Archive for the 'Mundial' Category

ESTADOS UNIDOS AMEAÇAM A RÚSSIA POR CAUSA DAS TENSÕES NA UCRÂNIA

             Segundo informações, tropas russas ocuparam a fronteira com a Ucrânia causando tensões no território. No fim da semana ativistas pró-russo invadiram e tomaram posse da sede regional do Ministério do Exterior. Diante desses fatos informados, os Estados Unidos, que têm interesse geo/econômico/bélico no território, por isso apoiaram o golpe de Estado dado por grupos neo-nazistas na Ucrânia, resolveram mais uma vez ameaçar a Rússia.

         O comunicado da ameaça foi feito por John Kerry, secretário de Estado norte-americano.

           “Os militantes estavam equipados com armas especializadas russas, com os mesmos uniformes que vestiam as forças russas que invadiram a Crimeia”, disse Kerry

         Segundo comunicado, Kerry disse que está preocupado porque os ataques no Leste da Ucrânia haviam sido orquestrados e sincronizados da mesma forma que ataques anteriores no Leste da Ucrânia e da Crimeia.

LANÇAMENTO DA CAMPANHA, “ASSÉDIO SEXUAL NO ÔNIBUS É CRIME”

http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2014/03/sociedade-deve-ter-tolerancia-zero-com-encoxadores-ressaltam-secretarias-de-mulheres-4248.html/metrosp_sergioandrade_gover.jpg/image_preview

Não há como se definir um homem. Todos os homens são produtos de suas vivências, seus percursos, seus acasos, suas mobilidades e imobilidades. Um homem sempre é diferente de outro homem. Embora, como é socialmente percebido, haja diferenças entre os homens, existem formas de comportamentos éticos em sociedade que afirmam o grau de alteridade entre todos como respeito-empático do existir-social.

“TODA ESTUPIDEZ É PRODUTO DA REPRESSÃO”

Ocorre, porém, que em uma sociedade alguns homens, em função do mundo-infantil que os adultos lhes ofereceram, tornaram-se imaturos sensitivos, cognitivos e sexualmente. E assim, cultuam e mantém esse estado-afetivo-imobilizado. Esses homens temem as mulheres. E como temem as mulheres fazem dos instrumentos que a sociedade patriarcal/burguesa/judaica/cristã/capitalista oferece como forma de discriminação das mulheres, armas de violência contra as mesmas. Uma clara afirmação do pensamento do criador da psicanálise, Freud: “Toda estupidez é produto da repressão”. O que significa que a repressão sofrida por uma criança não a faz somente um adulto frustrado emocionalmente, mas também um sujeito-sujeitado sexual e cognitivamente.

 OS HOMENS SEXUALMENTE FÁLICOS

Os homens que são produtos da repressão imposta pelos adultos em suas infâncias, são personagens em conflitos com suas sexualidades. Não conseguem realizar uma relação sexual tendo as mulheres como reais. Seus quadros fantasmáticos se interpõem em uma possível relação sexual. As mulheres são tidas como, no máximo, um objeto parcial. Quando não, um vazio. Transpassados por esses sintomas, da ausência das mulheres, eles recorrem aos seus substitutos-fantasmas. E o assédio é um desses sintomas.

Esses homens são perigosos, já que em seus mundos não existem imagos-concretas de mulher. E como se sabe, o mundo é uma perspectiva configura pelas imagos-mulher-homem. Desmembrado de qualquer uma dessas imagos não é mundo, mas uma projeção retalhada. Cortes que nunca compõem um mundo-existência.

O perigo que esses homens representam para as mulheres é que eles as escolhem como responsáveis por suas frustrações, e, então, as fazem suas vítimas para significar suas aberrações-sexuais. Escolhem as mulheres porque a cultural-machista as tomas como inferiores e frágeis. Portanto, sem autonomia e voz-ativa. Uma fantasia própria dos homens-fálicos. Homem-eunuco ontologicamente.

CAMPANHA CONTRA O ASSÉDIO

O assédio ocorre em qualquer lugar onde existam homens-eunucos e mulheres. Na saca, na rua, no trabalho, na escola, prédios públicos, estações, clubes, etc. Entretanto, o local onde mais tem ocorrido a expressão desse sintoma patológico sexual-social é no transporte coletivo. São inúmeros os casos de mulheres que, fazem uso do transporte coletivo, foram assediadas durante o percurso que realizaram uma viagem nesse transporte. O caso tornou-se tão revoltante, porque se trata de uma explícita violência contra as mulheres, que várias entidades dos direitos humanos já manifestaram suas indignações. A própria presidenta Dilma Vana Rousseff, já revelou seu repúdio.

Preocupada com a aberração social, a Secretaria da Mulher, vai lançar hoje, dia 24, a campanha “Assédio Sexual no Ônibus é Crime”. A campanha vai mostrar aos homens-eunucos, que o assédio pode ser classificado como crimes de “importunação ofensiva ao pudor” e “estupro” e seus autores podem ser presos.

Como parte da campanha será distribuída gratuitamente para as mulheres – para quem tiver interessado – uma cartilha mostrando o que as mulheres devem fazer quando forem vítimas de assédios. Nos ônibus, como parte da campanha, serão fixados cartazes tratando do assunto. Para denunciar, as mulheres poderão usar o Disque 190.

REFERENDO PARA SABER SE A CRIMEIA DEVERIA OU NÃO SE UNIR A RUSSIA NÃO DEU OUTRA: UNIR

http://www.redebrasilatual.com.br/mundo/2014/03/boca-de-urna-indica-93-de-votos-a-favor-da-anexacao-da-crimeia-a-russia-6138.html/ucrania2.jpg/image_preview

O referendo ocorrido ontem, dia 16, na para saber se a Crimeia deveria se unir a Rússia ou não, deu o que o presidente Putin e grande parte do povo russo esperava: mais de 93% dos opinantes disseram que deve se unir ao país de Lênin. Participaram do referendo 80% da população. Assim, a Crimeia que tem 60% de sua população russa, 25% ucrania e 12% de tártaros, que afirmaram não ir votar, mostrou uma quase unanimidade. As autoridades da Crimeia pedirão hoje, dia 17, oficialmente a união de seu país com a Rússia.

Mikhail Malyshev, presidente do referendo, disse, em entrevista coletiva, que p resulta foi válido, não havendo qualquer posição contrária. Mas não é isso que os Estados Unidos e a União Europeia concebem. Para eles o referendo não é legal, assim como para os governantes da Ucrânia. Que depois do golpe de Estado solidificaram mais ainda suas relações com as duas representações intervencionistas, já que foram elas que lhes auxiliaram no golpe apoiando os grupos neonazistas e as alas de direita da Ucrânia.

Um apoio calculista, porque ambas estão interessadas em tomar posse dessa área geo/política/econômica do Mar Negro. Como poderia dizer o teatrólogo-ativista Brecht, eles não estão interessados na democracia e na paz, mas sim em seus lucros. A Crimeia é só mais um território cobiçado pelo governo de Obama, que vai péssimo de governo, e a União Europeia, que anda de “cabeça baixa”, de acordo com a análise de Lula.

DECLARAÇÕES INTERVENCIONISTAS DE OBAMA SOBRE A VENEZUELA RESULTA EM CARTA DE REPÚDIO DE MADURO

O presidente Barack Obama como atento continuador de uma subjetividade buraco-negro, que captura tudo que tem vida independente, prossegue com a ideia imperiosa e intervencionista que expressa o caráter alcunhado de político do Estado norte-americano. Em nome de uma democracia-privada, que tem a paz mundial como a satisfação de seus interesses, os governos dos Estados Unidos não mudam a perspectiva de interferir nos negócios dos povos independentes. Seja o governo do Partido Republicano, Bush ou governo do Partido Democrático, Obama, as segmentaridades imperiosas são as mesmas.

A SOCIEDADE MUNDIAL E O INTERVENCIONISMO

Toda sociedade mundial sabe que os governos norte-americanos nunca aceitaram o socialismo bolivariano implantado na Venezuela pelo ex-presidente Hugo Chávez. E muito menos sua relação clara com Fidel Castro. Ou, a bem da verdade, com qualquer personagem que pense o mundo democraticamente como uma realidade filosófica onde o universal é o individual sejam a essencialidade da existência (Hegel/Marx). Daí que a compulsão-imperiosa para mandar – o hábito de mandar faz o tirano – se concretiza novamente na gestão do atual presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Diante das exigências de uma parte da população venezuelana dirigida contra o governo Maduro, resultado de uma derrota eleitoral que ainda não foi digerida pelo grupo apelidado de oposição, algumas pessoas foram presas entre elas o líder radical – não no sentido que Marx dá ao conceito radical que significa o homem sendo sua própria raiz – Leopoldo López que é membro da coalizão antichavista Mesa da Unidade Democrática (MUD). Um líder que o governo Maduro afirmar está a serviço do governo norte-americano. Uma convicção que o levou a suspeitar de três autoridades diplomáticas do governo Obama e por isso expulsou-as do país acusando-as de estarem financiando e apoiando os atos de violência. Com o quadro configurado Obama resolveu divulgar sua opinião sobre as ocorrências na Venezuela e exigiu que o governo venezuelano libertasse todos os presos e considerou “legitimas” as reivindicações. Maduro, entendendo o valor da soberania de seu Estado, repudiou, em nota, a ingerência intervencionista de Obama.

PARTE DA NOTA

“O governo da República Bolivariana da Venezuela  repudia taxativamente as declarações emitidas na quarta-feira, dia 19,pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a medida em que constituem em uma nova e grosseira ingerência nos assuntos internos de nosso país, com o agravamento de usar como base informações falsas e afirmações sem fundamentos.

Por que financia, alenta e defende os dirigentes opositores que promovem a violência. Atacando um país livre e soberano da América Latina, cujas políticas, orientações e decisões são resultados da vontade popular, expressa democraticamente.

A Venezuela vai continuar a impedir que agentes americanos implantem a violência e a desestabilização no país”, diz trecho da nota de repúdio.

ENQUANTO O GOVERNO BRASILEIRO ACOLHE O ACORDO DA SÍRIA, OBAMA CONTINUA COM SUA PREPOTENTE AMEAÇA

598

A sociedade internacional através de suas faculdades, sensorial e intelectiva, não aceitou inerte às ameaças desferidas pelos dos Estados Unidos, emitidas por seu presidente Obama, em querer invadir a Síria. O que causaria uma verdadeira monstruosidade sem qualquer laivo de razão política.

Assim, por força da opinião da sociedade internacional, e se sentindo quase isolado, o intento de Obama, por enquanto, foi travado. A Rússia entrou no diálogo entre a Síria e os ameaçadores, e encontrou uma solução: o governo sírio permitirá uma deposição de suas armas químicas conforme rege acordos internacionais sobre paz.

O Brasil, que tem uma índole pacifista, acolheu com bom grado, a decisão da Síria em aceitar o acordo. Para confiar sua posição o Ministério das Relações Exteriores publicou uma nota onde mostra seu acolhimento.

“O governo brasileiro acolheu, com satisfação, a decisão do governo da República Árabe da Síria de aderir a Convenção sobre a Proibição de Armas Química (CPAQ) e aplica-la imediatamente.

Como um dos signatários originais da Convenção, o Brasil espera que a acessão da Síria à CPAQ impulsione a universalização desse instrumento e leve à consecução do objetivo de um mundo livre de todas as armas químicas.

Tais medidas contribuirão significativamente para emprestar novo vigor à busca de uma solução negociada e para atender às legítimas aspirações da sociedade síria”, trecho da nota publicada pelo Itamaraty.

Por sua vez, Obama, também emitiu nota. Em parte, considerando a decisão da Síria, e em outra parte mostrando a vetusta prepotência ameaçante.

“Os estados Unidos seguirão trabalhando com a Rússia, Reino Unido, França e as Nações Unidas, entre outros, para assegurar que este processo seja verificável e que exista consequências se o regime de Assad não completar o acordo estipulado hoje. E, se a diplomacia falhar, os EUA seguem dispostos a atuar”, diz parte da nota prepotente.

No meio da prepotência e da arrogância do governo norte-americano corre uma pergunta produzida e expressada pela sociedade internacional: a obrigação em relação às armas químicas, vale também para outros países que às detém? Vale também para os Estados Unidos?

EMBAIXADOR SÍRIO, NA RÚSSIA, AFIRMA QUE GOVERNO RUSSO TEM PROVAS DE QUE FORAM REBELDES QUE USARAM ARMAS QUÍMICAS

Em discurso na câmara Pública russa, o embaixador da síria, Riad Haddad, afirmou que foram os rebeldes que lutam contra o governo sírio de Bashar-al- Assad que usaram armas químicas em Guta Oriental, território perto de Damasco. Ele afirmou também, que o governo russo tem provas sustentadas por fotografias que mostram o momento do ataque.

“Todas as provas e dados mostram que foram precisamente os grupos armados que usaram armas químicas em Guta Oriental, perto de Damasco.

A Rússia apresentou provas com fotografias que mostram o lugar e hora na qual foi lançado o foguete contra Guta Oriental.

Por acaso há alguém que acredita que o governo da Síria possa usar armas químicas no momento em que uma comissão internacional começa seu trabalho e chega a Damasco a pedido da parte da Síria?

A história com as armas químicas surgiu justo no momento quando o exército sírio começou a ganhar batalhas em todas as zonas nos arredores de Damasco. A informação sobre ataques com armas químicas começou a se estender para frear o avanço das tropas governamentais sírias”, afirmou o embaixador.

Por sua vez, o governo russo através de seu ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, disse que as provas apresentadas pelos Estados Unidos do uso de armas químicas pelo governo sírio não convenceram o presidente Putin, pois não apresentam nada de concreto.

No contexto da inteligência da sociedade internacional, a sociedade democraticamente racional, sabendo que os Estados Unidos são favoráveis diretamente aos rebeldes, às declarações do ministro das Relações Exteriores da Rússia tem um signo de referência com essa inteligência. Ainda mais quando se conhece a postura autoritária do governo Obama muito bem concretizada no pronunciamento do vice-presidente norte-americano, Joe Biden, referente à espionagem de seu país sobre o governo Dilma, órgãos públicos e cidadãos brasileiros. Quando afirmou que os Estados Unidos continuarão com sua política de espionagem, “trabalho de inteligência” e que não se curvará a soberania de nenhum país.

O que para o sociólogo Paulo Vannuchi significa dizer que seus país “até participa dos fóruns internacionais, mas que em última instância os Estados Unidos decidem sozinho o que vão fazer”.

QUEM USOU ARMAS QUÍMICAS NA SIRIA? GOVERNO OU REBELDES ARMADOS PELAS FORÇAS IMPERIAIS?

Síria: ONU inicia hoje investigação sobre uso de armas químicas

A notícia de que na quarta-feira passada, dia 21, centenas de civis da Síria tinham sido assassinados por ação de agentes químicos, arma letal, deixou a comunidade racional profundamente indignada.

Segundo o Centro de Documentos de Violações, uma entidade tida como comprometida com a honestidade, foram mais de 400 o número de mortos contabilizados no ataque em um bairro em Damasco. Todos os mortos mostravam claramente o efeito dos agentes químicos.

Como a comunidade racional internacional sabe que os rebeldes que lutam contra as forças do governo sírio são armados por países do Ocidente, foi fácil logo uma afirmação de que o autor do uso das armas químicas era a força rebelde. Por sua vez, os rebeldes, juntos com a opinião de alguns governos, usaram também o recurso da acusação de que quem havia usado armas químicas contra os civis fora o governo sírio.

O certo mesmo, em meio às acusações, é que os governos da Rússia e do Irã pediram ao governo da Síria que permita uma visita da Organização das Nações Unidas (ONU) para verificar se há alguma evidência do uso das armas químicas pelo governo.

Obama, presidente dos Estados Unidos, país que cultua invasões em países estrangeiros, chegou a afirmar que a Síria ao pedir a investigação em seu solo, o fizera tarde demais. Entretanto, reunido ontem, dia25, com o presidente francês Hollande, afirmou que vai  seguir “em estreito contato” para encontrar “uma resposta comum” à Síria.

Enquanto isso, pesquisa publica ontem, dia 25, mostra que 60% da população norte-americana são contra a intervenção dos Estados Unidos na Síria. Uma espécie de recado para Obama, “o imperialista” negro da causa branca.  

Todavia, o que a sociedade racional internacional quer mesmo é saber quem foi o autor do uso das armas químicas contra os civis, porque ela sabe que nessa luta irracional de interesses pode prevalecer a mentira da força da propaganda dos que pretendem todas as formas de lucro.

Espanha pede desculpas a Evo Morales

Da Agência Lusa

O governo espanhol pediu hoje (15) desculpas à Chancelaria boliviana pelo incidente ocorrido com o avião do presidente Evo Morales na Europa, há duas semanas, e disse esperar que as relações bilaterais se mantenham boas.

A nota da Espanha dirigida à chancelaria da Bolívia foi entregue pelo embaixador espanhol em La Paz, Ángel Vázquez, que lamentou o procedimento do seu homólogo em Viena, Alberto Castro.

Morales acusou Alberto Castro de querer inspecionar o seu avião para verificar se viajava consigo Edward Snowden, que prestava serviços para a Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos, que o governo norte-americano acusa de ter divulgado informação classificada.

“Lamentamos esse fato, apresentamos as nossas desculpas por esse procedimento, que não foi adequado”, diz o documento, que refere ainda que Evo Morales “foi colocado em uma posição difícil e imprópria para um chefe de Estado”.

GOLPE MILITAR DERRUBA PRESIDENTE EGÍPCIO E SUSPENDE CONSTITUIÇÃO DO PAÍS

 O presidente do Egito, Mouhamed Mursi, foi deposto ontem pelas Forças Armadas e a constituição egípcia suspensa pelos militares. Os golpistas estipularam prazo de 48 horas para o presidente atender às reivindicações dos manifestantes que tomaram as ruas do país nos últimos dias. Mursi argumentou que foi eleito democraticamente há um ano e que não iria renunciar ao posto.

O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general Abdel Fattah Al Sisi anunciou eleições presidenciais antecipadas, enquanto uma multidão de egípcios na Praça Tahrir festejavam a queda do presidente e de certa forma a volta da ditadura no país.

O golpe foi, transmitido pela televisão, e ao lado dos militares estava diversos responsáveis políticos e religiosos, incluindo o chefe da instituição islâmica Al Azhar e grande imã Ahmed Al-Tayeb, a principal autoridade sunita do Egito, e o patriarca copta ortodoxo Tawadros II.

Militares estão presentes em diversos pontos  em Cairo como Praça Rabea Al Adauiya, cujo acesso foi fechado, a Praça Tahrir e o palácio presidencial. De acordo com os militares, o bloqueio é para “preservar vidas e evitar confrontos” entre opositores e simpatizantes.

Um representante da organização Irmandade Muçulmana, à qual pertence Mursi, disse que um “golpe militar” está em andamento, conforme a BBC Brasil. Já a oposição alega que Mursi quer implantar um regime islâmico e exige a saída do presidente.

Em entrevista a Carta Maior, o  Professor Paolo Gerbaudo, do Kings College em Londres comentou a atual situação: “No Egito, o que uniu todo o mundo foi a polícia. Todo mundo odeia a polícia. A reação da polícia representa que só há a vara: não há a cenoura. E o Estado está representado na polícia. Não é a polícia usada para manter uma ordem social justa, mas sim a polícia que serve para a injustiça social, um imã que unifica todo mundo. Uma coisa que estes movimentos trazem à superfície é o problema da representação política. Estes movimentos sociais são uma crítica implícita ou explícita aos partidos políticos tradicionais. Os partidos sempre existiram. Mas o partido de massas desapareceu hoje e com ele a forma de participação política massiva que tinha. Esta falta de formas de participação massiva é a raiz do movimento atual. Neste sentido hoje me inclino pela tese de Gramsci, a convivência de movimentos e partidos. Os movimentos podem ter um efeito autodestrutivo. É o que ocorreu em certa medida no Egito, onde os movimentos rejeitaram toda organização e estrutura; o resultado foi que abriram a porta para a Irmandade Muçulmana, que governa(va) o país com resultados desastrosos.”
 

Para presidente egípcio não haverá nova primavera árabe mesmo com multidão nas ruas

Do Opera Mundi

O presidente do Egito, Mohamed Mursi, que neste domingo (30/06) completa um ano no governo, afirmou que não haverá uma segunda Primavera Árave, refutando o grito de milhares de manifestantes que se reuniram hoje na frente do palácio presidencial pedindo sua renúncia.

Segundo Morsi, sua saída da presidência representaria uma tragédia para o processo democrático do país, após os protestos que revolucionaram a vida política do país em 2010 e 2011 – processo que ficou gravado na história como Primavera Árabe.

“Não vou tolerar nenhuma ameaça a ordem constitucional. Se trocamos alguém da presidência que está no seu direito legítimo, um ano depois terão novas pessoas fazendo oposição e, depois de uma semana ou um mês, vão pedir a renúncia também. Dessa vez, não haverá revolução”, afirmou à imprensa europeia.

São milhares de pessoas a protestar contra e a favor Mursi

Mursi reiterou, no entanto, que respeita a voz dos opositores e que isso faz parte “de um país democrático”.

Milhares de pessoas se reuniram neste domingo na praça Tahrir, no Cairo,  a favor e contra, a renúncia de Mursi.

Segundoa Agência Efe, grupos de voluntários controlam os acessos a Tahrir para evitar que pessoas se infiltrem com armas e objetos cortantes. Há ainda manifestações que se dirigem para o palácio presidencial de Itihadiya, no bairro de Heliópolis.

A imprensa local afirma que pelo menos 46 pessoas armadas foram detidas hoje no Cairo e na província de Guiza. Segundo informações do jornal Guardian, uma pessoa morreu nos confrontos entre manifestantes. Outras várias passeatas aconteceram ao redor do país.

Vários helicópteros militares sobrevoam a Tahrir, que, por enquanto, vive um ambinte pacífico. O Exército e a polícia estão nas principais instituições e pontos estratégicos do país para manter a segurança. Mursi manteve contatos com o primeiro-ministro egípcio, Hisham Qandil, e os responsáveis de Interior e Defesa para acompanhar o desenvolvimento da jornada, informou a agência Mena.

BERLUSCONI É CONDENADO A SETE ANOS DE PRISÃO

Após tantos anos de “eu quero viver na orgia” no ritmo do samba de Ataulfo Alves e Wilson Batista, o buffone ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi foi condenado ontem por um tribunal de Milão a sete anos de prisão e à interdição perpétua para exercer cargos públicos. O Mafioso foi condenado por abuso de poder e envolvimento em prostituição infantil no caso “Rubygate”.

Ainda há a possibilidade de Berlusconi entrar com recursos para modificar a sentença do processo que se arrastava desde 2011. A condenação apenas confirmou aquilo que parafraseando o querido Mino Carta é de conhecimento até dos minerais: o ex-premier italiano participava de orgias envolvendo menores como a jovem marroquina Karima El Mahroug, conhecida como Ruby.

A procuradora Ilda Boccassini já havia solicitado que a pena de Berlu não fosse inferior a seis anos de prisão. Porém o magnata Mafioso ficará em liberdade já que o crime não é definitivo. Nada incomum para o condenado que aguarda a definição de diversos outros crimes que foi condenado no passado e que ainda não se tornaram definitivos.

DILMA DEFENDE REFORMAS NOS ORGANISMOS INTERNACIONAIS E CRITICA NEGOCIAÇÕES BILATERAIS

Em uma cerimônia no Palácio do Itamaraty em homenagem ao Dia do Diplomata, a presidenta Dilma VanaRousseff voltou a  defender entre outras coisas a reforma dos mecanismos internacionais.

De acordo com a segunda mulher mais influente no mundo segundo a Forbes, estes mecanismos “necessitam de urgente e profunda reforma, sejam nos organismos de Bretton Woods, como o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial, seja também nas próprias Nações Unidas, em particular em seu conselho de segurança, hoje carente de representatividade e muitas vezes de legitimidade para enfrentar e resolver as constantes ameaças a paz mundial”.

Ela ainda afirmou da necessidade de substituição de negociações bilaterais por multilaterais para que termine o isolamento e protecionismo das nações. A afirmação foi feita em momento propício em que  estão reunidos a Cúpula do G8, que é formado pelos países até então com maior influência econômica.

Dilma defendeu que a crise deve ser enfrentada com parcerias pois  “ao olhar a crise não propúnhamos, não propusemos e não propomos o isolamento, o protecionismo. Mas, sim, a consolidação da nossa cooperação, dos laços regionais, ampliando e fortalecendo (…)Isso nos leva a uma clara defesa do multilateralismo como condição de afirmação da personalidade própria de todos os povos e também do Brasil. O multilateralismo como único instrumento capaz de resolver graves contenciosos mundiais”.

Estas declarações além de mostrar a maturidade internacional do Brasil, implicam os países “ricos” em suas políticas individualistas e desrespeitosas aos paises pobres. E implica ainda mais quando se descobre, conforme denunciado ontem,  que a Inglaterra com apoio norte-americano espionava os representantes do G8 e G20 durante seus encontros. Esta atitude antidiplomática só reafirma a necessidade de reforma de orgãos como a ONU que sempre se cala frente a estes casos enquanto vossa realeza e o tio sam fofocam deslealmente tramando como derrubar seus inimigos e falsos parceiros. Afinal eles não se chamam Raimundo…

CONFLITOS NA TURQUIA CHEGAM A 15 DIAS DE SANGUE

Além do vídeo com a história dos protestos e da repressão na Turquía, vejam algumas fotos do conflito policial com manifestantes pacíficos. Clique nas imagens para ampliar

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (9)

Turkey protests conflicts police violence blood represion government

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (1)

Este homem foi assassinado Turkey protests conflicts police violence blood represion government (2)

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (3)

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (4)

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (5)

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (6)

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (7)

Turkey protests conflicts police violence blood represion government (8)

Polícia turca usa gás lacrimogênio brasileiro contra manifestantes, diz Anistia Internacional

da Agência Brasil

 Gás lacrimogênio produzido no Brasil tem sido usado pela polícia turca para dispersar manifestantes que ocupam as ruas de cidades da Turquia, em protestos recentes. A informação foi confirmada pela organização não governamental (ONG) Anistia Internacional, que informou que latas de gás usadas contra manifestantes tinham a inscrição made in Brazil. Gases produzidos em outros países também foram usados, segundo a ONG.

O professor da Universidade Federal Fluminense (UFF) Christopher Gaffney, que foi à Turquia participar de um congresso de arquitetura, estava na Praça Taksim, em Istambul, durante conflito em que os manifestantes foram atingidos por latas do gás brasileiro.

“Quando cheguei a Istambul no sábado (1), era um cenário de confusão total. A polícia lançava o gás com uma espingarda. Também ouvi falar sobre helicópteros que estavam sobrevoando a área e jogando as latas do alto. Eu vi pessoas feridas com o impacto e houve caso de uma pessoa que perdeu um olho quando foi atingida na cabeça. [As latas] têm a marca da bandeira brasileira, o que não deve dar uma impressão muito boa para os turcos”, disse Gaffney.

A Anistia Internacional condenou o uso de gás lacrimogênio contra os manifestantes. “Canhões de água e gás lacrimogênio não deveriam ser usados contra manifestantes pacíficos. Estamos particularmente preocupados com o uso de gás lacrimogênio em ambientes confinados, que representa um grande risco para a saúde”, disse o diretor da Anistia Internacional para Europa e Ásia Central, John Dalhuisen, em comunicado divulgado ontem (3).

A atuação da polícia turca contra manifestantes foi criticada pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, que pediu hoje (4) às autoridades daquele país que investiguem abusos cometidos pelos agentes. O próprio primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Ergodan, admitiu que houve “erros, excessos na resposta da polícia”.

A empresa Condor Tecnologias Não Letais, sediada na Baixada Fluminense, confirmou que fornece gás lacrimogênio para a polícia turca e que é a única fornecedora brasileira desse tipo de armamento para a Turquia.

Segundo a assessoria de imprensa da Condor, há uma recomendação das Nações Unidas para que polícias de todo mundo usem equipamentos desse tipo, já que armas não letais reduzem as possibilidades de morte em confrontos. Ainda de acordo com a empresa, os compradores são treinados e orientados a usar corretamente o equipamento.

No final de 2011, ativistas já haviam relatado que gás lacrimogênio brasileiro estava sendo usado contra manifestantes no Bahrein, uma monarquia árabe localizada no Golfo Pérsico. A Condor informou que negocia esses equipamentos com vários países, mas que nunca os vendeu para o Bahrein. De acordo com a empresa, naquela ocasião, o equipamento foi provavelmente usado por tropas de outros países árabes que são clientes da empresa brasileira e ajudaram o governo baremita.

ONU COBRA DO GOVERNO NORTE-AMERICANO O FIM DA PRISÃO DE GUANTANAMO

AOrganização das Nações Unidas (ONU) chamou atenção do governo dos Estados Unidos pela manutenção da prisão de Guantánamo. A alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, pediu que a promessa, feita por Obama, de fechar a prisão seja cumprida.

A prisão serve de centro de práticas desrespeitodas aos direitos humanos há mais de uma década, quando foi fundada pelo governo Bush. A maior parte dos criminosos não foram julgados e estão presos sem nenhuma acusação ou  prova contrária.

Para Navi Pillay, a lei internacional de segurança é violada na penitenciária. A ONU já havia se manifestado sobre a greve de fome de vários dos detentos. Há diversas reclamações de agressões e de desrespeito à religião muçulmana pelos seguranças de Guantánamo.

A ONU em sua fraca atuação internacional, principalmente no sentido de enfrentar as decisões irresponsáveis e desumanas do paranoicamente doentil governo norte-americano, vemos que esta é apenas parte de sua obrigação. Obrigação de garantir que não haja violação dos direitos humanos no mundo, sendo os americanos e israelenses os maiores violadores das convenções e tratados.

Desta forma não devemos pensar que a ONU está sendo independente. Apenas cumpre parte de sua função democrática. Dificilmente esta tentativa de encarar os americanos irá pra frente pois a ONU continuará fechando os olhos e abaixando suas rédeas para o empoderamento e imposição de uma nação frente a todo o resto das nações desunidas e desamparadas.

IRANIANO É O NOVO PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

O advogado exilado iraniano Karim Shahla Lahiji é desde ontem o novo presidente da Federação Internacional dos Direitos Humanos (FIDH), uma das organizações de defesa dos direitos humanos mais antigas do mundo.

Lahiji foi o principal advogado defensor dos presos políticos durante o regime do xá da Pérsia, sofrendo perseguição pelo xá e pelo regime islâmico seguinte, tendo que se exilar na França em 1982.

A eleição ocorreu ontem emo 38º congresso da FIDH ocorrido em Istambul, onde Lahiji afirmou que a Turquia deve libertar os jornalistas, advogados e sindicalistas que estão presos há muito tempo.  Nas palavas do novo presidente “é uma grande honra para mim presidir a organização e prometo trabalhar para a liberdade incondicional dos presos políticos”.

DILMA É A SEGUNDA MULHER MAIS PODEROSA DO MUNDO SEGUNDO FORBES

Dilma no IbasA influente revista americana de economia e negócios Forbes divulgou ontem uma lista com as 100 mulheres mais poderosas do planeta.

De acordo com a revista a presidenta Dilma Vana Rousseff é a segunda mulher mais poderosa do mundo, só ficando atrás da chanceler alemã Angela Merkel. Dilma já ocupava no ano passado o terceiro lugar e nesta ano subiu uma posição, ocupando aquela que pertenceu a Hillary Clinton. A lista deste ano segue com a esposa de Bill Gates, Melinda Gates (3), Michelle Obama (4), Hillary Clinton (5) e a presidente do congresso indiano Sonia Gandhi (9). Os outros lugares do “top 10” são ocupados por empresárias da Pepsi, Facebook e mulheres com cargos importantes no FMI e Governo Norte-americano.

A lista ainda conta com mulheres importantes como a ministra nigeriana Ngozi Okonjo-Iweala (83), a atriz e ativista Angelina Jolie (37), a primeira ministra australiana Julia Gillard(28) e a presidenta argentina Cristina Kirchner (28).

De acordo com a revista “Agora no meio de seu primeiro mandato, a ex-revolucionária senta no alto da sete maior economia do mundo (PIB US$2.4 trilhões). Apesar do tamanho do Brasil, Rousseff é encarregada de puxar o país fora de seus dois anos de crescimento mais lentos em mais de uma década. Sua enfase no emprendedorismo tem inspirado uma nova geração de empreendimentos, embora muito critiquem a líder por favorecer políticas pró-devolvimentistas em questões mais humanitárias. DESTAQUE:  Rousseff tem um novo aliado no inédito direção-geral da Organização Mundial do Trabalho por um brasileiro, Roberto Azevedo, que foi confirmado em Genebra no começo de maio.”

Outra brasileira que também subiu no ranking é a presidenta da Petrobras, Graça Foster, que passou da 20ª para a 18ª posição. Segundo a Forbes, Graça é a comandante da” maior empresa do hemisfério sul tanto em vendas quanto valor de mercado” e destaca a Bacia de Santos como “uma das fronteiras de petróleo mais promissoras do mundo”. Além disto afirma que o país tem um aumento da demanda por gasolina que é mais de quatro vezes maior do que a média mundial.

E o Brasil vai cada vez mais se projetando no cenário mundial, com a presidenta Dilma sendo reconhecida como uma mulher essencial na melhora do país e de seu povo. Enquanto isto a direitaça e a mídia reacionária só…

COREIA DO NORTE SUBSTITUI MINISTRO DE DEFESA

O governo norte-coreano anunciou ontem a substituição do ministro de defesa, tendo assumido a pasta Jang Jong-nam. Mais jovem, com 50 anos,  e desconhecido isto poderia suavizar a relação de conflito que vem ocorrendo entre as duas Coreias. De acordo com a agencia oficial de noticias KCNA o anúncio foi feito durante um evento musical do exército onde participaram o presidente, Kim Jong-un, e sua esposa, Ri Sol-ju.

O ministro anterior, Kyok-sik, era considerado um representante de linha dura e um dos mais questionados pela aliança Coreia do Sul/EUA. Mais do que uma simples mudança de postura do governo a presença de Jang provavelmente dará uma renovação nas relações internacionais.

Ontem e hoje os exércitos norte-americanos e sul-coreanos farão exercícios militares com porta-aviões de propulsão nuclear, o que Kin Jong-un taxou de “uma ameaça aberta e uma chantagem contra seu país em um momento relativamente calmo.

Independente da escolha do novo ministro a tensão nuclear entre os dois paises aparenta continuar no desrespeito da hegemonia feita pelos dois lados através de ameaças e chantagens. Provavelmente a questão só será resolvida quando as imposições e exibições forem deixadas de lado e a diplomacia ocorrer com igualdade bilateralmente

Koreas nuclear war

EUA e Reino Unido discutem solução para conflito na Síria

Da Agência Brasil

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmaram hoje (13) que vão trabalhar para construir uma solução pacífica para o conflito na Síria, que já se arrasta por mais de dois anos.

Cameron e Obama estão reunidos na capital norte-americana, Washington, para uma série de discussões.

Em entrevista coletiva, o presidente norte-americano disse que pretende juntar os representantes do regime sírio e da oposição para uma conferência de paz.

Obama acrescentou que o encontro inédito ocorrerá em Genebra. Nele, será discutida uma transição para uma nova administração sem o atual presidente da Síria, Bashar Al Assad.

Mais cedo, um porta-voz do primeiro-ministro britânico afirmou que Cameron quer discutir o estabelecimento de uma oposição com mais força e credibilidade na Síria.

Os dois líderes também discutem a criação de uma zona de livre comércio entre a Europa e os Estados Unidos.

Em um artigo publicado no jornal americano The Wall Street Journal, Cameron descreveu a iniciativa como uma oportunidade única que poderia adicionar bilhões às economias dos Estados Unidos e do Reino Unido, além de beneficiar o resto do mundo.

Brasileiro vence mexicano na disputa pela direção-geral da OMC

da Agência Brasil

A Organização Mundial do Comércio (OMC) elegeu hoje (7) o diretor-geral da entidade. O escolhido é o embaixador brasileiro Roberto Carvalho de Azevêdo, de 55 anos. O brasileiro disputou com o mexicano Herminio Blanco, de 62 anos. O novo diretor-geral assume o cargo em 31 de agosto substituindo o francês Pascal Lamy. A eleição foi disputada até o último minuto. O número de votos obtido pelo brasileiro só deve ser revelado mais tarde.

Azevêdo teve apoio do grupo Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), além dos países de língua portuguesa e de várias nações da América Latina, da Ásia e da África. Desde 2008, ele é representante permanente do Brasil na OMC. Azevêdo está diretamente envolvido em assuntos econômicos e comerciais há mais de 20 anos.

O embaixador brasileiro, que é diplomata de carreira, foi chefe do Departamento Econômico do Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, de 2005 a 2006, e chefiou a delegação brasileira nas negociações da Rodada Doha da OMC, sobre liberalização de mercados.

Ontem (6) a União Europeia e a Croácia, que têm 28 votos, fecharam o apoio ao mexicano. Mas os negociadores brasileiros mantiveram o otimismo, pois o processo eleitoral na OMC não envolve apenas o voto. É necessário negociar um acordo que agrade à maioria, eliminando ao máximo o índice de rejeição.

Na eleição da OMC, cada um dos 159 países que integram o órgão vota no nome de sua preferência. Para vencer, é preciso ter um mínimo de 80 votos. A escolha é feita em três etapas.

O processo de eleição para a OMC começou no final de março, com nove candidatos. Na segunda fase, encerrada no dia 25, ficaram cinco. No final de abril, a OMC comunicou que tinham passado à fase final apenas os candidatos brasileiro e mexicano. Os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, e do México, Enrique Peña Nieto, participaram diretamente das negociações, dando telefonemas e conversando com os líderes mundiais.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.240.814 hits

Páginas

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos