Archive for the 'Direitos Humanos' Category



LEMBRANÇA DA NICARÁGUA AOS GOLPISTAS: DANIEL ORTEGA É REELEITO PRESIDENTE, E AMANHÃ TEM HILLARY E TRUMP DISPUTANDO

 

       Enquanto no Brasil às forças – corpo sem qualquer elemento vital que lhe possa colocar em movimento construtivo – assaltaram a democracia brasileira representa concretamente pelos governos populares de Lula e Dilma, o que possibilitou a maioria do povo se sentir como partícipe de sua história com caráter coletivo, na Nicarágua o ex-guerrilheiro Daniel Ortega foi reeleito presidente do país.

      Daniel Ortega foi um dos muitos guerrilheiros que lutaram contra a opressão comandada por ditadores submissos à força do império norte-americano que ofenderam o povo e que durante décadas torturaram, assassinaram e perseguiram os que lutavam pela liberdade. A Nicarágua era tida pelo colonizador, como o Brasil, o quintal do capitalismo norte-americano que mandava e desmandava na terra para melhor roubar suas riquezas. Porém, o último ditador Anastásio Somoza, não suportou o corpo revolucionário do grupo Sandinista que Ortega era liderança e foi expulso da história. Como ocorre com todo usurpador.

      Ortega foi reeleito presidente com mais 71% dos votos e terá como vice sua mulher Rosário Murillo. A primeira eleição de Ortega ocorreu em 1984, mas não se processou com calmaria. Os Contras, comandados pelas forças norte-americanas realizaram uma série de atos violentos para derrubá-lo do poder outorgado pelo povo de forma democrática.

       Ortega foi reeleito, mas os Estados Unidos continuam pressionando o governo e os países que vêm concedendo empréstimos ao governo. O argumento dos ianques é o mesmo quando um povo se liberta de sua opressão: falta de transparência democrática.

       Enquanto um governo popular se mantém na Nicarágua, amanhã, dia 8, 120 milhões de eleitores norte-americanos vão às urnas para escolherem o 45° presidente dos Estados Unidos que serão indicados por delegados do Colégio Eleitoral saídos dos votos dos eleitores. O explícito deboche encontra-se no fato de os dois candidatos, Hilary Clinton, do Partido Democrata, e Donald Trump, do Partido Republicano, são profundamente semelhantes quanto ao sentido de política. Principalmente o quesito referente à política externa.  

      

AS FRENTES BRASIL POPULAR E POVO SEM MEDO CHAMAM O POVO PARA LUTAR CONTRA A PEC 241 DE TEMER

atos.jpg

Hoje é dia de manifestação em todo o Brasil contra a filha aberrante de Temer: a PEC 241 que vai impor o sofrimento, desespero, a dor e a humilhação ao povo brasileiro. Não adianta ficara esperando pudo do desgoverno golpistas e seus cúmplices do Congresso que eles não têm qualuer espírito democrático. Por essa patologia, é imprescindível que a população brasieleira se manifeste para impedir o efeito teratogênico que a PEC da Morte pretende impor ao povo.

Para lutar contra a irracionalidade e a brutalidade do desgoverno ilegítimo e sádico a Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo fez a convocação para o povo ir às ruas do Brasil lutar pela consciência social democrática como forma de preservação dos direitos de todos.

Leia a convocação.

“As frentes, organizações e coletivos subscrevem este chamado convocam os lutadores e lutadoras sociais do Brasil para uma jornada de mobilizações contra a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional – PEC 241 na Câmara dos Deputados, cuja votação em segundo turno, está prevista para os próximos dias.

Esta proposta do governo ilegítimo de Michel Temer busca concretizar o maior de seus ataques, até agora, aos direitos do povo Brasileiro. A PEC 241 quer alterar a Constituição Federal, congelando por 20 anos os gastos do governo federal, incluindo aí o conjunto das políticas públicas. Ou seja, os recursos que hoje já são insuficientes para garantir educação pública, gratuita e de qualidade ou a prestação dos serviços dignos de saúde para a maioria da população brasileira, por exemplo, ficarão estagnados, enquanto a população cresce e as necessidades só aumentam. Por outro lado os recursos para pagamento dos juros criminosos aos banqueiros e especuladores, que já consomem mais de 40% do orçamento da União, permanecerão intocados

Esse tipo de iniciativa só comprova a ilegitimidade de um governo sem voto, que implementa um programa de atraso sem nenhum respaldo popular. A PEC 241 e a Reforma da Previdência são rejeitadas por 80% da população, segundo pesquisa Vox Populi/CUT divulgada nessa semana. Para impor sua vontade contra a do povo, Temer utiliza de todos os artifícios, apoiado pela mídia, para manter uma maioria parlamentar conservadora e fisiológica, insensível às necessidades da população.

Por isso precisamos ir às ruas! As Frentes devem buscar a construção de iniciativas conjuntas de informação, denúncia e demonstração da insatisfação com essas medidas. Nesse sentido saudamos o protagonismo dos estudantes secundaristas e universitários que ocupam centenas de escolas, universidades e institutos federais pelo Brasil em defesa da educação pública gratuita e de qualidade, contra a PEC 241, a autoritária reforma do ensino médio, e a medieval lei da mordaça.

A votação pode acontecer a qualquer momento da próxima semana, por isso orientamos a realização de panfletagens, aulas públicas e escrachos denunciando essa proposta e o posicionamento dos parlamentares contra o povo em suas bases eleitorais. Também indicamos a construção de atos unificados nos estados, prioritariamente, no dia 25/10. Em Brasília buscaremos organizar a resistência e a pressão sobre os parlamentares a partir da mobilização unificada no congresso nacional para a qual convidamos todos a se somar.* Fora Temer! Diretas Já! Nenhum direito a Menos! Contra a PEC 241 e a Reforma da Previdência!

Frente Brasil Popular
Frente Povo Sem Medo”

CARTAZES EM BELO HORIZONTE TIRAM SARRO DA JUSTIÇA BRASILEIRA COM SUA “TEORIA DO DOMÍNIO DO FATO”

Publicado pelo site Mídia Ninja, cartazes mostram tiração de sarro em Belo Horizonte sobre a justiça brasileira com sua Teoria do Domínio do Fato. O sarro questiona a justiça brasileira que vem sendo objeto de exame e protesto por suas expressões incongruentes com o sentido democrático de Justiça. No caso da Lava Jato a negação da presunção de inocência defendida pela Constituição Federal.

Os cartazes exibem frase atribuída à procuradores que afirmaram não ter provas contra Lula, mas têm convicção. E por convicção, Moro acatou o pedido do Ministério Público Federal (MPF), do Paraná,que o transformou em réu.

“POR QUE QUEREM ME CALAR”, ARTIGO ESCRITO POR LULA

O mais importante personagem político – no sentido filosófico de político, nada platônico – do mundo,o arigó Lula, presenteia o brasileiro democrata com o artigo Por Que Querem Me Calar. Um produção literária-politica que mostra, com fineza o sentido nietzscheano de homem aristocrático: o homem forte, o diferente.

O homem que os ressentidos invejam e odeiam em função de sua grandeza. Lula o homem forte que os doentes, os de baixa potência de agir, os que foram oprimidos em suas infâncias, e tentam sublimar seus recalques com a delusão da respeitabilidade outorgada por seus iguais, expressa o que há de mais digno em quem a autoestima é devir-fluxo histórico. Lula, o homem em que a vida ativa o pensamento, e o pensamento afirma a vida, como diz o filósofo da Vontade de Potência, Nietzsche.

Por Que Querem Me Calar, um artigo “para os espíritos livres”.

Em mais de 40 anos de atuação pública, minha vida pessoal foi permanentemente vasculhada – pelos órgãos de segurança, pelos adversários políticos, pela imprensa. Por lutar pela liberdade de organização dos trabalhadores, cheguei a ser preso, condenado como subversivo pela infame Lei de Segurança Nacional da ditadura. Mas jamais encontraram um ato desonesto de minha parte.

Sei o que fiz antes, durante e depois de ter sido presidente. Nunca fiz nada ilegal, nada que pudesse manchar a minha história. Governei o Brasil com seriedade e dedicação, porque sabia que um trabalhador não podia falhar na Presidência. As falsas acusações que me lançaram não visavam exatamente a minha pessoa, mas o projeto político que sempre representei: de um Brasil mais justo, com oportunidades para todos.

Às vésperas de completar 71 anos, vejo meu nome no centro de uma verdadeira caçada judicial. Devassaram minhas contas pessoais, as de minha esposa e de meus filhos; grampearam meus telefonemas e divulgaram o conteúdo; invadiram minha casa e conduziram-me à força para depor, sem motivo razoável e sem base legal. Estão à procura de um crime, para me acusar, mas não encontraram e nem vão encontrar.

Desde que essa caçada começou, na campanha presidencial de 2014, percorro os caminhos da Justiça sem abrir mão de minha agenda. Continuo viajando pelo país, ao encontro dos sindicatos, dos movimentos sociais, dos partidos, para debater e defender o projeto de transformação do Brasil. Não parei para me lamentar e nem desisti da luta por igualdade e justiça social.

Nestes encontros renovo minha fé no povo brasileiro e no futuro do país. Constato que está viva na memória de nossa gente cada conquista alcançada nos governos do PT: o Bolsa Família, o Luz Para Todos, o Minha Casa, Minha Vida, o novo Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), o Programa de Aquisição de Alimentos, a valorização dos salários – em conjunto, proporcionaram a maior ascensão social de todos os tempos.

Nossa gente não esquecerá dos milhões de jovens pobres e negros que tiveram acesso ao ensino superior. Vai resistir aos retrocessos porque o Brasil quer mais, e não menos direitos.

“Meus acusadores sabem que não roubei, não fui corrompido nem tentei obstruir a Justiça, mas não podem admitir. Não podem recuar depois do massacre que promoveram na mídia. Tornaram-se prisioneiros das mentiras que criaram”

Não posso me calar, porém, diante dos abusos cometidos por agentes do Estado que usam a lei como instrumento de perseguição política. Basta observar a reta final das eleições municipais para constatar a caçada ao PT: a aceitação de uma denúncia contra mim, cinco dias depois de apresentada, e a prisão de dois ex-ministros de meu governo foram episódios espetaculosos que certamente interferiram no resultado do pleito.

Jamais pratiquei, autorizei ou me beneficiei de atos ilícitos na Petrobras ou em qualquer outro setor do governo. Desde a campanha eleitoral de 2014, trabalha-se a narrativa de ser o PT não mais partido, mas uma “organização criminosa”, e eu o chefe dessa organização. Essa ideia foi martelada sem descanso por manchetes, capas de revista, rádio e televisão. Precisa ser provada à força, já que “não há fatos, mas convicções”.

Não descarto que meus acusadores acreditem nessa tese maliciosa, talvez julgando os demais por seu próprio código moral. Mas salta aos olhos até mesmo a desproporção entre os bilionários desvios investigados e o que apontam como suposto butim do “chefe”, evidenciando a falácia do enredo.

Percebo, também, uma perigosa ignorância de agentes da lei quanto ao funcionamento do governo e das instituições. Cheguei a essa conclusão nos depoimentos que prestei a delegados e promotores que não sabiam como funciona um governo de coalizão, como tramita uma medida provisória, como se procede numa licitação, como se dá a análise e aprovação, colegiada e técnica, de financiamentos em um banco público, como o BNDES.

De resto, nesses depoimentos, nada se perguntou de objetivo sobre as hipóteses da acusação. Tenho mesmo a impressão de que não passaram de ritos burocráticos vazios, para cumprir etapas e atender às formalidades do processo. Definitivamente, não serviram ao exercício concreto do direito de defesa.

Passados dois anos de operações, sempre vazadas com estardalhaço, não conseguiram encontrar nada capaz de vincular meu nome aos desvios investigados. Nenhum centavo não declarado em minhas contas, nenhuma empresa de fachada, nenhuma conta secreta.

Há 20 anos moro no mesmo apartamento em São Bernardo. Entre as dezenas de réus delatores, nenhum disse que tratou de algo ilegal ou desonesto comigo, a despeito da insistência dos agentes públicos para que o façam, até mesmo como condição para obter benefícios.

A leviandade, a desproporção e a falta de base legal das denúncias surpreendem e causam indignação, bem como a sofreguidão com que são processadas em juízo. Não mais se importam com fatos, provas, normas do processo. Denunciam e processam por mera convicção – é grave que as instâncias superiores e os órgãos de controle funcional não tomem providências contra os abusos.

Acusam-me, por exemplo, de ter ganho ilicitamente um apartamento que nunca me pertenceu – e não pertenceu pela simples razão de que não quis comprá-lo quando me foi oferecida a oportunidade, nem mesmo depois das reformas que, obviamente, seriam acrescentadas ao preço. Como é impossível demonstrar que a propriedade seria minha, pois nunca foi, acusam-me então de ocultá-la, num enredo surreal.

Acusam-me de corrupção por ter proferido palestras para empresas investigadas na Operação Lava Jato. Como posso ser acusado de corrupção, se não sou mais agente público desde 2011, quando comecei a dar palestras? E que relação pode haver entre os desvios da Petrobras e as apresentações, todas documentadas, que fiz para 42 empresas e organizações de diversos setores, não apenas as cinco investigadas, cobrando preço fixo e recolhendo impostos?

Meus acusadores sabem que não roubei, não fui corrompido nem tentei obstruir a Justiça, mas não podem admitir. Não podem recuar depois do massacre que promoveram na mídia. Tornaram-se prisioneiros das mentiras que criaram, na maioria das vezes a partir de reportagens facciosas e mal apuradas. Estão condenados a condenar e devem avaliar que, se não me prenderem, serão eles os desmoralizados perante a opinião pública.

Tento compreender esta caçada como parte da disputa política, muito embora seja um método repugnante de luta. Não é o Lula que pretendem condenar: é o projeto político que represento junto com milhões de brasileiros. Na tentativa de destruir uma corrente de pensamento, estão destruindo os fundamentos da democracia no Brasil.

É necessário frisar que nós, do PT, sempre apoiamos a investigação, o julgamento e a punição de quem desvia dinheiro do povo. Não é uma afirmação retórica: nós combatemos a corrupção na prática.

Ninguém atuou tanto para criar mecanismos de transparência e controle de verbas públicas, para fortalecer a Polícia Federal, a Receita e o Ministério Público, para aprovar no Congresso leis mais eficazes contra a corrupção e o crime organizado. Isso é reconhecido até mesmo pelos procuradores que nos acusam.

Tenho a consciência tranquila e o reconhecimento do povo. Confio que cedo ou tarde a Justiça e a verdade prevalecerão, nem que seja nos livros de história. O que me preocupa, e a todos os democratas, são as contínuas violações ao Estado de Direito. É a sombra do estado de exceção que vem se erguendo sobre o país.

UNE FAZ CONVOCAÇÃO PARA O DIA NACIONAL DE LUTA DO MOVIMENTO EDUCACIONAL

 

Escute e veja o vídeo em que Moara Correia, vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) convoca a categoria para o Dia Nacional de Luta do Movimento Educacional.

“Lula sempre agiu dentro da lei antes, durante e depois de ocupar dois mandatos como presidente da República”

Rebate acusação divulgada pela aberrante e degenerada mídia porta-voz do capitalismo imperial cujo imperador é o dinheiro estrangeiro. Daí porque ela despudoradamente está comprometida em entregar o pré-sal para o capital norte-americano.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem sua vida investigada há 40 anos, teve todas as suas contas e de seus familiares devassadas, seu sigilo bancário, fiscal e telefônico quebrado e não foi encontrada nenhuma irregularidade.

Lula não ocupa mais nenhum cargo público desde 1º de janeiro de 2011, e sempre agiu dentro da lei antes, durante e depois de ocupar dois mandatos eleitos como presidente da República.

A defesa do ex-presidente irá analisar o documento da Polícia Federal, vazado para a imprensa e divulgado com sensacionalismo antes do acesso da defesa, porque essa prática deixa claro que não são processos sérios de investigação, e sim uma campanha de massacre midiático para produzir manchetes na imprensa e tentar destruir a imagem do ex-presidente mais popular da história do país.

DIANTE DA COMPULSIVA, OBSESSÃO IDEIA FIXA DE MORO, EM ACATAR DENÚNCIA MÍSTICA DE DANLLAGNOL, ADVOGADOS DE LULA REBATEM A ARBITRARIEDADE E CHAMAM O JUIZ DE MENTIROSO

 Lula.jpg

Diante de todo o histórico de perseguição e violação às garantias fundamentais pelo juiz de Curitiba em relação ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não causa surpresa a decisão por ele proferida nesta data (20/9/2916) determinando o processamento da denúncia protocolada pelo Ministério Público Federal em 14/9/2916.

Nem mesmo os defeitos formais da peça acusatória e a ausência de uma prova contra Lula, como amplamente reconhecido pela comunidade jurídica, impediu que o referido juiz levasse adiante o que há muito havia deixado claro que faria: impor a Lula um crime que jamais praticou.

Esse é um processo sem juiz enquanto agente desinteressado e garantidor dos direitos fundamentais. Em junho, em entrevista, o procurador da República Deltan Dallagnol reconheceu que ele e o juiz de Curitiba são “símbolos de um time”, o que é inaceitável e viola não apenas a legislação processual, mas a garantia de um processo justo, garantia essa assegurada pela Constituição Federal e pelos Tratados Internacionais que o Brasil se obrigou a cumprir.

Na qualidade de advogados do ex-Presidente, apresentamos uma exceção de suspeição (5/7/2016) – ainda não julgada – e temos convicção nos seus fundamentos. Esperamos que a Justiça brasileira, através dos órgãos competentes, reconheça que o juiz de Curitiba perdeu sua imparcialidade para julgar Lula, após ter praticado diversos atos que violaram as garantias fundamentais do ex-Presidente.

Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira

INTERROGATÓRIO DE DELCÍDIO MOSTRA COMO A LAVA JATO FORMA SUA CONVICÇÃO

 

  Artigo escrito pela honesta e inteligente jornalista Cíntia Alves.

 Jornal GGN – Na sexta, dia 16 de setembro, o Estadão publicou no Youtube o vídeo do último depoimento do ex-senador Delcídio do Amaral à Lava Jato. Este vídeo serve como um bom exemplo de como a força-tarefa usa a “teoria do fato” para colocar Lula no topo da pirâmide de toda a corrupção existente no plano federal. A teoria foi tratada em artigo de Luis Nassif, aqui noGGN, nesta segunda (19).

Em “Xadrez do não temos provas, mas temos convicções” consta a seguinte definição da teoria: “Antes de começar a investigar os investigadores montam uma hipótese de partida, e apegam-se a ela como se fosse matéria de fé. Julgam que qualquer correção da rota inicial poderá ser interpretada como erro. Insistindo na narrativa inicial, acabam forçando a barra, minimizando informações que não a confirmem, e forçando a busca de evidências que a reforcem.”

No caso de Delcídio – principal delator da Lava Jato contra Lula – essa “forçada de barra” está estampada na maneira como o representante do Ministério Público Federal conduz o interrogatório. 

Em diversos momentos, o interrogador não aprofunda denúncias que fujam de Lula – inclusive as que remetem ao governo FHC – e, quando faz perguntas sobre o ex-presidente, é sempre com a intenção de confirmar que ele sabia de tudo o que o ocorria na Petrobras, desde o início, e que a distribuições de cargos tinha um objetivo claro: arrecadar dinheiro para partidos

 

De acordo com o Estadão, o depoimento ocorreu em parceria com a Procuradoria Geral da República, onde há investigações sobre organização criminosa e obstrução de Justiça envolvendo Lula.

Delcídio chamava o procurador constantemente de “doutor Januário”, que pode ser Januário Paludo. Segundo o portal do Ministério Público Federal, ele integrou a equipe da Lava Jato em Curitiba, coordenada por Deltan Dallagnol, e agora atua como “colaborador”. 

O INTERROGATÓRIO

A primeira coisa que doutor Januário quis saber de Delcídio, dado seu protagonismo nos anos Lula e Dilma, foi a maneira como o governo foi configurado para acomodar aliados políticos a partir de 2003. Foi quando o ex-senador tentou explicar o impacto do mensalão (AP 470) no processo.

Segundo Delcídio, para facilitar a compreensão, o governo Lula precisava ser dividido em “duas etapas”. “Primeiro, quando começa o governo, o PT e partidos que apoiaram Lula desde o início – PL, PDT, PCdoB – eles, nos primeiros dois, três anos de governo Lula, tiveram protagonismo grande dentro da estrutura de cargos não só da Petrobras como de todo o governo. No caso específico da Petrobras, existia à época dois diretos, Renato Duque e depois o Nestor Cerveró. O Rogério Manso, que era diretor de abastecimento de Fernando Henrique Cardozo, continuou [mexendo com refinarias, oleodutos, comercialização de combustíveis]. Aparentemente era estranho que um diretor de abastecimento do governo FHC continuasse no governo Lula, mas houve acordo na época, com Antonio Palocci, no sentido de que Manso fosse mantido.”

O doutor Januário não quis saber detalhes do acordo para manter o ex-diretor de FHC na Petrobras. Prosseguiu questionando se já nos idos de 2003, os partidos que recebiam diretorias na estatal sabiam que podiam usá-los com “objetivos arrecadatórios”. É quando Delcídio volta a insistir na divisão do governo Lula em períodos antes e pós-mensalão, e deixa dois pontos bem claros: 

1. A corrupção passou a ser “sistêmica” quando o PMDB entrou na jogada, para dar sustenção ao governo na crise do mensalão.

2. O esquema de pagamento de propina de empresários interessados em obter contratos vultosos já existia antes da chegada do PT ao poder.

Disse Delcídio: “Há duas etapas muito claras. Na primeira fase do governo, não havia essa movimentação ou essa operação do ponto de vista de estrutura de campanha. Podiam existir situações episódicas, mas não era operação sistêmica. Isso aconteceu de 2005 para cá, aí sim os diretores passaram a exercer protagonismo político e gerencial muito mais intenso que na primeira etapa. E porquê eu faço esse registro, se o senhor me permitir…”

Neste trecho, Delcídio foi interrompido pelo procurador, que sentenciou: “Mas era sabido, desde o início do governo, que os diretores nomeados deveriam arrecadar dinheiro para os partidos que sustentavam a base. Isso era sabido por quem? Essa é a pergunta.”

Delcídio respondeu e, a partir daí, passou a colocar suas falas nos trilhos que levam a Lava Jato a Lula.

“Nesse início”, comentou, “isso [o esquema na Petrobras com fins arrecadatórios] era muito restrito. Era um grupo muito pequeno que tinha conhecimento ou ação sobre esse processo. O senhor viu que pela configuração que praticamente toda a diretoria da Petrobras [no início do governo Lula  era puro-sangue, do PT. Era muito restrito à estrutura maior partidária e evidentemente à própria presidência da República e à presidente Dilma, que era ministra de Minas e Energia. Tudo passava por ela também. Quando houve esse movimento…”

O procurador novamente interrompeu para saber “quem fazia parte desse grupo restrito?” que tinha conhecimento de que o PT usava a Petrobras para formação de caixa dois de campanha.

“No caso do PT, era o presidente do partido à época, e o tesoureiro, que era o Delúbio [Soares]. Lula participou ativamente dessas definições todas. A ação de Lula na Petrobras foi mais intensa, não só sob o ponto de vista da arrecadação, mas porque a Petrobras foi usada na agenda de desenvolvimento.”

Depois de listar Dilma, Lula, Delúbio e José Genoíno (que assumiu a presidência do PT após José Eduardo Dutra ser alçado ao comando da Petrobras), Delcídio ficou alguns segundos em silêncio e se corrigiu sobre Dilma: “Não sei se Dilma participou ativamente das indicações [dos cargos], não posso garantir, mas ela poderia presumir o que estaria por trás das indicações. Mas não sei se ela tinha total ciência da amplitude das ações dos diretores nomeados. Acredito que ela presumia.”

“Havia então essa indicação, já no início do governo, de intuito arrecadatório. Assim: propina, é isso?” Lula, então, sabia do que acontecia desde o início, questionou mais uma vez o procurador.

Delcídio, então, tentou concluir sua tese a respeito do impacto do mensalão no governo Lula. Disse que somente após a crise é que Lula admitiu que a ideia de José Dirceu de levar o PMDB para a base aliada do governo seria essencial a sobrevivência do mesmo. Inclusive para evitar um processo de impeachment. Quando PMDB e PP ganharam espaços antes ocupados por indicados do PT é que se “escancarou” a corrupção na estatal.

“Aí a máquina opera para atender partidos importantes da base para garantir a dita governabilidade. As coisas ficam mais escrachadas”, disse.

Mas emendou, em seguida, que “essa questão de arrecadação na Petrobras não vem desse governo. Vem de outros. Esse governo sistematizou e colocou as diretorias a serviço de partidos da base para garantir a sustentabilidade política do governo. Por que chegou a esse nível? Não só por razões políticas, mas porque a Petrobras foi usada como vetor de desenvolvimento do País. Entra o discurso do pré-sal, do modelo de partilha, do discurso do petróleo é nosso, não à privatização, do conteúdo nacional, das construções de estaleiros. Criaram um volume de projetos na companhia que ela se tornou a grande arrecadadora.”

Em suma, é pela importância dessa agenda para o sucesso do governo que Delcídio supõe que o ex-presidente sabia de tudo o que ocorria na Petrobras. “A Petrobras no governo Lula era espécie de ícone na estrutura de governo. Então merecia atenção especial e atuação particular dele no processo.”

E seguiu assim o diálogo:

Procurador: De que forma Lula comandava esse processo. Através de quem?

Delcídio: Na verdade, ele conversava com certa frequência com os diretores e o presidente. Eu tive muito pouco contato, estive em poucas reuniões. Mas quem fala com o presidente da República é o presidente da Petrobras, que não responde ao Ministério de Minas e Energia.

Procurador: E como se dava o processo arrecadatório de propina?

Delcídio: Isso era o partido que executava. Evidente que ele [Lula], como conversava com outros partidos, tinha acompanhamento em tempo real de como os partidos agiam na Petrobras. Ele tinha ciência. Não entrava na execução, mas ele sabia o que estava acontecendo.

Para sustentar sua tese, em outra passagem, Delcídio disse que as substituições na Petrobras ocorriam quando as lideranças partidárias informavam seus interesses ao chefe da Casa Civil. “Este agendava reunião com Lula para discutir os temas. Petrobras não tem como não passar pelo presidente.”

Tanto que Lula tinha conhecimento de quanto cada diretor arrecadava”, aponta Declídio, no caso do PT. Dos outros partidos, uma ideia dos valores, até porque ele conversava com os empresários. Ele tinha uma noção pelo tamanho dos negócios, mesmo não tendo detalhes.”

Delcídio, nesse depoimento, também qualificou o Petrolão como um esquema com o objetivo de “perpetuar o PT no poder”, exatamente como fizeram os procuradores da Lava Jato na denúncia contra Lula no caso do triplex.

O procurador só se deu por “satisfeito” quando Delcídio comentou os episódios do mensalão, da ameaça do impeachment de Lula e estendeu a corrupção sistêmica do PT e aliados para outros setores, como o de energia, com o PMDB reina desde que chegou à base aliada. O mesmo argumento foi usado pelo MPF quando da criação da “propinocracia”.

                   Veja e ouça o vídeo do interrogatório de Delcídio.

POLÍCIA DO PSDB DE GERALDO TEMER ALCKIMIN, DO MINISTRO DA JUSTIÇA, VOLTA A ATUAR COM QUE LHE É SUA MARCA: BRUTITEZ

:

A manifestação de mais de 100 mil pessoas ontem na capital paulista surpreendeu todos organizadores do evento como Guilherme Boulos que esperavam 30 mil manifestantes e muito mais ainda o títere Temer com seus 40 e 50 baderneiros quebradores de carro. Da China, Henrique Meireles, ministro golpista disse: “número bastante substancial de pessoas”.

O evento político-cívico desde o seu início às 16 horas no vão do MASP, na Avenida Paulista transcorreu dentro da maior tranquilidade.

A avenida foi lotando e depois das falas os organizadores decidiram ir ao Largo da Batata, região central de São Paulo.

No percurso carros, ônibus e motos passavam conduzindo policiais militares. Haviam alguns enfileirados que acompanhavam a manifestação.

Toda a manifestação transcorreu dentro da maior tranquilidade.

Foi só chegar no Largo da Batata que o couro comeu.

A polícia recebeu os manifestantes com tiros, bomba de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e muito cacete, e cacetete.

Os brucutus não respeitaram crianças, idosos. Quem não tinha tomado bando levou uma enxurrada de água de um caminhão pipa que esperava os manifestantes.

Vídeo: Alckmin bombardeia senador!

Participavam da mega manifestação promovida pela Frente Brasil Popular, Movimento Povo Sem Medo dentre outras entidades, políticos como Eduardo Suplicy, que na correria perdeu a carteira porta cédulas, Senador Lindenbergh Farias, perdeu o celular e levou muito gás lacrimogêneo pela frente, ex-ministro da Ciência e Tecnologia Ricardo Amaral levou um tiro com bala de borracha no braço. Se não estivesse com uma camisa de mangas compridas teria fraturado-o. Estiveram por lá também Luiza Erundina, vereadores, deputados estaduais e muita gente. O povo.

"Ministro" de Temer foi quem massacrou em SP

A polícia barbarizou. Pôs pra correr quem participava do evento e aqueles que tomavam uma cerveja nos bares próximos. Isto aconteceu com o professor de tênis Valdemar Paixão, 56 anos. Valdemar estava sentado em um bar na região, quando as bombas começaram e ele teve que sair correndo. “Eu estava em um bar. Começaram a soltar bomba e gás lacrimogêneo, começou a arder os olhos. Acho que devia ter paz, senão o Brasil nunca vai andar para a frente”, afirmou para a Rede Brasil Atual. 

Outro relato: As bombas assustaram muitas pessoas. Entre elas, a estudante Ana Luiza Parra Spinola, 18 anos, que passou correndo pela reportagem da Agência Brasil ao lado de seu avô Geraldo Spinola. “Meu avô tem 90 anos. É a primeira vez que ele vem a um protesto. A gente tinha acabado de chegar. Moramos aqui perto e viemos porque estava pacífico. Eles jogaram bomba e meu avô tem dificuldade de locomoção”, reclamou a estudante. “Somos contra o golpe. Só estamos pedindo um governo legítimo.“Eles [policiais] querem causar a imagem de que nós, manifestantes, somos os ruins. Mas eles que começam”, ressaltou a estudante também para RBA.

Essa polícia que foi treinada pelo atual ministro da justiça Alexandre Moraes não veio para brincar. Ela está assumindo o que Temer o golpista falou na sua primeira reunião ministerial. Nada de ser chamado de golpista. Quando lhe chamarem de golpista reaja – diga golpista é você que não cumpre a constituição. Não leve desaforo pra casa.

A polícia que é treinada para isso não conta até 40. Manda ver.

Antes da manifestação ela prendeu logo de imediato 26 jovens que foram levados para o DEIC e que ficaram incomunicáveis com familiares e não foi permitido contato com advogados durante toda a noite.

Para tratar dessa brutidez, o senador Lindenbergh Farias, o deputado Paulo Teixeira e demais movimentos que lutam pela volta da democracia no Brasil, diretas já, nenhum direito a menos, contra a deposição de Dilma Vana Rousseff  organizaram uma entrevista coletiva na sede do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo para se posicionarem contra a onda de violência que está ocorrendo no Brasil a partir da capital paulista. O senador Lindbergh Farias, junto com outras pessoas e entidades peticionarão aos órgão direitos humanos da OEA denunciando a brutuculência da polícia golpista de Geraldo Temer Alckmin.

Só um lembrete. Nas manifestações pacíficas, ordeiras tem que se prestar muita atenção para os infiltrados da direita, da polícia e os black blocks que se aproveitam dessa manifestações para mostrar suas taras e perversões com isso objetivando prejudicar politicamente as manifestações contra os golpistas.

NOSSOS INIMIGOS DIZEM: É UM MOVIMENTOZINHO; NÓS DIZEMOS É A MULTIDÃO CONTRA TEMER E TODOS OS GOLPISTAS DA DEMOCRACIA BRASILEIRA

IMG_5143.JPGÉ o sétimo dia consecutivo que o povo está nas ruas de todo o Brasil protestando contra o golpe jurídico-partidário-midiático praticado pela classe rica brasileira contra a democracia do Brasil sem respeitar os resultados das urnas que impôs ao candidato derrotado Aécio Never fragorosa derrota em 2014.

Ontem, sábado, dia 03 de setembro de 2016, centenas de pessoas compareceram à Praça São Sebastião, na Zona Centro Sul da não cidade de Manaus, para expressarem seu descontentamento contra o golpe de Estado e manifestar posição firme de seguir protestando contra o desgoverno golpista até sua queda.

IMG_5049.JPG

Estiveram participando da manifestação representantes e filiados de partidos políticos como PT, PCB, PSOL, PSTU, Movimentos Sociais, Sindicatos de diversas categorias, O Grupo de Dança Maracatu, a Associação Filosofia Itinerante – AFIN, dentre outras instituições contrárias à brutitude que vive o Brasil no momento atual.

IMG_5173

Nas falas das representações todos foram unânimes em refletir sobre o atual momento vivido por nosso país. Foi falado sobre o que significa um desgoverno comandado pelo PMDB, PSDB, DEM e demais aliados ao golpe contra a classe trabalhadora e contra a soberania do nosso país.

IMG_5141

Didaticamente ouve quem explicasse que o golpe veio para parar a Lava Jato e vender, privatizar o Pré-Sal e todas as grandes empresas que dão lucro no Brasil. Mais, o principal objetivo dos golpistas é retirar direitos trabalhistas como 13º salário, férias, promover a reforma da previdência, aumentar a idade mínima da aposentadoria para 70 anos, acabar com o Minha Casa Minha Vida, ENEM, PROUNI, PRONATEC, Mais Médicos, cancelar o repasse de 7 bilhões para o Norte Nordeste investir em infraestrutura e aumentar os turnos de trabalho.

IMG_5146.JPG

Foi lembrado também que o golpe de Estado que a democracia brasileira sofreu e que a presidenta da República foi deposta teve a participação direta de todos os deputados Federais do Amazonas: do maior corrupto do Brasil segundo Sérgio Machado, Pauderney Avelino, Conceição Sampaio, Hyssa Abraão, Artur Bisneto, Alfredo Nascimento, Marcos Rota, Silas Câmara e Henrique Oliveira. Os senadores golpista foram são: Eduardo Braga e Omar Aziz. A única representante do Amazonas e defensora intransigente da democracia e da presidenta Dilma Vana Rousseff foi Vanessa Grazziotin. 

IMG_5121

Vários manifestantes ao mencionarem o nome dessas aberrações e na proporção que eram citados um coro em uníssono como numa ópera de Heitor Vilas Lobo ecoava rumo ao Teatro Amazonas assim: Golpistas, golpistas, golpistas. Fora Temer, fora Temer. Diretas já. Golpistas, fascistas, não passarão!

IMG_5073.JPG

Houve também pedido para que os amazonenses acompanhem e protestem contra a onda de violência que as polícias de São Paulo, Rio Grande do Sul e outras cidades vem cometendo contra os manifestantes contrários ao golpe de Estado.

IMG_4982.JPG

IMG_5148.JPG

O grupo Maracatu apresentou várias músicas com temas alusivos ao golpe de Estado e fez uma encenação tendo como referência os deputados e Senadores do Amazonas que são golpistas.

IMG_5084.JPG

IMG_5056

IMG_5197.JPG

IMG_5046.JPG

IMG_5147.JPG

IMG_5159.JPG

IMG_5189IMG_5197

IMG_5113De Paris, passando pelo Vaticano onde ontem o Papa Chico condenou o golpe e disse que o Brasil vive momento triste, contradiz o timoneiro da nau golpista de que somos 40 a 50 pessoas, um movimentozinho. É um movimentozinho, mas que está em toda parte, inclusive na não cidade de Manaus. É bom que os inimigos do povo pensem assim, e falem assim mesmo, porque é este povo que é capaz de promover mudanças, e principalmente, elas ocorrem quando:

A Rosa Vermelha desapareceu.

Para onde foi, é um mistério.

Porque ao lado dos pobres combateu

Os ricos a expulsaram de seu império.

(Epitáfio 1919 – Bertolt Brecht)

IMG_5052

 

NENHUMA CONCESSÃO A GOLPISTA

:

Na quarta-feira, dia 13, à tarde haverá eleição para o mandato tampão do atual presidente da Câmara dos Deputados depois da renúncia do suíço, Eduardo Cunha mais conhecido no mundo do crime como caranguejo.

Dez candidatos, segundo a Agência Brasil já estão com a candidatura formalizada. Aí estão  eles:

13645192_680231852134963_775027484141121957_nLuiza Erundina – Atualmente no PSOL, Erundina foi a primeira mulher prefeita de São Paulo, de 1989 a 1992, quando ainda era filiada ao PT (1980-1997). Do PT, Erundina foi para o PSB (1997-2016). Também foi vereadora (1983 a 1987) e deputada estadual (1987 a 1988).

Rogério Rosso – Deputado federal desde 2007, Rosso é advogado e ocupou cargos públicos no governo do Distrito Federal na gestão de Joaquim Roriz. Em 2010 foi escolhido governador em eleição indireta da Câmara Legislativa do DF para um mandato tampão após a saída do ex-governador José Roberto Arruda. Líder do PSD na Câmara, Rosso presidiu a Comissão do Impeachment que analisou a denúncia contra a presidenta afastada Dilma Roussff na Casa. É aliado de Cunha.

Carlos Henrique Gaguim – Integrante do chamado “centrão” e aliado de Eduardo Cunha, já foi do PTB e do PMDB. Foi duas vezes vereador de Palmas, três vezes deputado estadual, duas vezes presidente da Assembleia Legislativa e governador de Tocantins. Atualmente, exerce seu primeiro mandato de deputado federal.

Marcelo Castro – Médico e professor da Universidade Federal do Piauí, Castro é ex-ministro da Saúde do governo da presidenta afastada Dilma Rousseff. Já foi deputado estadual e se destacou na Câmara dos Deputados como presidente da CPI que investigou os acidentes aéreos em 2007.

Carlos Manato – Atual corregedor da Câmara, Manato também é integrante do “centrão”. Médico por formação e deputado desde 2003, quando se elegeu pelo PDT, antes de ir para o Solidariedade. Já integrou a Mesa Diretora da Câmara como suplente por duas vezes.

Fábio Ramalho – Está no terceiro mandato na Câmara dos Deputados. Formado em direito, Ramalho foi prefeito do município de Malacacheta (MG) no período de 1997 a 2004. Já integrou as comissões de Finanças e Tributação e de Legislação Participativa e atualmente é titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Heráclito Fortes – Ex-prefeito de Teresina, Fortes está em seu quinto mandato como deputado. Também foi senador pelo DEM, até 2011, vice-presidente e terceiro secretário da Câmara. O deputado foi citado na Lava Jato em delação premiada de Sérgio Machado, por suposto recebimento de propina.

Fausto Pinato – Primeiro relator do processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética, Pinato está em seu primeiro mandato de deputado federal. Advogado, o deputado já trabalhou como secretário parlamentar na Câmara e como assessor técnico na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Giacobo – Aliado de Cunha e empresário do ramo de móveis e eletrodomésticos, o deputado também é ligado à bancada do agronegócio e foi presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.

Cristiane Brasil – Em seu primeiro mandato de deputada federal, Cristiane já foi vereadora no Rio de Janeiro. Filha do delator do mensalão Roberto Jefferson, ela também já foi secretária extraordinária da Terceira Idade e secretária especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida da prefeitura do Rio de Janeiro.

Dois fatos chamam atenção acerca do Partido dos Trabalhadores, do PCdoB; e do PSOL.

 O primeiro. Entendemos que numa eleição dessa, para o candidato ser eleito envolve várias questões políticas, programas, projetos. E numa Câmara como a atual, constituída na sua grande maioria por degenerados, ladrões, um candidato da esquerda não se elege, mas, devia desde o início ter acenado para uma candidatura da esquerda. Na noite desta segunda-feira o líder do PT na Câmara se posicionou dizendo:”O PT nunca cogitou apoiar um partido ou candidato golpista. Foi uma construção coletiva da bancada, um encaminhamento na média das posições apresentadas”, disse Afonso Florence;

O segundo ponto, é que deu margem para a imprensa golpista e de certa forma alguns dos nossos blogueiros caírem na esparrela de que o PT apoiaria o candidato do DEM, Rodrigo Maia, que seria uma candidatura em oposição ao centrão  (PSD, PP, PR, PTB, PSC, PTN, SD, e outros partidos médios).

Golpista é sempre golpista. Como o PT ficaria ao lado do maior corrupto do Brasil, Pauderney Avelino, do Amazonas, segundo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado? Mas, ainda bem, que houve por parte de alguns blogueiros esses questionamentos,  embora isso não possa pautar decisões partidárias e sim questioná-las, pois cabe as decisões ao PT, aos parlamentares, o que foi feito hoje durante o dia com textos de Tarso Genro e ao anoitecer, quando os deputados do PT na Câmara descartaram qualquer aliança com os golpistas e o Senador Lindenberg Farias também se manifestou contra essa lambança que quiseram transformar o Partido dos Trabalhadores aliado de sabujos golpistas.

A esquerda tem que rever suas posições contra os golpistas. PT, PCdoB, PSOL, PT do B possuem um número considerado de votos e unidos com Luiza Erundina conquistando  votos insurgentes dos aliados do golpista Mor causará mais confusão nas hostes dos usurpadores da Pátria.

Nada de pensar que Temer, Aécio o apagado, sumido, furneiro, escondido não estejam articulando. Eles estão. No domingo estiveram juntos novamente. É o dia que mais trabalham. O Planalto tem todo interesse do mundo de fazer presidente seu candidato e procrastinar a situação de Eduardo  Cunha que mais uma vez foi atirado ao mar de onde como caranguejo nunca deveria ter saído, por um editorial temporã do golpista Jornal O Globo de ontem, 11/07, à tarde, e o mais importante para eles todos, parar a sangria que a Lava Jato vem promovendo.

É preciso eleger uma presidenta que esteja fora desse círculo vicioso. É preciso eleger uma presidenta comprometida com a Democracia e a Soberania brasileira; que valorize e não interfira no  que a Lava Jato já investigou e esta, passe a julgar e prender mesmo, os malfeitores a começar pela mulher e filha do Caranguejo chorão lágrimas de crocodilo. E no momento, essa pessoa, que já mostrou capacidade, chama-se Luiza Erundina, do PSOL.

E, parafraseando os jornalistas livres, Fora Temer!

SENADORA ROSE FREITAS, DO PMDB, LÍDER DO GOVERNO NO CONGRESSO NACIONAL ADMITE QUE PEDALADAS FOI ARTIFÍCIO PARA O GOLPE. TEMER PARA EVITAR A SANGRIA NOMEOU 8 MINISTROS CITADOS NA LAVA JATO

 

rose.jpg

A elite brasileira não suportava mais as inovações que os governos populares de Lula e Dilma fizeram nestes últimos treze anos. Essa elite, sem rumo, porque seus partidos não conseguiram eleger mais nenhum presidente da República só tinha uma saída para chegar ao poder. Derrubar a presidenta Dilma Vanna Rousseff.

Esse golpe de Estado  foi desenhado desde a campanha eleitoral de 2014. O candidato derrotado Aécio Cunha nunca admitiu o banho eleitoral. Uma prova disso foi pedir ao TSE recontagem de votos, fato que nunca tinha ocorrido no nosso país. Desconfiávamos sim, de possíveis fraudes. Escrevemos sobre isso. O que nos surpreendeu foi São Paulo com a vitória de Alckmin depois de toda a crise aquática.

Os derrotados não deram trégua. Perderam a eleição presidencial, mas conseguiram eleger um congresso nacional  estúpido e degenerado. Um congresso que a senadora do “sincerocídio” afirma que   não dava à presidenta votos necessários para tocar nenhuma matéria.” Foi criado um ódio contra a presidenta e o PT, uma campanha de sordidez que visava mesmo a tomada do poder pelos golpistas que ai estão.

Temos uma presidenta que vem de um mandato anterior com o Brasil crescendo, com emprego, avanços nas políticas públicas e sociais, mas a partir do segundo mandado entra em cena os degenerados que põem tudo a perder, pois o que vemos é um Brasil, comprometendo sua soberania, colocando em prática uma política econômica que a Inglaterra na sexta-feira rechaçou e vemos confirmar, ratificar o que nós e os milhares de blogs sujos, movimentos sociais, intelectuais, artistas, trabalhadores do campo e das cidades, professores, advogados, juristas, todos, todos bradavam em todos os cantos deste pais: é golpe, é golpe. Era tanto golpe que motivou até uma representação no STF contra a presidenta porque ela falava que tinha sofrido um golpe. A ministra Rosa Weber diante do golpe questionaria o quê? O jeito foi arquivar e o golpe seguir em frente.

O próprio golpista mor, Michel Temer  declarou que não autorizava a presidenta utilizar os aviões da FAB porque ela estava falando sobre o golpe nos quatro, cinco, seis cantos do Brasil. Temer reconhece que foi golpe. E foi golpe para evitar a sangria que o PMDB, PSDB, DEM, PP sofreriam na Lava Jato, na PGR e no STF.

Ainda na sequência da sinceridade golpista, uma conhecedora, estudiosa da Comissão de Orçamento do Senado vem a público declarar aquilo que todos já sabem. As pedaladas fiscais não são crimes de responsabilidade.

Se as pedaladas não são crimes, porque golpearam a Presidenta? Por que o governo saiu?

 “Porque o governo saiu? Na minha tese, não teve esse negócio de pedalada. Eu estudo isso, faço parte da Comissão de Orçamento. O que teve foi um país paralisado, sem direção e sem base nenhuma para administrar. A população não queria mais e o Congresso não dava a ela os votos necessários para tocar nenhuma matéria. E o país não podia ficar parado”, afirmou em entrevista à Itatiaia.

A senadora acredita que o processo de impeachment no Senado não será revertido e que Dilma será afastada definitivamente na votação prevista para acontecer em agosto. “Eu fiz uma pergunta para aqueles que advogam pela reversão citando uma música do Caetano (Veloso) que diz ‘se foi para desfazer, porque fez?’”, argumentou.

“Se voltar esse quadro, o que você vai fazer? Vai ter um país parado outra vez? Não é possível”, completou. (Conversa Afiada)

Sobre a ideia golpista da senadora levantamos alguns questionamentos. Que população não queria mais a presidenta?  Os coxinhas. Cadê os coxinhas hoje? Ah! estão escondidinhos? O congresso não votava as matérias da presidenta. Quem então, não trabalhava? Era a presidenta ou o congresso? Quem paralisou o país? A presidenta tinha interesse de paralisar o país? Evidentemente que para a senadora golpista no senado o golpe não será revertido. Ela pensa assim porque, nos degenerados há ideia fixa, codificada, seus interesses de classe realmente são inflexíveis, mas pelo que se observa no desgoverno impostor, com ministérios cheio de ladrões, picaretas, escândalos, isso vai levar mudanças de votos em alguns senadores que mesmo tendo votado pela admissibilidade do golpe, só pelo fato de já ter sido declarado pela senadora Rose Freitas, especialista em orçamento que as pedaladas foram só artifícios para tirar do poder a presidenta, os senadores que permitem entendimentos democráticos  mudarão o voto e ai a música de Vinicius de Moraes no LP Cotidiano nº 2 não se aplicará a esses senadores, pois eles irão desfazer o que fizeram. Fácil, né, senadora golpista?

DILMA, UM DEVIR DEMOCRÁTICO QUE GOLPISTA NÃO DETERÁ

Dilma participou do ato de lançamento do livro “A Resistência ao Golpe de 2016”, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

A presidenta Dilma Vana Rousseff continua, como prometeu, viajando pelo país, falando de democracia e contra o golpe.

Esteve sábado, 03 de junho  em Porto Alegre  foi ovacionada por mais de 25 mil pessoas nos pampas gaúchos.

Temer, o golpista temeroso, professor de golpe e não de direito constitucional quer proibir o deslocamento da presidenta do povo brasileiro nos aviões da Força Aérea Brasileira.

Dilma Rousseff continua nossa presidenta e por questão de segurança ela tem que usar aviões oficiais. Não tem, como, jamais, por ser popular, a primeira mulher presidenta do povo brasileiro  viajar em aviões de carreira.

Carreira e prisões vão levar os golpistas quando o senado não aprovar o golpe. Temer, o golpista temeroso, irresponsável sabe disso e para inviabilizar a continuação do governo da presidenta em conluio com a câmara e o senado aprovaram reajuste salarial para os funcionários dos três poderes passando um ministro do STF a receber a mixaria de R$ 40.000,00 pilas, tendo articulistas declarado que é o pagamento ao Tribunal por apoio ao lesa pátria.

Fora isso, o governo golpista, de salvação nacional está levando à bacarrota nosso país. A área da saúde e da educação (EJA) são as mais atingidas.  

Esse golpe não passará. É grande a repercussão tanto no nosso país como no exterior. 

Milhares de militantes se reuniram na Esquina Democrática e arredores para ato com a presença de Dilma

A antecipação do encerramento do julgamento no senado para julho é porque estão a Temer as delações da Odebrecht que vem fazendo um estrago no PMDB que hoje, mais uma vez o derrubador de árvore, Machado disse que repassou pra mais de R$ 70 milhões para os caciques do partido: Jucá, Renan e o biônico Sarney. Estão a Temer em agosto o início da Olimpíada. Se Temer apanha num auditório da Globo, imaginem no Maracanã. E a presidenta Dilma, não é ex-presidenta. Ela não pode ficar ao lado de Collor, Sarney e FHC na abertura da olimpíada. Ela tem que ficar na tribuna de honra com sua filha e neto(as). Agora, que o Fora Temer vai ser ensurdecedor isso vai Vuvuzela

Enquanto as celas da Papuda estão sendo preparadas para esse exército de Ali Babás, Aécio Cunha está sumido. Está a Temer o pronunciamento do  ex-Secretário de Anastasia, amigo de Aécio que foi pro xilindró. Além disso, agora o mineirinho não escapa. Janot já reencaminhou o processo para Mendes julgar o impoluto, o ético, o eletricista de Furnas, o senador que foi o primeiro a ser vazado da Avenida Paulista no evento do MBL que ele convidou. E são muitas caixas que vão mostrar os malfazejos daquele que ia acabar com o PT e Dilma que procuraria emprego a partir de 01 de janeiro de 2015.

As anomalias que tramitam proposta de plebiscito no senado para eleição para presidente e na Câmara,  tramita também  uma lei que seja permitido concorrer às eleições só candidatos que tenham curso superior. Iniciativa cujo objetivo é atingir o sapo barbudo. Só que o sapo Barbudo vai além de diploma de curso superior, ele é diplomado por várias Universidades do Mundo, como a de Coimbra, Compostela, como Doutor Honoris Causa. Quem barra o sapo Barbudo? Sérgio Moro?

A anomalia que desgoverna o Brasil teve mais uma semana de derrotas. O povo, como ficou decidido, não saiu e não sairá das ruas em todas as cidades do Brasil. Temer é escrachado em todo lugar. Rua, programa de televisão, em Genebra, nos Estados Unidos, em Curitiba, Porto Alegre. Onde há um devir democrático esse governo não terá sossego.

Os defensores do golpe se recolheram. Não têm mais patrocínio e nem trios elétricos. Pelo visto, no julgamento final, vai dar só os verdadeiros democratas brasieiros.

Golpistas, vocês não passarão. 25 mil devires ouvindo Dilma falar. Ninguém deterá nossa presidenta e nem a democracia que é uma construção coletiva.

TEMER, GOLPISTA, O BREVE RECEBE NO JABURU, SÁBADO À NOITE, SEM AGENDA OFICIAL GILMAR MENDES DO STF E STE. PRATO DO REGA BOFE: GOLPE E CARANGUEJO

Resultado de imagem para temer e gilmar mendes

Qual a intenção de um golpista citado na Lava Jato receber às esconidas um ministro do STF que a partir de terça-feira assume os processos dessa operação?

Como fica o STF numa situação dessas depois de uma série de outras situações escandalosas?

Nos diálogos entre o ex-presidente da Transpetro, ex-senador do PSDB, Sérgio Machado, e o carta fora do golpe Romero Jucá, com o senhor dos anéis, Renan Calheiros, seu padrinho político e o ex-presidente biônico, José Sarney uma das maiores preocupações dos golpistas eram onde se reunirem. Na casa de quem sem serem vistos.

Vamos nos encontrar na casa do Renan. Não, não dá. Chega muita gente lá. Pode ser na sua casa, presidente? Pode mas desde que só com duas pessoas que nesse caso é reunião. Mais de três já é comício.

Esses golpistas temiam ser vistos em público se dirigindo para a casa de um deles, pois desconfiavam da trama ser descoberta. Precisavam fazer tudo secreto. Só não “sacaram” o que Jean Baudrillard  falou e escreveu, que o segredo do secreto é não ter segredo.

Pois bem, neste sábado à noite, 28 de maio de 2016, o Ministro do Supremo Tribunal Federal e atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral Gilmar Mendes deu uma escapulida e foi bater no Jaburu, residência oficial do inquilino golpista do Planalto.

Só não esperava que o Deputado Federal do PT do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta fizesse a denúncia, assim como outras pessoas pelas redes sociais.

“Agora à noite, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral e do STF que vai julgar o pessoal citado na Lava Jato é recebido no Jaburu sem está na agenda oficial. Se fosse Lula e Dilma que recebesse o  ministro do TSE e do STF sem estar na agenda, políticos e a imprensa golpista, covarde  tratariam como um escândalo. Neste momento ninguém diz nada, acham que é normal, mas não é normal, temos que denunciar porque é parte do golpe”, declarou o deputado que é uma pimenta contra o golpe à democracia e à presidenta Dilma Vana Rousseff.

Concordamos com o deputado e com todos os internautas que divulgaram a fugidinha do ministro que precisa passar por um anti-dopping. Lá em São Paulo tem um tal de Villa que todo dia critica a agenda do Prefeito Fernando Haddad. Esperneia de todo jeito até ter sido trolado outro dia.

Que esse governo golpista, escrachado, sem reconhecimento público não tem nossa consideração é uma verdade. Só não podemos concordar que venha tramando na calada da noite. Um ministro, sem agenda oficial frequentar a casa do golpista-mor numa noite de sábado, sabendo que o mor está com medo tremendo da delação do derrubador de árvores, resolveu chamá-lo para falar alguma coisa sobre o processo da Dilma com ele no Superior Tribunal Eleitoral e no que pode fazer com a falação de Sérgio Machado que já declarou que ajudou seu menino. Temer é presidente do PMDB, foi quem negociou toda a grana das campanhas do partido é por isso que está só um cagaço, que nem os Cunha. Aécio e o suíço que a Torre da Inglaterra espera.

A semana para eles foi péssima em todos os sentidos. Escândalos, bolsa de valores operando negativamente, Dilma disparando na confiança do povo brasileiro, políticos sendo defenestrados, achincalhados, cuspidos, expulsos de lugares públicos, vaiados pela internet por não participar de evento em Nova York, o golpe tendo apoio declarado do governo norte americano, deputado amazonense sendo considerado o mais corrupto de todos, congresso no fundo do poço donde só cinco escapam. Serei eu, Mestre!?

O calendário de manifestações contra o golpe, contra Gilmar Mendes e contra todos os golpistas prosseguem neste domingo em Chapecó, Floripa, Curitiba, Milão, na Itália, Ponta Grossa, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Sorocaba, São Paulo dentre outras cidades e capitais.

12472557_554523531374859_5248570906730480954_n

Em São Paulo, hoje, domingo teremos a grande parada LGBT na Avenida Paulista que escrachará os golpistas e prosseguirão eventos de toda natureza protestando contra essa violência contra nossa democracia. As ruas do nosso país desde o dia 17 de abril não dormem mais e não dormirão enquanto os golpistas, sem voto, sem aceitação popular não saírem do Palácio onde empossamos Dilma no dia 01 de janeiro de 2014. Os golpistas não passarão.

 

GREVE DE RODOVIÁRIOS EM MANAUS EXPÕE DESGOVERNO GOLPISTA DO PSDB DE ARTHUR NETO

“Manaus, Manaus, Manaus/ Para acabar de vez com o caos/ Da falta d’agua, dos buracos, dos transportes coletivos/ E se tornar a princesinha tropical”.

Quais são as diferenças entre Manaus e São Paulo, Arthur Neto e Geraldo Alckmin?

Não há. Os dois pertencem ao partido da ignara e golpista burguesia que não admitiu a derrota com Aécio Cunha em 2014 e tramam o golpe para retirar do governo Dilma Vana Rousseff.

Os dois governam um Estado e uma capital e não conseguem resolver duas questões essenciais que beneficiam o povo. Alckmin não consegue resolver a questão relacionada à educação em São Paulo e nem instalar uma CPI para resolver o escândalo da merenda. Meninas vem encarando coronéis e os estudantes ocupam escolas. A polícia  tem usado a força para desocupá-las sem ordem judicial e adolescentes são presos e presas,

Por cá, o prefeito que ameaçou dar uma surra no sapo barbudo não está tapando buracos, construindo creches, escolas. Prefere alugar prédios pagando preços elevados tendo o Tribunal de Contas do Amazonas detectado que o Deputado Federal golpista Pauderney Avelino é responsável pelo desvio de R$ 4,6 (quatro milhões e seiscentos mil). Assim como acusam Dilma de estelionato eleitoral por não cumprir em um ano o prometido, o prefeito da não cidade de Manaus não se diz estelionatário, pois está terminando o seu mandado sem cumprir promessas de campanha.

Nos últimos meses os usuários de transporte coletivo vivem uma sina. Não sabem se vão ou ficam. Se vão não sabem se voltam.Isto tudo, porque os rodoviários reivindicam aumento salarial e os patrões alegam que não atendem porque estão descapitalizados e que é necessário reajustar o preço da passagem. A prefeitura e os empresários querem que o povo pague o pato.

Há informações de conluio entre o sindicato laboral e o patronal, mas, ontem à noite o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, após reunião no TRT 11ª Região foi taxativo: “não admitimos reajuste da passagem; não admitimos que o usuário seja penalizado”.

Hoje, dia 14, sábado, milhares de usuários formaram inúmeras filas nos terminais de integração. Pedro Carvalho, Superintendente da SMTU declara que 70% dos coletivos estão circulando e é contradito por Orígenes Magno responsável pelo T-3 que diz só 30% está circulando. Este preocupou-se quando viu a aglomeração de passageiros no terminal e em telefonemas para as empresas estas confirmaram a redução dos coletivos.

Estão preocupados ainda porque amanhã será realizado o concurso do INSS e a greve pode cancelar o certame e na segunda-feira o caldo pode engrossar porque é a volta dos trabalhadores à lida.

Essa situação está sendo acompanhada pelo TRT que está colocando frente à frente as partes mas nenhuma cedeu. Da nossa parte ficamos ao lado dos trabalhadores. O poder público, o prefeito do partido que não quer pagar o pato tem que solucionar a questão. E tapar os buracos também, porque Manaus é uma cratera só.

 

STF RATIFICA AFASTAMENTO DE CUNHA, MAS NÃO FALA SOBRE O IMPEACHMENT DE DILMA

images|cms-image-000495742.jpg (1000×357)

“Jesus chegará um dia depois do juízo final.” Kafka.

O STF acaba de fazer a última cesta para a o afastamento de Eduardo Cunha do mandato de Deputado Federal e da presidência da Câmara dos Deputados. Mas não citou o impeachment (golpe) da Presidente da República. Isso é bom para a democracia porque oportuniza condições de se recorrer ao STF ratificando o que disse o Ministro Ricardo Levandovisk. As portas do STF estão abertas para julgar qualquer ilegalidade.

O réu, independente, da vontade de Deus, de Feliciano, Malafaia a seu favor, deve se preocupar com a mulher e a filha que a partir de agora podem ser presos a qualquer momento e sentirem aquele odor além de Coco Channel, lá na Papuda que quer degustar caranguejo.  

Não adianta mais expressar seu ódio contra o PT, contra a presidente Dilma.

Não adianta querer recorrer ao STF porque o cacete foi de 11 a zero. Uma verdadeira cacetada.

Não adianta questionar a interferência do judiciário no poder legislativo ou executivo. Os três poderes são independentes. O legislativo faz as leis, o executivo pratica e o judiciário é o árbitro que deve atuar quando uma pessoa ou ente federado, instituição comete um crime.

Eduardo cunha cometeu inúmeros crimes.Suposto desvio de 5 milhões para “Michel”, segundo, Teori. Evasão de divisas. Contas na Suíça. Recebimento de propinas, intimidações e ódio a democratas deste país e o pior de todos, deu prosseguimento num processo de afastamento de uma presidente eleita com mais de 54,5 milhões de votos constituindo-se num verdadeiro desvio de finalidade que cabe agora à AGU recorrer ao STF da decisão da admissibilidade do golpe  da presidente por uma casa comandada por um ladrão e seus 367 picaretas não tendo cometido crime algum.

A presidente não cometeu crime, mas no imprestável relatório de Jovair lá estava. Foi pro Senado e lá um outro imprestável relatório de um impoluto Anastasia confunde julgamento administrativo com penal dando sua interpretação de crime onde não há. Mas a nosso favor, o relator que por estar afoito para escrevê-lo não ouviu os depoimentos dos contra o impeachment e tipificou errado os crimes que não foram cometidos o que já dá condições para cancelamento do processo no Senado, claro, que se aí passar, o jeito é ir ao STF.

Cabe ao povo agora atender o chamado do deputado Paulo Pimenta e da procuradora Eugênia Augusta Gonzaga, da Frente Brasil Popular, CUT, CTB, INTERSINDICAL, Associação Filosofia Itinerante – AFIN e ir às ruas e se manifestar mesmo, contra o golpe. É urgente a reação do povo. Não devemos ser condescendentes com essa elite ignara que quer acabar com tudo que foi conquistado nos últimos governos populares comandados por Lula e Dilma.

Mantemos ainda nossa posição de desobediência Civil nos moldes de Thorreau. A presidente, por estar sendo julgada sem ter cometido crime nenhum não deve acatar a decisão do Senado. Seus ministros devem permanecer nos postos e a presidente deve governar com as ruas. Cada brasileiro, democrata deve ser um soldado da legalidade que nem aquele Coronel da Aeronáutica, em Congonhas, que impediu que os marines da Federal prendessem Lula e o levasse a Moro em Curitiba.

Aécio, Temer, Agripino, Cássio, Carlos Sampaio e todos os demais golpistas, a hora de vocês está chegando. As portas do STF estão abertas para julgar os traidores da pátria. “É chegada a hora dos ladrões pedirem reza.”

 

OS CANALHAS NÃO ENVELHECEM, REPRODUZEM

As cenas vistas na Câmara dos Deputados Federais do Brasil no último domingo, dia 17 de abril de 2016 receberam por parte de jornalistas, articulistas, políticos estrangeiros, da imprensa internacional os mais diversos adjetivos. Ladrões, bandidos, gangsteres.

Os deputados que autorizaram o golpe contra a democracia, contra a presidente Dilma e contra o povo brasileiro foram presididos por um deputado que é réu no STF e passa agora a responder seis processos naquela corte que dorme em berço esplêndido.

Mas, o que nos chama a atenção é a canalhice. Todo canalha se reveste de uma imagem de integridade. É defensor da família, de Deus e da propriedade. No domingo, todos, exceto os democratas verdadeiros, não os do DEM, apresentaram esse comportamento. Ao proferir seus votos invocavam a família, citavam da mãe à avó.

Foi essa atitude calhorda, nefasta, que levou para o Senado o prosseguimento do golpe sem crime, porque, dos 367 deputados e deputadas, só dois  mencionaram a tipificação da denúncia. Os demais votavam com ódio, rancor, inveja, contra a CUT, contra o PT o que determina que o processo é cheio de vícios e o relatório é imprestável. 

O imprestável chega ao senado e vários senadores já declaram ser favorável ao golpe. Para nós defensores da liberdade, da democracia, só cabe uma alternativa ir para o front, ir para a rua como milhares de brasileiros já estão fazendo em várias cidades do nosso país.

Ou será que nós vamos deixar se consumar o golpe para depois chorar. Não podemos dar tréguas para canalhas. Sugerimos que o Advogado  Geral da União, diante das declarações de voto dos senadores entre com uma ação no STF para anular o golpe. Acorda, estás sonhando! Os senadores não poderiam se manifestar, claro que sabemos quais são suas decisões. Há senador que admitia o processo, mas que agora está indeciso.

Senadores que defendem a democracia, não caiam em canto de lobo. Falem, não deem chances para os inimigos. Anastasia como relator é nossa decapitação. Se já há um presidente que defende o golpe coloquem um relator do PT. Lá na Câmara, nossos deputados foram confiar no Rosso, Jovair, Carlos Sampaio e olha no que deu. Guerra é guerra. Canalhas não têm respeito por ninguém. Ah! que sono.

Já se passaram mais de 172 dias que o processo do picareta, canalha-mor, Eduardo Caranguejo Papuda Cunha está no STF. Ele se vingou da presidente, os ministros do STF viram o horror, permitiram que um réu do STF comandassem um atentado terrorista contra a democracia brasileira. Onde anda o Conselho Nacional de Justiça para fazer esses ministros colocarem em pauta processos que podem levar o país a uma guerra civil por causa de suas procrastinações com Cunha, por exemplo?

Sabem porque eles deixaram que isso acontecesse? Porque o golpe está previsto na Constituição. Eles dormem no plenário, passam horas em digressões sobre fatos irrelevantes (longitude, latitude) e são incapazes de dizer, sim, o golpe está previsto na Constituição, mas as pedaladas fiscais não são crimes de responsabilidade da presidente Dilma Vana Rousseff.

Conhecendo tudo isso só resta ao povo ir às ruas, bloquear rodovias, fazer greve nas indústrias, comércio, escolas, bancos, aeroportos, ônibus, trens, metrôs. Porque se não for feito  isso, se não houver radicalização, poderemos estar perdendo tudo o que conquistamos como legado de Lula e Dilma: PROUNI, PRONATEC, Minha Casa Minha Vida, aumento real do salário mínimo, Zona Franca de Manaus, Luz para todos, Bolsa Família, TV Brasil, NBR, dentre outras séries de políticas sociais que são marcas de nosso governo popular.

Insistimos, povo brasileiro, nenhuma trégua aos canalhas, aos golpistas que são calhas e que passam suas canalhices para os filhos que entram na política repetindo as mesmas calhordices dos pais e isso ficou demonstrado naquele domingo de abril que nunca mais queremos ver se repetir na nossa pátria, no nosso Brasil.

Canalhas! Canalhas! Canalhas! Facistas! Facistas! Facistas! Não Passarão… eu passarinho.

 

 

GOLPISTAS: NÃO PERMITIREMOS ATENTADO À DEMOCRACIA BRASILEIRA

A Presidente Dilma Vana Rousseff pediu em entrevista aos blogueiros, quarta-feira, no terceiro andar do Palácio do Planalto que todos nós, cidadãs e cidadãos lutemos contra o golpe. Já estamos nas trincheiras armados com nosso parabelo: o verbo.

Todo degenerado, corrompido, religioso ao extremo esconde patologias nocivas a si e o que é pior, prejudicial aos outros. O corrupto quando fala demais contra a corrupção é porque é uma forma de sublimar essa patologia de se apropriar do dinheiro público e privado.

Os golpistas despacharam para vender o Brasil à terra de Tio Sam, o senador Aluísio Nunes Ferreira, aquele envolvido nos escândalos dos 300 paus. Como já aconteceu com Alkmim foi recebido por várias brasileiras que depois de falsa bajulação estamparam: não ao golpe no Brasil. Isso é uma demonstração de como essa turma de golpistas é “amada” pelo povo e como golpistas esse pessoal da burguesia ignara é campeã de ser trolada por pessoas que os reprovam.

Os golpistas vão à América tramar, arquitetar, trair a pátria e agora estão querendo inviabilizar a ida da presidente à ONU para assinatura do Acordo de Paris sobre mudança do clima que teve a participação de destaque do nosso país. Temem os indigentes que ela denuncie para mais de 60 chefes de Estados o golpe que nossa democracia vem sofrendo. Dizem, os usurpadores que a presidente vai denunciar o golpe e deixará a imagem do país prejudicada e em situação constrangedora.

A presidente deve denunciar, ratificar o que a imprensa internacional está mostrando do ato golpista capitaneado por Aécio Cunha, pelo conspirador-mor, Temer, Serra, Agripino, Rede Globo, os 367 deputados picaretas , Padilha e demais sórdidos para que o mundo saiba que a presidente não cometeu crime de responsa. Ela falará como chefe de Estado e como tal deve denunciar sim, estes golpistas. E se continuarem achando ruim a presidente já devia era denunciar ao Tribunal de Haia.

Se o pior acontecer no Brasil todas as instituições serão responsabilizadas. Os poderes da República são independentes, mas na nossa compreensão, se os dois poderes, executivo e legislativo cometerem algum crime o judiciário tem que ser o árbitro do litígio. Não é o que está acontecendo. No STF seus ministros estão subestimando o poder do povo. O ministro frequentador de Shopping, Celso Melo fala  que o tribunal estabeleceu o rito do impeachment, só que insistimos dizer que esse recurso está na Constituição sim, mas  só pode ser usado em crime de responsabilidade.  A presidente Dilma Rousseff não cometeu esse crime,  por isso ela deve denunciar o atentado à violação dos direitos da Presidente da República e que os conspiradores atuam como se golpe já tivesse concretizado.

Temer forma Ministério. Isso é um atentado. Eduardo Cunha, réu no STF está pressionando o presidente do Senado pra apressar o golpe no Senado, mas Renan já deu um pito no Caranguejo que não apressará e nem procrastinará. O TSE já está tramando para desvincular Temer da chapa de Dilma para possível cassação da presidente porque o PT recebeu dinheiro na campanha de 2014. O STF adia julgamento da liminar que liberara Lula para assumir como Ministro da Casa Civil de Dilma  e para comprovar que o judiciário representa os interesses da classe dominante brasileira aceitou a delação premiada de Delcídio nas falas que aparecem Dilma e Lula

Lula foi condescendente com esses ministros, com o judiciário ao chamá-los de acovardados. Eles não são acovardados, eles representam a elite brasileira, eles julgam para beneficiar o grande capital. Mas se o povo se meter numa guerra civil não foi por falta de aviso do Ministro Marco Aurélio de Melo. Os ricos que eles defendem são 1% da população. O povo são milhões. Só o exército de Dilma conta com mais de 54 milhões de soldados eleitores. Milhares de outras pessoas que não votaram na presidente são contra o golpe.

STF é hora de prender Eduardo Cunha, todos os traidores da pátria e o senado arquivar o relatório imprestável que admitiu o golpe.

Infelizmente é pedir demais, vocês nunca farão isso. Vocês são da mesma classe. Na classe de vocês não há traição, não há brigas.

Mas a partir de amanhã a massa vai começar a se movimentar, aquele povo que viu aquela barbárie domingo na Câmara dos deputados aguentou porque seu líder Lula pediu paz nos acampamentos, mas muita gente ali não aceitou a continuidade da aberração e ontem em São Paulo já organizaram as manifestações pra balançar o Brasil tendo como culminância o dia 1º de maio – Dia do Trabalhador. Depois disso não estão descartadas invasões de terras, bloqueio de rodovias, greve geral, e inviabilidade do impossível governo golpista de Michel Temer. Não reconheceremos governo golpista.

O próprio Diretório Nacional do PT aprovou dia 19 de abril, em São Paulo, uma Resolução que no seu final diz: “Se a oposição de direita insiste na rota golpista, reafirma que não haverá trégua, nem respeito a um governo ilegítimo e ilegal.”

 

NO MOMENTO ADEQUADO GOVERNO VAI AO STF CONTRA O GOLPE À DEMOCRACIA BRASILEIRA

O advogado geral da União, José Cardoso Dutra acaba de se pronunciar sobre a votação do golpe contra a democracia brasileira e o terceiro turno das eleições de 2014.

Declarou que receberam o resultado com muita indignação e tristeza pela forma como 367 deputados votaram sim  autorizando o golpe à presidente de ir ao senado.

Para o advogado geral da União as duas acusações que embasaram o relatório imprestável (grifo nosso) do deputado Jovair Arantes que motivaram o golpe não tem procedência.

Na votação deste domingo ninguém discutiu os fatos que geraram todo isso, as falhas que o documento apresentava – foi uma decisão puramente política, mas não é isso que a nossa Constituição de 1988 prescreve.

Nosso governo é o presidencialismo. Aqui o chefe de Estado é o chefe de governo.No parlamentarismo quando o governante perde a confiança parlamentar e do povo ele pode ser afastado, mas no presidencialismo não. Só se houver algo muito grave que motive o crime de responsabilidade, o que não é o caso de Dilma Vanna Roussef.

Fatos graves aconteceram e que os deputados não analisaram e prenderam-se a fatos estranhos ao processo.

Mas o STF já tipificou. Só são duas denúncias. Os seis decretos de suplementação e o atraso ao Banco do Brasil referente ao plano safra de 2015 que já foram discutidos e demonstramos, disse o advogado Cardoso, e quando percebemos não emitimos mais e isso estava sob o comando do Ministério da Fazenda e do Conselho Monetário Nacional.

Nesta situação o ministro disse que não há dolo e que o próprio Tribunal da União legitimou e que não foram mais repetidas e que o imprestável relatório jovariano caranguejo (grifo nosso) não soube tipificá-los e que na dúvida era para impitimarem a presidente.

O advogado insistiu, “nos indignamos contra o golpe na Democracia, pelos mais de 54 milhões de eleitores que votaram na presidente, e pelo atentado à Constituição e ao Estado de direito. O golpe deste 17 de abril de 2016 é vergonhoso.”

A presidente não desviou nenhum níquel , segue honesta, íntegra, não consta seu nome em nenhuma lista (lava jato, Furnas, Castelo de Areia, Mensalão, Bancos Suíços, Panamapapers, Satiagaha, Xepa) grifo nosso. Se pretendem afastar devia ser uma pessoa envolvida em corrupção.

O advogado voltou a ratificar que Eduardo Caranguejo Papuda e que todos sabem, aceitou o pedido dos Bicudos por pura vingança, marcando reuniões extraordinárias, apressando sua conclusão, tendo porém, um grande paradoxo, o presidente da casa é réu, denunciado no STF. Além desses predicados, o réu, permitiu que fatos estranhos fossem incorporados ao processo e seu julgamento induziu à confusão. Enquanto isso seu processo de cassação está longe de andar, vaticinou Cardoso.

O advogado informou ainda, que amanhã, a presidente falará `a nação pela parte da tarde. Disse desconhecer como será o formato.

Respondendo aos jornalistas, disse que a presidente sempre foi firme, que esteve presa, que nunca se acovardou, lutou pela democracia e que ela lutará  com todos que quiserem lutar pelo Brasil, que a luta vai até o fim e que não abre mão da democracia.

Perguntado por uma jornalista da Reuters se já havia chegado o momento de recorrer ao STF e onde o governo errou, o advogado disse que o governo não errou mas que sobre isso, a mudança de votos de deputados que eram certos quem vai explicar são eles. Sobre o recurso ao STF o advogado explicou sobre o mérito que é aquele campo valorativo, político onde aparece a justa causa para poder haver o impedimento da presidente isso ainda não foi feito, o governo fará oportunamente.

Reafirmou que são dois fatos que não tem substâncias que já foram determinados pelo STF e que  sobre os mesmos os senadores poderão tratar. Nada de incluir coisas estranhas  (como Deus e família). Grifo nossos,

Perguntado se poderia haver antecipações de novas eleições disse que não conversou com a presidente sobre o assunto que só estava autorizado para falar sobre o golpe de 17 de abril de 2016. (aniversário do massacre de Carajás, no Pará, governado pelo PSDB.) Também grifo nosso.

PS. O advogado Geral da União falou em indignação e tristeza. Indignar-se é bom, demonstra que não aceitamos arbitrariedades, violência, intimidação. Agora, tristeza não. Os canalhas pensam que nos venceram neste terceiro turno, mas nós ainda vamos lutar até chegar ao senado que lá podem aceitar de início ou não. Ninguém pode ficar triste, devemos ficar alegres porque nos diferenciamos da brutitude que vimos desfilar hoje na Câmara dos deputados, pois do nosso lado estão todas as pessoas mais lindas deste mundo, todos os artistas, cantores, poetas, filósofos, advogados, juízes, MST, promotores, pescadores, funcionários da limpeza, cozinheiras, professores, crianças, jovens, trabalhadores do campo e da cidade, sindicatos, ligas camponesas, todas as centrais sindicais, o pessoal que recebeu o Luz para todos, Minha Casa Minha Vida, Bolsa escola, família, Prouni, Pronatec, Mais Médicos, todos até aqueles que nós esquecemos mais que estão nos nossos corações.

Este Blog continuará na vanguarda, diuturnamente, comentando, avaliando essa nova empreitada ao quarto turno, com potência para defender nosso Brasil e nossa Democracia, contra os degenerados, contra os ladrões, os 367 picaretas, os indignos, os canalhas que não envelhecem, os caranguejos e defendendo a prisão imediata de Eduardo Papuda Caranguejo, sua família, Temer e todos os deputados que são réus no STF.

 

CARTA POR DILMA PARA TODOS OS DEMOCRATAS

Querido povo do Brasil,

Estamos a poucas horas de derrotar na Câmara dos Deputados Federais do nosso país a cleptocracia que planeja um golpe civil de Estado.

Esses bandidos, ladrões querem derrubar do governo uma presidente que foi eleita com mais de 54 milhões de votos ao som da música que embalou nossos corações: Dilma, coração valente, nada te segura, para seguir em frente. Você nunca desviou o olhar, do sofrimento do povo, por isso eu te quero outra vez, por isso eu te quero de novo.

Democratas do nosso querido Brasil. Eles provocaram o terceiro turno.  Apanharam no primeiro, levaram uma sova com mais de 54 milhões no segundo turno e agora, no terceiro, vão levar no lombo mais um couro que é pra enterrar de vez com as pretensões do PSDB, de parte do PMDB,  DEM e de todos os demais partidos nazifacistas que atentam contra a Segurança Nacional.

Todos os democratas veem falando do risco que um pretendido golpe pode causar de instabilidade para o país. Uma imensa demonstração foi dada hoje com o povo nas ruas, rios, mar e ar. Com fogo e água. Com rodovias bloqueadas e ameaças de greve geral segunda-feira se o golpe de Estado for dado que é o que não desejamos e o que não vai acontecer.

Reafirmamos que esses degenerados ao tentarem impedir através de um golpe civil de Estado o afastamento da presidente, eles estão atentando e cometendo um crime contra a Segurança Nacional. A questão é tão preocupante que até o Secretário da OEA veio prestar sua solidariedade à presidente por causa desse iminente atentado terrorista. E não só ele, como os quatro cantos da terra estão preocupados com que pode acontecer (menos Washington) na terra de Carlos Marighela, Santos Dias, Maria do Socorro Diogénes, Frei Tito. É, democratas isso é um verdadeiro atentado terrorista oficializado pelo poder político de uma câmara com mais de trezentos picaretas e um STF que trata de uma questão séria como se nada de perigo rondasse nossa República. Mas, quiçá, entre nós, eles tem motivos para tais atitudes. Menos dois. Ricardo Levandovsky e Marco Aurélio de Melo. Estes tem estado  antenados acerca do golpe. Tão antenados que por serem votos vencidos o Ministro Ricardo Levandovisky deixou as portas do STF abertas para novos recursos contra o golpe. Com essa atitude, o presidente do STF vê que o relatório imprestável de Jovair,  da comissão do golpe tem vícios e que poderá precisar de um remédio constitucional. 

São muitos os vícios. Os deputados golpistas votaram pelo “conjunto da obra” e era para o STF ter decidido que na sexta-feira e no domingo  a falação dos golpistas se prendessem só e exclusivamente nas duas denúncias contidas no imprestável relatório. Nada de mencionar nenhuma acusação contra Dilma que não fosse essas denúncias. Como não há crime malhariam no ferro gusa.

Presidente e Democratas, escrevemos para vós porque queremos bem este país e seu povo. Porque não imaginamos, jamais que tudo o que conseguimos com Lula e Dilma seja destruído por ladrões. 

Presidenta Dilma, nós da Associação Filosofia Itinerante, deste blog, do  Esquizofia, sempre estivemos do lado de Lula e de você. Nos momentos difíceis da última campanha fomos aguerridos e implacáveis. A disputa não foi fácil. Ganhamos a eleição e no dia de sua posse lá em Brasília estávamos com os candangos, os paraenses do fusca e de todos os brasileiros e brasileiras que nos abraçavam e pintaram a nossa bandeira: Dilma, Afinsophia em ti confia. E essa confiança é inabalável, é tácita porque você é íntegra, você não tem conta em paraísos fiscais e em canto nenhum, por isso esses degenerados vão sair derrotados, juntos com a tv Globo, Folha de São Paulo, Veja, Época, Istoé, Estadão tv Bandeirante, e todas suas sucursais e repetidoras.

Hoje, para nós foi um grato dia. Os deputados da Bahia foram levar seu apoio contra o golpe. O vice-presidente da Câmara se separou do futuro hóspede da Papuda, Eduardo Caranguejo que terá também no mesmo endereço sua mulher e filha. Os governadores de vários Estados brasileiros visitaram os deputados de seus estados e falaram assim: – Vocês sabem o que vai acontecer este ano? Não tergiversaram. Todos ecolaliaram; – votação domingo. Um dos governadores falou. Ninguém trabalha dia de domingo. Um deputado distante protestou – mas o Cunha nos obrigou. Este ano, deputados, disse Flávio Dino, do PCdoB, do Maranhão – haverá eleições para prefeitos e vereadores e aquele deputado que votar contra a democracia vai ficar escrito na testa: traidor da pátria, golpista e não elegerá nenhum vereador e nenhum prefeito. Imediatamente isso tomou um efeito cascata. Era nego pulando do batelão com medo do balatal. Teve um efeito tão grande que o discurso da deputada Benedita da Silva foi tão aplaudido que impressionou os próprios legalistas.

A votação de domingo por todos os deputados democratas assegurará a repactuação do governo que conversará com todos os movimentos que a apoiaram e os demais segmentos da sociedade e terá Lula como um dos grandes articuladores desta nova fase do nosso governo popular porque é preciso garantir: bolsa escola, bolsa família, Pronatec, Minha Casa Minha Vida, ações afirmativas, Mais médicos, Luz para todos e demais políticas sociais que tem contribuído para a melhoria do povo brasileiro.

Ah! os políticos. Estes sim, que deviam ser os mais democratas, pois são eles que legislam, que fazem as leis, mas ao mesmo tempo “estão mais preocupados em preparar armadilhas aos homens do que em dirigi-los pelo melhor, e pensam-se serem mais hábeis que prudentes …” (Espinosa).

Nossos democratas não agem dessa forma, não nos impõem o medo mas o discernimento e a razão para irmos em frente, derrubar as adversidades para o que aconteceu com Adriano Fonseca Fernandes Filho, André Grabois, Cilon da Cunha Brun, Telma Regina Cordeiro Corrêa, Brasil Nunca Mais.

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.242.025 hits

Páginas

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos