Archive for the 'Governo do Estado' Category



VÍDEO MOSTRA CABRAL, GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, EM RELAÇOES ÍNTIMAS COM A FAMÍLIA CAVENDISH

Cavendish é dono da empresa construtora Delta que presta serviços ao governo do Rio de Janeiro e tem grande parte do bolo das obras do PAC. O vídeo mostra também exigências eróticas de Cabral ao casal que em festa em restaurante marca data do casamento orquestrado por Cabral.

“Então dá um beijo na boca! Abre essa boca!”, exige Cabral ao casal realizar seu voyeurismo oral.

Cavendish com sua empresa encontra-se até o pescoço envolvido nas denúncias apresentadas pela investigação da Operação Monte Carlo, realizada pela Polícia Federal contra Carlos Augusto Ramos, vulgo Carlinhos Cachoeira. O diretor de construções da empresa, Cláudio Abreu, um dos articuladores de Carlinhos Cachoeira na empresa e no governo federal, já se encontra preso.

Veja o vídeo e constate como frívolo e vazio o humor da burguesia ignara.

AMAZONAS RECEBE DO MINISTÈRIO DA SAÚDE R$ 970 MIL PARA ATENDER OS HAITIANOS

Governo do Amazonas, habituado a reclamar por não ter uma política autóctone para o estado, dessa vez não terá motivo para exercer a deplorável reclamação. O governo federal através do Ministério da Saúde liberou nada menos do que R$ 970 mil para ser aplicado na política de proteção e segurança dos imigrantes haitianos que se encontram com quase nenhuma assistência no estado.

O dinheiro, que será repassado ao Fundo de Saúde no Amazonas em seis parcelas de R$ 161,7 mil, deverá ser usado para custear exames em hospitais, serviço de odontologia, compra de remédios e emergências pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O dinheiro procura auxiliar a Secretaria de Saúde do Amazonas em avaliar a saúde do imigrante haitiano no estado.

ENTIDADES SOCIAIS E OAB REALIZAM MANIFESTAÇOES CONTRA O GOVERNADOR DE GOIÁS, PERILLO, DO PSDB

Movimentos sociais, ONGs, a Federação do Comércio e a Ordem do Advogados (OAB) de Goiás, depois da divulgação das denúncias contra vários membros do governo de Goiás, estão se mobilizando para pressionar o governador Marconi Perillo do PSDB, para se pronunciar e explicar as denúncias que atingem seu governo.

De acordo com um assessor parlamentar, a população de Goiás está conturbada com tantas denúncias contra políticos do estado.

“A maioria do governador na Assembleia é esmagadora, mas os parlamentares não são loucos o suficiente de ir contra o próprio eleitor.

E o povo aqui de Goiás, está muito aborrecido com esta sequência de escândalos envolvendo o senador Demóstenes Torres e o governador Marconi Perillo. Movimentos sociais, organizações não governamentais, a Ordem dos Advogados do Brasil, um grupo cultural muito respeitado em Goiânia, a própria Federação do Comércio estão mobilizados para pressionar o governo a se explicar, e caso não consiga convencer a opinião publica, até mesmo deixar o cargo”, disse o assessor.

Para piorar a situação do governador, Perillo, um relatório da Policia Federal que jornalistas conseguiram acesso mostra ligações da chefa de gabinete do governador com o mafioso Carlinhos Cachoeira. Informações sigilosas de operações policiais contra o mafioso eram passadas pela chefa de gabinete Eliane Pinheiro. Eliane é de inteira confiança de Perillo do PSDB. De acordo com o Ministério Público Federal as informações de Eliane prejudicaram os trabalhos da Justiça, visto que visavam envolvidos em ações criminosas.

Eliane tentou se proteger negando as acusações.

“Trata-se de outra pessoa”, se duplicou Eliane.

Enquanto isso, a direção do PSDB e seu príncipe sem trono se mantém mudos

FALTAM PROFESSORES NA SEDUC-AM E ESTUDANTES FICAM SEM AULAS

As ruas da não cidade de Manaus, tanto de manhã como no turno vespertino e noturno estão tomadas por estudantes saindo mais cedo das escolas porque há bastantes cargas vagas, isto é, não há professores na maioria das escolas.

O último concurso realizado não preencheu todas as vagas. Ainda faltam serem convocados vários candidatos aprovados. Estes reclamam porque estão aguardando convocação, mas a Secretaria está chamando candidatos do último PSS, inclusive há uma relação de 174 convocados para comparecerem à SEDUC no próximo dia 26 e 27/03/2012, das 8:00 às 12:00h levando todos os documentos.

Tem sido uma constante, em algumas escolas, a falta de professores. Uma das explicações para isso é que do concurso passado, muitos que assumiram 40 horas, devido o salário baixo estão pedindo exoneração e vão inscrever-se noutros concursos e trabalhar noutras áreas. Outros estão afastando-se por motivo de aposentadoria, licença especial, maternidade e doenças: hepatite A,B, e C, diabetes, depressão, bipolaridade, gastrite e outras deficiências neurofisiológicas.

Enquanto isso, alunos ficam sem aulas,  concursados pedem para sair e outros não são convocados. O Setor de Lotação está jogando corda com laço para ver se enforca professores para contratá-los.

A falta de professores causa um prejuízo muito grande para os estudantes. A Secretaria programa 200 dias de aulas efetivas e hoje caminhando para dois meses de atividades, estudantes e escolas sentirão os efeitos nas avaliações oficiais tanto do Estado como do governo federal.

Os danos são grandes, mas ouvindo alguns estudantes, estes declararam, que até gostam da falta de professores, porque muitos deles são chatos, irritados, prepotentes, chantagistas e que o melhor da escola é ficar “zuando”, conversando com os colegas e se a direção da escola permitir só saem quando a sirene soa  mandando-os para casa.

MOVIMENTO DE LUTA DOS PROFESSORES DE MANAUS

Com relação a questão salarial e que tem motivado o pedido de exoneração de professores procede porque, segundo o Movimento de Luta dos Professores de Manaus – MLPM, “nos últimos 7 anos a SEDUC sempre fez o que quis, dando somente a reposição da inflação e nada mais. Sempre com o apoio do SINTEAM. Neste ano não está sendo diferente. No dia 12/03 o Governo noticiou na imprensa que havia fechado um acordo com o SINTEAM onde definiram que será dado nada mais do que a reposição da inflação de 6%. Mais uma vez o SINTEAM trai a categoria.” Afirma o manifesto.

Segundo os professores do movimento, “a obrigação do SINTEAM era levar a proposta do governo para ser discutida em Assembleia Geral da categoria para que os professores pudessem dizer se concordavam ou não com esse percentual ridículo de reajuste salarial. Mas o SINTEAM não quer correr o risco de ser desmoralizado pela categoria e não vai fazer assembleia.”

Além da questão salarial, que inclui um debate sobre o pagamento do piso salarial nacional que o governo do Estado do Amazonas não paga, o movimento vem exigindo que a SEDUC implante HTP 33% já, vale transporte, tíquete alimentação, promoções a exemplo do que existe na Secretaria Municipal de Educação.

Como se lê, a educação no Amazonas vive dilemas e muitas  cobranças serão feitas de professores, diretores, pedagogos e alunos por resultados positivos no PISA, Olimpíada de Matemática, de Língua Portuguesa, Física e SADEAM no final deste ano. Só que as condições, conforme exposto, não são nada favoráveis.   
    
 

PROFESSORES DE TODO O BRASIL INICIARAM GREVE GERAL POR PISO NACIONAL

 Recorrendo as expressões pedagógicas das passeatas, assembleias e contatos com a população os professores do ensino público de todo o Brasil iniciaram uma greve geral de cunho nacional, que vai até o dia 16. O objetivo do movimento dos profissionais do magistério é obrigar os governantes a pagarem o piso nacional de R$ 1.451 em 2012 para jornadas de 40 horas semanais, determinado pelo governo federal e o Supremo Tribunal Federal (STF), que segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) somente nove estados estão cumprindo com a determinação.

        Tirando o Rio Grande do Norte e o Espírito Santo, onde os sindicatos fizeram acordos com os governos, mas endossaram o movimento nacionalmente, a adesão à manifestação tem sido forte em todos os outros estados, de acordo com o pronunciamento da entidade dos profissionais do ensino.

      Mesmo os estados que já se encontravam em greve como Rondônia, Piauí, Goiás, e o Distrito Federal, o movimento levou-os a mobilização. No estado do Acre, em que a paralisação é parcial, há confirmação de que amanhã, sexta-feira, a adesão vai ser total. E há possibilidade, segundo o presidente da CNTE, Roberto Franklin, que alguns estados aproveitem a mobilização nacional e assumam uma paralisação por tempo indeterminado. Como é o caso dos professores da rede estadual de São Paulo que apesar de já receberem o piso, vão se reunir em assembleia para ver se entram em greve por conta da jornada do piso.

       “Eles podem embalar na mobilização, assim como outros que já entraram em greve. Vários estados farão assembleias para orientar seus professores sobre o que vão fazer nos próximos dias”, disse Roberto Franklin.

        Enquanto o estado de Tocantins teve a maior adesão, com mais de 11 cidades aderindo ao movimento, no estado do Amazonas a adesão foi mínima. É fácil de entender. O Amazonas é o estado do Brasil em que a maior parte dos profissionais da educação (?) é profundamente alienada, principalmente o contingente de professores de Manaus.

       Ao contrário do significado do “nunca dantes” de Lula que através de suas ações produtivas fez com que o obstáculo da realização desaparecesse em Manaus o “nunca dantes” continua “nunca dantes”, visto que nada se realiza como fator social produtivo de novas formas de ser autônomo e criativo.

        No momento atual, o grande entrave para se discutir os textos dos professores como profissionais em Manaus, é o peleguismo do sindicato subserviente aos governo municipal e estadual dominados por membros dos partidos fisiológicos regionais como PCdoB e PT que ocupam cargos nos dois governos.

      Porém, a catástrofe não é de toda letal. Um grupo de profissionais da educação está se reunindo para ver se dissipa esse quadro tenebroso que não condiz com a posição ontológica dos educadores, onde a liberdade e compromisso histórico são os princípios de todos que se encontram autenticamente engajados na educação. Princípios que os pelegos não carregam.  

 

TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO PARTICIPAM DE MANIFESTAÇÕES EM DEFESA SALARIAL

Reunidos ontem, dia 10 de março de 2012, às 14 h, no antigo Centro de Estudos de Comportamento Humano – CENESC, o Movimento dos Trabalhadores em Educação expôs pauta cuja temática versava sobre o chamamento para a greve geral da educação programada para os dias 14, 15 e 16 de março corrente e panorama que trata sobre o pagamento do piso nacional dos trabalhadores em educação.

Decidiu-se na reunião, que o movimento, para não deixar, no Amazonas passar sem nenhum evento ao chamado da CNTE para a greve nacional, que fará, conforme decidido/decidindo as seguintes manifestações:

Dia 14/03/2012, às 8 h, concentração no Teatro Amazonas, frente para a Avenida Eduardo Ribeiro. Descerá essa Avenida até a Praça da Matriz, local onde realizará uma manifestação pública. Às 14 h, na Assembleia Legislativa será realizada uma Audiência Pública proposta pelo deputado estadual José Ricardo para tratar sobre a Educação no Amazonas.

No dia 15/03/2012 foi proposto manifestações com carro de som tanto de manhã como à tarde nos principais pontos de maior concentração de pessoas, como terminais de ônibus por exemplo.

No dia 16/03/2012 ficaram decidindo se realizariam uma carreata ou manifestações nas portas das escolas.

Isso tudo, está sendo feito dessa forma, porque, alguns, mais que vem aumentando a cada reunião, decidiram tomar uma atitude diante da inexistência do Sindicato da categoria. A quimera que se transformou o SINTEAM não é mais digno de ser o representante da categoria. É uma quimera pelega, vendida, subserviente, insegura,   declararam participantes  insatisfeitos.

REAJUSTE JIQUITÁIA-MUCUIM

Por ser quimera, dia 09/03/2012, simulou convocação de uma Assembleia Geral para tratar sobre o reajuste salarial cuja data base dos trabalhadores em educação da SEDUC-AM foi no dia 01/03/2012. No cartaz de convocação havia um aviso que só entraria quem tivesse quite financeiramente com a quimera. Pelo que sabemos o desconto é em folha. Só não estariam quites aqueles que a SEDUC-AM não efetuou o pagamento de fevereiro e que estão mais lisos do que caramujo africano.

Mesmo assim, segundo, informações, apareceram umas vans transportando professores do Iranduba e Manacapuru. Segundo cálculos apareceram uns 60 associados que foram comunicados que a quimera havia conversado com o governador na terça-feira e que este declarou que só podia pagar 6%. Como se vê, proposta abaixo do índice da inflação.

Os fantoches pcdobanas como estão bamburrando no money, esqueceram de colocar na proposta, R$ 300,00 de ticket alimentação, 44 vales transportes,  plano de saúde e os 33% de HTP que não há para os trabalhadores de educação da SEDUC, já contemplado parcialmente na SEMED.

Ademais, discutir salário, tem sido a tônica da categoria. Não se parou ainda para discutir a atuação do educador como agente transformador do que ai está. No próximo texto falaremos sobre isso e a questão da representatividade, abordando a quimera e as propostas cortantes do Movimento dos Trabalhadores em Educação do Amazonas.  
    

SEDUC-AM NÃO ESCLARECE O PORQUÊ NÃO CONVOCA TODOS OS PROFESSORES CONCURSADOS

A professora Bia através de um comentário solicitou que fizéssemos uma matéria sobre a situação dos candidatos aprovados no último concurso da SEDUC-AM- 2011 e que ainda não foram convocados.

A SEDUC-AM convocou no dia 29 de dezembro de 2011 professores e administrativos. Não constou nessa convocação nenhuma outra categoria, como os pedagogos por exemplo. Mas o que vem deixando a professora Bia apreensiva, preocupada é que ela fez o concurso para as séries iniciais do ensino fundamental e foram oferecidas 395 vagas e 31 para portadores de deficiência especial, totalizando 426.

A SEDUC-AM convocou os concursados das séries iniciais do ensino fundamental do 1º ao 300º e do 301º ao 382º. Faltaram entrar nessa lista 13 aprovados, sem contar com os portadores de deficiência especial, que são 31.

A professora declara, que busca incansavelmente resposta para o porquê dessa não convocação e não vem obtendo resposta. Relata  que já foi à SEDUC-AM, já contatou com funcionários, escreveu email para o Secretário, mas até agora não foi atendida nem obteve respostas para as suas indagações.

E o que causa mais preocupação à professora Bia e a todos os aprovados que não foram convocados ainda, é que foi feito um Processo Seletivo Simplificado em 2011 e já iniciaram as convocações.  A Secretaria poderá dizer, não, é só para aquela áreas que não houve aprovados, sim, mais isso precisa ser dito de forma oficial.

Nosso país, no período de 1964 a 1985 viveu um período de ditadura militar. Naquela época, eles através do SNI controlavam a vida das pessoas através da espionagem para identificarem quem era a favor ou contra a ditadura. Os contra a ditadura eram torturados física, moral e psicologicamente, que o diga Frei Tito, Marighela,  nossa Presidenta e milhares de outros brasileiros que amavam e amam nosso Brasil.

A partir de 1988 quando se promulgou a nova Constituição da República Federativa do Brasil, um dos pontos chaves nessa nova carta foi exatamente voltado para que os órgãos públicos prestassem todas as informações solicitadas por seus cidadãos e disse que os feitos públicos deveriam obedecer a impessoalidade e a transparência, especialmente nos órgãos do Estado.

Mas não é o que vemos na SEDUC-AM quanto ao pleito da professora Bia. E, logo numa Secretaria responsável pela formação do estudante como cidadão. O que dizer para os alunos sobre cidadania, direitos, deveres, quando um órgão público se nega a emitir um comunicado dizendo: Nos dias tais e tais convocaremos os demais concursados.

Insistimos. O que nos preocupa, é que temos histórias no Amazonas e especialmente na cidade de Manaus de desconcusados. E antes mesmo da SEDUC-AM ter convocado os professores no dia 29/12/2011, nós, aqui no Blog já havíamos nos manifestado sobre esse tema.

Somos pródigos em  fraudes. A última foi no concurso da Defensoria Pública do Estado do Amazonas onde filhos de funcionários públicos foram beneficiados. Ainda bem que foi anulado. Não queremos com isso, em hipótese alguma aventar, colocar sob suspeita o Concurso feito pela SEDUC-AM e executado pelo CESPE, mas queremos sim, que se fale francamente com aqueles que aguardam ser convocados e pertencer ao quadro de servidores do Estado, pois para isso submeteram-se a um concurso e foram aprovados.

Não podemos deixar de mencionar também, que o concurso da SEDUC-AM poderia ter formado cadastro de reserva, pois vários candidatos obtiveram notas excelentes, mas ficaram fora do limite de vagas oferecidas e com isso, se mantêm o PSS que é uma forma que prejudica o funcionário porque ele trabalha com um contrato determinado e depois pode ser demitido como está acontecendo desde o final do ano passado. O Estado lucra com isso, mas o trabalhador perde. E o SINTEAM, não faz nada.

Uma resposta para Bia, esse era o título que tínhamos imaginado para esta matéria, mas trocamos, visto que, a postada acima provocará  os agentes do Estado, e eles responderão às indagações que lhes são dirigidas, caso contrário, Bia, é só constituir um advogado, que seja conhecedor dos trâmites processuais e que dependa da profissão, e entrar na justiça, pois, já  há jurisprudência que reza que  nenhum candidato aprovado em concurso público de provas e títulos poderá ser alijado de sua posse nos entes federativos.  Valeu, Mana!

DROGAS: POLÍCIA DEFLAGRA OPERAÇÃO EM MAUÉS E REALIZA VÁRIAS PRISÕES

“O carnaval deste ano não será como aquele que passou na minha vida.” Assistiremos só pelo som do repique, do tarol, da cuíca, do surdo, do bumbo quando o vento estiver “terral”, vindo lá das bandas da praia da ponta da Maresia, da Avenida Doutor Pereira Barreto, pois nós estamos aqui no xilindró. Tudo começou a mais ou menos a 11 meses de investigação. Só que o delegado de Maués, Mário Matos depois de ter provas dos ilícitos sobre tráfico e venda de drogas, juntamente com agentes do grupo Fera sacudiram a terra do guaraná, hoje, dia 04 de fevereiro de 2012 a partir das 10 h. Era gente correndo, gritando e a polícia prendendo. Até por volta das 12 h já estavam engaloiados as seguintes pessoas: Luis Carlos Dinelli (Secretaria de Produção do Município de Maués), Renison, da Caixa Econômica Federal, Jhones Dorzane, filho do empresário Hugo Dorzane, Gueguê, dançarino de boi, Azevedo da Praça da Alimentação que fica na entrada do Cemitério São João Batista, Mara Michiles, dentre outros.

 Como falamos, o resultado dessas prisões é fruto de investigação que já vinha ocorrendo. Com a prisão de Poliana e seu marido, a polícia recolheu agendas e outras fontes de indícios que conduziram a essas pessoas envolvidas com drogas. Numa das agendas apreendidas na casa de Poliana tinha o nome do pessoal da padaria (não mencionada) que vendia trigo e outra que  não conheciam e vendiam drogas.

A terra do guaraná que tem nesse produto sua principal fonte de riqueza, mas que, por falta de políticas públicas municipais e do estado do Amazonas voltadas para atender a população, com trabalho, emprego, abre o flanco para que empregue-se no tráfico de drogas crianças, jovens e adolescentes. E na sua grande maioria, prende-se os “aviões” e nunca se chega aos verdadeiros “capos” da máfia.

Maués está sempre no nosso foco. Recentemente falamos que a cidade enfrenta vários problemas com obras inacabadas, ruas cheia de buracos e poças, porto hidroviário inacabado, muro de arrimo não concluído, lixão emitindo fumaça para a zona urbana, bem como, muitas propriedades suntuosas, casas nobilíssimas e na maioria com comerciantes, funcionários públicos, dentre estes, com o salário que percem, não justifica condições para as possuirem. A polícia realmente tem que investigar e prender os verdadeiros mandandes e comandantes da droga.

EDUCAÇÃO NO AMAZONAS REFLETE POLÍTICA MÍSTICA E VIOLENTA DE SEUS GOVERNANTES E DO SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO ESTADO DO AMAZONAS – SINTEAM

O ano letivo escolar iniciou dia 01 de fevereiro de 2012 com  jornada pedagógica nas escolas estaduais e municipais da capital. No dia 02, a SEDUC-AM recepcionou os professores aprovados no último concurso  com a presença de convidados dentre estes o deputado federal Carlos Souza, irmão do falecido Wallace Souza, que deveria estar na abertura da Câmara Federal  e do vice-governador José Melo e ontem, dia 03/02/2012 a SEMED-MANAUS reuniu no auditório Canãa, da igreja Assembleia de Deus, os professores municipais. É sobre esses dois encontros que falaremos.
Que o governo do Estado através da Secretaria de Estado da Educação e Qualidade de Ensino promova um encontro de recepção aos  professores concursados para orientá-los quanto à relação professor-aluno, período probatório, metodologia de ensino, critérios de avaliação até que não seria ruim porque os profissionais ali presentes estariam lidando com temas relacionados à futura carreira profissional, mas trazer para palestrar um bacharel em administração e técnicas de liderança e gestão de pessoas não foi a melhor iniciativa.
Terminada as falas da professora responsável pelo projeto Eureka, do Secretário Gedeão Amorim e do vice-governador  o cerimonial liberou os presente para o “mata a broca”, para um “rango” de 5 “minutinhos”. Como, mais de 1.200 pessoas poderiam “rangar” em 5 minutos, quitutes como bacalhau, segundo nos informaram, salgados, refrigerantes, doces, café, leite, salada de frutas, etc? Não deu outra, o palestrante das lideranças chamava os presentes para seus lugares e não era atendido e nem adiantou declarar que naquela manhã havia conversado com Deus  (está aí o novo Moisés, declarou um professor) para este iluminá-lo em mais uma rentável palestra que só interessa para vendedores no capitalismo.
A educação no Amazonas é vista como mercado. Mercado que injeta muito dinheiro em buffet, aluguel do Clube do Trabalhador, pagamento do palestrante que viu sua platéia depois de satisfeita,  de “barriga cheia”, não lhe dar bolas e rumar para suas respectivas moradias.

VIOLÊNCIA SOBREPÕE-SE À TERNURA – UFC NAS ESCOLAS

A abertura do ano letivo da SEMED-MANAUS  foi semelhante. No momento que se luta contra a violência na não cidade de Manaus e nas escolas, o prefeito e o secretário municipal de educação receberam no encontro o lutador de UFC José Aldo Júnior, campeão na modalidade peso pena. Esse tipo de luta que só era apresentada na TV por assinatura, agora a TV Globo mostra ao vivo com o  penteador de macaco, Galvão Bueno e que vem recebendo inúmeras críticas por ser uma concessão pública autorizada pelo governo federal. Como o tal lutador identifica-se com uma não cidade violenta, como Manaus, o prefeito que é candidato à reeleição o utilizou como escudo para evitar as vaias e ainda entregou a chave da cidade ao mesmo. Entendemos como uma violência esse encontro com o lutador. Que o prefeito quisesse recebê-lo, que o fizesse noutro lugar, na sua casa, por exemplo, mas não num lugar público. Essa modalidade de violência é perniciosa, e motiva crianças, adolescentes e jovens a praticá-las no dia, inclusive dentro das próprias escolas.
Menos glamoroso no tocante ao “rango”, o prefeito que foi cassado pela juíza Maria Eunice Torres do Nascimento declarou que a cidade é outra, que está investindo maciçamente na educação, reformou escolas, aumentou salário de professores (aquele aumento que os professores discutiriam em inúmeros outros encontros e que foram enganados, embora tenham sido alertados que aquilo era jogo de cena)  e foi até condecorado por esses feitos com placas de plástico, bronze e ferro. O que o gestor público faz nada mais é do que sua obrigação e para isso não tem porque  se auto-elogiar a não ser com terceiras intenções: manter-se no cargo para conseguir mais benefícios para si e seus seguidores, como aqueles de branco que enfileirados lhe deram passagem, aliás esses nada auferem, pois a claque só tem uma função: ser claque. Se a claque fosse craque, não teríamos políticos como o prefeito da não cidade de Manaus.
De educação mesmo, nos dois encontros não tivemos nada. Tivemos sim, os velhos clichês de que nossa educação é a melhor, o Estado e a Prefeitura estão preocupados com a educação das pessoas, sendo que não é o que vemos na prática. Vemos sim, a manutenção do misticismo, o fato de um palestrante ter falado com Deus e uma prefeitura utilizado o auditório de uma Igreja comandada pelo Deputado Federal Silas Câmara que está sendo investigado por crimes  como falsidade ideológica, abuso de poder econômico, dentre outros. Não vemos isso como referência para mudanças na educação de crianças, adolescentes, jovens e das pessoas de uma não cidade. Manaus, assim, continuará sendo uma não cidade.

SOBROU PARA O SINTEAM

Um sindicato é o organismo representativo, de luta e de defesa dos interesses de seus associados. Num Sindicato, assim como nos governos, deve haver alternâncias de comando. Deve haver reuniões com a participação de seus associados. Mas não é o que vemos no atual SINTEAM. Nesses 32 anos de existência, boa parte da história da luta dos professores ainda remonta à antiga APPAM até idos de 1989. Depois, aqueles que combatiam os pelegos, tornaram-se pelegos e não querem “deixar o osso.”  Em época de eleição armam-se dos mais variados vícios para perpetuarem-se no comando do Sindicato, tanto é, que depois da última greve de professores inúmeros associados desligaram-se porque viram que seu sindicato não mais os representava. Se não mudar não adianta carta de boas-vindas nem convite para os professores associarem-se.

PROFESSORES DO PSS COM CONTRATOS RESCINDIDOS NÃO RECEBEM SUAS FÉRIAS E NEM UM TERÇO DAS MESMAS

Se o SINTEAM defendesse seus professores entraria com uma ação coletiva na justiça do trabalho para que o governo do Estado do Amazonas efetuasse o pagamento das férias e de um terço que os mesmos teem direito. Muitos professores foram dispensados da SEDUC-AM  e não recorrem à justiça porque temem represálias. É nessa hora que o Sindicato deve posicionar-se e tomar uma atitude. Diferente de muitas empresas que saldam seus débitos trabalhistas, muitas vezes via judicial,  é claro, o Estado do Amazonas é omisso nesta questão.
Concluímos dizendo que mudanças na educação jamais passarão por essas iniciativas. Não adianta gastar-se dinheiro dessa forma inútil quando nas escolas faltam máquinas xerográficas para reprodução de textos de história, língua portuguesa, física, matemática. Como cobrar resultados na Prova Brasil, olimpíada de matemática, de língua portuguesa, SADEAM, PISA, ENEM, PSC se faltam recursos que são utilizados noutros fins?

AMAZONINO FAZ MARKENTING COM OBRAS DO GOVERNO FEDERAL E ESTADUAL

Estamos a menos de um ano das eleições para prefeito das capitais e cidades do Brasil. Ontem, dia 27 de janeiro de 2012 dentro de um coletivo uma usuária reclamava do prefeito de Manaus que durante esses três anos não “mostrou pra que veio” , dizia, e  completava: o pior é que ele ainda pode ser eleito. Pois bem, licenciado para ir à São Paulo, depois Brasília, Manaus foi comandada por três vereadores que nada fizeram a não ser terem aumentado seus proventos no final do mês.

Essa ausência do prefeito foi bastante criticada e pra desanuviar o desgaste, convocou a imprensa, dia, 27/01/2012, para expor o que fará nesse restante de mandato. Como sempre, políticos do tipo de Amazonino gostam muito de cifras. Sapecou. R$ 732 milhões para ser aplicado em projetos de melhoria da cidade, porque “você merece uma cidade melhor”. Esta cidade não é melhor,  por isso o slogan, porque se ela fosse melhor, não mereceríamos uma cidade melhor. Dessa forma justifica-se para nós da AFIN, caracterizá-la como não cidade.   

E como não cidade, Amazonino acha que pode em poucos meses fazer o que não fez em quatro anos. Vai resolver o problema habitacional. Através da Secretaria Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários em parceria com o governo federal que já vem colocando em prática “Minha Casa Minha Vida” na cidade de Manaus e dinheiro de investidores internacionais. O que é incrível é que Amazonino não resolveu esse problema quando foi governador, senador e prefeito. O déficit habitacional na cidade de Manaus é gritante. Aqui temos vários Pinheirinhos. Teve um secretário seu pra área habitacional e fundiária quando era governador na época, cuja maior preocupação foi construir pousadas/motel dentre as quais uma sobre um igarapé, afluente do rio goiabinha, no Núcleo 16, no bairro Cidade Nova IV, próximo à Escola Estadual Engenheiro Artur Soares Amorim (provavelmente não constará no seu nome).

O atual secretário da SEHAF, Valtair Cruz, da cota do PT My Darlyg, ligado ao presidente da sigla municipal Waldemir Santana, projeta soluções na área habitacional, transitividade (ciclovias) com prazo de 15 anos. O que vemos é a transferência de problemas de um prefeito para outro.
E por estarmos no período  pré-eleitoral, o prefeito anunciou o PROURBIS e  “ação conjunta”. Manaus será um brinco. Cinco mil trabalhadores do governo do Estado e da prefeitura recuperarão as vias públicas, taparão rachaduras no asfalto e buraco nenhum ficará para sapo contar estórias.
Criará o Amazonarium. Já temos o bairro Amazonino Mendes também chamado de Mutirão. Apareceu o Amazon Bus. Mas, Amazonarium não estava escrito como proposta de sua campanha para prefeito. No porto das Lajes construirá um grande aquário onde constará de um lado o Rio Negro e do outro o Solimões. Num será representado como o caboclo lida com o meio e no outro receberá várias espécies de répteis. Amazonino quer ser a maior invenção já criada pelo homem: Deus.

Como o manauense merece uma cidade melhor, implantará o BRT. Deu certo no México, Curitiba, Bogotá, Londres, cidades chinesas… O BRT não vai prosperar porque seu mandato tem menos de um ano de duração e nesse ano de duração não conseguirão aprontar nem o edital. Se uma coisa que nessa cidade nunca deu certo foi projetos: de casas, projetos de transporte coletivo. O metrô de superfície do Alfredo Nascimento e do Amazonino não deu certo, nunca saiu da simulação tele-imagética  assim como o Expresso que consumiu mais de 120 milhões do BNDES.

A não cidade de Manaus está instransitável. Há muitos carros  e todos os utilizam para irem a seus trabalhos. Como não há transporte coletivo suficiente a cidade vira um caos. E não adianta construírem viadutos e elevados. Desafoga numa área e congestiona noutra. O Manaustran já deve ir projetando rodízio de veículos para a área comercial da cidade (porto), porque do jeito que está a  cidade a cada dia fica “imexível”. Mas para isso, deverá a prefeitura oferecer um sistema de transporte coletivo, com horário, segurança, e conforto para que o usuário possa utilizá-lo, contribuindo assim para criar-se uma cidade melhor.

E uma cidade melhor não é produzida faltando nove meses para o término de um mandato. Uma cidade melhor é construída a partir do primeiro dia de mandato. Com secretários inteligentes numa comunhão com o povo, ouvindo o povo. Uma cidade não é construída a partir de gabinete, de conchavos, corrupção, fraudes em concursos. Uma cidade melhor é aquela onde as pessoas se sentem bem, contente e felizes. Mas infelizmente, não é isso que vemos na Manaós de Ajuricaba. E como naquela época já demonstrava o que seria hoje, ele resolveu desaparecer, resolveu “pular o muro”. Manaus, um dia será melhor. E nosso slogan será. Manaus: esta, é a melhor cidade. Vai demorar muito, porque, temos que derrotar pessoas e ideologias, mas estamos construindo o caminho. Valeu,  mano.

MAUÉS-AM PRECISA TORNAR-SE CIDADE

“Aqui não é uma cidade, logo não há prefeito”. “Realmente, cadê o prefeito dessa cidade?” Dois comentário emblemáticos que sintetizam a situação e um fato sobre a não-cidade de Maués. O prefeito não para na cidade. Estuda em Manaus e reside no luxuoso bairro do Parque das Laranjeiras e usa frequentemente aviões particulares para suas viagens à cidade com a família e leva de carona vereadores que o apoiam, dizem seus municípes.

Ontem, dia 22/01/2012 deu tudo errado  na não-cidade do não-prefeito Belexo. A ambulância que iria socorrer as vítimas não conseguiu vencer a areia. Foi preciso um jeep  para rebocá-la. Os corpos acabaram sendo transportados para o hospital Dona Mundiquinha na carroceria de  veículo de um morador do bairro da Maresia e pra complicar mais, não havia avião para transladar os corpos para Manaus. A prefeitura utilizou 4 lanchas para  o translado até Itacoatiara, onde chegaram por volta das 21 h os três que residiam em Manaus. Onde estavam os aviões?

“É preciso vigiar,”  comenta o internauta Deusarino Melo e acionar Brasília para que tomem conhecimento e providências sobre a tragédia.

A prefeitura deve promover um concurso público para contratação de guardas salva-vidas, brigadas de incêndio, para  dentre uma eventualidade ou outra, apagar o fogo do lixão quando o  verão chegar ou para a defesa civil e alocá-los permanentemente nas praias e nos eventos com grande concentração de pessoas.

Para nós da AFIN não interessa explorar midiáticamente a tragédia. Para nós vale o desdobrar do ocorrido que é lamentável, e ir às causas e propor soluções para os problemas existentes.  E Maués está cheia deles . O Presidente Lula que ali esteve na Caravana das Águas e agora a Presidenta Dilma deram toda a atenção para a cidade, tanto é que vários serviços com verbas federais como o Luz para Todos, construção da Escola Técnica, hoje IFAM,  é uma realidade, mas há outros que a CGU está marcando de perto e punindo os responsáveis por desvio de verbas. 

Para que uma  não-cidade se torne cidade é preciso a atuação permanente do prefeito, dos seus secretários, do povo, com inteligência para promover e criar condições de vida e não de morte como o acontecido ontem na Praia da Ponta da Maresia.

MORTES POR AFOGAMENTO NA PRAIA DA MARESIA EM MAUÉS-AM

O dia amanheceu ensolarado. Tudo indicava que permaneceria assim para os banhistas que frequentam as várias praias da orla  da cidade, entre elas a mais famosa, ponta da Maresia. Mas não foi isso que aconteceu. Passageiros(as) que chegaram à cidade hoje, às 6 h no barco Elizabeth foram à praia e 4 da mesma família  morreram afogados. Um casal e duas adolescentes de 13 e 16 anos.

Um fato desse lamentável merece o seguinte posicionamento. Essas pessoas não era para terem morridos da forma como aconteceu. O primeiro se afogou, o segundo foi salvá-lo e assim foram morrdendo num efeito dominó. Responsabilidade sobre o ocorrido cabe ao poder público. Tanto ao governo do Estado, à prefeitura, ao Ministério Público. Maués é considerada pelo governo e comerciantes como uma cidade turística. Tem no guaraná seu principal produto de exportação. Realiza o carnaval de rua, o festival de verão, a festa do guaraná. No festival de verão e na fesa do guaraná, segundo informações, permanecem na praia salva-vidas.

  O amazonense tem por hábito copiar tudo de fora. Copia no transporte Curitiba, nas praias, Copacabana, Ipanema, Porto de Galinhas, Fortaleza e por último Margarita. Não copiam o que é necessário. A permanência de salva-vidas e sinalizadores de perigo para que banhistas não se afoguem.

Na não cidade de Maués, como noutras isso não acontece. Essa parte onde a família morreu é perigosa. Ali existe um “perau”, lugar fundo, perigoso. Não há nenhuma placa sinalizadora de perigo. Estamos num período em que a cidade recebe muitas pessoas visitando-a porque estão gozando férias.

O poder público e aqui o governo do Estado e a prefeitura não disponibilizam funcionários preparados para atuarem como salva-vidas permanente na praia. Por que disso? Porque não veem a vida das pessoas como importante; porque preferem pagar altos salários para secretários construirem mansões, casarões, comprarem sítios, lanchas, jet sky. As famílias ricas possuem possantes lanchas, jet skys que não respeitam a distância mínima de segurança da orla da praia. Já aconteceu de um delegado, filho de família influente passar rente a praia colocando em risco a vida de banhistas e não havia ali nenhum fiscal, salva-vidas para adverti-lo a não ser banhistas chamando-o às falas.

A morte é um caminho natural. Mas morrer precocemente por uma fatalidade é de responsabilidade de todos, mas especialmente do poder público e nesse caso da prefeitura de Maués que deve zelar pela vida das pessoas e dos cidadãos.

SEDUC CONVOCA CONCURSADOS DE 2011

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) convoca os 2.051 candidatos aprovados em seu concurso público para apresentação de documentos e assinatura de termo de posse. A convocação é específica para os aprovados na capital para os cargos de ‘assistente administrativo’ e ‘professor’, abrangendo todos os componentes curriculares do magistério oferecidos no concurso.   

 Os 2.051 selecionados deverão comparecer entre os dias 2 e 10 de janeiro de 2012 (de acordo com calendário de atendimento citado abaixo) ao Centro de Educação de Tempo Integral/Ceti Gilberto Mestrinho, localizado na Rua Leopoldo Peres, s/nº, bairro de Educandos, no horário de 8h às 14h, munidos de original e três cópias legíveis dos seguintes documentos: RG, CPF, PIS/PASEP (comprovante), Título de Eleitor, Comprovante de Quitação Eleitoral (último), Certificado Militar (para homens), Comprovante de Residência (água ou telefone), Extrato de conta-corrente (banco Bradesco), Comprovante de Habilitação/Graduação (certificado ou diploma), além de duas fotos 3×4.

 De acordo com a Seduc, os candidatos aprovados para atuar no interior do Estado serão comunicados em seu próprio município e já podem se dirigir às Coordenações da Seduc, em cada localidade, para obter maiores informações. O órgão esclarece que os candidatos aprovados para os demais cargos serão convocados posteriormente.

 A lista com a colocação individual dos candidatos homologados no concurso – para os cargos de professor e assistente administrativo – pode ser acessada em http://www.seduc.am.gov.br

 Calendário de atendimento para Capital (entre 2 e 10 de janeiro)

*No Ceti Gilberto Mestrinho – Rua Leopoldo Peres s/nº, bairro Educandos

PROFESSORES:

Componente Curricular
Classificação
Data
Horário
1º Ciclo – Anos Iniciais do Ensino Fundamental
1º ao 300º
02/01/2012
8h às 14h
1º Ciclo – Anos Iniciais do Ensino Fundamental
301º ao 382º
03/01/2012
8h às 14h
1º Ciclo – Anos Iniciais do Ensino Fundamental
(Portadores de Necessidades Especiais)
1º ao 4º
03/01/2012
8h às 14h
Educação Especial 1
1º ao 8º
03/01/2012
8h às 14h
Educação Especial 2
1º ao 7º
03/01/2012
8h às 14h
Educação Especial 3
1º ao 3º
03/01/2012
8h às 14h
Educação Especial 4
1º ao 3º
03/01/2012
8h às 14h
Geografia
1º ao 137º
03/01/2012
8h às 14h
Geografia (Portador de necessidades especiais)
03/01/2012
8h às 14h
Matemática
1º ao 241º
04/01/2012
8h às 14h
Matemática (Portadores de necessidades especiais)
1º ao 3º
04/01/2012
8h às 14h
História
1º ao 148º
05/01/2012
8h às 14h
História (Portadores de necessidades especiais)
05/01/2012
8h às 14h
Educação Física
1º ao 105º
05/01/2012
8h às 14h
Educação Física (Portador de necessidades especiais)
05/01/2012
8h às 14h
Língua Portuguesa
1º ao 266º
06/01/2012
8h às 14h
Língua Inglesa
1º ao 148º
09/01/2012
8h às 14h
Ciências
1º ao 92º
09/01/2012
8h às 14h
Artes
1º ao 30º
09/01/2012
8h às 14h
Ensino Religioso
1º ao 7º
09/01/2012
8h às 14h
Física
1º ao 15º
10/01/2012
8h às 14h
Química
1º ao 76º
10/01/2012
8h às 14h
Biologia
1º ao 94º
10/01/2012
8h às 14h
Espanhol
1º ao 23º
10/01/2012
8h às 14h
Espanhol (Portador de necessidades especiais)
10/01/2012
8h às 14h
Filosofia (40h)
1º ao 9º
10/01/2012
8h às 14h
Filosofia (20h)
1º ao 9º
10/01/2012
8h às 14h
Sociologia (40h)
1º ao 3º
10/01/2012
8h às 14h
Sociologia (20h)
1º ao 14º
10/01/2012

8h às 14h

ASSISTENTES ADMINISTRATIVOS:

Classificação
Data
Horário
1º ao 30º
03/01/2012
8h às 14h
31º a 68º
04/01/2012
8h às 14h
69º a 94º
05/01/2012
8h às 14h
95º a 100º
06/01/2012
8h às 14h
 
 
 
 
 
 
Confira no link abaixo a relação de candidatos selecionados e suas respectivas colocações no concurso:

CONCURSADOS DA SEDUC-AM PODERÃO CONTINUAR NO PSS E CORREM PERIGO DE TORNAREM-SE DESCONCURSADOS

Fazer concurso no Amazonas além  dos candidatos irem para a prova temendo que filhos de procuradores, secretários já tenham a resposta das questões vem sendo uma característica a outra  éque os aprovados na SUSAM, SEMSA, SEMED da época do português e que Amazonino não convocou e nem prorrogou o prazo já conhecem muito bem: tornaram-se desconcursados.

Cantado e decantado como o maior concurso público já realizado pelo governo do Estado através do CESPE, o da SEDUC-AM, divulgou o resultado final e os aprovados aguardam suas respectivas convocações para entrega de documentos e exames médicos a partir de janeiro de 2012. A junta médica do Estado vai virar verdadeiro pandemônio.

Estranha-se neste momento a divulgação de que essa mesma SEDUC-AM promoverá mais um Processo Seletivo Simplificado/2012 tanto para a capital como para o interior.

O Processo será feito através do CETAM para todos os componentes curriculares. Inicialmente as inscrições serão feitas pela internet no site, http://www.concursoscopec.com.br, entre zero hora de 22 de dezembro de 2011 até as 23h59min do dia 26 de dezembro de 2011, preenchendo a Ficha de Inscrição e imprimindo-a, declarando atender às condições exigidas. Depois de feito isso o candidato deverá dirigir-se ao local de efetivação da inscrição para a entrega dos documentos, juntamente com a ficha de inscrição no período de 26 a 28 de dezembro de 2011 das 8h às 14h nos respectivos Distritos.

A justificativa dada para a realização desse processo é que o número de concursados não suprirá as vagas que a secretaria necessita. Há, no entanto alguma coisa errada nisso. Ou os técnicos da SEDUC-AM não tem visão administrativa, não calculam, estimam a necessidade de profissionais que a Secretaria necessita ou por trás disso continua o Estado mantendo um número considerado de trabalhadores apenas com vínculo contratual temporário não tendo com este nenhuma responsabilidade futura e deve lucrar financeiramente com o prejuízo do trabalhador temporário.

Que o concurso vigente estabeleceu número de vagas não há como discordar, mas pelo fato de não formar cadastro de reservas foi um item que ninguém questionou. Nem os candidatos nem o Sindicato. Apenas quem reagiu foi a Associação dos Sociólogos que viu sua proposta sendo atendida. O concurso atual, além dos aprovados, aparece centenas de candidatos com notas elevadas, mas que não serão convocados porque o concurso não formou cadastro de reserva, exatamente para dar margem para que houvesse sempre essa forma de manter o trabalhador dependente de processos seletivos, mazela viciada que historicamente mantém milhares de trabalhadores sem vínculo efetivo com o Estado. E depois ainda cobram que a educação melhore, que os índices do SADEAM, PISA, PROVINHA E PROVONA BRASIL e ENEM  obtenham as médias projetadas. Da forma como se trata o professor fica difícil mudar essa situação.

ARGUMENTOS DO PROFESSOR IVAN VIANA CONTRA A GESTORA DA ESCOLA ESTADUAL DOM MILTON CORRÊA PEREIRA

Este blog recebeu e publica a defesa produzida pelo professor Ivan Viana do Nascimento contra a decisão da gestora da Escola Estadual Dom Milton Corrêa Pereira que o repreendeu e aplicou-lhe suspensão de cinco dias.

“À Senhora Gestora da Escola Estadual Dom Milton Corrêa Pereira, Ildeci Vinhote de Souza

Da Defesa

Eu, Ivan Viana do Nascimento, pessoa, humana, cidadão e professor, matrícula 153.820-9B, integrado, lotado na Escola Estadual Dom Milton Corrêa Pereira, turno vespertino onde ministro a disciplina de Filosofia, venho por meio desta, apresentar minha própria defesa contra a suspensão de minhas atividades laborais nesta instituição, baseado no Estatuto do Magistério do Estado do Amazonas, artigo 163, parágrafo primeiro, sobre o direito de defesa que é constitucional.

Dos argumentos

Primeiro. Do erro de nomenclatura do termo e da inexistência do ato infracional.

Diz o texto que o documento é um “Termo de Advertência”, mas na realidade trata-se de um termo de Repreensão Suspensão. Não existe uma repreensão, mas a suspensão e o relato de um fato ocorrido no dia 25/10/11 em que sou acusado injustamente de segundo o texto do termo “levou alunos adolescentes sem a prévia autorização dos pais e/ou responsáveis para uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa do Estado”. A senhora gestora só esqueceu-se de dizer a verdade e o horário de ocorrência do fato. Não fui eu que os levei, foram as suas vontades livres, seus sonhos de uma vida digna, de uma educação de qualidade, de um ambiente descente e digno, além de suas próprias pernas e dos ônibus de linhas. O ato político realizado pelo cidadão Ivan Viana do Nascimento que por coincidência biofísica habita o mesmo corpo habitado pelo professor Ivan Viana do Nascimento que só existe como função estatal, fora realizado no horário das 8 às 10:00 h, fora do expediente de trabalho, os cidadãos que por coincidência são estudantes da escola no turno vespertino, saíram de suas próprias casas com o conhecimento de seus devidos responsáveis e inclusive financiados por estes. E não atrapalharam em nada o andamento das atividades da escola no dia do ocorrido. Estatutariamente eu não posso ser punido por este ato, a não ser que haja algum registro de pai ou responsável indignado com a atitude do professor de querer um ambiente descente e digno de produção de conhecimento se repressão. Outro fato que deve ser observado é que ninguém foi coagido a participar e que o ato foi legítimo e dentro dos parâmetros da decência, do respeito mútuo, da boa convivência e da cultura da paz sustentável de um Estado democrático de direito. Há que se consultar o dicionário para se aprender a diferença de motivação e obrigação. Mas uma motivação não pode ser vista como uma obrigação a não ser por puro interesse político espúrio.

Segundo. Da violação à Constituição e à Carta dos Direitos Humanos

A carta dos direitos humanos que é reconhecida pelo Estado brasileiro garante que todas as pessoas são livres para pensarem e agirem livremente em qualquer  estado que reconheça e aceite a carta o que é o caso do Brasil. O artigo primeiro da Constituição Federal, diz que o Brasil é um estado democrático e de direito, tem como fundamento dentre outros os seguintes: a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana e o pluralismo político. No artigo terceiro, diz que constitui um dos objetivos da República Federativa do Brasil: “construir uma sociedade livre, justa e solidária. Já o artigo quarto afirma que a República Federativa do Brasil rege-se em sua relações internacionais pelo princípio dos direitos humanos que coroamos com o artigo quinto que estabelece “a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança”. Tudo porque lutávamos. Só estávamos realizando este evento, esta aula de Filosofia e a cidadania, porque é de conhecimento de todos que a Escola Estadual Dom Milton Correa Pereira está há dez anos sem uma reforma: 1 – as estruturas físicas do prédio estão em péssimas condições e é uma ameaça constante à vida, vá que o teto resolva despencar por sobre algumas cabeças de alunos e professores, o valor de uma vida não pode ser pago em dinheiro porque não dinheiro no mundo que seja capaz de recriar a vida, os banheiros dos alunos não podem ser chamados de banheiros porque falta decência e dignidade, e apresenta pias e vasos quebrados, não funcionais, a quadra da escola é descoberta, fato que viola os direitos humanos por submeter estudantes a altas cargas de radiação solar causadores de envelhecimento precoce e de câncer de pele ou simplesmente impedindo a prática dos esportes em dias de chuva. 2 – a rede elétrica do prédio foi projetada para suportar ventiladores e não condicionadores de ar que exigem muito mais energia, a rede trabalha sobrecarregada e como conseqüência lógica produz o caos com as constantes queimas dos aparelhos condicionadores de ar. 3 – a escola não atende às necessidades dos portadores de deficiências físicas como os cadeirantes. 4 – faltam espaços educacionais fundamentais como auditório, anfiteatro, laboratório de ciências naturais, democratizar o uso do laboratório de informática da escola, dispor de pontos de acesso à internet na biblioteca da escola. O ato que pune politicamente um cidadão violando todos os direitos acima citados é um ato que viola a Constituição Federal  e a carta dos direitos humanos pelo fato de não reconhecer a pessoa como ser humano portador de direitos invioláveis. Não reconhece o ser humano porque não reconhece seus direitos políticos, seu direito de pensar, de ir e de vir livremente. É um ato de aspecto totalitário e fascista porque não se baseia na justiça, na igualdade e na equidade. Porque intimida a cidadania e manda um aviso de que não é permitido lutar por melhoria da qualidade de vida e nem por dignidade e por levar o sujeito a se submeter a situações desumanas e degradantes de trabalho. É também um assédio moral gravíssimo porque é intimidador, grosseiro, leviano, injusto e imoral. Porque depõe contra e atenta contra a vida e a liberdade do ser humano como cidadão. Eu sou uma pessoa, sou um cidadão, sou também funcionário  público. Sou assim uma comunidade de personalidades e de consciências políticas autônomas que habitam o mesmo corpo. Por isso a pessoa humana e o cidadão que há em mim não poder ser punidos junto com a função pública.

 Terceiro. da publicidade do fato

O fato era de conhecimento público e notório e consta no meu plano bimestral como prática de cidadania crítica, pacífica e participativa com dois instrumentos de ação. 01 – um abaixo-assinado em que coletamos mais de 6500 (seis mil e quinhentas) assinaturas pela reforma imediata da Escola Estadual Dom Milton Corrêa Pereira. Este abaixo-assinado foi elaborado por cada turma de estudantes e cada estudante se responsabilizou por coletar assinaturas em casa, na rua, no bairro, no trabalho, na igreja e onde desse. 02 – protocolo do abaixo-assinado na ALE.

Do prejuízo da formação dos estudantes

A suspensão de atividade do professor de filosofia trás duas perdas inestimáveis e importantíssimas. Primeiro que é o prejuízo da carga horária da disciplina que ficará incompleta, causando um prejuízo real e temporal que leva os estudantes à ociosidade e desmotivação de aprenderem. Segundo, leva o estudante a formar um caráter passivo, subserviente e alienado de seus direitos fundamentais básicos quando pune o único professor que tomou uma atitude de luta digna Diane da realidade de descaso da SEDUC com a qualidade da educação que nesse caso é uma violação grave aos direitos humanos. O prejuízo, sobretudo espiritual que expõe a Psicologia de massa da SEDUC que não se diferencia em nada daquele tipo descrito por Reich, no seu livro, A Psicologia de Massa do Fascismo.

Da solicitação

Diante dos fatos e dos argumentos apresentados, solicito a anulação deste “Termo de advertência” que é termo de repreensão e a solicitação de desculpas por este ato (só comparado a atos próprios de estados nazifascistas) que é injusto, inconstitucional e que viola a carta dos direitos humanos e constitui como assédio moral porque visa intimidar a pessoa, o cidadão e o funcionário que habitam o mesmo corpo.

Atenciosamente a pessoa humana e o cidadão que responde pelo nome de Ivan Viana do Nascimento, que realiza a função pública de professor sob a matrícula número 153.820-9B.

Ivan Viana do Nascimento”

PROFESSOR DE FILOSOFIA SOFRE RETALIAÇÕES DA SEDUC-AM

O fato ocorrido com o professor Ivan do Nascimento, da Escola Estadual Dom Milton Correa Pereira, foi divulgado por alguns órgãos de imprensa local apenas como fato, não fazendo do evento um desdobramento, uma análise, pois como se sabe, todos os jornais e demais órgãos jornalísticos no Amazonas, sem exceção, estão ligados ao poder constituído e nada que o critique é publicado.

Nesta ocasião, estamos publicando um boletim de esclarecimento produzido pelo professor Ivan do Nascimento e outros educadores,  sobre o acontecimento do dia 25 de outubro de 2011, ocorrido na frente da Assembleia Legislativa do Amazonas.

“O professor de Filosofia, Ivan do Nascimento, da Escola Estadual Dom Milton Corrêa Pereira, localizada no Bairro Cidade Nova, em Manaus, fez seu plano de aula tendo como tema, Filosofia e Cidadania.  Como gesto concreto da atividade filosófico-educadional, os estudantes fizeram um abaixo-assinado coletando seis mil e quinhentas assinaturas em prol da reforma da escola.

A atividade filosófico-educacional culminou com um evento público em frente à Assembleia Legislativa do Estado no dia 25 de outubro de 2011, exigindo a reforma da escola abandonada a mais de 10 anos pelo Governo do Estado. O evento era chamado de aula de cidadania.

A aula da cidadania teve participação da Rádio Libertária Candiru, trabalhadores em educação, escritores e estudantes do Ensino Médio.

Professores e estudantes do Ensino Médio levaram o abaixo-assinado à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas.

O abaixo-assinado em prol da reforma da escola foi entregue no ato ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Nicolau, numa aula de cidadania, ministrada por professores com Licenciatura Plena em Filosofia pela Universidade Federal do Amazonas – UFAM.  Mas a Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino – SEDUC, na pessoa do seu Secretário de Estado e professor do Departamento de Filosofia da UFAM, Gedeão Timóteo Amorim retaliou o movimento da cidadania, suspendendo o professor de Filosofia por um tempo de cinco dias. Com efeito, esta conduta do Secretário pode representar estratégia de terror contra a comunidade escolar.

Por causa da aula da cidadania, em 03 de novembro, o professor de Filosofia foi conduzido pela direção da escola a assinar o Registro de Ocorrência (RO) sendo suspenso de suas atividades educacionais por cinco dias sem lhe terem concedido o constitucional direito de defesa, caracterizando assédio moral contra o professor, numa conduta do governo, reacionária e extremamente repressiva, só comparável aos governos fascistas.

Essa conduta revela o desejo do governo em querer sabotar e acabar com o estudo de Filosofia na rede estadual de ensino do Amazonas. Parece vingança de Gedeão, que fora derrotado pela Associação dos Sociólogos do amazonas, que juntamente com os professores e  de maneira pacífica conquistaram a realização de aulas de filosofia nos três anos consecutivo do Ensino Médio. Revoltado com esta situação, o secretário em questão, agora persegue professores que promovem a formação da cidadania.

Que moral tem este secretário para suspender professores? Secretário que emprega professores em condições sub-humanas através de processos seletivos e em cargas dobradas. Secretário que permite educadores sofrerem constrangimentos  e vexames na hora das chamadas renovação de contratos, onde os professores são forçados a curvarem a cabeça e a submeter-se a avaliações inadequadas feitas por seus diretores que também são professores e a cada eleição transformam-se em meros cabos eleitorais fazendo da escola  trampolim eleitoral.”

Além do Manifesto, o professor Ivan do Nascimento e demais educadores traçam o quadro tanático do ensino no Estado do Amazonas e indagam porque no último resultado do Exame Nacional do Ensino Médio fomos os piores. Como causa,  indicam: processo seletivo contínuo, concurso público de 2011 ainda não concluído mas que não atenderá ao número de vagas; silêncio do SINTEAM que se encontra vendido ao governo; silêncio das massas; questão salarial, gestão escolar e estrutura física das escolas.

A educação no Amazonas tem sido tema constante neste blog. Nos últimos dias abordamos a questão da inutilidade que é comitiva da SEDUC-AM participar de Mostras de Painéis quando há outros mecanismos de avaliar o desempenho de uma escola como através da própria internet e do SADEAM, especificamente. Tratamos da educação municipal com o prefeito  cassado, distribuindo prêmios e fazendo promessas.

A atitude do professor Ivan do Nascimento, numa escola conservadora, inerte, fechada, para o sistema é um vexame. Vexame para a direção da Escola e de seus pedagogos que pelo visto não acompanham o planejamento dos professores, pois se o acompanhassem teriam visto que o mesmo havia colocado no seu plano de aula o tema Filosofia e Cidadania e como parte prática a coleta de assinaturas num abaixo-assinado exigindo a reforma da escola. Teriam discutido, refletido sobre a proposta. Como não há planejamento e cada professor faz o seu, acontecem situações como essas. O professor fugiu da aula desértica, da aula do livro. O professor foi para a aula prática e cidadania é práxis, é vivência e o viver daquilo que estudou, leu e com a razão, distancia-se e refletindo, participa da vida coletiva. Exigir a reforma de uma escola degradada, sem condições, sem quadra para a prática de esporte não pode jamais ser considerado como crime e que sem dar o direito de defesa, punir o profissional com suspensão como se aluno fosse. Escola não é lugar para punição, nem de professor, nem de aluno ou de quem quer que seja. Em havendo tais arbitrariedades,  significa que não possuímos escolas democráticas e por isso nossos índices nas avaliações nacionais dão sinais de que há muita coisa errada na educação do Amazonas.

CONCURSADOS DA SEDUC CONTINUAM DESCONCURSADOS

Nossos inimigos dizem

Nossos inimigos dizem: A luta terminou.

Mas nós dizemos: Ela começou.

Nossos inimigos dizem: A verdade está liquidada.

Mas nós dizemos: Nós a sabemos ainda.

Nossos inimigos dizem: Mesmo que ainda se conheça a verdade

Ela não pode mais ser divulgada.

Mas nós a divulgamos.

É a véspera da batalha.

É a preparação de nossos quadros.

É o estudo do plano de luta.

É o dia antes da queda

De nossos inimigos.

Bertolt Brecht, poemas 1913-1958

Diariamente, neste blog intempestivo, recebemos comentários, pedidos de informações sobre o concurso para diversos cargos realizados pela SEDUC/AM e Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cesp/Unb) no mês de junho passado.

Na leitura diária que fazemos desses comentários, notamos apreensão quanto à demora na divulgação do resultado final da lista de classificação, tanto pela SEDUC-AM, como pelo Centro de Seleção.

Antes de produzirmos este texto, acessamos os sites da SEDUC-AM e do CESPE, mas não encontramos nenhum comunicado oficial.

Temos lido comentários que há candidatos que diariamente consultam o site do CESPE e ele está desatualizado desde a convocação para avaliação dos títulos, no caso dos professores e pedagogos. Permanece assim para todos os outros cargos.

Um matutino manauense de hoje, dia 01.10.2011, divulgou que ontem a Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC-AM) declarou que os concursados só assumirão a partir de janeiro de 2012, e que a lista dos aprovados e classificados só ficará pronta a partir da segunda quinzena de outubro andante, e que a demora é devido ao grande número de vagas, o que provocou maior trabalho e organização.

Até aí compreende-se que realmente há muito trabalho, mas o problema é que, como diz aquele velho ditado, “gato escaldado tem medo de água fria”.

Nosso Estado, nossa não-cidade de Manaus e seus órgãos de comando tem tido a nódoa de realizar concursos e não convocar seus candidatos aprovados. Os exemplos são: os desconcursados da SUSAM, da SEMED, da CÂMARA MUNICIPAL, sobre os quais já escrevemos várias vezes.

Mas o pior é que o candidato íntegro, aquele que estudou, gastou, tem que ficar na expectativa de que um concurso desse pode ser fraudado. Não vai aqui nenhuma desconfiança de que o CESPE possa cometer isso, pois temos pela Universidade de Brasília um carinho muito especial devido essa instituição ter formado pessoas que durante o golpe militar de 1964 enfrentaram os meliantes e continua como um grande centro produtor de novos conhecimentos para o nosso país.

Todavia, há por aqui “espíritos de porcos”, para Friedrich Nietzche, espíritos ou instintos degenerados. Os corruptos. Vimos isso no último concurso promovido pela Defensoria Pública do Estado, através do Instituto Cidades, de Fortaleza, e que na lista de aprovados mostraram suas influências malignas (nada haver com o diabo): Tibiriça Valério de Holanda Filho, Leonardo Carlos Chaves, Américo Gorayeb Neto, Luiz Domingos Zahluth Lins e Newton Sampaio Melo. Filhos de quem? Do defensor-geral do Estado, do Secretário de Obras do prefeito cassado de Manaus, Amazonino Mendes, dentre outros degenerados.

No modo de produção capitalista, que cria esse tipo de degeneração, de corruptos, nós temos que estar sempre com os dois pés na frente. Como no poema do Bert Brecht que inicia nosso texto, devemos considerar nossos inimigos todos aqueles que defendem esse sistema e tentam nos enganar. “Nossos inimigos dizem: Mesmo que ainda se conheça a verdade ela não pode mais ser divulgada. Mas nós a divulgamos.”

Para concluir, queremos dizer que nossos inimigos cairão quando cada um de nós, nas dobras do sistema capitalista, formos fazendo linhas de corte, pois a escola, como Aparelho Ideológico do Estado, trabalha para a manutenção desse sistema integrado, e o educador tem a chance de mudar para que o arrependimento não o persiga. “Mas esse degenerado passou pela minha mão.” De olho no resultado do concurso, para que degenerados não os manipulem. Valeu, manô!

LEITOR INTEMPESTIVO ATENTO PARA INCLUSÃO DE MINORIAS NO PLANO ESTADUAL DE SAÚDE

O leitor intempestivo Márcio Ricardo, na sua percepção deste bloguinho como serviço público, envia e-mail relatando sobre a elaboração do Plano Estadual de Saúde pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM).

As observações de Márcio, como sempre, são um ato cidadão de quem percebe e busca compartilhar as informações necessárias para forçar os serviços públicos a um processo de democratização. Por tal o reproduzimos aqui.

=========================================

Bom dia, companheiros da AFIN, escrevo para comunicá-los sobre as discussões que estão acontecendo na Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM), a respeito do Plano Estadual de Saúde. Neste momento, há discussões entre os técnicos para as diretrizes. Em momento posterior haverá a decisão pelos conselheiros.

É importante estar atento para esta política que vigerá de 2012 a 2015, pois é importante que estejam incluídos nela todas as minorias – negros, GLBTT, indígenas, profissionais do sexo, ribeirinhos -, para que sirva de instrumento de pressão e cobrança contra o governo estadual para que realize um trabalho mínimo para essas populações na área de saúde.

Abraço,

Márcio Ricardo de Souza

LISTA DE CLASSIFICADOS DO CONCURSO DA SEDUC É DIVULGADO PELA CESPE

O Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe/UnB) divulgou hoje pela manhã a relação de 33.355 nomes dos candidatos classificados, ou seja, aqueles que atingiram a nota mínima exigida no concurso da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-Am).

Para consultar o resultado, o candidato deve ir ao sítios www.seduc.am.gov.br e www.cespe.unb.br, ou ainda nos links abaixo nesta página do bloguinho intempestivo.

A partir de agora, vem as outras etapas, como prova de títulos e perícia médica, e também a prova prática para os cursos que a requerem.

Para os cargos de nível Superior (professor, psicólogo, pedagogo, bibliotecário, nutricionista, contador, assistente social, e estatístico), o resultado se dá com a nota da prova objetiva e da redação. Professores e psicólogos deverão prestar provas de títulos entre os dias 15 e 18 de julho em locais que a Seduc divulgará. Os candidatos dos demais cursos deverão realizar perícia médica na segunda semana de julho.

Para o cargo de Ensino Médio para assistente administrativo, também será realizada perícia médica na segunda semana de julho.

Os candidatos ao cargo de merendeiro realizarão prova prática entre os dias 15 e 17 de julho, em locais e horários que a Seduc também divulgará.

Para aqueles que se sentirem de alguma forma lesados com o resultado, os dois dias para interposição de recurso serão amanhã, quarta-feira (29), e quinta-feira (30).

BOMBEIROS DO RIO TÊM PROJETO DE LEI APROVADO NO SENADO

Foi aprovado por unanimidade pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado o projeto de lei de autoria do senador Lindber Farias (PT/RJ), o projeto de lei que anistia os bombeiros do Rio de Janeiro que foram presos depois de invadirem o Quartel-Central da corporação como forma de protesto por aumento de salários.

Agora, o projeto segue para a Câmara dos Deputados direto, sem necessidade de passar pelo plenário do Senado. De acordo com o relator do projeto de lei, Marcelo Crivela (PRB/RJ), a anistia dos bombeiros do Rio de Janeiro é diferente da anistias dos policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte, Bahia, Roraima, Tocantins, Pernambuco, Mato Grosso, Ceará, Santa Catarina e Distrito Federal, punidos por praticarem protestos semelhantes.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.243.202 hits

Páginas

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos