Posts Tagged 'Cultura'

TESTAMENTO DE JUDAS 2018

Produção Afinsophia.

Depois de participar de uma magna manifestação contra a força opressiva do Império Romano, Judas Iscariotes, fazendo prevalecer o significado de seu nome “louvor a Deus”, encontrou Jesus Cristo, junto com seus companheiros do Movimento de Libertação das Almas Cativas (MOLAC) e falou de sua viagem ao Brasil.

Judas, disse a Jesus, que iria ao Brasil para apresentar seu Testamento 2018 na Praça dos Três Poderes com o intuito de aproveitar tanto o espírito da Semana Santa, como, também, para participar das manifestações em defesa da democracia e do Estado de Direito da República Brasileira. E, também, das manifestações dos democratas em defesa de Lula, condenado injustamente por personagens antinacionalistas que se submeteram à justiça norte-americana que ajudaram a quebrar a economia do país e entregar suas riquezas ao capital internacional comandado pela voracidade do capital do Tio Sam. Outro propósito seria de participara das manifestações em favor do Habeas Corpus de Lula que será julgado no dia 4 pelo Supremo Tribunal Federal. Um dia em que poderá iniciar a redemocratização do Brasil.

Lembrando que já havia conhecido o Brasil no ano passado, Cristo, beijou Judas desejando-lhe boa viagem e mandando lembranças e um forte abraço a Lula que conhecera ainda no tempo em que era metalúrgico e que o tinha como atuante companheiro.

Judas chegou à Praça dos Três Poderes, pela manhã, aplaudido pela imensa multidão e foi levado pelos organizadores da manifestação até ao palanque onde pronunciaria seu Testamento 2018.

Com um largo sorriso e um contagiante Bom Dia!, Judas iniciou seu pronunciamento.  

 

Neste dia, nesta Praça,

Junto ao Povo Brasileiro

Inicio meu Testamento

Em Jesus meu companheiro.

 

– Que este povo amado e corajoso

Inteligente, otimista e lutador,

Jamais de submeterá

A sanha do golpista traidor.

 

– Por isso, indico o modelo,

Que deve ser imitado

O meu companheiro Lula

Que pelos crápulas, é invejado.

 

– O ódio que eles têm de Lula

É porque ele governa com o povo

Por isso, querem destruí-lo,

Para ele não voltar de novo.

 

– Querer de crápula não é poder

Só o povo tem poder concludente

Por isso, Lula será outra vez,

Eleito do povo presidente.

 

– Assim, ao companheiro Lula,

Homem que congrega a união

Deixo-lhe a incontestável

Vitória na eleição.

 

– E a minha companheira Dilma,

Cujo governo foi roubado

Deixo-lhe uma confortável

Vitória para o Senado.

 

– Ao golpista Michel Temer

Cujo futuro não muda

Deixo-lhe uma aconchegante cela

Na penitenciária da Papuda.

 

– Aos parceiros de Temer,

Conhecidos como golpistas,

Deixo vários documentos

Que implicam mais que nomes em listas.

 

– Para a golpista Rede Globo

Cujo atavismo é traição

Deixo-lhe como lembrança

A soberania dessa nação

 

– Para todas às mídias antidemocráticas

Submissas ao capital internacional

Deixo-lhes a incomunicabilidade

Como seu ocaso final.

 

– Para a série O Mecanismo

Que a Netfflix mostra

Deixo-lhe o incontestável fracasso,

O fascismo atolado na bosta.

 

– Ao candidato Bolsonaro

Cujo ideário é a violência

Deixo-lhe o trono e o cetro

Do deus de toda demência.

 

– Aos nazifascistas do Sul

Que contra Lula promoveram atentado

Deixo-lhes a concreta certeza

Que ele jamais será calado.

 

– Para todos nazifascistas

Cuja covardia é culto da morte

Deixo como lembrança

A democracia com seu livre porte.

 

Aos companheiros Emanuele e Boulos

Que vão disputar a presidência

Deixo-lhes a minha torcida

Par que tenha essencial vivência.

 

– Para meus companheiros Marielle e Anderson,

Assassinados pela tara nazista

Deixo-lhes como lembrança

Do povo, a verdadeira Justiça.

 

– Ao governador Amazonino

Que da educação desconhece o sentido

Deixo meu Paulo Freire

A Pedagogia do Oprimido.

 

– Ao governador do Amazonas

Que não atende dos professores às reivindicações

Deixo-lhe contundente derrota

Nas próximas eleições.

 

– Ao governador Amazonino

Que se nomeia como ‘Ama’

Deixo-lhe a greve dos professores

Como a chama que inflama.

 

– Aos professores do Amazonas

Que por seus direitos entraram em greve

Deixo-lhes a profecia:

Amazonino será breve.

 

– Aos deputados do Amazonas,

Golpistas, inimigos da nação,

Deixo-lhes a voz povo

Para impedir a reeleição.

 

– Ao senador Eduardo Braga

Que também votou pelo golpe

Deixo-lhe a derrota nas urnas

Que já se mostra em galope.

 

– Ao prefeito Arthur Neto

Que fez de Manaus um buracão

Deixo-lhe como lembrança 

O desprezo do povão.

 

– Para o povo do Amazonas

Comprometido com o estado

Deixo-lhe às vitórias

De Praciano, Waldemir José e Zé Ricardo.

 

– Agora, meus companheiros,

Para encerrar esse testamento

Desejo que o Brasil

Recupere seu grande momento.

Que os golpistas desapareçam

E levem a dor e o tormento.

 

Também desejo, companheiros,

Que o STF siga a razão

Julgando o HC de Lula

Com base na Constituição

Para que o país volte

A ser uma respeitada nação.

 

Não deve ser diferente

Já que o povo quer respeito

Lula livre para ir e vir

Presidente será reeleito

Pois um país só é soberano

Quando o povo é o Direito!

 

Avante, companheiros,

Vamos lutar pelo Brasil

Só uma democracia real

Pode derrotar o que é vil!

O TESTAMENTO DE JUDAS, 2017, COM A PARTICIPAÇÃO ESPECIALÍSSIMA DE JESUS CRISTO

A notícia correu célere: Judas Iscariotes e Jesus Cristo iriam se reunir em frente ao Palácio do Planalto para enunciarem, em repente, o intempestivo Testamento de Judas aos homens de boas e más consciências.

Como sempre ocorre quando a mensagem tem como conteúdo e expressão esses dois sublimes personagens transhistóricos, Brasília foi tomada pela maior e melhor multidão de toda sua história fazendo inveja aos filósofos Machiavel e Toni Negri, dois amigos que mais tratam da Multitudo como Potência da Multidão.

A multidão-política não somente queria sentir de perto os dois inigualáveis sacro-personagens e lhes conferir reverências, como também saber suas opiniões sobre o mal que se alojou no Brasil depois que homens e mulheres degenerados (os que sofrerem alterações teratogênicas em suas constituições genéticas impossibilitando-os da produção humana de sensibilidade, cognição e ética democrática) depuseram a presidenta Dilma Vana Rousseff, eleita com mais de 54 milhões de votos, através de um golpe idealizado, elaborado e executado por parte do Judiciário, parlamentares, mídias capitalizadas, e empresários vorazes, além de alienados-paranoicos de todos os matizes.

A multidão-política, diante dos dois magnânimos personagens, pediu que eles explicassem como o país poderia se soerguer depois de toda força predadora desencadeada pelos golpistas que afetou terrivelmente os direitos dos trabalhadores, a economia, a Previdência social, as ciências, as artes, as politicas sociais, todas as produções realizadas pelos governos populares de Lula e Dilma.

Jesus Cristo e Judas Iscariotes, em função de suas inteligências e militâncias, responderam que sabiam de tudo que estava ocorrendo de mal no Brasil, e que se encontravam dispostos a, juntos com os brasileiros de boa fé e razão, examinar o quadro maléfico e tentar procurar soluções. Mas avisaram que a democracia, citando o filósofo Spinoza, é uma contínua produção política saída da composição das potências de todos que se constitui em Bem Comum ou Estatuto do Público do Estado. Daí que todos os brasileiros deveriam produzir a democracia em todo momento. Só assim o Brasil estaria protegido contra qualquer golpe que pudesse lhe tirar o poder de criar o seu próprio destino e proteger sua soberania. E que deveriam ouvir o filósofo Marx quando ele afirma que viver é se encontrar sempre em movimento real. O movimento que descontrói a aparência criada pelo capitalismo. A máscara maior da burguesia.

Depois dessas considerações coletivas, os dois tiraram as violas dos sacos, observaram as afinações, fizeram alguns improvisos, alguns exercícios sonoros e começaram a enunciar o testamento de 2017. Quando o dueto transcendental, impulsionado pelo seu plano de imanência, soltou seus primeiros acordes, a galera foi ao delírio aplaudindo e bradando “Viva à Democracia! O regime político de Cristo e Judas que nenhum golpista vai acabar!”

JUDAS (Sorridente agradecendo ao povão, iniciou sua enunciação) –

Meu amigo Jesus Cristo

Pra começar esse repente

Explique pra todos nós

Como é que você sente

O Brasil sendo humilhado

Por essa gente demente.

 

CRISTO (Contagiado de contentamento acenando para o povão)-

Amigo Judas Iscariotes

Sinto como uma desgraça

Um povo trabalhador

Sendo ofendido em sua raça

Mas é coisa de momento

Logo resgata sua graça.

 

Judas – Mas companheiro J.C.

Isso é muito sofrimento

Esse povo não merece

Passar por esse tormento

Obra própria de tarado

Que não tem bom sentimento.

 

Cristo – Companheiro J.I.

Você tem toda razão

O homem não está no mundo

Para passar por privação

Mas não esqueça que existe

Gente mal, aberração.

(Público – E quanta aberração!)

Judas – Tenho aqui no meu juízo

Uma ideia e não me gabo

Para mim esses golpistas

Tiveram ajuda do Diabo

Porque não têm inteligência

Pra levar um golpe a cabo.

(Público – É verdade Judas!)

Cristo – Não aceito essa ideia

O Diabo é inteligente

Não mistura sua moral

Com esse tipo de gente

Que você já afirmou

Ser uma “gente demente”.

 

Judas – Eu fui mal, amigo Cristo,

Ao Diabo acusar

Ele faz suas traquinagens

Mas não iria prejudicar

Esse povo brasileiro

Que já demonstrou amar.

(Público – Eu, hein!)

Cristo – Todo golpe é praticado

Por figuras desse planeta

Não é coisa de extraterrestre

Tramando uma mutreta

Para no final das contas

Conseguir sua chupeta.

(Público – Eu sei que chupeta quer golpista!)

Judas – Para você, amigo Cristo,

Qual deles é o pior golpista

Já que têm muitos desfilando

Na famosa imensa lista

Nomes de todos os credos

Falsos político e jornalista.

(Público – Tem também gente judiciarista.)

Cristo – É verdade, Iscariotes,

Mas todo golpista é igual

Não é possível escolher

Quem é menos anormal

Por isso o testamento

Vai bombar geral.

(Público – Esse Cristo é mesmo Cristo, meu!)

Judas – Eu vou logo agraciando

O dublê de presidente

Deixando-lhe como lembrança

O Manual do Indigente.

 

Cristo – Para o dublê de presidente

Inimigo da democracia

Deixo-lhe sua cassação

Como fim da fantasia

 

Judas – Ao guloso Aécio-Mineirinho

Da Lava Jato freguês

Deixo-lhe como lembrança

O conforto cativante do xadrez.

 (Público – Também o cheiro da creolina.)

Cristo – Ao vaidoso Fernando Henrique

Que pousava de vestal

Deixo-lhe como lembrança

O escárnio da moral.

 

Judas – Ao senador Homero Jucá

O amante da suruba

Deixo-lhe como lembrança

A lei com sua curuba.

 

Cristo – Ao senador Renan Calheiros

Que do golpe cantou loas

Deixo-lhe como lembrança

Sua derrota em Alagoas.

 

Judas – Ao senador Aloísio Nunes

Que da esquerda fingiu ser dela

Deixo-lhe como lembrança

O fantasma do Marighella.

 

Cristo – Ao governador Geraldo Alckmin

Conhecido como ‘Santo’

Deixo-lhe reservado

No STF seu canto.

 

Judas – Ao senador José Sarney

O patrono do reacionarismo

Deixo-lhe como lembrança

A impotência do coronelismo.

 

Cristo – Ao senador Eduardo Braga

Que se dizia moderno

Deixo-lhe como lembrança

Da corrupção o seu terno.

 

Judas – Ao senador Omar Aziz

Que se dizia comunista

Deixo como lembrança

O martelo e a foice na lista.

 

Cristo – Ao deputado Alfredo Nascimento

Que ao Amazonino levava tucumã

Deixo como lembrança

A justiça do amanhã.

 

Judas – Aos deputados do Amazonas

Analfabetos políticos do mal

Deixo-lhes em 2018

A barca do balatal.

 

Cristo – Para o senador José Serra

Um soberbo entreguista

Deixo-lhe toda a inveja

Ao ver o Brasil progressista.

 

Judas – A Rede Globo golpista

Que odeia a democracia

Deixo como lembrança

O fim de sua aliança com a CIA.

 

Cristo – Ainda para a Rede Globo

Que vive de simulação

Deixo-lhe o depoimento da Odebrecht

Que lhe envolve na corrupção.

 

Judas – Aos ‘justiceiros’ de Curitiba

Que perseguem Lula como um troféu

Deixo-lhes como lembrança

A ilusão que chegarão ao céu.

(Público – O céu é para os justos!)

 

Cristo – Para estes ‘justiceiros’

Que usam o nome de Deus em vão

Deixo-lhes o anseio do paraíso

Como uma grande frustração.

 

Judas – Para os amigos da blogosfera

Que não recuam jamais

Mesmo com todas as porradas

Dos grupos irracionais

Deixo-lhes a boa máxima

Lutar é que nos vivos faz.

 

Cristo – Para minha amiga Dilma

Primeira presidenta do Brasil

Como minha mãe Maria é honrada e guerreira,

Diferente do golpista vil

Deixo como lembrança

O eterno respeito desse povo varonil!

(Público – Valeu minha eterna presidenta!)

 

Judas – Perseguida desde a adolescência

Por lutar pela liberdade

Essa mulher não se curvou

Como faz todo covarde

Por isso deixo-lhe no coração

A chama que sempre arde.

 

Cristo – Para meu amigo Lula

Que pelas aberrações é invejado

Porque não são seres políticos

Como ele é formado

Deixo-lhe a certeza

Que não será aprisionado.

 

Judas – Como líder do povo brasileiro

Só Lula poderá salvar essa nação

Depois da catástrofe dos golpistas

Onde prevaleceu a destruição

Deixo-lhe a certeza

Que em 2018 terá tripla eleição!

(Público cantando – “Olê! Olê! Olê, Olê, Olá, Lula, Lula, lá!”)

 

Os Dois – Assim, povo brasileiro

Terminamos o testamento

Pode ser que muita gente

Não foi lembrada no momento

Mas quem produz democracia

Sabe que vive em nosso pensamento!

(Público – Eu vivo!).

PREVISÕES DA MÃE LUCI PARA O ANO DE 2017

24jun2015-mulher-danca-na-frente-da-estatua-de-san-juan-em-dia-de-sao-joao-na-aldeia-de-curiepe-na-regiao-de-miranda-no-norte-da-venezuela-a-festa-que-tem-raizes-europeias-e-africanas-comeca-1435190Em tempo-imóvel obstruindo o movimento real democrático por força da estupidez, cobiça e indigência existencial, saber de possíveis prospectivas que possam auxiliar nas manifestações futuras, O Blog Afinsophia, movido por seu engajamento no devir Afrosófico, foi até a Casa da Mãe Luci para ouví-la e saber quais as suas previsões para o ano de 2017.

Mãe Luci é mulher ativista, militante que luta em todos os territórios onde a liberdade encontra-se travada ou em ameaçada. As causas femininas, as defesas das crianças e adolescentes, causas dos trabalhadores, causas LGBT, causas indígenas, causas dos negros, do desemprego, da violência policial, do descaso escolar, etc.

Engajadíssima, Mãe Luci, é uma Mãe singular. Em função de sua estadia concreta na terra, ela pode manter estreitas relações com suas entidades que, como sensíveis observadoras das coisas da terra, lhe presenteiam com informações preciosas aos que acreditam nelas e necessitam de seus auxílios.

Só a título de informação as aberrações expressadas no Brasil através dos golpistas, nazifascistas, capitalistas vorazes e perversos, falsos políticos, entreguistas, americanófilos, entre outras indigências, para que elas não usem seu tempo morto lendo essas previsões, já que nada de alvissareiro encontrarão no futuro, Mãe Luci é uma das maiores defensoras das políticas sociais criadas pelos governos populares de Lula e Dilma. Desde pequena se viu envolvida com o povo, não só através das manifestações populares produzidas pelos moradores do bairro onde morava, mas também pelos comícios de candidatos quando era levada por sua irmã mais velha, que durante a ditadura fora presa e torturas, como foi Dilma.

Colocadas essas breves informações, vamos às previsões que também serão breves, justo porque Mãe Luci ainda tem que realizar uma oferenda na Praia da Ponta Negra que está sendo dominada por falsos pais e mães de santos submissos aos interesses da prefeitura que os têm como bons cabos eleitorais. E como Mãe Luci é original, singular e autêntica representante da cultura Afrosófica, só ela pode encarar os simuladores da Umbanda, Candomblé, Macumba e outras expressões negras que fazem uso da cultura afro para benefício próprio.

Blog Afinsophia (Reverenciando Mãe Luci) – Sua bênção, Mãe Lucia
Mãe Luci (Sorrindo afável) – Axé meus filhos e minhas filhas!

BA- Vamos iniciar provocando: o Brasil tem jeito?

ML – Não!

BF (Surpreso) – Não!?

ML – Não. O Brasil dos golpistas não tem jeito.

BA (Aliviando) – Que susto. Nós pensávamos que fosse o com letras maiúsculas: O BRASIL!

ML (Sorrindo) – Esse BRASIL não precisa de jeito. Ele não é torto. Ele é sua própria substância criada por si mesma. A questão é que nem todos que nascem no Brasil são brasileiros, e não sendo brasileiros não podem saber quem é o Brasil. Não basta ter uma carteira de identidade para se tornar nacionalmente brasileiro-patriota. Vejam os golpistas. Estão entregando as riquezas do país para o capital estrangeiro, principalmente o capital norte-americano. Esse Brasil que esses golpistas-entreguistas estão fazendo uso, não é Brasil substância de si mesma.

BA (Batendo palmas) – Essa pegou na veia. Com essa previsão a gente já poderia terminar a entrevista.

ML – Mas essa verdade é tão visível. A sociedade civil, que o Brasil substância de si mesma, vai às ruas, nesse ano de 2017, e desmontar esse golpe alienígena. E isso não é previsão é constatação.

BA – Bem, pelo o que a senhora está afirmando, o Temer vai cair?

ML (Dá uma profunda tragada no charuto) – Ele não vai cair.

BA (Preocupados) – Não vaia cair!?

ML (outra tragada profunda) – Não. Ele nunca esteve em pé.

BA (Aliviando) – É verdade.

ML – Foi por isso que os reacionários tramaram o golpe com ele como chefe. A mídia Rede Globo, CBN, GloboNews, Bandeirantes, Folha de São Paulo, Estadão, Veja, Época, IstoÉ, todas empresas burguesas têm ele como um inútil.

BA – Uma breve variável no entrevista. Esse charuto que a senhora está fumando é Havana?

ML – Sim. Foi uma amiga que trouxe de Cuba. Ela foi participar das homenagens ao comandante e trouxe alguns. Mas aqui no Brasil tem bons charutos. Vocês gostariam de provar?

BA – Não, com todo respeito ao comandante e ao povo cubano, principalmente os trabalhadores que cultivam a folha do fumo. Mas, Mãe Luci, dá para calcular em que momento o “deitado” vai sair?

ML – O “deitado” não vai sair, já que ele não tem pés. Ele vai ser tirado pelo povo. E isso vai acontecer ali pelas bandas das festas juninas. Para o povo aproveitar os fogos.

BA – E em ele saindo, quem vai assumir? Os reacionários tagarelam que querem o príncipe sem trono.

ML – O Brasil não é uma monarquia. E se fosse não haveria lugar para esse tipo entreguista.

BA – Mas quem assumiria? O presidente da Câmara Federal? O Renan não pode de acordo com o acordo que foi feito com Supremo Tribunal Federal. Quem assumiria, então?

ML – Ninguém.

BA – Ninguém!?

ML – Ninguém, porque vai ter eleições diretas. A partir de hoje, o povo vai às ruas lutar pelas Diretas Já. E apressadamente Já.

BA – E quem vai ser eleito?

ML – Putz! Isso é pergunta que se faça? Logo vindo de vocês da Associação Filosofia Itinerante? Gente ultra sacal?

BA – Sabe como é que é…

ML – Sabe como é que é, é Lula. Não tem pra ninguém!

BA – Mas aí, essa onda de perseguição do Moro sobre ele?

ML (Calmamente) – Meus filhos e minhas filhas. O Moro não é Deus. Ele pode até ter um complexo de Deus, mas como Deus não é uma psicopatologia, para Dele sair um complexo, Moro não é superior a Justiça. A Justiça exercida pelos justos que são movidos pela virtude da Justiça, e não pelos que se consideram justos porque concluíram um curso de Direito e foram outorgados pelo Estado como autoridades. Não esquecer que autoridade não é princípio nascido no Estado, mas nas vivências virtuosas que afirma a humanidade.

BA – Cacete, Mãe Luci! A senhora vai nas profundidades e transcende, também, a superfície. Vai muito além!

ML – Ora, minhas filhas e meus filhos, se eu não frequentasse esses territórios, profundidades e transcendência da superfície como eu iria encontrar minhas companheiras entidades, meus cabocos e minhas cabocas? E como eu poderia acreditar que eles e elas são autênticos, honestos e comprometidos com os que trabalham pela vida?

BA – E sobre aqui Manaus. Quais são as previsões?

ML – Olhem, se nós fossemos olhar e pensar através das perspectivas das representações dos poderes Executivo e Legislativos, tudo ficaria no mesmo. Na verdade, pior. Nós temos a pior bancada federal cujo caráter é golpista e é acometida de uma severa indigência intelectual. O que compromete o desempenho político-ético. Uma bancada de deputados estaduais, com pouquíssimas exceções, e uma bancada de vereadores sofrível. Também com pouquíssimas exceções. Por essas perspectivas 2017 será pior do que 2016, o ano perdido. Mas pelas perspectivas do povo amazonense e algumas categorias, o buraco vai ser mais em cima. Por incrível que pareça, até a classe dos professores, que é contagiosamente reacionária, vai fazer exame de autocrítica e vai infernizar, com toda razão o governador e o prefeito.

BA – Mas o governador parece que vai ser cassado definitivamente.

ML – Não importa. O governador que for vai andar nas pontinhas dos pés. Vai ter que ouvir os professores. E não só professores, os funcionários públicos em geral, porque são eles que fazem a máquina-produtiva e revolucionária do Estado se mostrar transformadora.

BA – Já que a senhora está falando sobre esses poderes, significa então que poderemos ter nas de 2018, para deputados algumas surpresas, já que os funcionários públicos ao tomarem consciência de suas importâncias para a sociedade, podem votar conscientemente, não votarem mais nesses golpistas atuais, e elegerem verdadeiros democratas.

ML – Certíssimo. Mas eu tenho uma previsão, nessa questão, para 2018.

BA (Ansiosos) – Qual?

ML (Sorrindo baforando) – O ex-deputado Francisco Praciano vai se candidatar, e ganhar com uma votação estrondosa.

BA (Batendo) – É isso aí, mãezita! E tem alguma previsão afirmando que alguns desses deputados reacionários não vão ser eleitos?

ML (Balançando a cabeça sorridente) – Tem algumas. Mas tem uma que vocês vão vibrar. É um deputado que é puta velha em mandatos. Já foi eleito tantas vezes que já poderia ter aposentadoria. Vou apresentar uma pista. Se dizia de esquerda.

BA – Será o…

ML – Eu não posso dizer, porque se não ele, sabendo que não ia ser eleito, não se candidataria, e não gastaria dinheiro na campanha. Como já ganhou muito, é melhor deixar que ele gaste inutilmente.

BA – Agora, Mão Luci, pra terminar duas perguntas. E a AFIN como vai ficar?

ML – Como sempre ficou: comprometida com as comunidades, trabalhando com a inteligência coletiva na produção de novas formas de existências, novas formas de ver, ouvir e pensar.

BA – Valeu. A outra pergunta é, será que o Flamengo vai conseguir ganhar do Vasco? Só mais uma: será que o Vasco volta para segunda divisão.

ML – A existência é vitória, derrota, empate e divisão, mas nada disso é fundamental para nós sermos felizes. O que conta mesmo é o trabalho coletivo que leva todos ao estado de comprometimento, solidariedade e, aí sim, a felicidade.

BA (Abraços e beijos) – Valeu, Mãe Luci! Boa atuação lá na Ponta Negra para espantar os falsos pais e mães de santos sem entidades.         

 

 

Festa de Exu Tranca –Rua de Embaré e Mestre José Filintra de Santana Igue no terreiro de Pai Tota

01Eu quero vê, Umbanda

Eu quero vê
No meio da encruzilhada
Seu Tranca Rua aparecer
alaroê
Eu quero vê, Umbanda
Eu quero vê
No meio da encruzilhada
Seu Tranca Rua aparecer
alaroê

02

Seu Tranca Rua sempre foi homem valente
Seu Tranca Rua sempre foi homem valente
Defendendo a todos nós com sua capa e seu tridente
Seu Tranca Rua nunca me deixe sozinho
Seu Tranca Rua nunca me deixe sozinho
Me de toda proteção e tire o mal do meu caminho

03

Eu quero vê umbanda
Eu quero vê
No meio da encruzilhada
Seu Tranca Rua aparecer
alaroê

04 05 Eu quero vê umbanda
Eu quero vê
No meio da encruzilhada
Seu Tranca Rua aparecer
alaroê

06
Seu Tranca Rua é o meu Exú de fé
Seu Tranca Rua é o meu Exú de fé
Ele é rei lá da encruza e Padilha é sua mulher
é um grande feiticeiro é Tranca Rua de Embaré

07

Eu fui no mato, oh ganga,

Cortar cipó, oh ganga,

E vi um bicho, oh ganga,

De um olho só, oh ganga.

Em sua chegada ao terreiro foi recebido pela Ialorixá  Nochê Hunjaí Emilia de Tóya Lissá

08

Exú, Exú Tranca Ruas,

Me abre o Terreiro

E me fecha a rua!

09

Estava durmindo,

Curimbanda mi chamo

10

Estava durmindo,

Curimbanda mi chamo.

11

12Alevanta minha  gente,

Tranca Ruas já chego.

E quando a Lua surgir, eu vou girá…

E vai girá,ele vai girá, e vai girá…

13

Chegô seu Tranca Ruas,

Para todo o mal levá…

Chegô seu Tranca Ruas,

Para todo mal levar…

14

Sr.Exú Embaré, Senhor do Mundo Espiritual onde está sua origem e sua morada,no Reino de Safira( Este Reino é Espiritual).Essa entidade protege a entrada das casas de culto na esquerda da Umbanda e no culto Kibundo(Kimbanda).Ele tem o poder de fechar e abrir os caminhos para o ser humano e também de ter as almas perdidas sem luz como escravos para prestar-lhe reverencias e fazer o que ordenar.

Exú tava curiando na encruza

Quando a banda linda lhe chamou

15

E sua Mulher  Maria Padilha chegou…

16

Exú no Terreiro é Rei

Na encruza ele é doutor

 

17

A encruza é de Exu

Afirmo e não errei,

Saravá povo de Quimbanda

Saravá nosso Exú Rei

18

Seu Mestre José Filintra de Santana Igue( sua falange), nasceu na coroa de Pai Totá,aos doze anos, sua Mãe de Santo foi Maria do Acari,que no pé de Jurema,onde tava sentado todos os mestres iniciou sua vida espiritual.

20

Seu Zê Filintra a recebeu…

21

 

Junto a Ialorixá Nochê Hunjaí Emilia de Tóya Lissá

Zê quando for para

Lagoa, tome cuidado

Com balanço da Canoa,

22

Zê quando for para

Lagoa, tome cuidado

Com balanço da Canoa,

23

Zê faça tudo que quizer,

Só não maltrate

O Coração dessa mulher

Filintra andou no mundo,

Fazendo o mau e o bem,

Triste de quem Zê odeia,

Feliz de quem Zê quer Bem.

24

Seu Mestre José Filintra de Santana Igue, nasceu na cidade de Gameleira-Pernambuco,e foi trabalhador da usina Estreliana ( que foi fundada em 1861,no estado de Pernambuco)de cana-de-açucar,onde foi encantado.

25

Filintra andou no mundo,

Fazendo o mau e o bem,

Triste de quem Zê odeia,

Feliz de quem Zê quer Bem.

VAMOS FALAR SOBRE GÊNERO?

IMG-20150915-WA0013Por: Brenda Oliveira*

Existem muitas características que nos tornam diferentes um dos outros ao passo que somos muito parecidos em outros aspectos. Dependendo da localidade onde nascemos e nos desenvolvemos adquirimos características bem diferentes em relação a uma região bem próxima da nossa. A escolaridade, a religião e a cultura nos fazem tão diversos.

Desde criança somos ensinados se comportar de maneira a corresponder às expectativas que foram colocadas no momento da nossa concepção. Se nascermos com uma vagina nossos pais nos ensinam tudo o que uma menina deve fazer e nós devemos seguir a risca esse padrão, ou contrário, seremos confundida com outro gênero, e isso é inaceitável.  

Crescemos dentro de uma perspectiva, que meninos jogam bola e meninas brincam de boneca, e nenhum pode entrar na brincadeira do outro. É como se em duas caixas fossem colocados os papéis de menina e os papéis de meninos. Cada um só pode usar as características das caixas que correspondem ao seu gênero imposto no momento do nascimento. Se alguém ousar sair da regra pode sofrer várias consequências.

Observamos isso de forma muita clara na sociedade, onde os papéis de gênero são construídos socialmente. Ser mulher é uma construção social, assim com o ser homem também é uma construção e isso nada tem a ver com o genital.

Para a biologia, o sexo é definido pelo tamanho das suas células reprodutivas (pequenas: espermatozoides, logo, macho; grandes: óvulos, logo, fêmea), e só. Mas isso não define um comportamento feminino ou masculino a forma como vou me colocar no mundo, a forma como meu gênero será imposto e como será minha expressão de gênero.  Isso varia conforme nossa cultura.

O conceito de ser homem e ser mulher é diferente em cada cultura, assim o que é considerado papel de mulher na Islândia pode ser considerado papel de homem no Brasil. Ser masculino no Japão é bem diferente de ser masculino no Brasil, por exemplo.

O gênero é social, e isso nada tem a ver com seus cromossomos ou o formato da sua genitália, tem a ver com o autoconceito, sua autopercepção. O papel de gênero que vamos adotar ou não independe de nossos genitais, está mais ligado à expressão social.

Se observarmos o tempo e a história, em algum momento passamos por mudanças e inversão de papel. Comportamos-nos como é imposto ao gênero oposto, seja em uma brincadeira de criança, ou seja, em caso de sobrevivência como foi para Maria Quitéria que se vestiu de homem para lutar na guerra da independência.

Dentro dessas nuances que é o ser humano, nasce a transexualidade. Atualmente o DSM V aponta a transexualidade como Disforia de Gênero, patologizante. Só que a transexualidade não é uma doença, não é contagiosa e muito menos uma perversão sexual. É uma questão de identidade de gênero. Vamos deixar claro aqui que nada tem a ver com a orientação sexual. A orientação sexual está no campo da afetividade, por quem ou por qual eu direciono minha libido, meu desejo sexual ou não. Transexualidade está no campo do autoconceito, da forma como me vejo e me coloco no mundo. Logo uma pessoa transexual pode ser hétero, bissexual, homossexual, pansexual ou assexuada.  

A transexualidade não é um capricho, podemos inclusive observar ao longo da historia. Para ser bem claro, mulher transexual é qualquer pessoa que reinvidica o reconhecimento como mulher. E homem transexual é qualquer pessoa que reinvidica o reconhecimento como homem, como bem definiu Jaqueline Gomes de Jesus.

O reconhecimento da identidade trans* ocorre ainda na infância para algumas pessoas, mas para outros ocorre ao longo da vida, principalmente na adolescência. Em sua maioria, tardam esse reconhecimento por diversos motivos, os principais são o preconceito (aqui vamos usar o termo transfobia, que é o termo usado dentro da comunidade T para se referir a discriminação de pessoas travestis e transexuais), repressão e a falta de conhecimento sobre o assunto.

Muitas mulheres trans* no inicio de sua identificação são lidas e se leem como homens gays afeminados e com os homens trans* a mesma coisa, no inicio são lidos como mulheres lésbicas masculinizadas.

Depois que chegam ao entendimento sobre sua identidade essas pessoas passa pela transição, ou seja, a adequação do corpo ao gênero com o qual se identifica. E graças aos avanços da medicina homens e mulheres trans* podem se hormonizar e alcançar um corpo igual ao de homens e mulheres biológicos, ou seja, cisgêneros. Isso claro, se a pessoa tiver dinheiro para custear todo o tratamento.

Do contrário o que o senso comum diz a cirurgia de adequação genital não muda o gênero. Como sempre diz Daniela Andrade, mulher transexual e ativista do movimento T no Brasil, “ninguém deita em uma mesa de cirurgia homem e levanta de lá mulher, assim como ninguém deita mulher e levanta homem” existe todo um trabalho que antecede essa cirurgia, incluindo uma equipe multidisciplinar de pessoas cisgêneras que vai “julgar” se você pode ou não ir para uma fila de espera (aproximadamente 10 anos). Existe um protocolo transexualizador, além de uma hormonização compulsória que as pessoas transexuais passam para poder ter o aval da equipe multidisciplinar.

Assim cada pessoa adota uma expressão de gênero correspondente ao que se identificam, mulheres transexuais reivindicam o direito de serem tratadas como qualquer outra mulher, com os deveres e direitos que lhe são reservados, assim como os homens transexuais também adotam uma expressão de gênero masculino e reivindicam nome e tratamento conforme sua identidade de gênero.

Para essas pessoas, a necessidade de viver de forma completa como se sentem interiormente é prioritária. Por isso a necessidade de um novo nome, usar o banheiro adequado ao gênero, trabalho, aceitação social e a cirurgia de transgenitalização. Algumas pessoas optam por não fazer essa cirurgia.  

Outra nuance do ser humano é a travestilidade. Como bem definiu Jaqueline Gomes de Jesus, “entende-se, nesta perspectiva, que são travestis as pessoas que vivenciam papéis de gênero feminino, mas não se reconhecem como homens ou como mulheres, mas como membros de um terceiro gênero ou de um não-gênero.”

Para esse grupo, é imprescindível o tratamento no feminino. É considerado um insulto tratar uma travesti no masculino. Não se trata de homens travestidos, mas sim de uma figura feminina, que não é homem e nem mulher. Por isso enfrentam tanta dificuldade de adentrar no mercado de trabalho, muitas empresas são discriminatórias, preferem não associar sua imagem a esse ser, inusitado, uma incógnita, um terceiro sexo.

Dada a situação social de uma travesti, visto que muitas saem cedo da escola sem terminar os estudos por conta de sua condição, o abandono da família e dos amigos, muitas recorrem a prostituição como única fonte de sustento. Isso não quer dizer que toda travesti é uma profissional do sexo.

A grande dificuldade do homem é entender que a transexualidade e a travestilidade é mais uma forma de ser e de se manifestar do ser humano. Por isso ele marginaliza e o trata de forma tão excluída pessoas que pertençam a esse grupo. Para deixar o preconceito de lado é preciso humanizar-se.

*Brenda Oliveira estudante do curso de Psicologia e pesquisadora sobre sexualidade e transgêneros. 

Chamada de Zé Pilintra no Centro de Umbanda Maria Padilha

“Diz aí, saravá, seu zé,

Saravá, seu zé,

Saravá, seu zé,

Ele sempre ajuda quem nele tem fé”.

01 

 A Umbanda sendo religião de fé, de luz, enfim, amor ao próximo, tudo tem dono, tudo é mironga, e quando mais se aprende, mais tem de aprender, pois a sabedoria é Oxalá, abençoando quem quer aprender.

Povo de Umbanda,

Vem ver os irmãos teus.

02 

Defuma esses filhos,

Nas horas de Deus.

03 

A Mãe Nádia no início de seus trabalhos,defuma  sua casa  e seus presentes,pois é essencial para qualquer  trabalho na Umbanda, desagregando  forças negativa.

04 Ó Deus Pai de Misericórdia, de ao médium a compreensão perfeita da missão que lhe foi confiada. Deus nosso pai, Jesus e Maria, São João e São José, São Pedro abriu o Céu, Para aqueles que têm fé. Ó São Miguel Arcanjo, Por Deus se sois quem é, Rogai ao nosso Pai, Para aumentar a nossa fé.   

Banda eu…como gira!

Banda eu…como gira!

05 

Como gira dentro de um Gongáá

Banda eu como gira!

06 

Como gira dentro de um Gongáá

Gira prá todas as giras

Gira estes Filhos de Fé!

Gira estes Filhos de Fé!

07  

Como gira dentro de um Gongáá

Gira prá todas as giras

Gira estes Filhos de Fé!

Gira estes Filhos de Fé!

Salve!Seu Zé Pilintra!Salve! Zé Pelintra costuma ser homenageado numa chamada de cabloco, todo dia de 19 de março no centro de umbanda Maria Padilha. Ele é cabeça feita,

Tem um nome a zelar,

Mas desaforo não aceita,

Nunca se deixa levar,

Ele sempre ajuda quem nele tem fé,

Diz aí, saravá, seu zé,

É na palma da mão e cantando com fé,

Diz aí, saravá, seu zé,

 08 

Zé Pelintra começou sua missão aparecendo no culto à Jurema, ou Catimbó, na região Nordeste do país, onde estes espíritos eram chamados de Mestres. E, por ter esta característica, ele não aparece em uma gira específica na Umbanda, podendo se apresentar na Linha de Exus, Baianos, e em certos casos, nas de Pretos-Velhos.

09 

Os seus espíritos desencarnados há muitas décadas, passaram a realizar trabalhos espirituais dentro da Umbanda, na prática da caridade e para o progresso do ser humano.

10 

Com o passar do tempo, Zé Pelintra passou a ser visto na Umbanda como o Chefe da falange de Malandros, por apresentar-se como um espírito “boêmio”, “malandro” e brincalhão. Trabalha com seriedade, abrindo caminhos, resolvendo problemas financeiros, sendo um conselheiro, tendo sempre uma palavra amiga, uma ajuda, um trabalho de caridade.

11 

 Quando incorporado pode apresentar-se na linha de cabloco curador, ele e um exu curador, de forma brincalhona, dançando muito. As vestes nas quais, normalmente, se apresentam os espíritos que compõem essa falange, são o terno branco e gravata vermelha, cravo na lapela, chapéu panamá, com fita vermelha.

 12 

Zé pelintra quando vem traz sua magia

para saudar todos seus filhos e retirar feitiçaria

pisa na umbanda Zé pelintra que eu quero ver.

Mãe Nádia disse ao Afinsophia que:”Zé Pelintra é na Umbanda, e para alguns, um Exu embora não o seja. “O exu vira pra cabloco, e cabloco vira pra exu.”, tal comparativo acontece pelo fato de que Zé Pelintra não tem gira específica, manifestando-se muitas vezes nas giras de Exu, fazendo trabalhos juntamente com estas entidades, utilizando a mesma energia que seus “compadres” para combater e cortar as energias negativas”

13 

E como ele, os outros guias da casa ,feito seus cruzos( afirmação de cabloco),vem chegando…

 Salve o dia de Hoje!salve!Salve os guias da casa!

14 

Salve!Salve Nêgo Gerson!

15 Salve!salve os trabalhos firmados para cura!

16 

Salve !Salve seu Zibamba!Que como guia também  da casa , não pode faltar.

17 18 

Firmando ponto pra trabalhar!

 Seu nome é Cabloca Mariana !Bela turca Mariana!

19

Que aqui é chamada,na Umbanda

Para trazer seus sábios conselhos!

20Receitando tratamentos caseiros e oferecendo muita proteção!

Ela é curandeira!

Ela é filha de Umbanda.

21

Com a Graça de Deus

Seus maus Demanda.

22 

Abençoando na  Fé e força de Oxlá!

23 

Salve os trabalhos afirmados!Salve o dia de hoje!Salve seu Zé pilintra!

24

Ele é cabeça feita,

Tem um nome a zelar,

Mas desaforo não aceita,

Nunca se deixa levar,

Ele sempre ajuda quem nele tem fé,

Diz aí, saravá, seu zé,

É na palma da mão e cantando com fé,

Diz aí, saravá, seu zé,

Saravá, seu zé,

Saravá, seu zé,

Ele sempre ajuda quem nele tem fé.

 

— Centro de Umbanda Maria Padilha—

Responsável:Nádia Ribeiro.

Endereço:rua Barcelos n 2006-Praça 14 de Janeiro. CEP:69020-200.

Complemento:Próximo ao Colégio Estadual Primeiro de Maio.

Telefone:(092)3635-4411;991259136.

Xirê (festa) de Derrubada do Mastro de São Sebastião no Centro de Tambores de Mina Gegê-Nagô de Nochê Emilia de Tóy lissá

1

Para o Tambor de Mina, São Sebastião é um Xapanã, Rei da Praia do Lençol, Tóy Azaká ou pai Oxóssi.

2

 

Onde no Centro de Tambor de Mina Gegê-Nagô Emilia de Tóy Lissá, ocorre a Novena de São Sebastião (durante nove dias antes da festa),deste a fundação  do Centro,a derrubada do mastro,louvores,Pontos Cantados de Saudação,Hinos e a história contada na novena sobre São Sebastião,Saudando o Santo Guerreiro.

3

 

Ele é Católico, protetor dos Gays, dos que lutam pela liberdade, defendendo dos males da desunião e da discórdia.

4

Louvado Seja nosso Senhor Jesus Cristo por quem o valoroso São Sebastião padeceu e morreu, crivado de setas, amarrado a uma laranjeira.

5

Trazei-nos, glorioso Mártir, a paz. São Sebastião, velai por nós, atendei-nos, protegei-nos.

6

 Òké Wou!!!Òké Wou!!!

7

 

É Rei!É Rei!Sebastião!

É Rei!É Rei!Sebastião!

8 9

 

Ele é Xapanã!

Ele é Xapanã!

Ele é flecheiro atirador.

 

 

10

Ele é cabloco do mato.

Ó, viva Oxóssi, – é meu pai.

11

 

Ele é cabloco do mato.

Ó, viva Oxóssi, – é meu pai.

 

 

13

 

Oxóssi é Rei no Céu!

Oxóssi é Rei na Terra!

Ele não desce do Céu sem Coroa.

12

Ele não desceu do Céu sem Coroa

E sem a sua mungangas de guerra.

 Como toda Xirê (festa),tem participação coletiva de todos ,os Êres ,não ficaram de fora, pois eles são a energia infantil ligada aos Orixás.

14 15

 

São Sebastião! Santo Padroeiro!

São Sebastião!Santo Padroeiro!

16 17

 

Ilumina os filhos!E a mãe do terreiro!

Ilumina os filhos! E a mãe do terreiro!

18

 

Salve o São Sebastião!Salve!

Salve o Santo Guerreiro!Salve!

Nochê Hunjaí Emilia de Tóy Lissá nos disse que Oxóssi (Òsóòsi) é o deus caçador, senhor das florestas e de todos os seres que ali habitam orixá da fartura e da riqueza.

19

E o caçador veio, no Orí de  Pai Dinho de Azaká(vodum caçador, e muito raro) para receber a Saudação de todos os convidados,encantados e voduns presentes na Ilê.Em sua dança de ritmo “corrido”,simulando o gesto de atirar flechas para a direita e esquerda.Ele imita o cavaleiro que persegue a caça,num deslizar suave,e que as vezes pula e gira sobre si mesmo.

20

 

Seu Dia: quinta-feira.

Cor: azul-real e verde- folha.

Símbolos: ofá (arco), damatá (flecha), eruexim (rabo de boi).

21

 

Elementos da natureza: terra,matas e campos cultiváveis.                                                                       

Atributos de personalidade: paciência,curiosidade, cuidado da família.

23

 

Dominios: caça,agricultura,alimentação e fartura.

Alimentos preferidos e interditos: cabrito, javali ,coelho,faisão,milho e aluá de abacaxi e milho.

Depois da Saudação Pai Dinho de Azaká,falou ao Afinsophia sobre Oxósi no seu Orí( Coroa):

-Então: “ Azaká ou Oxóssi é o vodun ou Orixá que rege com todo prazer e satisfação ,minha Coroa ou Orí.Sua saudação na Mina é : Oke Wou.A Mina é muita importante na vida porque: Primeiro é o culto de minha querida Mãe,que escolheu como religião dela.E pó tantas coisas passadas, aprendi muito com ela. A Mina é a Nação na qual me identifiquei e casei com ela com as confirmações de meus Voduns ou Orixás. Hoje não sei nem definir a felicidade que sinto de ser um Vodunsi-re ou Graduado na Nação Mina Gegê-Nagô. Amo minha Mãe carnal e de Santo Nochê Mãe Emilia de Tóy Lissá.Amo meu Ilê ou Casa de Santo Ou Centro de Tambores.amo meu Vodun ou Orixá: Tóy Azaká ou Pai Oxóssi. Amo meu caboclo ou encantado: Seu Coly Maneiro, codoense do Codó”.

24

 

Òké Wou!! Òké Wou!!

Salve O Santo Guerreiro!Salve!

Salve São Sebastião!Salve!

Salve o dia de Hoje!Salve!

Salve Pai Oxóssi!Salve!

 

PROFESSORES DO ENSINO PÚBLICO DO AMAZONAS REALIZAM MANIFESTAÇÃO CONTRA OS GOVERNOS ESTADUAL E MUNIICIPAL POR SE SENTIREM LESADOS

IMG-20150112-WA0007A educação é um caso de política. Não confundir: não é um caso de polícia. Caso de polícia é da ordem marcadora de poder, vigiar e punir. Atos do super-eu. Manutenção de um estado de coisa já constituído. Educação é ato do eu. O eu livre e criador. Criação de novos saberes que se transformam em dizeres transformadores do estado de coisa constituído propulsor do caso policial. Entendimento-criador da objetividade dominante que impulsiona a transcendência-dialética.

Embora haja um sentido cômico nessa diferenciação entre caso de política e caso de polícia, todavia, no caso do Amazonas a educação pode ser assemelhada com o segundo caso. Porque, historicamente, a educação no estado do Amazonas sempre foi tratada como uma forma policial de manutenção do estado de coisa estabelecido. Por tal realidade, nunca houve nenhum governo, tanto estadual como municipal, capaz de entender que educação é um caso de política. Daí, os governantes indicarem para o cargo de secretário de educação, indivíduos capazes de manter o estado de coisa determinado.

IMG-20150112-WA0016Os secretários bem estabelecidos em seus valores molares, valores como defesa de seus estados sedimentados, respondem muito bem para os propósitos alienantes dos governantes. Eles não sabem que a educação é um devir poiético que se atualiza como práxis. Como não têm esses conhecimentos e essas vivências eles são personagens perfeitas para as perspectivas dos governantes que também estão malogrados quanto esse devir. Para entender melhor o que é essa ignorância basta ouvir e analisar a linguagem dos governantes e dos secretários. Nenhum código-linguístico que exprima a educação como filosofia-política. Somente uma linguagem muito bem sedimentada em códigos-burocráticos-administrativos. Nada de corte-esquizo que possa proporcionar uma educação-produtora de novas formas sentir, ver, ouvir e pensar.

DA PATOLOGIA DA EDUCAÇÃO NO AMAZONAS

IMG-20150112-WA0002 IMG-20150112-WA0003 IMG-20150112-WA0004 IMG-20150112-WA0005Essa patologia educacional é responsável pela miserável realidade que o ensino público no Amazonas se mantém. Tanto o ensino público estadual quanto o municipal encontram-se nos últimos lugares nas avaliações proporcionadas pelo Ministério da Educação sobre o desempenho das escolas no Brasil.

Mas é fácil de entender, mas impossível de aceitar, no seguimento governamental no estado do Amazonas e no município de Manaus, não há mudança de ideário político. No governo estadual predomina um modelo inaugurado antes da ditadura e que foi fortemente resguardado por todos os governadores que passaram como, também o que se mantém. O mesmo ocorrendo com o município. Todos os prefeitos desconheciam os princípios filosófico-político da educação da mesma forma que o prefeito atual Arthur Neto, do partido da burguesia-ignara, PSDB, desconhece.

MANIFESTAÇÃO E ARGUMENTOS DOS PROFESSORES

Entendendo que educação é um caso de política e não de polícia, os professores das duas redes de ensino público se reuniram ontem, dia 12, em uma manifestação contra os governos estadual e municipal exigindo que seus direitos sejam respeitados, já que eles estão se sentindo lesados pelas autoridades responsáveis. Segundo declarações dos professores, o pagamento do Fundeb, que é um direito federal criado pelo governo Lula, não foi pago. Para os professores deve ter ocorrido desvio dessa verba para uso nas campanhas politicas e outras promoções que visavam esse mesmo fim.

IMG-20150112-WA0006 IMG-20150112-WA0008 IMG-20150112-WA0009 IMG-20150112-WA0010Para defenderem seus argumentos, os professores citaram o caso, triste, mas cômico, dos milhares de “salgadinhos” que foram comprados por preço faturado para serem distribuídos nas reuniões da secretaria de educação do estado como cabo eleitoral. Outra suspeita em relação ao não cumprimento de seus deveres pela secretaria de educação do município, eles indicaram a campanha eleitoral do deputado Arthur Bisneto, filho de Arthur, todos envolvidos na névoa-familiar iniciada pelo avô e bisavô, que foi eleito deputado federal pelo mesmo partido da burguesia-ignara com o maior número de votos. Os professores afirma que foram inúmeras reuniões da prefeitura com diretores de escolas e professores cabos eleitorais compromissados com a eleição do Bis. A mesma prática usada por Zé Melo o candidato ao governo que era vice de Omar Aziz, o governador anterior.

Para os professores risível prática “filosófica-política” das autoridades.

HANNAH ARENDT E A AUTORIDADE PARA SER AUTORIDADE

Uma digressão para um pouco de Hannah Arendt que se sentia mais professora do que filósofa. Hannah Arendt afirma em sua obra Condição Humana que autoridade são todos seres que agem através da razão. Ou seja, são praticantes dos princípios fundamentais da razão que criam uma vida coletiva política solidária. Por isso, para ela, quando a razão falta se alojava a tirania, a força do poder. O perigo para o movimento das instituições que representam os desejos de todos em uma democracia. Seguindo Hannah Arendt, como o a educação no Amazonas não é um caso de política não há autoridades responsáveis por ela nas secretarias do estado e do município.

IMG-20150112-WA0011 IMG-20150112-WA0012 IMG-20150112-WA0013 IMG-20150112-WA0014 IMG-20150112-WA0015É essa falta de autoridade sujeito-histórico racional que os professores têm que enfrentar para conseguir o restabelecimento de seus direitos. Como falta o pensamento de Hannah Arendt nesses governos, os professores não podem e nem devem se submeter à força. E para isso têm que sensível e racionalmente tentar produzir o diálogo entre a classe para concretizar diretamente com os governos, mas sem se deixar prender nas linguagens deles.

Obrigação de Odún Itá no Ilê Axé Arawé Ajúnsún do Babalaorixá Frank de Obaluaê Ajagún

Para o Babalaorixá Frank de Obaluaê Ajagún cabe, por meio dos ritos,acumular,fortalecer e distribuir o axé dos orixás a seus filhos-de-santo e quaisquer outras pessoas que eventualmente recorram aos orixás em busca de ajuda.

1

Para que  possam ser saudáveis,prósperos,felizes e realizados, para que tenham vida longa e possam viver em paz e em equilíbrio com os orixás, isto é , com a natureza e sociedade.

2

E os pontos  em iorubá,foram cantados para chamar e saudar…

3

Os Orixás,acompanhados pelos Alabês, ao toque dos Tambores e Agogô.

4

A Ekédi Cassiana de Oyá puxando a entrada do ponto central do ritual

5 

E vieram as saídas do yaô Dionnes de Oxúm, para cumprir sua obrigação de Odún Itá.

6

 

A primeira, a saída de Yaô,mostrando a comunidade do candomblé que permanece na condição de Yaô, até atingir maior idade espiritual no axé.

7

 

A segunda,já vestido com roupas que demonstram sua idade(três anos),fios de contas de miçangas,moca,senzalas e gorro.esta saída mostra que o Yao atingiu meia idade dentro do candomblé,mas não se torna Babalorixá

8

Para a chamada de santo( Oxúm), acompanhado pela presença do Babalorixá Ribamar de Xangô.

9

Nesta mesma saída foi invocada a Orixá Mor de Dionnes:Oxúm.

10 11

Os filhos-de-santo iniciados para dançar e permitir que os orixás …

12 13

…se manifestem em seu corpo,

14

Com o toque do Adejar

15

Durante o transe se manifestar no Yaô Dionnes de Oxúm.

16

Preparando seu corpo para chegada da bela Oxúm.

17

E os Orixás foram se manifestando nos filhos da casa.

18 19

Amparados pela Cassiana de Oyá.

20 21

Ao canto dos pontos de afirmação

23

Ao ritmo dos toques dos tambores,agogô dos Alabês!

24 25

Antes de ser  recolhido ao quarto de santo,para a sua terceira saida, o Babalorixá Frank explicou que  Dionnes de Oxum iniciou-se em uma outra casa de axé, depois migrou para seu Ile.No ano de 2013 pagou obrigação de um ano com ele e em 2014 deu sua obrigação de três anos.

26

Ela saiu para terceira saída – Oxúm, já vestida adequadamente de branco,dançar para homenagear Oxalá,ser saudada pelos presentes…

Òróré Yéyé!

Òróré Yéyé!

27

Oxum Mariou

Oxum Mariou

Ariarou, ariará

Ariará,ariarou

28

Oh, Pomba branca

Pombinha de Oxalá

Oh, Pomba branca           

Pombinha de Oxalá

 

Oh, Pomba branca

Pombinha de Oxalá

Pombinha branca

De todos Orixás.

Na Nigéria mas precisamente em Ijesá,Ijebu e Osogbó, ocorre calmamente o rio Oxum, a morada da mais bela Iyabá, a rainha de todas as riquezas, a protetora das crianças, a mãe da doçura e da benevolência.

29 

No alto da cachoeira

Tem uma gruta do lado de lá

Tem um banquinho de ouro mamãe

Onde Oxúm vai se sentar

30

E ela se recolheu,. para sua saída de luxo.

31

E ela veio,para a quarta saída, dançando a ritualística sagrada dos Orixás.A deusa mais bela e mais sensual do Candomblé.

32Oxúm sai vestida com seus adereços:ade,ides,pulseiras e seu tão afamado abebé( espelho com cabo).

É a própria vaidade, dengosa e formosa,

33

Paciente e bondosa,mãe que amamenta e ama.

34

Um de seus oriquis, visto com mais atenção, revela o zelo de Oxúm com seus filhos.

35

Aué Baerissou

Aué Baerissou

É, é, é, nossa Oxúm

É, é, é, nossa Oxúm

36 37

O primeiro filho de Oxúm,chama-se Ide, é uma verdadeira joia,

38

Uma argola de cobre que todos os iniciados de Oxúm devem colocar nos seus braços.

39

Seu papel social-Rainha amante.

Cores: Amarelo e dourado.

40

Seu emblema ritual-leque-espelho(Abebé).

Dia: Sábado.

 

41

Símbolo: Água Doce( Rios,Cachoeiras,nascentes,lagos).

42

Domínios: Amor, Riqueza, Fecundidade, Gestação e Maternidade.

43

Ó ,rosa de ouro

Maxumbembé  maxumbenbá.

44

Olha maxumbambá

Maxumbambá oriá.

45

E ela dançou, graciosa e elegante.

46

Oxúm é Linda

Oxúm é Formosa

47

Oxúm é Dengosa

Oxúm é Bondosa

48

Oxúm é Paciente

Oxúm é Mãe

49

Vem Saravá

Vem Saravá.

50

E todos a  saudaram a rainha da Água Doce

51

Saravá !Mamãe Oxúm!

52

 

Axé! Mamãe Oxúm!

53

Saravá! Mamãe Oxúm!

54

Axé! Mamãe Oxúm!

5556

Oxúm é a segunda esposa de Xangó e representa a sabedoria e o poder feminino.

57

 

Então ela se recolheu ao quarto de santo,para seu esposo Xangó dançar,na coroa de Ricardo de Xangô.

58

 

E Babalorixá Frank o acompanhou em sua majestosa dança.

59

 

Eh…Xangó Maior!

Xangó da Lei Maior!

61

 

Pererá Xangó, na Calunga

Pererá, Xangó

Pererá nosso Pai

Toma conta de filhos caburé.

62 63

E todos os Yaôs dançaram para saudar Xangó Rei e justiceiro e a todos os Orixás.

64 65

Saravá Obaluaê!

Saravá Xangó!

Saravá! Mamãe Oxúm!

66

 

Axé!A Todos os Orixás!

Axé!A Todos os Orixás!

67

 Saravá! O terreiro de Ilê Axé Arawé Ajúnsún!

68 69

Axé!Filhos de Fé!

Axé!Filhos de Fé!

Festa do Tambor de Mina em Homenagem as Encantadas Sr.Dona Mariana na Crôa do Vodunsi Hè Rogério e da Toya Jarina na Crôa do Novichê Dorys de Navêzuarina.

Tambor de mina é o nome genérico que a religião afro-brasileira recebeu no maranhão e dali espalhou-se pelo norte brasileiro.

doris

Com a fundação do Kuerebentan Toy Zoma-dônu ( Casa de Nagô), de língua yorubana (Abeokutá),língua yorubá,cultuando voduns,orixás e gentis encantados  mas muito influenciada, esta última, pela Casa Jeje, além de outras casas tradicionais como o terreiro do Egito( Ilê Axé Niamê), o Terreiro da Turquia(Ilê Nifé Olorum), surgiu dessa fusão o Tambor de Mina.

doris0Segundo Pai Márcio as Casas de Thoya  Jarina cultua os encantados. A dona da casa é Tohya Jarina, da família dos lençol,comandante dos rituais de Tobossi e Princesas.Porém quem comanda a casa é a encantada Cabloca Mariana( a bela turca), da família da Turquia Vodunsi Hè Rogério fez a saudação.

doris1

Aos Orixás, Voduns,a Casa de Thoya Jarina,aos Babalorixá, Ialorixá ,as famílias de encantaria e demais convidados.

doris2

No tambor de mina, entre as principais famílias de encantaria são cultuadas:

doris3

A família do Lençol,Codó,Turquia,Bandeira,Gama,Juncal,Marinheiros,Surrupira e Matas.

E os pontos de saudação foram cantados …

doris4

Para as princesas turcas encantadas da Praia dos Lençóis (Maranhão).

doris5 doris6É cravo, é rosa, é manjericão

Chegou à bela turca

Pra bailar nesse salão.

É cravo, é rosa, é manjericão

Chegou à bela turca

Pra bailar nesse salão.

doris7

E os convidados foram bailando e cantando pontos em saudação e afirmação, preparando a chegada das encantadas…

O sino da Turquia já bateu

Bateu, apareceu e

A bela turca apareceu

O sino da Turquia já bateu

Bateu, apareceu e

A bela turca apareceu.

doris10 doris11 doris12Alabé segura o toque

Com Deus e a Virgem Maria

Alabé segura o toque

Com Deus e a Virgem Maria.

doris13Por Oxalá Meu Pai

Saráva Dona Mariana

Por Oxála Meu Pai

Saráva Thoya Jarina.

doris14

Tanto tempo que eu vinha.

Tanto tempo que eu vinha.

doris15

Chegou,chegou arara cantadeira.

Chegou,chegou arara cantadeira.

doris16

Chegou, chegou á cantadeira do mar.

Chegou, chegou á cantadeira do mar.

doris17

Lá na praia do lençol,

Lá três maresias faladas

Lá na praia do lençol,

Lá três maresias faladas.

doris18

É numa delas é numa delas,é numa delas que Thoya jarina é encantada.

É numa delas é numa delas,é numa delas que Dona Mariana é encantada.

doris19

Numa delas é numa delas,é numa delas que Thoya jarina é encantada

É numa delas é numa delas,é numa delas que Dona Mariana é encantada.

doris20

Toya Jarina é encantada  chegou na Crôa do Novichê Dorys de Navêzuarina.

doris21

Sr.Dona Mariana é encantada chegou na cabeça de Vodunsi Hè Rógerio de toy “Agadja Doçu Hato Poveço”.

doris22

Ela é uma florzinha miudinha

Tão pequenina

Nascida no pé de dendê

Ela é uma florzinha miudinha

Tão pequenina

Nascida no pé de dendê.

doris23

E o seu Rei é Sebastião.

doris24

Ou ele é

Ou ele deixa ser.

Ou ele

Ou ele deixa ser.

doris25

Na linha dos encantados,fornada por guias que já tiveram a experiência de viver neste mundo,com diferença,não sofreram o desencarne, e sim encantamentos.

doris26

As irmãs encantadas de Mina.

doris27Vamos saravar

Toya Jarina na exuberância de seus encantos.

doris28

Vamos saravar

Sr. Dona Mariana em sua fineza de princesa.

Saravar ao Tambor de Mina!

Saravar aos Voduns!

Saravar aos Orixás!!

Saravar aos gentis encantados!

Saravar aos  Irmãos de Fé!

Festa de Pomba Gira Maria Padilha no terreiro do Babalorixá Pai João Bosco

mae

Pomba gira ou Bombogira é um Exú feminino muito cultuado nas religiões afro-brasileiras. Uma entidade confundida erroneamente com o Diabo. Pomba Gira são entidades mensageiras dos Orixás. Possuem a função também de proteger o terreiro de Umbanda e seus médius. Habitando as encruzilhadas, cemitérios, passagens e vários cruzamentos entre caminhos e rotas, é a senhora das porteiras e entradas e saídas. Dentro da umbanda existem 32 tipos de pomba giras, sendo uma delas Maria Padilha.mae1

O Babalorixá João Bosco começou sua caminhada espiritual no Candomblé e na Umbanda em 1983, e em sua coroa, e seu terreiro, Pomba Gira Maria Padilha e recebida com festa.

mae2E as orações foram feitas,o tambor tocou,acompanhando os pontos cantados para exaltar a Umbanda Sagrada…

Umbanda é Fé

Umbanda é Caridade

Umbanda é Amor

Umbanda é Verdade!

mae3Meu pai Oxalá

É o Rei, venha nos valer

Velho Omulu

Atotó Obaluaiê

Atotó Obaluaiê

Atotó Babá

Atotó Obaluaiê

Atotó é Orixá

mae4Salve o Grande Hastarot

Saravá, Senhor Exu Guardião Tranca Ruas!

Saravá, Ogum Sete Lanças da Lei e da Vida!

Saravá Pai Ogum!

Saravá Mãe Iemanjá!

Saravá, Regente Oxalá!

Saravá, Umbanda!!!

mae5

E Exu Tranca Rua chegou..Essa entidade protege a entrada das casas de culto Afro-Brasileiras,nada se movimenta ou sai de uma casa para as ruas, nada chega ao seu destino de origem como nas matas e outros locais fora da cidade sem que antes sejam realizados oferendas á Exu Tranca Rua.

mae6

Exu Tranca Rua, só ele pode abrir uma fenda entre o mundo físico e o espiritual, trazer os espíritos que estiver sob seu comando de volta, só ele pode prendê-los para executar as tarefas que ele tiver necessidade para beneficiar o ser humano.

É o primeiro general do Senhor Exu Mor…

mae8

…Exercendo a mesma posição do Exu Marabo.

mae9

É o guardião dos Caminhos, vencedor de Demanda,aparador dos homens,lutador incansável, sempre de frente,sem medo,sem mandar recado.

 

O sino da Igrejinha faz: “Belém”,Blém”,”Blom”

O sino da Igrejinha faz: “Belém”,Blém”,”Blom”

mae11

Deu meia noite e o galo já cantou

Seu Tranca Ruas é Dono da Gira

Oi, corre gira que Ogum mandou

mae12

O sino da Igrejinha faz: “Belém”,Blém”,”Blom”

O sino da Igrejinha faz: “Belém”,Blém”,”Blom”

mae13

Ele é capitão da encruzilhada ele é, mas

Ele é ordenança de Ogum

 Ele é ordenança de Ogum

mae15

Sua divisa quem lhe deu foi Oxlá

Sua Coroa quem lhe deu foi Omulú

Salve o Sol!

Salve a Estrela!

Salve a Lua!

mae16

Saravá! Seu Tranca Ruas

Saravá!Seu Tranca Ruas

mae17     mae18

Que é dono o gira no meio da rua

Que é dono o gira no meio da rua

mae19

Enaê Emojubá

Enaê Emojubá

mae20

Saravá!

Saravá!

mae21  mae22

Ele se foi, deixando a entrada e a saída aberta para a sua mulher, Pombo Gira Maria Padilha participar da festa.

mae23 mae24 E ela foi recebida com festa pelos Babalorixá  e Ialorixá convidados para a festa,Mãe Shirley,Mãe Francy, a Terreiro Universal de Umbanda  Rosa dos Ventos e demais presentes e convidados.

mae25 Maria Padilha é uma feiticeira e adora vestir preto e vermelho, recebem pedidos e oferendas nos cruzeiros de chão como cemitérios.

mari26

Maria Padilha,

Rainha do Candomblé

Firma curimba

Que tá chegando mulher

mae26

Maria Padilha,

Traz linda figa de ouro

Traz linda figa de ouro

Oi sarava Rainha linda da Quimbanda,

Sua Proteção é um tesouro

Sua Proteção é um tesouro

mae27

Quando esta incorporada é muito dançante e alegre, espargindo seu perfume afrodisíaco no ar, fala alto e dá muita risada.Adora bebida Anis, farofa amarela e bolinhos de carne moída com pimenta,Recebe rosas vermelhas, cigarilhos e adereços de mulher.

mae28

mae29

La Royê!

La Royê!

La Royê!

Saravá!Salve!Salve! Todas as pomba Giras!

mae30 E ela toda enfeitada, trouxe seus convidados para a dança…

mae31

mae32

Lá vem mulher bonita,

Bonita e muito formosa,

Muito formosa e cheia de Rosas!

mae33Lá vem Maria Padilha!

Lá vem Maria Padilha!

mae34 mae35

mae36Com Perfume

Quero alegrar,

Os Filhos que tem Fé,

Quem me chamar

mae38 E as Pomba Giras Ciganas, chegaram incorporadas em suas exuberância e beleza.

mae39São 12 horas em ponto e o sino já bateu. Sei que nesta hora, pela força do vento e poeira vai subir,e com ela também subirá todo o mal que estiver no meu corpo, no meu caminho e na minha casa.Tudo se afastará da minha vida.É com sua força e Axé de Maria Padilha que meus caminhos, a partir deste momento,em que os ponteiros se separam, estarão livres de todos os males materiais e espirituais, pois a luz que clareia o caminho de Maria Padilha também há de clarear os meus caminhos, para isso estarei sempre na posse dessa Oração oferecida aos filhos de Fé da Umbanda.

E a Farofa de Ogum ( feita no dendê)foi oferecida aos convidados presentes a festa.

mae40Fafarofê! Fafarofá!

Fafarofê! Fafarofá!

mae41Come a farofa

Que o Ogum Vai lhe dar!

mae42 mae43Foi então anunciado o fim da festa, para se dar os parabéns a Pomba Gira Maria Padilha, para dar inicio ao Marabo , a meia noite já se aproximava.

mae44

Os parabéns, foram dados, por mais um ano da Pomba Gira Maria Padilha na coroa do Babalorixá Pai João Bosco.

mae45 E com licença de Oxalá,

Ina ele é mojubá

Exú Tranca Ruas!Salve!

Ina ela é mojubá

Pomba Gira Maria Padilha!Salve!

É mojubá!

Salve!Salve! Umbanda Sagrada!Salve!

Saudação a Ogum no Centro de Umbanda Maria Padilha

umbanda

Ògúnyê! Ògúnyê! Ògúnyê! Ogum Meu Pai!

Ele é soldado de cavalaria
Ele é soldado Damaciano
Ele é soldado da Virgem Maria
Ele é General de Umbanda,
Ele gira de noite e de dia.
Ele é soldado da virgem Maria.

umbanda1

Grande e Poderosa Oração ao Glorioso São Jorge
umbanda2

Chagas abertas, sagrado coração todo amor e bondade, o sangue de meu Senhor Jesus Cristo, no corpo meu se derrame, hoje e sempre.
Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge. Para que meus inimigos, tendo pés, não me alcancem; tendo mãos, não me peguem; tendo olhos, não me enxerguem e nem pensamentos eles possam ter para me fazerem mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão; facas e lanças se quebrem sem ao meu corpo chegarem; cordas e correntes se arrebentem sem meu corpo amarrarem.

umbanda3
Jesus Cristo me proteja e me defenda com o poder da Sua Santa e Divina Graça. A Virgem Maria de Nazareth me cubra com o Seu Sagrado e Divino Manto, me protegendo em todas as minhas dores e aflições e Deus, com a Sua Divina Misericórdia e Grande Poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos.

umbanda4

E o Glorioso São Jorge, em nome de Deus, em nome de Maria de Nazareth, em nome da Falange do Divino Espírito Santo, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, do poder dos meus inimigos carnais e espirituais e de todas as suas más influências e que, debaixo das patas do seu fiel ginete, meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós, sem que se atrevam a ter um olhar, sequer, que me possa prejudicar.
Assim seja com o poder de Deus e de Jesus e da Falange do Divino Espírito Santo. Amém!

umbanda5

Ele é Jorge Guerreiro,
O Rei dos Feiticeiros
Feiticeiro como este,
Ainda estou pra ver
Ele gira no Encruzo,
É na Calunga também
Ele é um Rompe Mato,
Saravá Ogum de Lei

umbanda6

Deus toma de conta
Eu estou prestando conta
Salve a Paz!
Salve o Dia de Hoje!
Salve Ogum!

umbanda7

Os orixás, inquices, voduns e encantados são protagonistas das religiosidades de matrizes africanas são manifestações de Olorum ou Oludumare ( Ser Supremo).Criou e presenteou cada divindade para auxiliá-lo na grande obra da Criação do Mundo.Um dos seus filhos Ogum-regente dos minérios de ferro e tudo o que se faz dele e a guerra, ocupa uma dimensão fundamental da vida humana: o trabalho.Tem seu sincretismo católico, com Santo Antonio e São Jorge, tem correspondência com Deuses de Outros Panteões: Dos Gregos-Hefesto(forja) e Ares(guerra);Dos Romanos-Vulcano(forja) e Marte(guerra) e Do Egipício-Bastet(guerra).

Seu Papel Social, é agricultor e guerreiro.Usa como Emblema Ritual, faca(obé), instrumentos de ferro(aró), e como cores azul-real,verde-escuro.Seu elemento e a Terra, e seus Atributos de Personalidade são – determinação, inventividade,devoção ao trabalho.Seu alimento preferidos – cabrito, galo, inhame,feijoada.
Baixai, baixai, Ogum de Guia
Oh vem, com sua espada
Vem salvar os vossos filhos
Que se acham em agonia.

umbanda8

Pisa no Congo oh Cangira
Pisa no Congo oh Cangira
Ogun, seu canagira Mungôngo
Pisa no Congo oh Cangira.

umbanda9

Umbanda é uma religião que tem como essência ritualística o culto a Deus (Oxalá) e as divindades regentes das forças e em energias da Natureza, com suas sagradas vibrações. O “Cavalo”ou “Burro”(mediun), durante sua evolução em suas Coroas, seguem duas linhas de Orixás diferentes. Em uma encarnação a linha de Oxóssi, em outra na linha de Oxalá.

umbanda10

Nádia tem 40 anos de dedicação aos seus caboclos e encantados. Foi filha de Dona Carminha (Ialorixá já falecida).Tem na linha Branca da Umbanda seu Principio.Seus caboclos e encantados que sentam em sua coroa,são Preto velho,Nhô Gerson,Zé Pilintra das Almas, Zibamba, Dona Mariana,Jarina e Maria Padilha.Umbanda, é religião de fé,luz,caridade,esperança e primordialmente, de amor ao próximo.

umbanda11

Ogun é Orixá de Umbanda,
Na Umbanda ele é Pai,
Ele chega aqui na banda,
Pra seus Filhos Saravar,
E na hora da sua Gira,
Ele quebra todo o mal.

Ogum foi coroado por sua mãe Iemanjá. Ogum, é dono supremo, de demanda nas encruzilhadas…, chegou Preto Velho de Codó…

umbanda12

Saudando Ogum com sua sabedoria!

umbanda13

Bate tambor
Lá na Angola, bate tambor
Bate tambor
Lá na Angola, bate tambor
Bate tambor, Preto Velho de Codó!

Preto Velho de Codó!

umbanda14

…Nos Cemitérios, Seu Zé Pilintra das Almas chegou que incorpora em qualquer culto afrobrasileiro, caboclo, baiano, exu ou malandro.

 umbanda15

umbanda16

Na Calunga Grande (mar),nas matas em todos os lugares…Chegou Nhô Gerson,com seus conselhos e curas…

umbanda17
umbanda18 umbanda19 umbanda20 umbanda21 umbanda22

Chegou seu Zibamba, com sua alegria…

umbanda23

umbanda24 umbanda25 umbanda26

Dona Mariana apareceu dando conselhos, benção e rezas…

 umbanda27

Dona Mariana

umbanda28

Mariana!
Mariana!
Mariana!
Mariana!
Meus cabelos são de Ouro!
E a barra da minha sai
É bordada com Prata e Ouro!

 umbanda29

Eu fui a Baia
para pedir ao senhor do Bonfim!
Me ajude preciso de Paz e Saúde!
Eu fui a Baia
Pra pedir ao senhor do Bonfim!
Pedir pra que ele de ajuda-se
A Encontrar a Umbanda Eu Quero Ir!
umbanda30 umbanda31

Oi!Cadê!Cadê!
Meu cordão de Ouro!
É a cabloca mariana
O Colar de Ouro!
umbanda32 umbanda33

A Jurema quando chega no Reino
Alguma coisa ela vem buscar
Ela vem! Ela Vem!
Para levar filhos seus
Demanda
Ela vai levar!Oi Jurema!

umbanda34

umbanda35

umbanda36

Ogun meu Pai está Ronda
Ogun é Guerreiro de Umbanda
Salve Ogun General de Umbanda
Salve ogum Vencedor de Demanda

umbanda37

A Gira foi feita

umbanda38umbanda39Depois da Guerra Oxalá
O benzeu…
Centro de Umbanda Maria Padilha
Endereço: Rua Barcelos n 2206 – Praça 14 de Janeiro
Complemento: Próximo ao Colégio Primeiro de Maio.
Telefone: 092 3635-4411/9125-9136.

O TESTAMENTO DE JUDAS ANO 2014

Que tempo bom, amigos brasileiros! Que bom tempo de Páscoa! Tempo da passagem em meu amicíssimo Jesus Cristo. Transubstancial mudança sempre para melhor. Que alegria incontida de me encontrar novamente aqui no Brasil. Não podia ser diferente: eu amo vocês, brasileiros! E nesse tempo pascoal, tempo de Copa do Mundo, a maior expressão futebolística desse povo guerreiro que quer festa o ano inteiro. Tempo também de eleições. A festa democrática de um povo que soube suplantar uma ditadura desumana. Que tautologia a minha: toda ditadura é desumana.

É isso aí, amigos brasileiros! É isso aí, gente boa! É isso aí, gente fina! Aquela história mitificada e mistificada que inimigos de Cristo propagaram: que eu o traí por 30 moedas, não precisa mais tratar. Vocês já sabem o que verdadeiramente ocorreu. A história-real já explicou. Esse blog da Associação Filosofia Itinerante (Afin), também já explicou. Nossa luta era política. Cristo queria primeiramente a liberdade das almas individuais para depois realizar a liberdade coletiva. Eu pensava que deveria ser o contrário: a liberdade coletiva, primeiro. Errei. E feio, torcida brasileira!

Um povo não pode ser livre sem antes libertar sua alma individual. Cristo sabia disso. Esse o terrível medo dos imperadores romanos e judeus. O ladrão crucificado sabia dessa verdade. Barrabás, que era um militante político pró-Israel, também sabia. Barrabás, cujo sufixo aramaico Abbas, que significa pai, depois passou a ser o nome de uma banda sueca de rock romântico. Não é minha praia, mas fazer o quê? Por isso fizeram a propaganda para denegrir a Cristo e a mim. Todo tirano tem medo dos homens livres, por isso eles cultivam a escravidão. O medo do escravo é a grande segurança do tirano. Cristo era livre. Esse o medo dos tiranos. Para Cristo não havia dívida, não havia culpa para pagar, como quer Paulo. Nada de ressentimento, má consciência, remissão dos pecados, são invencionices dos que queriam Cristo como um tirano, como diz meu amigo filósofo Nietzsche.

Mas a verdadeira história já guardou em sua arqueologia o tempo verdadeiro da Boa Mensagem, e não a história mitificada e mistificada. Agora, se há ainda alguém que credita no tal do beijo da traição, para justificar sua ignorância, nada há o que fazer. Assim como não há o que fazer com alguém que acredita que 30 moedas poderiam comprar um Homem como Cristo.

A prova da trapaça histórica perpetrada pelos tiranos é a minha presença aqui junto de vocês. Se eu tivesse sido um traidor como eu estaria aqui no Brasil, com vocês, meus amigos, se esse é o país mais católico e cristão do mundo? Só se vocês fossem um povo otário. O que não é verdade. Se vocês fossem otários não teriam elegido o meu amigo Lula duas vezes e elegido Dilma, e não estriam prontos para reelegê-la. Quem é tão democrata assim, não é otário.  

Agora vou enunciar, com a permissão de todos vocês, o meu Testamento 2014. 

E agora preclaros brasileiros

Nesta festa pascoal

Vou abrir meu testamento

Com lembranças do bem e do mal

Porque amo esse povo

Desse país tropical.

Agora sem mais delongas

Vou enunciar meu testamento

Espero que cada agraciado

Mostre o seu contentamento

Pois se há coisa que não curto

É falta de reconhecimento.

 

Vou começar com minha amiga Dilma

Que governa com os sentidos e a razão

Por isso deixou-lhe inconteste presente

Sua comprovada reeleição

 

Ao meu companheiro Lula

Que faz tremer candidato afoito

Deixo-lhe a irrefutável realidade

Sua vitória em 2018.

 

Ao príncipe sem trono, Fernando Henrique

Campeão de rejeição

Deixo-lhe o Ulisses de James Joyce

Para lhe acompanhar na solidão.

 

Para o senador Aécio Neves

Candidato da ignara-burguesia

Deixo-lhe muito Sonrisal

Para tratar de sua azia.

 

Ao candidato Eduardo Campos

Socialista de fabulação

Deixo-lhe as orações de Marina

Para acalmar a frustração.

 

Para conspiradora TV Globo

Que todo dia perde audiência

Deixo a inteligência do povo

Para lhe levar a falência.

 

Para a trupe dos jornalistas reacionários

Que tramam contra o governo popular

Deixo-lhe o Troféu Cabo Anselmo

Para de sua missão se orgulhar.

 

Para a dublê de jornalista, Sheherazade

Apologista da tortura

Deixo a dignidade dos presos

Vítimas da ditadura.

 

Ao Paulo Henrique Amorim

Molière da ironia afiada

Deixo-lhe as virtudes de Serra

Uma fonte de piada.

 

Ao jornalista Mino Carta

Senhor de inteligência engajada

Deixo-lhe o elixir dos sábios

Para enfrentar a mídia depravada.

 

Aos companheiros da Carta Maior

A potência do jornalismo virtual

Deixo-lhes minha biblioteca

Inclusive a 1º edição do Capital.

 

Aos blogueiros-progressistas

Chamados pelos reaças de sujos

Deixo-lhes documentos inéditos

Que mostram quem são os ditos cujos.

 

Aos parlamentares calculistas

Que assinaram a CPI da Petrobrás

Deixo mais quatro anos pra Dilma

Pra eles curtirem seus ais.

 

Para burguesia-ignara

Cujo espírito é ambição e egoísmo

Deixo-lhe o fim de sua ilusão

A morte do neoliberalismo.

 

Aos médicos-burgueses

Defensores da medicina de mercado

Deixo-lhes o paciente do SUS

Feliz, confiante e curado.

 

Aos profissionais do Mais Médicos

Que os médicos-burgueses querem a destruição  

Deixo-lhes a fé inquebrantável

Praga de invejoso não pega em cristão.

 

Ao deputado Praciano

Que com o PT está frustrado

Deixo-lhe a essência do partido

Que ele não tem lembrado.

 

Ao prefeito Arthur Neto

Que se diz “orgulho do Amazonas”

Deixo o festival de buracos

Com Manaus enterrado em suas zonas.

 

Ainda para o prefeito do PSDB

Cuja administração é marketing puro

Deixo-lhe o quadro que lhe espera

Um fim de mandato obscuro.

 

E o transporte coletivo

Que por ele nada é feito

Reafirma mais uma vez

Que Manaus não tem prefeito.

 

Aos alienados professores de Manaus

Analfabetos políticos por opção

Deixo a inteligência dos estudantes

Para que mudem de profissão.

 

Para a imprensa do Amazonas

Submissa aos governadores

Deixo-lhe o calote desses

Para ver se criam pudores.

 

Aos ‘políticos’ do Amazonas

Que dos governantes são efeitos

Deixo o eleitor consciente

Para jamais sejam eleitos.

 

Para as igrejas pecadoras

Que exploram a fé do cristão

Deixo-lhes a falta de memória

Pra não lembrarem as palavras Deus e religião.

 

Ao ex-prefeito de Coari, Adail

Que se julga acima do bem e do mal

Deixo-lhe o julgamento preciso

Da Justiça Federal.

 

Em tempo de Copa do Mundo

Que para o brasileiro é paixão

Deixo-lhe o caneco de ouro

Embora não tenha seleção.

 

“Nem Cristo agradou a todos”

É o que se ouve falar

E eu como amigo Dele

Também não vou agradar

Por isso peço desculpas

A quem não pude presentear.

 

Porém prometo enviar breve

A lembrança a quem compete

Mas é preciso forçar o Senado

A provar o Marco Civil da Internet.

 

Agora acabo meu testamento

Impregnado de saudade

Mas crente que o brasileiro

Vai impor-se contra a maldade

Porque só ele pode produzir

A democracia com liberdade.

Beijos deste amigo iscarioticamente, Judas!

Festa dos Ogans

1904049_598957646857891_524925190_n

FESTA DO BLOCO AFRO

IMG_7648

Praticantes da umbanda, candomblé, macumba e ativistas da defesa da cultura afro-brasileira, se reuniram em uma festa de exaltação às cores, sons, danças e iguarias da África em cada um de nós. O objetivo, além de realizar parte do calendário, foi expressar junto à comunidade manauara a potência dos elementos culturais afro.IMG_7645 IMG_7649 IMG_7650 IMG_7651 IMG_7652 IMG_7653 IMG_7654 IMG_7656 IMG_7659 IMG_7661 IMG_7663 IMG_7664

O blog Afinsophia.com esteve presente com seus representantes cibernéticos e ouviu os enunciados de alguns presentes sobre suas atuações e a importância do culto as expressividades negras. IMG_7670 IMG_7672 IMG_7687 IMG_7689 IMG_7694 IMG_7696 IMG_7705 IMG_7714 IMG_7717 IMG_7721 IMG_7729 IMG_7733 IMG_7734

Segue as falas cada um do grupo.

“Eu trabalhei no MEC [Ministério da Educação] como diretora de diversidade, junto a lei 10639 com a educação etnoracial. Depois fui para presidência onde trabalhei na SEPPIR- Secretaria de Políticas de Promoção  da Igualdade Racial e agora voltei para o meu estado, o Espirito Santo, onde sou secretária de estado trabalhando na gestão. Dentro da minha secretaria tem a gerência de políticas públicas de igualdade racial. Nós temos umas coisas que o Amazonas ainda não tem como o Conselho estadual de promoção da igualdade racial, e umas políticas que avançaram um pouco mais. A gente veio fazer um diálogo com todos para ver se as coisas andam por que está tudo muito parado. Ontem viemos fazer uma conversa com as meninas do hip-hop e da capoeira e hoje viemos prestigiar o bloco, ver como as coisas vão andar para ver o que podemos articular , fazer as coisas acontecerem para poder ver as pautas de políticas públicas se instituírem. O que estamos vendo em Manaus é a pauta sendo tocada pelos movimentos sociais por que o governo não tem tocado nesta pauta etnoracial e o governo só anda sobre pressão. É muito importante que haja uma instucionalidade e vire política pública senão é muito difícil. E é lei, o Ministério Público tem que vir também fazendo a parte dele de cobrança, multa. O evento deste é importante para a questão da auto-estima, para as pessoas se reconhecerem, conviver melhor com sua negritude, ter este diálogo necessário por que geralmente as pessoas ficam muito separadas e também é o início de uma atividade coletiva que pode levar a outras atividades necessárias.” Leonor Franco de Araújo Sub-Secretária dos Movimentos Sociais do Espirito Santo.

“Sou mestrando em sociologia, professor de capoeira afastado, coordenador da Rede Amazônia Negra no Amazonas e estamos nos organizando hoje politicamente nesta discussão sobre o que se refere a cultura negra. Trabalhamos isto há tempos numa luta, onde nós precisamos mais do que nunca nos organizar, não só politicamente mas até religiosamente. Há lutas religiosas para que exista o Espaço sagrado dos Orixás para que haja nosso direito de ir até a natureza pra fazer o nosso culto que precisamos mas com preservação.  Eu concordo que Manaus cresceu, explodiu 30 anos pra cá, mas em sua maioria o povo de santo não acompanhou a explosão e a cidade engoliu as casas de terreiro, assim como engoliu os lugares sagrados,  tribos indígenas… Hoje queremos ter um espaço para que as pessoas possam fazer suas oferendas, o Espaço Sagrado ligado a sustentabilidade. Em 2006, eu e vários babalorixás e ialorixás fechamos a câmara municipal brigando por um espaço nosso, o Parque dos Orixás e o projeto não entrou em tramitação por que o estado pensa que ele não pode dar espaço algum pra entidade religiosa que é nosso caso, sendo que o que mais tem é áreas públicas sendo invadidas por pessoas de outras religiões“ Balalorixá Marlon Seabra.IMG_7674

“Fui feita no Rio de Janeiro, mas hoje sou filha de santo do Pai Geovano de Oxaguiã. Acho importante aqui esta renovação, tem muita coisa acontecendo . Vejo que as práticas também tem que ser preservadas por que hoje a tradição está sendo estilizado de acordo com que as pessoas pensam. O candomblé não tem que se adequar ao comportamento, o comportamento é que tem que se adequar ao candomblé por que é lá que a gente aprende a respeitar os ensinamentos que o candomblé passa e isto está sendo deturpado.  Eu quero resgatar as paramentas originais, com o tempo que você tem pra confeccionar e preparar um Yaô, as roupas de ração tem que ser caracterizadas pela tradição. Eu sou a favor da construção das paramentas no momento em que você vai recolher. Ai como psicóloga confronto esta produção com a questão da terapia ocupacional. Além disso quero pesquisar o comportamento do filho de santo na sua casa.

Também, se nós estamos preocupados com a sustentabilidade e meio ambiente cabe as pessoas de todos os terreiros discutimos as práticas e oferendas, mas também fiscalizar. O que é preciso? Vamos discutir o que é preciso. Cada barracão tem que ter sua comissão formada pela hierarquia. Eu não tenho medo por que eu sei a raiz que eu vim, eu sei da importância da religião, da descendência desta ancestralidade, eu sei exatamente o que eu quero dentro do axé e o que a partir dele quero tentar desenvolver. Mas não sei das brigas que vão vir pois tudo é momento e oportunidade. Acho que o primeiro passo é este encontro e antes de tudo temos que congregar.”

 Ialorixá Jhett Frota esposa do babalorixá Antônio D’andeú. IMG_7710

“Sou de Recife e vim trazer minha força junto ao Ganga Zumba quando fui convidado. Faço trabalho social e faço parte da casa Ilê Axé Oxum Agemum Iá Lê Mim de Mãe Nete e Pai Léo, e lá fazemos trabalho com cultura como coco de roda, oficina de costura, de corte de cabelo, dança afro, Bloco do viramundo (que sai agora dia 16),grupo de coco Chinelo de Iaiá, Coco de umbigada, e lá a casa não para, sempre agitando e tentando resgatar as raízes. Lá toda terça-feira tem a terça negra com grupos de afoxé, maracatu, hip-hop no pátio de São Pedro. Vim aqui compartilhar experiências e presenciar e ver. Percebi que o racismo aqui está mais forte que lá, tem racismo até dentro das casas de terreiro que tem aqui. Um evento deste fortalece muito e mesmo sendo trabalho de formiguinha, é um começo que o pessoal tem que insistir. E tem que começar dentro da casa mesmo, fazer com que os tomates podres não estraguem a caixa toda. Mas aqui se eles lutarem, criando eventos“ Jurandir de Recife IMG_7722

Grafiteiros participantes dos dois dias de eventos: Tiao da Bahia, Denis, Vanderlan, Sub, Brook, Atena, Kizy, Ina, Arab, Nois, as crews 3R, UDS (Usuários do Spray), GF (Guerreiros de fé), VAN (Violência Artística Nacional).

GAMGA ZUMBA-INSTITUTO DE MOBILIZAÇÂO E ESTUDOS AFRO AMZONICO BLOCO AFRO GAMGA ZUMBA

afro

Missão

Desenvolver trabalhos para a promoção da cultura afro-brasileira. Tendo como objetivos resgatar a autoestima e o orgulho dos afro-brasileiros, valorizar e divulgar a cultura do povo negro, Cidadania defender e lutar para assegurar os direitos civis e humanos dos marginalizados.

Na visão de conscientizar, trabalhar a autoestima, a nossa cultura nas comunidades e levar o resultado dessas oficinas para serem apresentados no processo do carnaval.

Trabalhar oficinas de percussão dentro de programações, no intuito de desenvolver educação e qualificação para o mercado de trabalho. Onde a comunidade possa aprender a brincar, restaurar instrumentos percussivos que são fundamentais para os ensaios e profissionalizar pessoas

Justificativa

Por muito tempo os seguimentos Afros permaneceram dispersos em sua atuação no Amazonas: Capoeira, Hip Hop, Grafite, Rap, Samba, Maracatu, Tambor de Crioula, Maculêlê, movimento das religiões de matrizes africanas, etc. A criação do Bloco Afro tem a intenção de unir todos esses, que trabalham para propagar e difundir a cultura Afra Brasileira e Africana, numa noite cultural, com apresentações de dança e musica. O Bloco se estabelecerá Na escola de Samba Vila da Barra ( Bairro da Compensa-Avenida Brasil) e trabalhará em conjunto com o Projeto Gamga Zumba, trazendo e trabalhando com a comunidade, durante o ano inteiro, com oficinas, seminários e encontros comemorativos e formativos. Através da Lei 12, que estabelece maior equidade entre os seguimentos artístico, cultural e desenvolver a cidadania para uma sociedade mais justa e respeitosa, garantido pelo estatuto da igualdade racial.

Objetivo Geral

Da maior visibilidade e resgatar a cultura Arfo Brasileira e Africana no estado do Amazonas

Objetivo específico

  • Trabalhar oficinas de percussão
  • Trabalhar Dança Afro
  • Realizar oficinas de Grafite e Hip Hop
  • Formar lideranças do Movimento negro em relação à temática
  • Realizar rodas de conversa sobre educação étnica Racial
  • Trabalhar em parceria com as escolas públicas por meio da Lei 10.639/03

Dia:09/03/2014.

Horário: A partir das 14h00min.

Contatos: India Neves (92) 94400080-Email:nathivadanny@hotmail.com.br

Luiz Fernando: (92) 9212-3564

 

MANAUS, MANAUS, MANAUS… DESPERTA, MANAUS!

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Hoje é dia 24 de outubro de 2009. Em 24 de outubro de 1848, a Lei Nº 145, promulgada pela Assembleia Provincial do Pará, instituiu Manaus como cidade com o nome Barra do Rio Negro. Entretanto, foi exatamente em 4 de setembro de 1856, que se instituiu como cidade de Manaus.

Em decorrência de posições antagônicas políticas e econômicas que pretendiam maior independência local para se livrar das decisões vindas do Pará, em 5 de setembro de 1850, o Imperador Dom Pedro II sancionou o projeto aprovado pela Câmara, criando a Província do Amazonas.

Na luta pela independência do Amazonas, destacou-se um personagem: João Batista de Figueiredo Tenreiro Aranha. Visto pelo Império como um homem de confiança, foi nomeado pelos colonizadores em 7 de julho de 1851, tornando-se governador da Província do Amazonas. Hoje, nos livros didáticos, considerado o primeiro governador do Amazonas.

As lutas política, econômica, social e cultural para tornar o Brasil República alcançaram seus objetivos em 1889, quando o Brasil tornou-se uma República Federativa. Foi assim que, em meio a essa nova realidade política brasileira, o Amazonas livrou-se do julgo da condição de Província, passando a ser Estado.

MANAUS, QUE CIDADE!

A Terra, como planeta errante, está duplicada em Substância-Natureza-Naturante e Cultura. A Cultura é a produção humana emergida como produto criativo dos sentidos e da razão. Embora o homem seja natureza, seus atos estão mais relacionados aos seus objetos e ideias culturais. Cultuando os significados culturais, ele os toma como sua própria vida e reage de acordo com esses enunciados.

Esta semana, em Manaus, as escolas, órgãos do governo e entidades particulares se esmeraram em cultuar a data considera como de comemoração do aniversário da cidade. Os professores mandaram os alunos pesquisarem sobre a história de Manaus, os órgãos governamentais estimularam seus agentes com a névoa manauara, assim como as entidades particulares. Uma espécie de memória orgulhosa de seu passado. Mas há uma certa ironia neste passado orgulhoso. Foi exatamente a natureza quem proporcionou o elemento que iria dar à cidade a sua face cruel. Iria mostrar o quanto é fantasiosa essa cultura. O badalado ciclo do látex, também conhecido como ciclo da borracha. A borracha, que serviu muito para seus exploradores, mas não serviu para apagar a memória do sofrimento causado nesse período.

Triste tropicalidade. Um clima e uma vegetação mostram a tara das classes exaltadoras da cultura. A Manaus-Paris foi construída sobre os sofrimento dos índios, caboclos, mestiços e nordestinos para fazer valer as fantasias e os delírios capitalistas no fim do século XIX e começo do século XX.

E é exatamente esse fator passado cruel que mais domina a consciência social de grande parte dos manauaras, principalmente dos governantes. A Paris que nunca fomos. A não ser em nossa imaginação colonizada, que não nos permite sequer elevar-nos à condição de província. Manaus, triste trópico, que, não tendo a alegria para comemorar, comemora a dor.

Que memória a nossa! Um passado que alcançamos porque não somos felizes hoje. Em nós, o filósofo Nietzsche é confirmador: “Apenas o que não cessa de causar dor fica na memória”.

Então, passeemos com essa memória. Deleitemo-nos com essas fotos da arquitetura cidade-fantasma em nossa pós-modernidade urbana do “novo” fantasmal.

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

Fotos: AFIN

PÂNICO DA JOVEM PAN FAZ DUO DE SABERES COM MARA MARAVILHA

marampb3

A ex-cantora e apresentadora de televisão laica – ou profana? -, concorrente da Xuxa na cacocomunicação infantilizada – paralisia cognitiva da infância -, no momento cantora gospel, Mara Maravilha, em entrevista ao programa pânico de hoje, dia 20, fez duo de saberes com a equipe de Emílio, o apresentador-mor da edição.

Em clima de total descontração musical e intelectual, o duo foi contagiante em harmonia de saberes. Todavia, o programa não fez jus ao seu nome: Pânico. Não causou pânico, apenas se mostrou como realmente é: previsível. Mesmo com toda contribuição dada pela sagrada entrevistada.

Mara Maravilha, entre redenção e lucro, comentou que com tantos discos lançados jamais antes fora premiada. Pontuou sua transição da música laica para a gospel e sua descoberta de Deus. O quanto Ele lhe mostrou o caminho do amor, da paz e da solidariedade. Disse que continua amando as crianças, que fazem parte do objetivo de suas canções teológicas.

Com tanta harmonia pânica, chegou o momento da catarse do programa. Mara Maravilha, maravilhada com seus iguais, deu-se ao luxo de conjecturar origens, gêneses, como falou. Entre névoas diabólicas, afirmou que quem criara a música fora “Lúcifer, o grande regente”. O anjo mais belo na hierarquia de Deus, e que cobiçava seu lugar. Segundo Mara, Lúcifer regia para seduzir as almas e levá-las para o inferno, onde havia “caído”, de acordo com a vontade de Deus.

PARA MARA E PÂNICO, GUTENBERG INVENTOU A ESCRITA

Mas o melhor estava para acontecer. Mara se fez professora de História do Jornalismo. Afirmou que quem inventou a escrita fora Gutenberg. “Quem estudou jornalismo sabe disso”, afirmou convicta, acompanhada por seu backing-vocal. Disse que, a partir da invenção da escrita por Gutenberg, a palavra de Deus pode ser levada até o povo; antes só os governantes, sacerdotes e profetas conheciam. Também com a escrita foi possível a arte de Lúcifer, a música, ser divulgada com o objetivo de seduzir as almas. Assim, é possível divulgar músicas que fazem apologia às “lésbicas, homossexuais”. E o backing vocal sem pânico, só em harmonia, com seu “humor” tira broncas da limitação intelectual.

Ao contrário do que possa imaginar o purista, a questão não é ser sábio da cultura inútil. Saber que Johann Gutenberg inventou a prensa lá para as bandas dos 1450, aurora das novas subjetividades nos discursos renascentista, iluminista, reformista, capitalista, “morte de Deus”. E que, se a escrita tivesse sido inventada no século XV, não haveriam as filosofias antigas e muito menos a Bíblia, livro sagrado da Mara/Pânico. E, de quebra, tudo que os sumérios, mesopotâmicos, egípcios, gregos e romanos escreveram também não existiriam. A questão é que a Mara e o Pânico podem influir no resultado da avaliação de alguns estudantes que vão participar do Enem. Vai que eles faltaram a aula de História Geral sobre o conteúdo “Transformação do Mundo Ocidental a partir de Gutenberg”, e apareça na prova a pergunta: “Quem inventou a escrita?” E eles, como escutaram o Pânico/Maravilha, vão responder: “Gutenberg”. Resultado: Bomba, meu! Quantos a menos nas universidades públicas?

Ouvintes do Pânico não suspeitam que o humor apresentado na Jovem Pan é o mesmo do Caceta: sem vigor. Sustentado por discriminações, preconceitos, culpas, ressentimentos, rancores, a re-cognição da “besta loura”, como afirma Nietzsche. Como também não suspeitam que a tentativa de caricaturar Lula, com o personagem “Molusco”, é um recurso próprio de quem esconde sua limitação intelectiva. Pior ainda, não suspeitam que o Emílio, comandante do Pânico não é o Emílio, educando, do filósofo Rousseau. Também nada a ver com o cantor Emílio Santiago. Assim, de insuspeita em insuspeita, estes ouvintes, crentes do Pânico/Mara, estão pebados no Enem.

Nesta cacopedagogia do purista, a cultura inútil não serve para nada. Saber que Gutenberg inventou a prensa e não inventou a escrita, obra dos sumérios, não move o mundo. Só move a masturbação do professor que goza ao reprovar um aluno que não respondeu certo sua pergunta inútil. No mais, o Pânico foi previsível em duo com Mara. “Palmas para dar IBOPE” (Ednardo)!

MERCEDES SOSA, A CANTORA REVOLUCIONÁRIA, MORRE AOS 74 ANOS

Mercedes_Sosa

Haydé Mercedes Sosa nasceu no dia 9 de julho de 1935, na cidade de San Miguel de Tucumán. Com 74 anos e uma trajetória de 60 anos, ela transitou por diversos países do mundo e deixou um grande legado”, diz a nota publicada pela família da cantora argentina.

Quem viveu, viu. Quem viveu as ditaduras perversas e sanguinárias das décadas de 60, 70 e 80 nas Américas Latinas conheceu o canto engajado nas terras latinas, que fez vibrar corações rebeldes ávidos de liberdade, de Mercedes Sosa.

Quem viveu, viu. Um bumbo perturbador de uma nativa cujo som ultrapassou continentes feridos em seus corações pela força das armas dos imperadores do capital.

Quem viveu, viu. Uma mulher vibrando nas multiplicidades das idéias do amor liso sem fronteiras.

Quem não viveu pode ouvir e aplaudir o som das entranhas das terras libertas.

VIVA MERCEDES SOSA!

APÓS CIRURGIA NIEMEYER SE RECUPERA BEM

Após se submeter a uma cirurgia para retirada da vesícula através de laparoscopia, o arquiteto, construtor de Brasília, juntamente com seu amigo Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, no auge de seus bem vividos 101 anos, segundo o boletim médico, passa bem.

A cirurgia acabou às 14:30h, foi bem sucedida e transcorreu sem complicações. O arquiteto está lúcido e deve permanecer em observação por 48 horas no CTI do hospital”, informou o boletim médico, que também notificou que não há tempo previsto para a alta de Niemeyer.

Niemeyer, que lançou a pouco tempo o livro “Niemeyer 1999-2009”, uma síntese dos dez últimos anos de sua obra, e mais o quarto volume da revista trimestral “Nosso Caminho”, que edita junto com sua mulher, Vera Lúcia, deve, ainda este ano, concluir dois grandes projetos: uma torre de 60 metros em Niterói e o prédio que em Argel abrigará uma Biblioteca Árabe Sul-Americana.

Espera-se que Niemeyer se recupere logo, para que em dezembro, no dia de seu aniversário, possa comemorar, com muita felicidade, alegria e desejo seus 102 anos de imbatível comunista do Velho PCBão.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4.244.547 hits

Páginas

setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos