Archive for the 'Ética' Category

ASSOCIAÇÃO FILOSOFIA ITINERANTE (AFIN) LANÇA A CAMISA ‘LULA ECCE HOMO’

 

Produção Afinsophia.             

A  Associação Filosofia Itinerante (AFIN), Ong sem fins lucrativos que há mais de 16 anos trabalha no Amazonas produzindo junto com as comunalidades novas formas de afetos: sentir, novas formas de perceptos: ver e ouvir e novas forma de conceitos: pensar, através das potências práxis-ação e a poieses-criação movimentados pelo kinemazófico, teatrosófico, esquizo-som, afrosófico, filosófico, entre outros corpus produtivos, aproveitou o trabalho do artista Jô Hallack com o rosto de Lula quando fichado durante sua prisão como líder metalúrgico, e criou a camisa ‘Lula Ecce Homo”. 

   Ecce Homo foi a frase que Pilatos enunciou no momento em que Cristo encontrava-se diante de seus carrascos ambiciosos e embrutecidos: judeus e romanos. O Ecce Homo, que traduzido do latim, significa Eis o Homem, teve durante séculos o entendimento vulgar que representa o ato de Pilatos entregar Cristo aos seus algozes, mas não significa isso. O filósofo Nietzsche, que escreveu uma de suas mais contundentes obras em que ele faz um entendimento de sua vida com o título de Ecce Homo, junto com outros filósofos como Deleuze e Guattari, entende totalmente diferente. Para o filósofo da Vontade de Potência  quando Pilatos enuncia essa frase ele não enuncia como uma sentença acusatória, mas como o reconhecimento da grandeza de Cristo. O Homem Superior. Ecce Homo o Homem Superior cuja vida ativa o pensamento e o pensamento afirma a vida. É o que entende o filósofo Deleuze para quem Cristo é o mais amado, o que não prega a culpa, a cobrança, a acusação, a perseguição, o julgamento e a condenação. Cristo não cobra nada, não ameça, não pune, como fazem os hipócritas fariseus. Cristo em sua grandeza se diferencia dos homens reativos, má consciência e ascetismo moral. Os vingativos, odientos, hipócritas, covardes, orgulhosos, insignificantes, medrosos, submissos, magoados, rancorosos, inúteis. 

    A camisa Lula Ecce Homo não foi criada para ser vendida, mas usada pelos membros da AFIN como forma de seu engajamento em defesa de Lula, a democracia e o Estado de Direitos Brasileiro com sua soberania que se encontram ameaçados por antipatriotas que, como escravos dominados pela exacerbação de suas insignificâncias, seus sentimentos pobres de frustrados e martirizados, daí a predominância de uma consciência neo-colonial,  se subjugam a força do capital norte-americano e se apresentam como trapaceiros da Nação Brasileira. Afirmação inconteste de personagens golpistas.

     Agora, se o acessante quiser copiar o modelo Lula Ecce Homem, tem total liberdade. A AFIN como propulsora da inteligência coletiva não exerce qualquer proibição. Proibir e punir é coisa de paranoico, já dizia Michel Foucault, e não ato de Lula Ecce Homo. 

PREVISÕES DE MÃE SARA PARA O ANO DE 2018

 Resultado de imagem para imagens de pai xangô   

    Como ocorre todo fim de ano, a Associação Filosofia Itinerante (AFIN), dado seu engajamento com a cultura afrosófica, procura realizar um diálogo com algum representante das religiões afro para ouvir algumas de suas previsões para o ano que se mostra no umbral do tempo pulsado como corpo cronológico. Este ano a AFIN realizou seu compromisso de enunciação da inteligência coletiva dialogando com a insigne, talentosa, engajada, e militante Mãe Sara.

      Mãe Sara, além de comprometida com sua enunciação religiosa, é juíza com formação singular. Não é apenas provida da cultura jurídica, mas profunda conhecedora dos corpos que compõem o discurso jurídico, seu objetivo e sua forma de amestrar seus mestres propagadores deste discurso. Seus estudos lhe possibilitaram conhecer os textos sagrados da canônica medieval que imbricado com o Direito Romano criaram a ilusão da Lei como corpo Teológico-Jurídico responsável pela censura que procura se mostrar e se fazer amada por todos como Verdade da Lei. E que para isso recorreu à criação dos textos, as glosas dos textos, e os comentários dos textos pelos mestres propagadores da ordem dogmática. O Poder que domestica, imprime a norma e se quer obedecido e  amado.

    Como ilustre conhecedora da psicanalise lacaniana, entendeu que muitos dos agentes do Poder Judiciário não são nada mais do que enunciadores-sujeitados a ilusão da ordem dogmática do Poder mistificado pela força da escolástica jurídica, força de sedução, ordenação, imposição e cumprimento da ordem como corpo fálico-narcisista. Em outras palavras: o juiz não se encontra em seu lugar, mas no lugar do Outro, a Lei, que se formou nele pela força da sedução do Nome-do-Pai.

    Desta forma, a instituição jurídica surge para o juiz como mecanismo de defesa de sua consciência negada pelo desejo do Outro como lei censuradora. Sendo assim, o juiz não tem desejo e, consequentemente, lugar próprio, posto que se encontra aprisionado no desejo e no lugar do Outro como lei.

    Esse estudo feito pela Mãe Sara lhe trouxe muitos inimigos invejosos, já que ela colocou a Lei em sua ferida: servir para alguns agentes do judiciário usá-la como defesa para seus elementos psicóticos, porque o julgamento realizado por um juiz-capturado pela ordem dogmática, não reflete o corpo do Direito, mas a transferência projetiva de sua submissão e alienação institucional. E pior, para os prisioneiros do desejo do pontífice-jurídico, o amor do sensor, Mãe Sara tem uma tese inquietante e deformadora chamada o Decreto de Graciano, a mais lúcida personagem que analisou os juízos teológicos-jurídicos medievais.

   Apoiada nesses saberes, Mãe Sara criou o projeto psíquico-jurídico universitário, A Lei e Seu Amor de Punição com o objetivo de que todos os alunos do Curso de Direito sejam obrigados a participar para que conheçam os elementos psíquicos que constituem seus egos e que os impulsionaram a procurar o Curso de Direito. Assim, ao tomarem ciência de que a busca do curso é sintoma das censuras sofridas quando crianças, que lhes deixaram presos no desejo de seus pais confundido como Lei Civil, venham a mudar da decisão profissional antes de se tornarem corpus estranhos à Justiça, como se observa claramente no Brasil.

     Mãe Sara, como sempre alegre, atenciosa e colaborativa, recebeu os membros da AFIN, em sua Casa expressando sua franca singularidade. Apesar de um pouco cansada, havia chegado da Itália depois de participar de um Congresso de Psiquiatria sobre a Política da Psiquiatria de Franco Basaglia na Luta Antimanicomial, foi toda dedicação, carinho e inteligência. Vamos à entrevista.

 AFIN – Mãe Sara, vamos começar perguntando sobre um comportamento que vem  de forma violenta, tomando conta do Brasil. Nas suas previsões, o nazifascismo ainda vai continuar em ação.

Mãe Sara (Sorrindo) – Em ação, não!

AFIN (Contente) – Bela previsão!

MS – Ele não vai continuar em ação, porque ele não é ação, é reação. Daí seu corpo reaça. Esse tipo, que o filósofo Nietzsche chamava de degenerado ou atrasado, sempre existiu. O que ocorre é que com a sociedade virtual, a internet, parece que ele está dominando, mas não está. Ele não tem vida para existir em uma democracia que é a sociedade da vida produzida pelos homens e mulheres livres, como diz o filósofo Spinoza. Como que ele pode viver se viver é revelar o ontológico do Ser-Mudivivente. O nazifascista se situa sob a ordem da zona escura. Não tem luz. Por isso ele se afasta de tudo que tem luz. A democracia é regime da luz dos sentidos, da cognição da ética. Nada que serve ao nazifascista.

AFIN – Quer dizer que nenhum candidato desse tipo tem chance nas eleições de 2018?

MS – Nenhum. A maioria do povo brasileiro é psiquicamente saudável. É detentor de suas faculdades psíquicas, sensoriais, intelectuais e éticas. Não quer o mal para o Brasil.

AFIN – E o golpe vai continuar?

MS – Não!

AFIN (Eufórica) – Forte previsão!

MS – Ele não vai continuar, porque o que continua é o que tem movimento. O golpe não tem movimento é pura paralisação. Todos os seus personagens são tipos imóveis. Aí o ódio contra a democracia. Vejam as destruições que ele está realizando. Direitos trabalhistas, Previdência Social, educação, saúde, todos os corpos imprescindíveis às políticas públicas que vinha sendo praticada pelos governos Lula e Dilma.  

 AFIN (Preocupada) – Então vamos ter que suportar o ilegítimo mais uns meses?

MS – Não!

AFIN – Não? Então, ele vai cair?

MS – Não.

AFIN (Surpresa) – Não vai cair?

MS – Não, porque vocês sabem que pela Lei de Newton, só cai o que tem peso para realizar a gravidade. Que é movimento. Ele não tem peso e nem movimento. O que vai acontecer é que o povo brasileiro composto por todas suas vozes, seguimentos comunitários, vai testemunhar seu trabalho de produção da democracia levando o golpe ao desmanche total. Por exemplo, o que vocês da AFIN vêm realizando são produções de partículas políticas que estão sendo compostas por outras partículas políticas que constituirão o corpo democrático em todo o Brasil.

AFIN – Mãe Sara, esse ano é ano de Copa do Mundo e o torcedor brasileiro encontra-se interessado em saber do resultado da disputa. Então, lhe perguntamos: A Seleção Brasileira vai se sagrar campeã? Hexa?

MS (Gargalhando) – Não! Sem chance!

AFIN – Não!? Mas dizem que ela é uma boa equipe com um técnico talentoso? Por exemplo, tem o Neymar que dizem ser um craque.

MS –  Neymar não é craque nem aqui nem em Cremildolândia. Neymar é um loroteiro de pelada. Um produto de marketing. Qualquer perna de pau sabe disso. Além do mais, o técnico não é talentoso. Só conseguiu ser campeão pelo Coringão e classificar a seleção em primeiro lugar, porque todos os adversários estavam passando por períodos conturbados. E mais, é reacionário e alienado. Falou contra a corrupção e logo em seguida aceitou o convite para ser técnico da seleção enquanto os personagens da CBF estavam sendo presos por corrupção.

AFIN – Uma pergunta provocativa. Neymar ou Cristiano Ronaldo?

MS – Messi.

AFIN – Falando sobre corrupção no futebol, a Globo vai dançar no Fifagate?

MS – A Globo não dança.

AFIN (Confusa) – Não dança!?

MS – Não dança, porque só dança quem é livre, como diz Nietzsche. A Globo é escrava do capital norte-americano. Onde há a força do capital norte-americano, lá ela se encontra. Olha o caso do golpe. O poder da Globo é uma ilusão alimentada por alguns incautos e alguns globotários. A Globo se encontra em estado de estase: com diminuição de sangue. A internet foi seu coquetel Molotov. 2018 será mais uma prova de sua amenização. Se a Globo tivesse poder o Lula nunca teria sido eleito.

AFIN – E essa parte do judiciário vai continuar desfilando glamour na mídia alucinante?

MS – Não. Como a Globo é mãe fálica-narcisista da comunicação, e é onde essa gente se debruça em busca de exaltação e proteção, e estando a Globo em estado de estase, a essa parte do judiciário vai desaparecer e em seu lugar não vai ficar nenhum traço mnemônico. Nada de memória. Não podia ser de outro jeito. O que não é história “desmancha no ar”, como diz o jovem e o velho Marx.

AFIN – Falando em Marx, vamos deslocar uns rolês pelo Amazonas. Ano que tem eleições e o atual governador, que no passado se autoproclamava comunista, como forma de glamour, vem marketizando sua gestão com tom de candidatura. Em propaganda diz que 2017 foi um ano ruim para o Amazonas, mas em 2018 o ‘amor’ vai vencer. Qual a sua previsão para essas eleições aqui.

MS – Como vocês sabem profecia significar perceber o futuro, mas em sua forma boa. No entanto, o que eu vejo não é nada bom em termos de governança. Eu vejo que os candidatos ao governo serão, em sua maioria, os mesmos que sempre formaram o grupo do atraso do Amazonas. O grupo que jamais foi contemporâneo do desenvolvimento e humanização da sociedade amazonense. São sempre os mesmos. Simulam antagonismos, mas são gastronômicos parceiros antidemocráticos.  Exemplo, o governo que a propaganda se refere como governo ruim faz parte do mesmo grupo que atrasa o Amazonas há mais de três décadas. O governo atual, que promete o bom para 2018, passou 12 anos no poder e não produziu qualquer projeto de economia, agricultura, pecuária, saúde, educação, entretenimento, que pudesse ser celebrado como necessariamente humano ao povo amazonense. Portanto, se houver um candidato verdadeiramente democrático, o atual governo não se reelege.

 AFIN – E os deputados da bancada do Amazonas que votaram a favor do golpe, serão eleitos?

MS (Sorrindo) – A maioria vai para o balatal. Não tem talvez. Os que serão reeleitos serão reeleitos em função de alguns vícios que essas eleições ainda possibilitam como chantagem, ameaça, compra de votos, etc. Mas o povo em sua maioria encontra-se atento.

AFIN – E em relação aos deputados estaduais?

MS – Vai ser similar. Muitos não serão reeleitos. Mesmo com apoio de igrejas que servem de chantagem mística ao eleitor medroso, às lideranças comunitárias lambais, e até alguns pais e mães de santos apaniguados desses governantes. O povo amazonense sabe quem são os deputados capachos dos governadores. Os que legislam em benefício de seus grupos contra os direitos da sociedade.

AFIN – E Manaus vai continuar nessa mesma condição de abandono?

MS – Vai. Na verdade, Manaus tem em sua história péssimas administrações. A maioria dos prefeitos de Manaus sempre apresentou uma consciência colonizada, reacionária e provinciana. Essa gente sempre administrou para seus pares.

AFIN – O que significa que os buracos vão continuar do mesmo jeito?

MS – Não!

AFIN – Não!?

MS – Não! Vai piorar! Parece que os prefeitos acreditam que Manaus sem buracos não é cidade.

AFIN – E o transporte coletivo?

MS – Continuará abandonado e a população usuária sofrendo.

AFIN – E a senhora não vislumbra nenhuma situação boa para Manaus.

MS – Vislumbro.

AFIN – Ainda bem, porque a nossa angústia urbana estava aumentando.

MS – Eu vislumbro que o povo vai ficar cada vez mais consciente de seus direitos e se afastar do analfabetismo político. O povo manauara de 2018 não será o reflexo da indiferença. Essa mudança já se viu na eleição para governador tampão que ocorreu em agosto desse ano. Houve uma grande abstenção como reflexo pedagógico do eleitor que não queria nenhum dos candidatos reacionários. E em Manaus, a prova da mudança de consciência se deu com a votação do deputado Zé Ricardo do PT que bateu velhas caricaturas alienadas das direitas. Na verdade, em virtude da quantidade de eleitores que não votaram, era para ter outra eleição. Ou melhor, o Amazonas ficar até o ano que adentra sem governador, pois seria melhor para o povo. O povo mesmo saberia muito bem como administrar o estado.

AFIN – Saltando para o Sudeste. Dilma vai ser eleita senadora por Minas Gerais?

MS – Sem sombras de dúvidas. O eleitor mineiro não vai querer ser enganado novamente por Aécio ou outros semelhantes.  

AFIN – E Lula?

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, bebida

MS – Isso não é pergunta que a AFIN faça. Claro que não tem para ninguém. É Lula e estamos conversados. Se o povo quer não tem outro querer. Lula é a superioridade sensível, intelectível e ética da democracia brasileira. Nenhum burguês se aproxima dele, porque o povo não permite. Nem Moro, nem, Globo, nem a força opressora do Estado norte-americano pode paralisar e oprimir o desejo do povo que quer existir em seu lugar e não no desejo de outro que lhe aliena.

AFIN – E se condenarem Lula?

MS – Ninguém tem poder democrático, inteligência e ética para condená-lo. Ainda mais quando o povo brasileiro sabe que ele não cometeu nenhum crime. Por essa realidade, “eleição sem Lula é fraude”. Ou observando as enunciações psicanalistas: eleição sem Lula é Freud. É sintoma de exacerbação megalomaníaca narcisista que não tem nada a ver com democracia.  

AFIN – Quer dizer então, vamos à vitória!

MS – Não! Vamos à vitória não. Já somos a vitória.

          Depois da entrevista Mãe Sara serviu aos afinados umas doses da famosa aguardente de São Benedito regada com tira gosto de cajá. Loucura. A parada só parou quando o galo cantou. É mole?

            Para todos: Saravá meu Pai Xangô! Meu Orixá!  

MAIS VÍCIO – LULA DISPARA PARA 2018: 42%. AINDA VEM MAIS

 lula.jpg

Produção Afinsophia.

     Mais uma pesquisa do Vox Populi encomendada pela Centarla Única dos Trabalhadores, CUT, reafirma que o vício não para. Claro é vício, como vai parar?  Lula bate todos os assanhados-delirantes. O Sapo Barbudo aparece com 42% das intenções de votos com possibilidade de ganhar no primeiro turno. E no segundo? Liberado: não tem para ninguém.

     A pesquisa realizada entre os dias 27 e 30 de outubro e que ouviu 2 mil pessoas em 118 municípios, mostrou 10 possíveis concorrentes, a maioria golpista, e nenhum deles sequer esboçou um sinal de concorrência. O candidato da extrema-direita, que faz contínua apologia ao ódio, Bolsonaro ficou com 16%. Os outros só chegaram a 8%. 

     Um dos pontos importantes da pesquisa é o que mostra o quesito rejeição. A rejeição contra Lula vem despencando. Ele tem 39% de rejeição. A menor entre todos os ousados-deslumbrados candidatos. O extrema-direita, o mais despreparado de todos, Bolsonaro tem uma rejeição de 60%. Não podia ser diferente: a democracia, como diz a sabedoria-política grega, é a sociedade dos amigos, e não dos inimigos, onde campeia o ódio. Ódio é cabo-leitoral de Bolsonaro. E como a democracia é uma produção das potências-livres de todos, devir-povo, não há lugar para criaturas que odeiam o mundo transformado como objeto de suas projeções.   

 

MESMO EM PESQUISA MANIPULADA ELEITORES MOSTRAM QUE VOTAR EM LULA É QUESTÃO DE FÉ E RAZÃO: 40% DE CATÓLICOS E 32% DE EVANGÉLICOS VOTAM NELE

Produção Afinsophia.

Pesquisa manipulada do Datafolha, entre religiosos, mostra que Lula tem a preferência de 40% dos católicos e 32% dos evangélicos. Por sua vez, o candidato da extrema direita que faz apologia ao uso de armas pela população e se apresenta contra os LGBTs, Bolsonaro, tem 13% de preferência dos católicos e 21% dos evangélicos. Já Marina, a que riu sobre o cadáver de seu aliado Eduardo Campos, tem 12% da preferência de católicos e 17% de evangélicos. 

     Levando em consideração que tanto católicos e evangélicos representam o discurso cristão, e sabendo-se que o discurso cristão prega a solidariedade entre os homens em comunhão de todos, a pesquisa manipulada tem quer ser lida e entendida em dois planos. Um plano que mostra qual o cristianismo que os seus representantes seguem. Outro o que realmente propaga a fé no outro como companheiro de jornada ontológica. 

     Do primeiro plano pode-se extrair que quem representa a solidariedade cristã é Lula. O seu governo popular em que tirou quase 40 milhões pessoas da escala da pobreza e desenvolveu políticas sociais que beneficiaram a maioria da população brasileira, já confirma essa vocação cristã de dimensão superior sobre o entendimento da humanidade. Coisa que nem Bolsonaro e Marina, os dois golpistas, têm. Apesar de Marina se propagar quase como bispa.

     O segundo plano dos que acreditam no outro como companheiros capaz de promover o amor fraterno. O que significa acreditar no outro como seu próximo-necessário. Amar seu próximo como a si mesmo, mas quando o si mesmo encontra-se comprometido com a liberdade criadora de cada um como comunalidade cristã. Lula é esse personagem que o próprio Papa Chico reconheceu. Os dois, Bolsonaro e Marina, não apresentam essa dimensão do amor ao próximo como primeiro modus de ser cristão em compromisso engajado com a liberdade criadora de novas formas de pensar e agir em comunhão-racional. Um prega a violência, a outra prega uma fantasia sobrenatural que dissipa a ordem da racionalidade.

     Os eleitores cristãos que votam em Lula mostram que a religião não se resume a abstrações pessoas que afasta a experiência objetiva dissipando a razão. Para eles não pode existir fé sem razão. O que mostra que a política, em seu sentido superior, não pode existir sem a fé comungada com a razão. Já os eleitores dos dois, infelizmente, não atingiram esse grau de essencialidade religiosa. Para eles a religião é um topos onde eles vão projetar seis sentimentos individuais, onde alguns deles se harmonizam com a violência de Bolsonaro e o deslocamento mágico de Marina. 

    Deste quadro apresentado pelos dois tipos de eleitores, fica constatado que os eleitores de Bolsonaro e Marina, não vivenciaram o mundo como a dimensão-cósmica-harmônica que serve de indicador para construção de uma sociedade em todos tenham os mesmos direitos de viver, viver bem comprometidos com todos. O que é a ética democrática.  

O GOLPISTA TEMER ESCREVE CARTA AOS SEUS SEMELHANTES SE DIZENDO INDIGNADO COM A “CONSPIRAÇÃO” PARA DERRUBÁ-LO

Resultado de imagem para imagens de temer

Produção Afinsophia.

Todo golpe não é só um atentado contra a democracia e a política, como essência dos cidadão que vivem em sociedade, mas também a  demonstração da aberração que domina os golpistas. O que significa que todo golpista não é perpassado pelo valor-afeto pudor, honradez e moralidade. No contexto geral de uma sociedade um golpista é um corpo corrompido democraticamente. O golpista não vivenciou, em seus percursos existenciais, a singularidade da alteridade entre os indivíduos que os transformam em potência humanidade. O viver em sociedade pela sensibilidade, razão e ética.

Quando um golpista desespera afirmando que lhe estão perseguindo, qualquer democrata sabe que ele não fala a verdade, porque ele, em seu universo aberrante, não sabe o que é perseguição, em virtude de não conter em si a dimensão da honradez que incomoda o perseguidor. Dilma pode falar em perseguição em função de ter sido atingida pela imoralidade das aberrações.

Temer é o líder do golpe. O golpe foi a perseguição e execução cruel sobre democracia amparada em mais de 54 milhões de votos livres. Nenhum democrata persegue o golpista Temer. Os democratas apenas lutam pelo movimento real do existir político do Brasil que foi violentado pelos golpistas das mídias, parte do judiciário, empresários e parlamentares.

Daí que a perseguição que Temer se refere é o comportamento de seus próprios semelhantes que visam mais ganhos materiais e não democráticos. Por isso, o seu desabafo missivista é apenas entre eles mesmos. Apesar de causar nos democratas um certo significado hilário. Ele um conspirador lamentar afirmando que há uma “conspiração” contra si.

“São muitos os que me aconselham a nada dizer a respeito dos episódios que atingiram diretamente a minha honra. Mas para mim é inadmissível. Não posso silenciar. Não devo silenciar”.

“Jamais poderia acreditar que houvesse uma conspiração para me derrubar da Presidência da República. Mas os fatos me convenceram. E são incontestáveis”.

“Agora trazem de volta um delinquente conhecido de várias delações premiadas não cumpridas para mentir, investindo contra o presidente, contra o Congresso Nacional, contra os parlamentares e partidos políticos”, diz trechos da carta.

Coisas de Temer, o honrado.

BLOG AFINSOPHIA COMUNICA AOS ACESSANTES: O WORDPRESS USA ESPAÇO DO BLOG PARA FAZER PUBLICIDADE SEM AUTORIZAÇÃO

Colcha de Retalhos

Colcha de Retalhos. Logo da Associação Filosofia Itinerante (AFIN)

 Breve histórico-virtual. O Blog Afinsophia, corpo-virtual da Associação Filosofia Itinerante (AFIN), iniciou contrato com o WordPress no mês de agosto do ano de 2007. Portanto, há exatamente 10 anos. Tratou-se de um contrato discriminado como plano de domínio. O que significava que o WordPress não poderia exibir publicidade no espaço-virtual do blog em virtude do mesmo não ter qualquer interesse em participar do mundo enebriante da publicidade-capitalista, visto que como um englobante-filosófico acredita no escritor George Orwell quando ele diz que a publicidade é o fruto mais sujo do capitalismo.

   Pois bem, passada toda essa década o contrato foi cumprido. Porém, a partir de umas semanas para cá começou aparecer no Afinsophia propagandas sem qualquer autorização da direção do blog. Como o blog é acessado e seguido por pessoas que acreditam nos discursos expressados e defendidos por ele, como verdades necessárias para criação de novas formas de sentir, ver, ouvir e pensar,como afirmam os filósofos Deleuze e Guattari,  tínhamos a obrigação de procurar saber o motivo de tal procedimento do WordPress, porque para nós trata-se de uma violência contra o corpo-virtual-filosófico do blog que atua junto com a inteligência coletiva na produção  ontológica do existir.

    Diante de nossa inquirição o WordPress informou que as propaganda estavam sendo exibidas porque nosso plano permitia e que se quiséssemos  impedi-las teríamos que contratar outro plano. E mais, que os anúncios eram para pagar os custos. Orá, nós pagamos todo ano a taxa referente ao direito de domínio, como já foi escrito, que significa que o WordPress não oferece gratuitamente o espaço-virtual usado pelo Afinsophia. E mais do mais, o WordPress usa o espaço dos blogs que não têm plano de domínio para exibir publicidade. Para isso basta que o blog tenha um bom acesso. Um exemplo: quando no passado deixamos de pagar a taxa, logo começaram a desfilar propagandas. Quando pagamos a anualidade elas foram retiradas. 

    Como esse comunicado visa especialmente nossos acessantes e seguidores, queremos informar que estamos tomando as devidas providências, com possibilidade de acabar o contrato com o WordPresss.

                                                Abraços afinsophianados.    

O VÍCIO CONTINUA: PESQUISA AFIRMA QUE LULA CONTINUA MANDANDO VER EM TODOS OS CENÁRIOS. É MOLE, DIREITA?

Produção Afinsophia.

 Entre os dias 13 e 16 de setembro, a CNT/MDA realizou sua 134ª Pesquisa em 137 municípios de 25 estados das cinco regiões do Brasil quando foram entrevistados 2.oo2 eleitores, e qual foi o resultado? O vício: Lula ganha nos dois turnos. O que significa que Moro e sua turma, mais a Globo e seus apaniguados, não conseguiram tocar em um fio de cabelo da vontade do povo em relação ao Sapo Barbudo, como diria Leonel Brizola. 

   Para fazer as direitas se arrepiarem, um pouco da pesquisa.

    Opinião espontânea. Lula antes tinha 16, 6%, agora abiscoita 20,2%.

 Os outros. Bolsonaro, 10,9%. Dória, 2,5%. Marina, 1,5%. Ciro, Alckmin, todos com 1,2%.

  Opinião estimulada. Lula, 32,7% .

  O extrema-direita, Bolsonaro, fica com 18,4%. Marina 12,1%. Dória, 9,4%. Ciro, 5,3%. Alckmin, 8,7%.

   Segundo turno. Lula contra Bolsonaro: Lula 40,5%. Extrema-direita, 28,5%. Contra Alckmin. Lula 41,8%. ‘Santo’, 14,8%. Contra a escolhida por Deus, Marina. Lula, 39,8%. Evangélica, 25,8%.

     E como fica o Temer? Em estado temeroso. Somente 3% consideram seu governo ótimo e bom. São os que pertencem a sua quadrilha. Em fevereiro ainda tinha 10% a seu favor. Deveriam ser os que ainda acreditavam que tudo que reluz é ouro. 

     E o Aécio, o deus dos delirantes, como fica? Fica com seus 0,3%. Eleito sem qualquer suspeita como deseja seu amigo Fagner e Zico, entre outros analfabetos políticos.  

   

A VIRTUDE JURÍDICA DE LULA DIANTE DE MORO: “…PRESTEI DEPOIMENTO A UM JUIZ IMPARCIAL?”

 


Produção Afinsophia.  

   O filósofo Nietzsche diz que nem todos nascem com a virtude da Justiça. O que significa que não adianta cursar um curso de Direito para ter a virtude da Justiça. A virtude da Justiça não é um produto saído dos conteúdos programáticos dos Cursos de Direitos que estão imbricados ao corpo jurídico do Estado. A virtude da Justiça é um modus de ser movimentado pelos que alcançaram o sentido ontológico do Ser Humanidade. A humaniora, diz o filósofo Kant. O compromisso e responsabilidade histórica com o humano.

    O Brasil é um país com milhares de agentes jurídicos, mas poucos como  dimensão da virtude da Justiça. Dalmo Dallari, Fábio Konder Comparato são dois desses poucos. Mas a virtude da Justiça não pode ser referida apenas aos agentes do Poder Judiciário. Uma pessoa que não tenha qualquer curso superior, um simples pessoa do interior de uma cidadezinha é capaz de carregar esse corpo virtude da Justiça. Lula, que não tem curso superior, é um homem em que a virtude da Justiça se faz presente desde criança. A virtude da Justiça é seu espírito ontológico de homem histórico. Daí ser invejado e odiado pelos que fantasiam Justiça como castigo, punição. As formas mais irracionais de se entender a Justiça.

     Lula em seu entendimento de como a Justiça encontra-se expressada de forma banal, sabe da fórmula como deve ela ser dita. Em um seguimento do filósofo Baudrillard, que trata das coisas que passaram de seus limites e entraram em ex terminis, excrecência, Lula diria: O êxtase da Justiça, a parcialidade, mais justa que a lei.

      Então, lula perguntou a Moro: “Posso olhar nos olhos do meus netos e dizer que prestei depoimento a um juiz imparcial?”

    

TEMER AFIRMA NA MAIOR QUE É GOLPISTA: “NO BRASIL, CADA UM QUER DERRUBAR O OUTRO”

Resultado de imagem para imagens de temer

 Produção Afinsophia.

  Claro que os brasileiros democratas sabem que os golpistas são desprovidos de qualquer valor ético. Sabem que são verdadeiras aberrações sociais. Não atingiram o grau de elevação que faz uma pessoa ser humana. São simplesmente destituídos de qualquer virtude ontológicas.

   Como não age com racionalidade, o golpista é impulso-egoísta puro. Seu lance é açambarcar o maior número possível de benefícios. Daí, que embora o golpe tenha contado com a participação de milhares de agentes, todos eles só procuram seu pirão primeiro. O seu lucro maior na expropriação do governo popular da presidenta Dilma Vana Rousseff, eleita com mais de 54 milhões de votos de eleitores democratas. Eles são, entre entre eles, o que sempre foram: calculistas individualistas, imorais.

    Temer vem nos mostrar essa realidade incontestável. Denunciado por corrupção por todos os lados tem tentado se apresentar como diferente ao mesmo tempo que tenta apresentar um Brasil irreal para confundir os incautos e satisfazer seus cúmplices. Em pronunciamento afirmou: 

     “O povo brasileiro é maior do que toda e qualquer crise, o povo brasileiro é capaz de encarar os problemas, muitas vezes artificialmente criados, e dizer ‘não vou para o artifício, eu vou na realidade’, e a realidade é o crescimento do país”.

      E mais, afirmou também que “facínoras roubam do país a verdade e bandidos constroem versões” tentando receber perdão para seus crimes. 

       Cabe a Temer, sem qualquer sinal paradoxal, “roubam a verdade do país”. E, “constroem versões”. Tudo que ele faz na mão grande.

    Porém, o grande lance de Temer, em relação a si mesmo, foi afirmar: “No Brasil, cada um quer derrubar o outro”. 

       Temer tenta reduzir o Brasil ao seu entendimento e sua prática, porém a democracia não tem nada a ver com as rasteiras dos golpistas. Na democracia há ética e forma livre de existir ontologicamente.

JANOT E GLOBO SOB A PÁ DE CAL, QUEM ACREDITA NELES? NINGUÉM DO MUNDO DOS VIVOS

Resultado de imagem para imagens da globo e janot

  Produção Afinsophia.  

   Uma pessoa acredita que seus atos são decorrentes de sua vontade. Ledo (Ivo) engano. O mundo é quem lhe comanda. Com se diz: eu não fumo o cachimbo é o cachimbo quem me fuma. Eu não analiso o objeto é o objeto quem me analisa. Há quem, em mais delirante narcisismo paranoico, acredite que é amado por seus atos. Pura falta de singularidade. Todos que procuram aprovação são os tipos que perderam ou nunca tiveram singularidade. É dessa indigência existencial que nasce a crença de que os atos são produtos de sua vontade.

     Os indigentes de singularidades sempre procuram as instituições para se protegerem contra essa indigência. Eles não suportam carregar sozinhos suas indigências. Amparados nas instituições eles podem simular ser o que não são: se sentirem fortes e importantes. Vistos e reconhecidos além de suas indigências que se encontram encobertas por suas posições institucionais. 

     O ledo (Ivo) engano desses tipos sofridos, é que suas perspectivas encontram-se fixadas no ponto que eles tomam como referências para seus narcisismos delirantemente paranoico. Como estão obliterado por essas perspectivas não têm o olhar oblíquo. O olhar que escapa do campo definido como harmônico-perceptivo. Eles só percebem o que encontra-se nesse campo que concede a harmonia ilusória do olhar. Daí serem tristemente entes das hierarquias. Como o que se encontra no campo oblíquo não pode ser hierarquizado suas ilusões se desfazem diante do real.

      O procurador-Geral da República, Rodrigo Janot e a Rede Globo são desses tipos de crentes mandantes do mundo. A Globo segue confiantemente o enunciado da teoria da comunicação que acredita que a informação é para ser acreditada, cumprida e propagada. Ela precisa acreditar nesse dogma da teoria da comunicação. É um caso de crença que extrapola as indicações reais. Ela crê que é a alma do receptor. Assim, como o que sustenta o emissor como o medium da existência social. Ela crê que produz opinião pública. Ou que confunde a opinião pública em seu próprio benefício. O benefício delirante de que é importante para o Brasil.

    Na verdade, a Globo não acredita que, em sua sordidez-comunicacional, controla o receptor. É por isso, que ela continuamente lança invectivas contra Lula e o PT. Há nela a certeza de que não pode jamais atingir Lula. Se ela continua sua tara paranoica é para manter a ilusão que existe. Nem que seja em forma de delírio. Ela sabe que a maioria do povo brasileiro não acredita em sua fé. O que lhe alimenta mesmo, são seus semelhantes. Os que também odeiam e invejam o que Lula simboliza distribuído entre a maioria do povo brasileiro. 

     A Globo não carrega em si qualquer corpo humaniora, como diz o filósofo Kant, a íntima empatia universal entre os homens que lhes proporciona o sentido de humanidade. A Globo não tem qualquer dimensão humana.

      Quanto a Janot, o jurista Eugênio Aragão já o exibiu com detalhes para a sociedade brasileira. Exibiu suas formas de tratar as pessoas que lhe serviriam de subida em sua ambição institucional. Exibiu como ele, Janot, tratou José Genoíno, incluindo-o no chamado “mensalão” depois de várias vezes encontra-se com ele em alguns momentos gastronômicos. Agora, recentemente, Aragão, explicitou sua ambição e irresponsabilidade que comprometeram profundamente no Ministério Público.

     Como a Globo, Janot, sob a pá de cal, tentou desviar a atenção sobre si do caso com a JBS, mas, como ocorre com o sem singularidade, piorou sua situação. Ao pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquéritos contra Lula, Dilma e o PT, seu ato, delirado como se fosse sua vontade, foi entendido pela maioria da sociedade como uma recurso próprio dos que viram o espelho de suas vaidades se estilhar e sua imagem se transformar em micros estilhaços incapazes de serem reunidos para uma outra aventura virtual.

    Em síntese, a Globo e Janot não têm qualquer reflexo. Não se refletem no mundo das singularidades. São catástrofes: o que se enrola em si mesmo. Perda de energia: grau zero. 

AS CÓPIAS DOS PAIS NA PROPAGAÇÃO DA POLÍTICA DAS FAMÍLIAS

Whatsapp

Produção Afinsophia.

O antipsiquiatra inglês, Ronald Laing, afirma, através de seus estudos sobre a política das famílias, que existem dois nascimentos: o nascimento biológico e o nascimento existencial. O primeiro é da ordem do nascimento de todos. O segundo é da ordem das vivências de cada um. Mas não vivências indiferenciadas, e sim, vivencias diferenciadas. O que significa que nem todos nascem existencialmente.

O nascimento existencial, sendo um estar-no-mundo confirmador da ontologia do existir, requer separação dos laços familiares que constituem toda a política das famílias. Esse nascimento é confirmado quando o sujeito se tornou agente de si mesmo como partícipe da comunidade ontológica. Quando deixou  o culto aos fantasmas familiares imobilizadores da infância que impedem o crescimento. Fantasmas que se deslocam de gerações passadas e perseguem as novas gerações que nunca chegam ser novas gerações ontologicamente. Mas a questão crucial que se encontra nessa política das famílias, é que não se sabe onde se encontra o original. O que deu origem as cópias que se propagam em forma de profusão.

Como na política dessas famílias os valores cultuados são tidos como necessários e verdadeiros, ao passarem para outras gerações, são tomados por essas gerações como também necessários e verdadeiros. Por mais que eles destoam dos valores da maioria da comunidade. Um dos elementos responsáveis por essa fixação desses valores são os signos místicos e míticos que encobrem o signo família como sendo um símbolo sagrado infalível. Daí porque poucos escapam dessa política familiar.  A não ser através de outros atalhos. Daí porque esses filhos filhos afirmam que seus pais estão sempre certos.

O deputado-golpista Wladimir Costa, o da tatuagem com o nome de Temer, e que foi denunciado como tendo assediado uma jornalista, e que vai ao Conselho de Ética da Câmara Federal, postou, e compartilhou, uma foto em que aparece uma adolescente de 16 anos seminua, com legenda indicando que ser a filha da deputada Maria do Rosário (PT/RG). Como se conhece uma pessoa por suas proposições, sabe-se que a deputada jamais teria uma filha que transitaria pelo celular de tipo como o simulado-deputado (simular: fingir ser o que não se é) que o Brasil conhece por suas proposições.

Como Maria do Rosário nasceu existencialmente, e é essa existência que incomoda os não-existentes, infere-se, sem qualquer erro, que seus filhos também nasceram existencialmente. Se movimentam em suas livres ontologias omo seres que autentificam o existir. Porém, a postagem do simulado-deputado, não se resumiu a adolescente. Ela mostra a foto de Eduardo Bolsonaro, filho do deputado Jair Bolsonaro, que acabou de ser condenado pelo STJ por ofensa a deputada Maria do Rosário. O que deixou seus semelhantes indignados. Na foto tem a legenda. “É na educação dos filhos que se revelam as virtudes dos pais”.

Os deputados Wadih Damous e Jorge Solla vão protocolar a denúncia contra o simulado-deputado.

COISA DO INDIGENTE ESTADO DE SAÚDE NO AMAZONAS: IRMÃO DO GOVERNADOR TAMPÃO DISCUTE PROPINA COM DIRETORA DE INSTITUTO

Produção Afinsophia. 

Ouça o vídeo. Porém, não esqueça de lembrar: no Amazonas há mais de 30 anos, quando o grupo de politicofastros (falso político, no grego) o capturou, todos os serviços públicos se mantém em estado deplorável. E a alcunhada saúde não deixa por menos. Como se sabe, todasas secretarias são transformadas em feudos do grupo. É essa subjetividade perversa quem alinha todos que se pretendem representantes do povo em todos os seguimentos do estado-capturado.

   Por isso, não foi surpresa os oito deputados federais e os dois senadores, votarem com o golpe que extraiu a fórceps a presidenta Dilma Vana Rousseff  do governo popular, eleita com mais de 54 milhões de votos democráticos.

     O diálogo não tem nada de surpreendente. Como se diz no debocha: Faz parte.

 

NÃO ADIANTOU MORO CONDENÁ-LO: O VÍCIO AUMENTOU: LULA DISPARA EM NOVA PESQUISA 32%. E A PESQUISA É DOS REACIONÁRIOS

 Produção Afinsophia.

  Já era para o cansaço nos paralisar, com tanta dimensonalidade do vício. Fazer o quê? É vício, manas e manos. É o vicio da democracia que o povo, como potência do real político, pratica. A potência do real político que nenhuma força contraída em si mesma, sem corpus de expansão, pode imobilizar e muito menos eliminar. Se a burguesia, em sua forma molar, como o caráter imutável do corpo reacionário não pode processar o movimento real, o povo processa em práxis e poieses.

  Breve demonstrativo de como o vício se mostra hoje, dia 16, através da pesquisa do instituto reacionário Data Poder360, irmão siamês do DataFolha. Na pesquisa realizada em julho, de acordo com as duas simulações, Lula tinha 23% e 26%. Agora, nas duas simulações, Lula desponta – imbatível – com 32% e 31%. O que significa que o Sapo Barbudo teve os aumentos de 9% e  6%. Coisa de louco, moçada!

   Dados só para evidenciar mais os dissipados do real. Os ousados desmancados que fantasiam disputar com Lula.

    Primeira simulação. Lula, 32%. Bolsonaro, candidato dos analfabetos políticos delirantes, 25%. Alckmin e Ciro Gomes, 4%. Marina, a evangélica materialista, 3%.

    Segunda simulação. Lula, 31%. Bolsonaro, 18%. Dória, o janota dublê de prefeito, 12%. Ciro, 6%. Marina, 3%.

      E sobre o ressentido Aécio, o Mineirinho guloso, conta quanto? Zero! Estrelado para causar inveja no Serra e Fernando Henrique.

    A pesquisa foi realizada ente os dias 11 e 14 de agosto, por telefone fixo e celular onde forma entrevistados 2088 eleitores de 197 municípios.

     Quanto mais o povo expressa seu amor por Lula, mais os inimigos se rasgam de ódio e inveja. Lula, como democrata-real, se comportou como homem que deve ser odiado e invejado pelas atrofias sociais. Então, por elas lhe odeiam e lhe invejam se elas não se comportaram como democratas-reais? Elas odeiam e invejam Lula, porque querem ter o que Lula tem e elas nunca tiveram. Fábula do Corvo que inveja o Pavão, contada pelo filósofo Baltazar Gracian, em seu Homem Universal. com todo respeito aos animais Corvo e Pavão que apesar do antropomorfismo, não merecem ser sentimentalizados com os valores do homem. Principalmente valores de homens e mulheres aberrações que representam as direitas do Brasil.

    É mole? Espere que vem mais. 

   

QUER MAIS VÍCIO? LULA JÁ PAPOU 2018, DIZ PESQUISA. MELHOR PRESIDENTE 55%, MAIS TRABALHADOR 65% , A VIDA MELHOROU 61%, BOM ADMINISTRADOR 58%. QUER MAIS VÍCIO? ESPERA

Lula na Quadra dos Bancários com UMM

   Produção Afinsophia.

    Pesquisa CUT/Vox  Populi realizada entre os dias 27 e 31 de julho com 1999 eleitores em 118 municípios  de todos os estados brasileiros e Distrito Federal reafirma que Lula venceria todos os ousados candidatos nas eleições presidenciais em 2018, que já é hoje. Veja o Moro preocupado em toná-lo inelegível. Não adiantou o juiz das direitas (não confundir com Diretas) condená-lo, porque deu o revertério: aumentou o número dos que dizem votar no vitalício metalúrgico. Marcos Coimbra do instituto diz que o aumento se deu, também, porque Moro não conseguiu provar que Lula é culpado. Foram 42% que fizeram esse entendimento.

     Em todos os cenários o Sapo Barbudo sova os ousados deslocados do real. Veja a tabela do vício como aperitivo já no segundo turno.

Lula – 53% Bolsonaro, o amaor dos nazifascistas, 17%. Dória, o janota ensandecido, 17%.

Lula – 52%. Marina, a evangélica assombragética, 15%. Alckmin, Opus Dei, 15%.

      Em um cenário em que os entrevistados não recebem as cartelas e só dizem em quem votaria. É coisa de doido, mano!

  Lula – 42%. Bolsonaro – 8%. Marina – Marina – 2%. Ciro, Moro, Fernando Henrique, Joaquim Barbosa e Alckmin, todos com 1%. E o Aécio? O Aécio? Continua estourando a boca do balão: Zero!

        Em cenário com pesquisa estimulada, onde são mostradas as cartelas com os nomes dos candidatos.

 Lula, o eterno vício, – 47%. Bolsonaro – 13%. Marina 7%. Alckmin – 6%. Ciro – %.

        E quando é colocado o nome do janota Dória? Que pergunta.

Lula – 48%. Bolsonaro- 13%. Marina – 8%. Ciro – 4%.

        É, pois é, seu Zé. De qualquer perspectiva Lulão, o comandante, é imbatível. Enquanto isso, as aberrações reacionárias se rasgam de ódio e inveja perseguidas pelo fel torpe da vingança. 

 

O FILÓSOFO NIETZSCHE PERGUNTA, AOS BRASILEIROS INDIFERENTES, EM QUE ERA VIVEM

Resultado de imagem para imagens de nietzsche

Produção Afinsophia.

 O filósofo Nietzsche, afirma que os homens agidos são aqueles que não agem só reagem. Por tal, são os niilistas. Os que cultuam o pessimismo como forma de impedir o movimento da Vontade de Potência. São homens cujo nascimento já os trouxe como epígonos: os que nascem com os cabelos brancos. Para quem a vida é sofrimento eterno.

   Imobilizados, eles se apegam as ilusões que suas perspectivas ressentidas lhe proporcionam. Sua luta é se manter longe dos embates da vida como florescimento do viver. São homens enfermos, mas que essas ilusões lhes deposita satisfaçam como se fossem a representação da saúde. Ao contrário da vida ativar o pensamento neles e o pensamento afirmar a vida, neles o que predomina é a existência sem vida ativa e pensamento confirmador.

    Nesse quadro mórbido, inimigo da vida, eles não poderiam se arrastar de outra forma, a não ser como macabros indiferentes. São eles os que no momento atual, em que o Brasil passa pela maior dor de sua história, onde o pessimismo vem se consagrando como o rumo necessário, em forma espectral, que curvam as cabeças em uma dor lânguida como forma de se desvencilharem da vida. 

      Eis a pergunta de Nietzsche.

     “A mais nobre virtude. – Na primeira época da humanidade superior a valentia é considerada a mais nobre das virtudes; na segunda a Justiç, na terceira, a moderação, na quarta, a sabedoria. Em que era vivemos? Em qual vive você?”.  

MORO ELEGE LULA PRESIDENTE: 80 MILHÕES DE ELEITORES, DEPOIS QUE O COMANDANTE TEVE SEUS CARAMINGUÁS CONFISCADOS, CONSEGUIRAM R$ 80 MILHÕES PARA ELE IR LEVANDO A VIDA

Produção Afinsophia.

Com é do saber popular, Moro escarafunchou a existência do comandante Lula para encontrar provas que pudessem servir de elementos-jurídicos para condenar o político mais amado da História do Brasil, e nada encontrou. Encontrou Aécio, como diz Lula. Mesmo assim, como bem sabe o povo, condenou o Sapo Barbudo, sem qualquer prova, a não ser a prova construída por sua imaginação-persecutória.

 Com a condenação, como sabe o povo, vieram as contestações de toda parte do Brasil e do mundo, defendendo Lula. Como diz o ilustres, engajado e intelectual Jânio de Freitas, Moro se descontrolou nas argumentações. Exacerbado em sua obsessão-lulista, o juiz mandou confiscar até a previdência social do comandante. Com o puro objetivo, o que se pode observar por suas “convicções”, de causar dor no eterno-metalúrgico. Em sua busca pela grana de Lula, o juiz só encontrou alguns caraminguás e uma camioneta, sem valor, segundo o judicativo. Dessa forma, negando a subjetividade-capitalista que tanto protege, posto que para o capitalismo tudo tem valor. Até a inutilidade. 

 Ocorre que Lula, em sua sublimidade, como diria o filósofo Spinoza, não compõe com tristeza. Lula sabe que compor com tristeza é sofrer baixa na potência de agir, além de expressar, confirmativamente, ausência de inteligência. Daí, que Lula, como afirma a senadora-emancipada Gleisi Horffmann, é um ser de todos nós, já sentiu o resultado das perseguições de Moro: foi tri-eleito presidente do Brasil.

  Em menos de um dia, 80 milhões de eleitores depositaram, cada um, 1 real, na conta 13.13.13 (consignada como Lula três vezes-presidente), aberta por eles no Banco Eleição Sem Lula é Fraude, que somou a bagatela de 80 milhões que, de acordo com os corpos jurídicos, Moro não pode confiscar essa bufunfa, posto que a conta é coletiva. Ou, na linguagem filosófica Spinoza/Negri, comunalidade.

    Por tal, fica comprovado que Moro elegeu Lula, já que 80 milhões de eleitores aos contribuírem com 1 real sintetizam quantidade de votos na próxima eleição. Fato que nenhum opositor ousado se aproximará. 

  Como diz o filósofo Chico Piracema, o povo é sábio. Na verdade, ele queria dizer era, o povo é fode, rapaziada. É a TransLulação!  

   

MORO FAZ SUA PARTE: AUMENTA O NÚMERO DE FILIADOS DO PARTIDO DOS TRABALHADORES

Produção Afinsophia.

O filósofo Nietzsche nos leva a entender que existem dois tipos de conceitos sobre justiça.  O conceito de justiça institucional, na qual muitos homens e mulheres empatizam suas realidades psicológicas; e o conceito de justiça natural, a justiça em que homens e mulheres são traspassados pela vontade de justiça que não nasce através do curso de direito.

A justiça institucional é coisa dos homens. Faz parte de seus negócios comprometidos com a realidade humana, diria o filósofo Sartre. A justiça natural é modus de ser da substância-natureza-naturante, pensa o filósofo Spinoza. Porém, essa justiça também se move por entre os enunciados da justiça institucional transpondo seus significados judicativos. Ou seja, escapa de suas determinações não expressando a vontade designadora do juiz.

Como já é do conhecimento até das pedras que não rolam, por isso não criam limo, o objetivo maior de Moro é auxiliar as direitas para que Lula não seja candidato em 2018. Ele sabe que Lula é o único que pode ser eleito e, através de um governo popular – como já fez – mudar o quadro terrorificante produzido pelos golpistas.

Daí, que Moro, como agente da justiça institucional com sua compulsiva prática persecutória contra Lula, não pôde entender que sua decisão de condenar Lula iria servir de drive (para Freud trieb, libido) para que pessoas buscassem se filiar no Partido dos Trabalhadores. Na linguagem freudiana, investir suas libidos-narcísicas no objeto ideal de seu amor. São mais de 3 mil pedidos de filiação ao partido depois de sua decisão judicativa que é contestada por grande maioria do povo brasileiro. Só não pelos abstraídos globotários.

Desta forma, a democracia agradece a Moro por sua grande contribuição para o aumento de membros do PT. Aliás, o único partido que cresce no momento em que parte dos acéfalos se tomam como cientistas políticos e querem o fim de todos os partidos. Coisa de mentecapto. Ou, em outra ortografia, coisa de porra-louca.

LULA VAI PEDIR DIREITO DE RESPOSTA A GLOBO POR MATÉRIA CORROMPIDA. VALE, MAS O POVO SABE QUE ELA É FARISAICA: FINGE MORAL SENDO IMORAL

Produção Afinsophia.

A Rede Globo, por sua origem e tradição, é useira e vezeira dos recursos que lhe aprazem para manter seus status farisaico. Sempre esteve encadeada com os corpos mais vis que conspiraram contra a soberania e a democracia do Brasil. Foi criada com capital norte-americano, o que inconstitucional. Trabalhou e apoiou a ditadura civil-militar que oprimiu o povo brasileiro entre os anos de 1964 a 1985. Promoveu, junto com seus semelhantes atrofiados, o golpe que assaltou o governo da presidente Dilma Vana Rousseff, eleita om mais de 54 milhões de votos democráticos. Por tal, um governo em que o povo tinha maior participação. Agora, com objetivo de manter o seu padrão Globo de trapassa, finge que briga com o golpista-mor Temer, para colocar no poder seu apaniguado-parlamentar Rodrigo Maia.

 Com esse tipo de caráter psicossocialpatológico  é a maior apoiadora das decisões de Moro contra representantes da esquerda, portanto, a que mais teve interesse em que o parcial juiz condenasse Lula. Nesse momento, de olho no julgamento na TRF4, iniciou sua sórdida campanha para que seus membros se sintam apoiado por ela e, então, se deixem influenciar pelas luzes e sons artificiais e fantasmagóricos de sua casa assombragética. Tudo que não se espera de um juiz em uma democracia que reflete o Estado de Direito e suas Leis Constitucionais.

 Com esse objetivo farisaico, ela usou uma de suas três maldições dominicais do F, Fantástico, as outras são Futebol e Faustão, para em matéria longa e claramente montada, tentar fazer com que o telespectador-alienado-masoquista (assisti-la não pode ser tratado de outra maneira a não ser como alienado-masoquista) acredita-se e se colocasse a favor da decisão de Moro contra Lula. Lula, o presidente que lhe auxiliou a sair da falência. Só que a maioria do povo brasileiro não é otário e conhece a deusa maléfica, filha abjeta do capitalismo predador cuja prática é tentar destruir mentes e corações para escravizá-las.

   Agora, o Sapo Barbudo, que é odiado e invejado por esse tipo de gente indecente, não vai deixar barato: vai pra cima. Vai entrar com pedido de resposta no mesmo falso programa, ofensa à dignidade pública, e com o mesmo tempo de duração. Como diz o compositor maranhense: “Agora é que eu quero ver se couro de gente é pra queimar”.

 “Vamos entrar com direito de resposta para, dentro da Globo, explicar corretamente para a opinião pública o que está acontecendo.
Vou lutar até a morte pela minha dignidade”, disse Lula, o pavor das diretas atrofiadas. 

MORO, CONHECIDO POR SUA PARCIALIDADE, CONFIRMA O QUE AS PESSOAS ÉTICAS JÁ SABIAM: CONDENA LULA

 

Produção Afinsophia.

 O juiz Sérgio Moro fez o que estava escrito muito antes da Lava Jato: tentar obstruir os percursos democráticos do Brasil. O capital internacional nunca simpatizou com Lula. Daí nenhum surpresa na ingerência dos EUA no golpe e na perseguição a Lula comandada por Moro.

   Diante do texto escrito a priori, Moro fez o que as pessoas éticas já sabiam: Condenou Lula a 9 anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Tudo que foi provado o contrário pelos advogados de Lula e mais de 70 testemunhas entre as de defesa e as de acusação.

    É uma condenação que não atinge a essencialidade e a singularidade de Lula, visto que ele é um homem que transcendeu, junto com o povo, adjetivos das banalidades. As direitas comemoram om seus resíduos psicopatológicos

      Agora, o processo contra Lula segue para a segunda instância.  

EUNÍCIO MANDOU APAGAR A LUZ E SOM DO SENADO E DEPOIS AFIRMOU: OS TRABALHOS SÓ DEPOIS QUE A DITADURA DEIXAR”. LUZ, SOM E DITADURA SÍMBOLOS FORTES

Fotos de Lula Marques.

 Produção Afinsophia.

  As senadoras Regina Souza, Lídece da Mata, Gleisi Hoffmann, Fátima Bezerra e Vanessa Grazziotin realizavam suas defesas da democracia se posicionando contra a deforma trabalhista provocada pelos estúpidos e embrutecidos direitistas inimigos dos trabalhadores, quando o acusado de corrupção, senador Eunício de Oliveira, presidente da Casa, arbitrariamente, como lacaio do capital personificado partidariamente no golpista-mor Temer, arrancou agressivamente o microfone da senadora Fátima Bezzera e mandou cortar o som e apagar as luzes.  logo, em seguida, afirmou que os trabalhos só seriam reiniciados quando “a ditadura deixar”. Ele o próprio ditador.

  O desprezível Eunício, tentou se passar por Deus mandando apagar as luzes e cortar o som. Fiat Lux!, Faça-se a Luz! Não! Não faça-se a Lux, mas não se faça a luz. Ele delirou ser o Senhor do Universo. Mas, logo em seguida vem o velho Freud e afirma que toda pessoa que sofre de delírio de onipotência carrega um grande recalque causado por forte frustração libidinal. Ou seja, é um impotente em relação ao mundo objetivo, porque sua libido narcisa voltou (introversão, diz Jung) contra si mesmo por não encontrar referente no mundo exterior.

 Quer dizer: Eunício delirou, porque a luz continuou e o som também. Não só as luzes projetadas pelos celulares, mas as luzes do saber das senadoras. Luzes que nenhum tirano pode apagar. Aqui a luz não é um símbolo. É o real. O saber que nenhum golpista é traspassado. Diferente do quadro expresso pelos golpista pintado pela estupidez, a brutalidade, a insensibilidade, indigência epistemológica e a atrofia ética. É o quadro quase que geral do Congresso Nacional se não fossem as presenças de poucas deputadas, deputados, senadoras e senadores progressistas e, por tal, democratas. 

  Em sua brutalidade de direitista impulsionada pela moral burguesa, Eunício, mostrou que é ignorante da cultural mundial e regional. Não viu que estava diante de um movimento feminista no específico molde da peça do grego Aristófanes, Lisístrata, mulheres que lutam por seus direitos. E no movimento da expressão nordestina de Gonzagão: “O candieiro se apagou, o sanfoneiro cochilou e a sanfona não parou e o forró continuou”.

   Nada a surpreender, as direitas são subproduto atrofiados filo e ontogeneticamente. 

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.269 hits

Páginas

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos