência econômica e tecnológica, o marxismo ocidental reage com uma postura marcada pelo desinteresse, pelo desdém, pela hostilidade.

A cisão entre os dois marxismos se deu pela incapacidade do marxismo ocidental em reconhecer a guinada da guinada ocorrida no século XX. Enquanto se adensam as nuvens de uma nova grande tempestade bélica, tal cisão se mostra ainda mais lamentável. É hora de dar cabo dela. Naturalmente, nem por isso se dissiparão as diferenças que subsistem entre Oriente e Ocidente no que se refere à cultura, ao estágio do desenvolvimento econômico, social e político, e às tarefas a serem enfrentadas: no Oriente, a perspectiva socialista não pode abrir mão de concluir, em todos os níveis, a revolução anticolonial; no Ocidente, a perspectiva socialista passa pela luta contra um capitalismo que é sinônimo de aprofundamento da polarização social e de crescentes tentações militares.

No entanto, não vemos motivos para a transformação de tais diferenças em antagonismo. Sobretudo agora que a excomunhão do marxismo oriental pelo marxismo ocidental promoveu o fim, não do excomungado, mas do excomungador. A superação de todo comportamento doutrinário e a disponibilidade de se confrontar com o próprio tempo e de filosofar em vez de profetizar são a condição necessária para que o marxismo possa renascer e se desenvolver no Ocidente.

Losurdo na TV Boitempo

IBOPE REAFIRMA O VÍCIO: NÃO TEM PARA NINGUÉM: LULA APARECE COM 33%, ENQUANTO OS OUTROS… SÃO OS OUTROS

 

Produção Afinsophia.

      Pesquisa realizada entre os dias 21 e 24 com 2.000 leitores, mostra que o Sapo Barbudo, apesar de sofrer a perseguição do lumpem-judiciário, continua sendo o real desejo da Potência da Multidão. Segundo a pesquisa CNI/Ibope, Lula tem 33% da intenção de votos dos eleitores contra 36% da soma de todos os outros iludidos. Lula também se mostra reflexo da Potência da Multidão na pesquisa espontânea. Ele parece com 21%.

     Já, o representante da dor e da violência, Bolsonaro aparece com 15%, e espontânea com 11%. Marina, a evangélica que rir em velório, tem 7%. Ciro, o que defende a Lava Jato e  simular ser de esquerda pretendendo seus votos, tem, junto com o chuchu Alckmin, tem 4%. 

      E o Temer? 90% de de desaprovação. O pior da história do Brasil. Quiçá do mundo. Somente 7% lhe aprovam. É a turma identificada com o lumpem-executivo-golpista.

       Esta pesquisa serve tanto para confirmar que Lula será tri-eleito presidente do Brasil, como, também, para aumentar a bílis dos que são psicopatologicamente inimigo dos governos populares. Ou seja, inimigos da democracia. Daí, porque fazem parte da ralé lumpem-antidemocrática.

     


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.240.682 hits

Páginas

Arquivos